Sérgio Macedo e a volta da censura

Blog de Clodoaldo foi excluído de O Imparcial
A censura imposta ao blog do jornalista Clodoaldo Correia, que foi retirado do ar pela direção de O Imparcial sem qualquer justificativa, segundo a Imprensa, por obra e ordem do secretário de Comunicação do Estado, Sérgio Macedo, mostra o tamanho do atraso do Maranhão que ainda parece estar na ditadura, vivendo o Ato Institucional número 5, o famoso AI5, quando o nosso direito de expressão era reprimido de forma absurda.

Não se pode permitir mais, no Maranhão, a aplicação de censura pelo fato de matéria X ferir os interesses de qualquer autoridade. O jornalista fez apenas um questionamento da relação do Governo do Estado com as agências de publicidade e, diante desse fato, teria havido uma determinação do secretário de Comunicação para que o site fosse retirado do portal de “O Imparcial”. Um poderoso “anunciante” mandando e desmandando em um veículo de comunicação?

Segundo informações da Imprensa, um lobby parecido culminou com a demissão do saudoso radialista Tony Castro, que foi afastado da emissora em que trabalhava, nos últimos anos de sua vida, porque suas notícias estavam incomodando um determinado grupo político. Com o afastamento da emissora, ele entrou em depressão e isso o levou a sérias complicações de saúde que o conduziram à morte.

Este tipo de censura é absurda, um desrespeito à imprensa, à democracia, à liberdade de informação e de expressão. Se Sérgio Macedo se sentiu agredido na sua honra tem a Justiça para recorrer, mas o que não pode é utilizar o poder, pelo fato de estar comandando um órgão de comunicação do Governo do Estado, para intervir em um veículo privado e mandar calar um jornalista desta forma.

É lamentável que, ainda hoje, haja quem determine aquilo que pode ou não ser dito pelos órgãos de imprensa e pelos colegas jornalistas do Maranhão como se estivéssemos vivendo o tempo da ditadura e do AI5.

Postagens relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *