Presidente dos Correios também anuncia saída após críticas públicas de Jair Bolsonaro

O desligamento acontece cinco dias após o presidente Jair Bolsonaro anunciar que ele seria demitido

O presidente dos Correios, general Juarez Aparecido de Paula Cunha, acaba de anunciar seu afastamento do cargo. Pelo Twitter, o general afirmou que o saldo de seus sete meses no comando da estatal foi “muito positivo”. O desligamento acontece cinco dias após o presidente Jair Bolsonaro anunciar que ele seria demitido da empresa após ter se comportado como um “sindicalista” quando foi ao Congresso, segundo o presidente.

“Caros amigos! Hoje me afasto dos Correios. Foram 7 meses de alegria, obtivemos excelentes resultados, conduzimos a recuperação da Empresa e fizemos grandes amigos. Saldo muito positivo e a certeza que vocês continuarão no cumprimento da missão. Um abraço a todos!”, escreveu o general no Twitter.

Segundo Jair Bolsonaro, Cunha “foi ao Congresso e agiu como sindicalista” ao criticar a privatização da estatal e tirar fotos com parlamentares da oposição. “Aí complica”, disse Bolsonaro em café da manhã com jornalistas no Palácio do Planalto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *