“Quem deve desculpas à Educação do Maranhão é o governo Roseana”, rebate Othelino Neto

Deputado disse que a  conquista do curso
de Direito da Uema merece aplausos

O deputado estadual Othelino Neto (PCdoB) disse, em pronunciamento nesta quarta-feira (09), respondendo a declarações do governista Roberto Costa (PMDB), que quem deve pedir desculpas à Universidade Estadual do Maranhão (Uema) e à Educação do Maranhão não é a oposição, e sim o governo do Estado que não faz os repasses necessários para investimentos na instituição de ensino superior.


Com relação ao destaque que o curso de Direito da Uema teve na última avaliação do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade), o deputado disse que  a conquista  merece todo aplauso e elogio da oposição e que estão de parabéns os estudantes, a Coordenação do curso e o reitor da Universidade, José Augusto Silva Oliveira.


“O que queremos, deputado Roberto Costa, é que todos os cursos da Uema tenham nota destacada em todos os levantamentos. Queríamos que não fosse só um caso isolado do curso de Direito, mas que fossem assim com todos os outros que foram avaliados”, disse Othelino Neto.


O deputado ressaltou que, apesar de ter solicitado a convocação do reitor da Uema para discutir as dificuldades da instituição na Assembleia Legislativa, fez questão de enfatizar que reconhece o valor do gestor enquanto acadêmico, mas, segundo Othelino, o próprio José Augusto Oliveira disse, em uma visita que fez ao deputado Bira do Pindaré (PSB), que um dos grandes problemas da Uema é a falta de independência financeira e os repasses que são bem menores do que necessita a instituição.


“Então já foi feito aqui o reconhecimento e, inclusive, já parabenizei o reitor publicamente, mas é fato que se tem um culpado pelos problemas da Uema é o governo Roseana Sarney por não repassar os recursos que a instituição merece e necessita para que funcione bem”, frisou Othelino.


Indicadores – O parlamentar esclareceu que quando denunciou a carência de recursos para investimentos na Uema não foi com o intuito de desmerecer a Universidade Estadual pela qual tem todo apreço e consciência do importante papel que ela exerce no Maranhão. Othelino ressaltou ainda que foi, infelizmente, a bancada governista que não permitiu que o reitor da instituição viesse ao parlamento, não para falar para a oposição, mas para explicar para a população maranhense o que, realmente, está acontecendo.


“Agora é preciso enfatizar que não dá pra escamotear a realidade. O fato é que a Educação do Maranhão anda muito ruim. O nosso Estado vem sendo sempre premiado com os piores indicadores sociais e na educação não é diferente. E o grupo político, que domina o Maranhão há 50 anos, tem culpa e responsabilidade por esses indicadores”, finalizou.

Postagens relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.