Shopping da Ilha começa a cobrar por estacionamento

Shopping da Ilha: lentidão de obra irrita

O Shopping da Ilha, do grupo Sá Cavalcante, já está cobrando pelo estacionamento desde a última terça-feira (27 de novembro). São R$ 3,00 por quatro horas e R$ 1,00 a cada hora extra. 

Os usuários não “digeriram” bem o preço e torceram o nariz, já que a obra do empreendimento ainda não foi nem concluída, mesmo depois de praticamente um ano da inauguração, pondo as pessoas em risco. 

No estacionamento interno, que no final do mês de outubro chegou a ser interditado pelo risco que estava oferecendo, ainda é possível ver fiações expostas e imperfeições da obra. Na época, a interdição foi rápida e o shopping foi logo liberado.

Interdições – A vistoria que condenou, em outubro, o estacionamento do shopping foi comandada pela promotora Lítia Cavalcanti. A direção do empreendimento teve dez dias para sanar os problemas, sob pena de multa de R$ 10 mil e perda de autorização para funcionamento do Grupamento de Atividades Técnicas (GAT), do Corpo de Bombeiros.

Em setembro, a praça de eventos do Shopping da Ilha também foi interditada e posteriormente liberada. A medida foi tomada também pelo GAT do Corpo de Bombeiros, após inspeção coordenada pelo Ministério Público do Maranhão nas dependências do centro comercial. 

O espaço abriga uma área de lazer infantil e estava expondo as crianças a um risco iminente de acidentes por conta da obra realizada no terceiro piso do prédio.

Lentidão irritante – A lentidão da obra do shopping é irritante. Após quase um ano da inauguração, o prédio, que será a atração da fachada, ainda está sendo lapidado. As janelas de vidro já estão sendo instaladas, mas os serviços ainda estão longe de serem concluídos. 

Se a obra do shopping está assim, imagina o que será desses empreendimentos imobiliários, como o Reserva da Ilha. E olha que a Sá Cavalcante ainda está entre as maiores construtoras do país. 

Postagens relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.