PSDB deve ter candidato a governador, diz Wellington do Curso

O deputado estadual Wellington do Curso (PSDB) informou que a legenda deve ter pré-candidato próprio ao governo do Maranhão para as eleições deste ano com ou sem o vice-governador Carlos Brandão. A fala foi dada em entrevista ao programa de rádio Ponto e Vírgula, nesta quarta-feira (26).

A novidade divulgada pelo deputado foi o convite do partido nacional, feito à a ex-deputada Andrea Murad (MDB), para ser pré-candidata ao governo, mas ainda não deu a resposta. “Recebemos esse convite. Ela ficou animada com a possibilidade. Uma jovem, inteligente, atuante como deputada estadual, um grande nome que temos e ela tem meu apoio para essa pré-candidatura”, frisou Wellington do Curso que também se colocou como um dos postulantes a assumir o PSDB, caso se confirme a saída de Carlos Brandão da legenda.

“O vice-governador Carlos Brandão terá que se decidir. Hoje, estamos trabalhando a reconstrução do partido, nacional e estadual. Nesse sentido, fomos convidados a reunir com a presidência da legenda e levarmos o cenário do estado. O PSDB hoje, no Maranhão, está totalmente abandonado. Então, ele precisa decidir se continua no PSDB ou se sairá para ter o apoio de Lula. Saindo da legenda, ele não terá mais decisão sobre nada e lançaremos a candidatura majoritária ao governo”, disparou o deputado.

O parlamentar foi mais além, esclarecendo que a legenda terá um novo roteiro com a saída de Brandão. “O PSDB não vai mais ser acessório. Não vai  ficar agregado. Não vai ser ‘barriga de aluguel’”, cutucou.

Ele criticou o senador Roberto Rocha (sem partido), que, em sua avaliação, prejudicou a legenda durante sua permanência. “De 217 municípios, temos apenas quatro prefeitos e nenhum foi eleito pelo PSDB, nem com apoio do senador Roberto Rocha. Ele nada fez pelo partido quando esteve no comando. Nada fez e perdemos espaço”, apontou.

Postagens relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.