Casos do novo coronavírus já somam 81 no Maranhão

Mais 10 casos foram confirmados e o número chegou a 81.

A Secretaria de Estado da Saúde do Maranhão atualizou os números de pacientes diagnosticados com o novo coronavírus (COVID-19), no estado.

Mais 10 casos foram confirmados e o número chegou a 81. Todos os novos casos positivos foram registrados em São Luís.

Neste boletim, a SES descartou 55 casos após exames laboratoriais.

Os casos positivos registrados no Maranhão são monitorados pelo Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (CIEVS).

Maranhão registra primeira morte por coronavírus

Até o momento, o Maranhão tinha registrado 22 casos confirmados pelo novo coronavírus.

O secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, acaba de informar, por meio de suas redes sociais, o primeiro óbito por coronavírus no Maranhão.

“Lamentavelmente informamos o primeiro óbito com confirmação para o COVID-19 no Maranhão. Paciente de São Luís que se encontrava internado em unidade hospitalar”, escreveu.

A vítima se trata de homem, com 49 anos e histórico de hipertensão.

Até o momento, o Maranhão tinha registrado 22 casos confirmados pelo novo coronavírus e segue com 434 casos suspeitos.

Governo abre cadastro de voluntários de profissionais da saúde para combater coronavírus

As inscrições estão sendo realizadas pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), no site www.saude.ma.gov.br

Mais de 100 profissionais da área da saúde já se cadastraram para, em caso de necessidade, atuar como voluntários no combate ao novo coronavírus no Maranhão. As inscrições estão sendo realizadas pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), no site www.saude.ma.gov.br e fazem parte do conjunto de estratégias do Governo para conter o avanço do Covid-19 no estado. 

“Vamos precisar de toda ajuda que for possível. Mesmo desejando que o Maranhão não chegue à situação de vários lugares que foram acometidos pela pandemia, estamos nos preparando para o pior cenário. Os profissionais de saúde estão à frente desta batalha e, em uma situação crítica, podemos precisar de reforços. Para isso, precisamos saber com quem podemos contar”, ressalta o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula.  

Os profissionais solicitados são para as funções de técnico de enfermagem, enfermeiro, médicos, psicólogos, fisioterapeutas, assistentes sociais, fonoaudiólogos e farmacêuticos e outras formações na área da saúde. 

Para equipar os voluntários que combaterão o novo coronavírus e os profissionais de saúde, a SES realizou a compra de EPIS como máscaras de proteção, viseiras, óculos de proteção e aventais, gorros cirúrgicos e luvas de proteção, entre outros. E recebeu a doação de insumos como álcool em gel e aventais descartáveis que já estão sendo distribuídos para as unidades de saúde.

A ideia é montar o cadastro de voluntários, que serão chamados de acordo com a necessidade. Ao realizar o cadastro, é importante que o candidato insira seu telefone e e-mail atualizados para contato. Não há limite de vagas.

As equipes formadas por voluntários reforçarão o trabalho que será realizado nas unidades de assistência a pacientes que testaram positivo para a Covid-19 em todo o estado, como o Hospital das Clínicas (HCI), que foi alugada para cuidados exclusivos destes pacientes. 

Além do HCI, o Governo trabalha para concluir a reforma e ampliação do Hospital Genésio Rêgo.  A unidade de saúde terá 50 leitos de isolamento para tratar pacientes diagnosticados com casos graves de infecção pelo coronavírus. Já no Hospital Carlos Macieira, são 20 novos leitos de UTI caso seja necessário o tratamento de pacientes da pandemia.

Em Imperatriz, o Hospital Macrorregional Drª Ruth Noleto está ampliando a capacidade da UTI e dez novos leitos estão sendo criados. Em toda a unidade, inicialmente, serão 22 leitos para tratar coronavírus, entre UTIs e leitos de retaguarda. No Macrorregional de Coroatá, o Governo do Maranhão está finalizando obra de implantação de mais dez leitos de UTI, totalizando 22 leitos de terapia intensiva e mais dois de isolamento.

Sobe para oito o número de casos de coronavírus no Maranhão

Desde o início do monitoramento, 170 casos foram descartados. Oito casos confirmados por laboratório

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) emitiu uma nota que informa o registro de mais seis casos confirmados de infecção por COVID-19 no Maranhão, totalizando oito casos.

Desde o início do monitoramento, 170 casos foram descartados. Oito casos confirmados por laboratório. Até o momento, o Maranhão registrou 480 casos de possível infecção por COVID-19.

Dos seis novos casos, quatro tiveram contato com o primeiro caso confirmado no Maranhão. Monitorados, os contactantes, todos idosos, estão cumprindo o isolamento domiciliar conforme protocolo do Plano Estadual de Contingência do Novo Coronavírus (COVID-19). De acordo com o monitoramento diário do Centro de Informações Estratégicas e Vigilância em Saúde (CIEVS), os idosos apresentam sintomas leves.

Os outros dois novos casos positivos: um homem de 43 anos, contato com caso suspeito; e, um homem de 57 anos, com histórico de viagem para São Paulo e Salvador, estão monitorados e em isolamento domiciliar.

Assembleia Legislativa do Maranhão entrega mais 18 ambulâncias adquiridas com saldo orçamentário da Casa

Na primeira etapa foram entregues 22 ambulâncias e outras unidades serão disponibilizadas nos próximos meses, beneficiando mais cidades maranhenses

Os deputados estaduais entregaram quarta-feira (4), no Palácio dos Leões, mais uma etapa das 42 ambulâncias destinadas a municípios maranhenses, adquiridas com o saldo orçamentário positivo da Assembleia Legislativa do Maranhão, resultado de medidas de contenção de gastos implementadas na gestão do atual presidente da Casa, deputado Othelino Neto (PCdoB), referente ao exercício financeiro de 2018. No ato, sob o comando do governador Flávio Dino (PCdoB), foram disponibilizados 18 novos veículos, contemplando mais cidades maranhenses. A iniciativa, inédita no estado, foi viabilizada com recursos da ordem de R$ 6,6 milhões, que possibilitaram ao Governo do Estado a compra dos equipamentos, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES).

Na primeira etapa foram entregues 22 ambulâncias e outras unidades serão disponibilizadas nos próximos meses, beneficiando mais cidades maranhenses.

O chefe do Parlamento maranhense destacou a parceria entre os Poderes e a união dos deputados, independente de escolha partidária. “Além de mais ambulâncias atendendo aos municípios, que é o objetivo principal, esta ação também é uma demonstração de harmonia entre o Legislativo e o Executivo. Cumprimento cada deputado pela indicação feita a diversas cidades do nosso estado. Apesar das diferenças, é importante que nós lutemos para que o país continue respirando ares democráticos. E colaborações como esta são de extrema relevância”.

Durante a solenidade, a importância da relação positiva da Assembleia com o Governo foi reforçada pelo governador Flávio Dino e pelo vice-governador Carlos Brandão (PRB). “Temos um espírito de união muito grande com os deputados estaduais e, mais uma vez, estamos vendo os resultados dessa ação concreta e organizada em favor da saúde pública. A ajuda do Legislativo tem sido fundamental”, enfatizou Dino.

“Temos uma excelente relação, não só com o presidente, mas com todos os deputados. Com essa parceria, serão 42 municipios maranhenses atendidos diretamente para que os pacientes possam chegar com mais agilidade aos hospitais regionais”, acentuou Brandão.

O secretário de Saúde, Carlos Lula, agradeceu ao Parlamento Estadual pela iniciativa, enaltecendo a concretização de políticas públicas importantes como a entrega destes equipamentos, que poderão funcionar como uma Unidade de Suporte Avançado na área da saúde. “Agradecemos muito essa parceria na qual estreitamos os laços em favor da saúde no estado, trabalhando em conjunto. Essas ambulâncias foram possíveis graças à boa relação com a Assembleia, que decidiu utilizar seu saldo positivo para a aquisição desses equipamentos e entregá-las ao setor da saúde”, disse.

Na solenidade, cada deputado entregou a chave da ambulância para o representante do município contemplado. Vargem Grande foi um dos beneficiados. O prefeito da cidade, Carlinhos Barros, agradeceu a indicação do deputado Othelino Neto. “Nossa população estava precisando muito deste equipamento, por isso, recebemos de braços abertos. Agradecemos ao presidente Othelino, sempre sensível às necessidades do povo vargem-grandense”, disse.

A aquisição das 42 ambulâncias, equipadas com maca, prancha, umidificador, cadeira de rodas, cilindro, balão de transporte para oxigênio, entre outros suportes para atendimento de emergência, foi anunciada pelo presidente Othelino Neto, durante a terceira edição do programa “Assembleia em Ação”, realizada em Trizidela do Vale, no final do ano passado.

