Saiba quem pode ou não pode se vacinar contra a Covid-19 no Brasil

Muitas dúvidas começaram a surgir sobre quem pode ou não se vacinar após a aprovação emergencial da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para as vacinas CoronaVac, produzidas pelo Instituto Butantan com o laboratório chinês Sinovac, e da AstraZeneca, desenvolvida pela Universidade de Oxford com a Fiocruz.

De acordo com especialistas, as duas vacinas aprovadas apresentam contraindicações semelhantes e podem ser aplicadas na maioria da população. Isso quer dizer que pessoas com câncer, asma, cardiopatia, imunodeprimidas, entre outras condições, podem sim se vacinar. Mas também existem alguns pontos que devem ser destacados, incluindo orientações das bulas da CoronaVac e da AstraZeneca.

Quem pode se vacinar?

  • Pessoas que já tiveram covid-19, mas desde que o início dos sintomas tenha ocorrido há pelo menos 4 semanas para quem não teve sintomas, 4 semanas a partir do primeiro resultado positivo no teste RT-PCR;
  • Idosos;
  • Pessoas imunodeprimidas;
  • Pessoas com HIV, asma, DPOC (Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica), cirrose, diabetes, pressão alta, cardiopatia, epilepsia;
  • Pessoas com tatuagem;
  • Pessoas que tomam os seguintes medicamentos: antibiótico, corticoide, imunossupressor, imunobiológico (anticorpos monoclonais), anticoagulante (com os cuidados citados abaixo);
  • Pessoas com silicone na região da aplicação (mas escolha outro local na hora da vacinação);
  • Pessoas que estão tratando câncer.

Quem não pode se vacinar?

Não poderão fazer o uso das vacinas aquelas que já tiveram reações alérgicas, como anafilaxia (reação grave) por algum dos componentes. No caso da vacina do Instituto Butantan, são eles: hidróxido de alumínio, hidrogenofosfato dissódico, di-hidrogenofosfato de sódio, cloreto de sódio e hidróxido de sódio. Já a vacina da AstraZeneca inclui os seguintes excipientes: cloridrato de L-histidina monoidratado, cloreto de magnésio hexaidratado, polissorbato 80, etanol, sacarose, cloreto de sódio e edetato dissódico di-hidratado (EDTA). Essa mesma regra vale para os indivíduos que já foram vacinados pela primeira dose da CoronaVac e tiveram anafilaxia. Desta forma, eles não devem receber a segunda dose da vacina.

Quem pode se vacinar, mas com precaução?

  • Grávidas;
  • Lactantes;
  • Pessoas com histórico de alergia a outras vacinas, medicamentos ou alimentos.
  • Quem toma anticoagulante deve receber os cuidados necessários na aplicação da vacina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *