“Bolsonaro acabar com a corrupção seria uma espécie de autoextermínio”, dispara Flávio Dino

O governador Flávio Dino (PCdoB) utilizou suas redes sociais para fazer críticas aos discursos do presidente Jair Bolsonaro, que apareceu em um vídeo destacando uma “união estável” com o senador Chico Rodrigues (DEM-RR), flagrado na última quarta-feira (14) com R$ 30 mil em dinheiro vivo na cueca durante uma operação da Polícia Federal contra desvios de recursos públicos destinados ao enfrentamento à pandemia do coronavírus. 

“De um jeito inusitado, a verdade mais uma vez derrotou uma mentira de Bolsonaro. Ele sabe onde a corrupção está, sempre bem perto dele, nos círculos mais íntimos do seu transitório poder. Bolsonaro acabar com a corrupção seria uma espécie de autoextermínio”, disse o governador no Twitter. 

De acordo com as investigações da PF, os desvios de recursos de combate à Covid-19 em Roraima somam aproximadamente R$ 20 milhões em emendas parlamentares. A Controladoria-Geral da União (CGU) também atua na apuração.