Flávio Dino implanta rede de policlínicas em São Luís

As Policlínicas vão ampliar o acesso da população às consultas médicas nas diversas especialidades

O Governador Flávio Dino implantou quatro policlínicas em São Luís, ampliando a oferta de exames e consultas especializadas na capital maranhense. A entrega do novo modelo de atendimento aconteceu na sexta-feira (28), em solenidade na Policlínica Diamante. Além do Diamante, as policlínicas funcionam no Vinhais, na Vila Luizão e na Cidade Operária, formando uma rede de assistência especializada. O governador Flávio Dino aproveitou a oportunidade para anunciar que novas policlínicas serão implantadas também no Cohatrac e no São Francisco.

“Estamos reorganizando de forma permanente a nossa rede de saúde, visando garantir os direitos dos cidadãos maranhenses. Com esses novos investimentos, estamos fazendo com que haja uma oferta maior de serviços nesses segmentos que são muito demandados. Estamos expandindo com o modelo das policlínicas, adotando a experiência de Matões do Norte e, com isso, vamos ter uma grande ampliação da oferta de consultas e exames e, consequentemente, a melhoria dos serviços de saúde para a população de São Luís e dos municípios vizinhos”, ressaltou o governador Flávio Dino.

O secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, destacou os benefícios das policlínicas à população. “A ideia é melhorar a qualidade dos serviços prestados aos usuários do Sistema Único de Saúde. Com as policlínicas, ampliamos o horário de atendimento, bem como a oferta de especialidades médicas. As policlínicas resultam de uma ideia do governador Flávio Dino e a proposta é, com essa rede de policlínicas, atender à demanda da população por serviços especializados, ampliando a assistência e os cuidados aos pacientes”, disse o secretário.

Além do Diamante, as policlínicas funcionam no Vinhais, na Vila Luizão e na Cidade Operária, formando uma rede de assistência especializada.

As Policlínicas vão ampliar o acesso da população às consultas médicas nas diversas especialidades que contemplem agravos crônicos, pacientes com diabetes e hipertensão. Entre as principais especialidades oferecidas pelas policlínicas estão Neurologia, Cardiologia, Otorrinolaringologia, Endocrinologia, Ortopedia, Clínica Geral, Pediatria, Ginecologia, entre outras. Os serviços visam proporcionar o suporte diagnóstico e terapêutico, buscando atuar de maneira efetiva na linha de cuidados estabelecida. A proposta é também ampliar a resolutividade nas consultas da Atenção Básica e por meio da ampliação de oferta de exames de apoio diagnóstico.

Também entre as novidades que vão beneficiar os pacientes que buscarem o atendimento nas policlínicas está a ampliação do horário de atendimento. A Policlínica Diamante, por exemplo, funciona de domingo a domingo, sendo de segunda a sexta, das 8h às 21h; sábado das 8h às 18h; e domingo 8h às 12h. As demais policlínicas realizam atendimento de segunda a sexta, das 8h às 18h e sábado das 8h às 12h.

Para agendamento de consultas e exames em uma das quatro policlínicas, os usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) podem ligar para o Disque Saúde, no número 3190-9091, e a partir da próxima segunda-feira, no Procon/Viva da Beira-Mar, Pátio Norte Shopping, Shopping da Ilha e Golden Shopping Calhau, além do APP Procon, na aba Policlínicas, para sistemas Androids ou IOS.

Secretário de Saúde nega boatos sobre coronavírus em São Luís

Carlos Lula alerta para que boatos sobre a doença não causem pânico na população.

O secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, emitiu nota de esclarecimento negando que exista um caso de coronavírus em São Luís. Ele alerta para que boatos sobre a doença não causem pânico na população. Veja a nota:

Vamos aos esclarecimentos para evitar que as irresponsabilidade de alguns blogs façam um alarme FALSO.

Não existe caso confirmado do novo coronavírus no Brasil. Nenhum caso notificado no Maranhão.

O coronavírus foi identificado em 1960 e há tipos comuns que infectam humanos como o relatado na ficha de um paciente da rede particular em dezembro de 2019.

Não há nenhuma relação deste diagnóstico com o novo coronavírus oriundo da cidade chinesa de Wuhan, que recebe a sigla 2019-nCov (novo coronavírus).

