Boieiros, toadas e matracas marcam despedida de Helena Leite

A radialista e folclorista Helena Leite foi sepultada, na manhã deste domingo (31), com muita comoção e homenagens de boieiros, folcloristas e admiradores. O cortejo foi o grande momento em que marcou a despedida de um dos grandes nomes da cultura maranhense.

Grupos de bumba boi no sotaque de matraca acompanharam a saída do corpo de Helena Leite do Parque da Vila Palmeira, em direção ao Cemitério do Gavião.

O caixão do carro do Corpo de Bombeiros parou no início da Rua são Pantaleão e um lindo cortejo ao som de matracas e pandeirões seguiu até Cemitério do Gavião.

O vereador Astro de Ogum afirmou que essa despedida foi um pedido da própria Helena. “Ela sempre dizia que, quando morresse, queria transformar seu funeral numa festa da cultura e que reunisse os batalhões de sotaque da Ilha. Estamos proporcionando a ela um pedido feito a mim ainda em vida”, relembrou.

Morre a radialista Helena Leite


Nascida em 26 de março de 1952, na cidade de Viana, Helena Leite era presidente do Boi da Pindoba e uma das vozes mais conhecidas do rádio maranhense

A cultura maranhense perde uma das suas vozes mais atuantes. Morreu na noite de sexta-feira (29) a radialista Helena Leite.

Nascida em 26 de março de 1952, na cidade de Viana, Helena Leite era presidente do Boi da Pindoba e uma das vozes mais conhecidas do rádio maranhense.

A radialista encontrava-se com a saúde debilitada e realizava sessões de hemodiálise, passou mal na noite de sexta, chegou a dar entrada na UPA do Vinhais, mas não resistiu.

O Sindicato dos Jornalistas emitiu nota de pesar:

Com profunda tristeza, registramos o falecimento da radialista e folclorista Helena Leite, defensora incansável da cultura popular, que marcou época no Rádio maranhense com passagem por diversas emissoras como Educadora, Difusora, Timbira, Capital e outras sempre com programas em que defendia, com muita coragem e compromisso, o folclore da nossa terra. Enviamos à família e amigos da prateada os nossos pêsames e solidariedade com nossa saudade.

Douglas Cunha
Presidente
SINJOR-Slz