Políticos se articulam para comandar PSDB com possível saída de Brandão

O vice-governador Carlos Brandão (PSDB) deve mesmo deixar o partido e se filiar ao PSB do governador Flávio Dino. Isso para tentar apoio e formar palanque com o PT no Maranhão. Essa possibilidade aguça nomes da política maranhense, que se movimentam para ter o controle da legenda, assim que o tucano se desfiliar de fato.

O deputado Wellington do Curso, que integra a legenda, e a ex-deputada Andreia Murad (MDB) estão se articulando.

Com a possibilidade de uma federação do Cidadania com o PSDB, a senadora Eliziane Gama é também candidata a ficar com o controle partido. Inclusive, há debates bem adiantados no cenário nacional. E ela parece estar concordando com a ideia. O diretório estadual do partido havia declarado apoio à pré-candidatura de Brandão, mas agora os planos deverão ser outros e a legenda aguarda as definições em nível nacional.

Wellington do Curso e Andréa Murad são outros que estão de olho na legenda e já conversam para comandar o PSDB no estado. Eles estiveram em Brasília, reunidos com o presidente Bruno Araújo, do diretório nacional. Discutiram medidas de fortalecimento do PSDB com as candidaturas estaduais, federais e majoritárias ao governo do Maranhão e senado; e claro, os rumos para 2022, que incluem mudanças de comando.

Postagens relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.