Todo o restante não passa de uma enorme irresponsabilidade e uma temerária tentativa de gerar pânico na população.

Carlos Lula – Secretário de Saúde do Maranhão

Carlos Lula esclarece que falta de vacinas é consequência do não repasse do Ministério da Saúde

O Ministério da Saúde espera regularizar o fornecimento até março

O secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, usou suas redes sociais para esclarecer que a falta de vacinas no Maranhão se deu pelo não repasse das mesmas pelo Ministério da Saúde.

“A vacina pentavalente, que protege crianças de cinco doenças bacterianas – meningite, tétano, difteria, coqueluche e hepatite B – está em falta em todo o País. Importante esclarecer que a compra NÃO É FEITA pelo Governo do Estado, mas pelo Ministério da Saúde”, escreveu Carlos Lula.

A pentavalente é fornecida pelo governo federal e não existe laboratório que produz a vacina no Brasil. No ano passado, o governo federal informou que teve um problema com um lote que veio do exterior.

“O repasse das vacinas sofreu interrupção e atrasos desde outubro de 2019. O motivo seria a reprovação da vacina comprada em testes. O Ministério da Saúde espera regularizar o fornecimento até março”, concluiu.

Emendas parlamentares destinadas ao Hospital Aldenora Bello liberadas pelo Governo do Estado

A unidade de saúde havia deixado de oferecer serviços essenciais aos pacientes em tratamento de câncer por conta da crise financeira

Deputados estaduais participaram, na noite de quinta-feira (5), no Palácio dos Leões, do ato de liberação das emendas parlamentares de R$ 4,2 milhões destinadas à Fundação Antônio Dino, instituição mantenedora do Hospital Aldenora Bello, referência no tratamento oncológico no estado. A unidade de saúde havia deixado de oferecer serviços essenciais aos pacientes em tratamento de câncer por conta da crise financeira. 

O valor foi garantido após reunião articulada pelo presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, deputado Othelino Neto (PCdoB), com outros parlamentares, representantes do hospital e da Secretaria de Estado da Saúde. A iniciativa resultou na elaboração de uma carta-compromisso dos 42 deputados. Dessa maneira, cada um destinou o valor de R$ 100 mil à instituição, com o objetivo de retomar os serviços suspensos e normalizar as atividades. 

Segundo o presidente Othelino Neto, o documento é fruto de uma decisão unânime de todos os parlamentares.  “Estamos muito felizes e conscientes de que estamos dando uma colaboração efetiva para que os serviços desativados voltem a funcionar. Então, é um momento realmente que merece ser registrado, uma data histórica, onde todos, independente de preferência política, se unem em torno de uma causa”, acentuou.

Em tom de agradecimento, Othelino Neto afirmou que o ato é importante e histórico para o Maranhão. “Agradeço ao Poder Executivo, por ter priorizado a liberação desse recurso, pois sabemos que as despesas no sistema de saúde pública são muito maiores do que as fontes de financiamento e para se pagar este valor, foi preciso, certamente, estabeler prioridade”, disse.

Com o ato, o recurso advindo de emendas dos deputados estaduais que se dispuseram a ajudar foi, oficialmente, liberado pelo Governo do Maranhão. O valor será pago em seis parcelas (6x de R$ 700 mil) e, a partir desta sexta-feira (6), estarão liberadas as duas primeiras, que correspondem a R$ 1,4 milhão. 

“Amanhã, já será dado início a esses repasses, para que tenhamos o Aldenora auxiliando a rede pública, que nós mantemos, e atendendo, sobretudo, às pessoas. Nosso desejo é que este hospital, que é tão importante, tenha plenas condições de atender aos maranhenses”, ressaltou o governador Flávio Dino (PCdoB).

Vários deputados estaduais participaram da solenidade que marcou a liberação das emendas ao Aldenora Bello, entre eles, Daniella Tema (DEM), Carlinhos Florêncio (PCdoB), Rafael Leitoa (PDT), Dr. Yglésio (PDT), Dra. Helena Duailibe (SD), Adelmo Soares (PCdoB), Hélio Soares (PL), Antônio Pereira (DEM),  Felipe dos Pneus (PRTB), Detinha (PL), Wellington do Curso (PSDB), Mical Damasceno (PTB) e Fábio Macedo (PDT).