Debate do Ponto e Vírgula marcado por “alfinetadas” e certidão do MPF contra Eduardo Braide

Debate do Ponto e Vírgula contou com cinco candidatos

O debate realizado, na quinta-feira (12), pelo programa Ponto e Vírgula da Rádio/TV Difusora foi a última oportunidade concreta, deste primeiro turno, para o eleitor de São Luís tirar suas dúvidas ou se decidir quanto ao voto no próximo domingo (15). Sem as presenças dos candidatos do  Republicanos, Duarte Júnior, que está com a Covid-19, e do Podemos, Eduardo Braide, que não justificou a ausência, o embate teve momentos em que a temperatura se elevou bastante com a apresentação, on line, inclusive, de documento do Ministério Público Federal.

Realizado por uma das resenhas políticas mais polêmicas do Maranhão na FM, o debate começou “quente” e “ferveu”  com o candidato do DEM, Neto Evangelista, mostrando e publicando, em suas redes sociais, documento, identificado como sendo do Ministério Público Federal, datado do dia 12 de novembro de 2020 (data do debate), onde, segundo o democrata, o deputado Eduardo Braide estaria respondendo a  investigação por supostas irregularidades, o que vem sendo negado, reiteradas vezes, pelo parlamentar em redes sociais e, inclusive, no horário eleitoral.

O clima ficou acirrado, por vários momentos, entre os candidatos Bira do Pindaré (PSB), Franklin Douglas (PSOL), Jeisael (Rede Sustentabilidade), Neto Evangelista, Rubens Jr (PCdoB) e Yglésio (PROS). Inicialmente, todos eles repudiaram a conduta de Braide que, apesar de estar em primeiro lugar nas pesquisas de intenção de votos, demonstrou não ter interesse em apresentar, debater propostas e encarar os questionamentos dos concorrentes, na oportunidade, uma vez que o debate é um espaço democrático dedicado a isso para que o eleitor possa tirar suas dúvidas e avaliar sobre quem votar no dia da eleição.

Franklin “giratória”

Candidato do PSOL afrontou e foi afrontado

Se o clima foi de propostas, foi também de afrontas que partiram, sobretudo, do candidato do PSOL, Franklin Douglas, que, bem ao estilo do seu ídolo-inspirador, Guilherme Boulos, não poupou ataques diretos e provocações aos concorrentes, sempre em uma postura bastante irônica e procurando irritar os adversários.

No início do embate, o professor/ativista Franklin partiu para cima de Bira do Pindaré, questionando o fato de sua esposa ser nomeada na Prefeitura de São Luís. Foi também com gosto de gás para cima de Yglésio, ao tecer comentários sobre o presidente Jair Bolsonaro, mas o médico, já acostumado com as provocações, também não deixou barato, reagindo no mesmo tom.

Bira sobre Braide: “Ele que se dizia o bonzão dos debates. Hoje, não está aqui”

Bira do Pindaré foi confrontado sobre cargo de sua esposa na Prefeitura

O candidato do PSB também não poupou críticas a Eduardo Braide por ter “escapado” do debate do Ponto e Vírgula. “Ele que se dizia o bonzão dos debates. Hoje, não está aqui. Isso vai ter peso muito grande”, disparou.

Bira do Pindaré, por sua vez, defendeu-se dos ataques de Franklin Douglas, minimizou as provocações e reagiu depois apresentando propostas sociais, a exemplo da criação de uma Secretaria de Igualdade Racial, e enfatizou a discussão sobre políticas voltadas aos direitos humanos.

Jeisael cresceu e apareceu

Jeisael confrontou e defendeu propostas

Já o candidato da Rede, Jeisael Marx, que, nos debates anteriores, evitou alfinetar e entrar em confronto direto com adversários, travou, na edição do Ponto e Vírgula, um embate caloroso com Yglésio, destacou o seu compromisso em construir um mandato com sustentabilidade e participação do cidadão. O comunicador, mais à vontade do que nas outras oportunidades, também confrontou ideias com Rubens Jr

Bom de debates, Yglésio, também no debate do Ponto e Vírgula, mostrou firmeza, durante confronto de ideias com Franklin Douglas, e afirmou que seu programa de governo contém informações importantes sobre de onde sairá o dinheiro, especificando quais as suas metas, de onde vai reduzir investimentos e disse ter estudado muito para isso, dando, no momento, até valores que poderiam ser redirecionados.

Neto Evangelista, “candidato macho”, “cabra da peste”

Neto Evangelista levou certidão do MPF para tentar desmentir Braide

Neto Evangelista foi, segundo avaliações populares, o “candidato mais macho” do debate do Ponto e Vírgula, ou seja, corajoso, o “cabra da peste” nordestino no embate. Trouxe documento do MPF para confrontar e tentar desmentir Braide, publicando a certidão, inclusive, em redes sociais sem temer a nada.

Ironizando a fala de Yglésio, Neto Evangelista criticou o médico por, segundo ele, “achar que sabe mais que todo mundo” e mostrou ser um candidato com propostas realistas, entre elas a construção de novas moradias e a implantação do Centro de Reabilitação Pós-Covid 19.

Rubens Jr: “Braide fugiu porque foi denunciado”

Rubens Jr disse que Braide “fugiu” porque foi denunciado

Já Rubens Jr vem se destacando, nos debates e não foi diferente no do Ponto e Vírgula, por uma postura firme e coerente, sempre linkando sua imagem à do governador Flávio Dino e à do ex-presidente Lula. O comunista demonstrou ter um plano de governo completo, passando pelos direitos das minorias e alcançando o desenvolvimento econômico de São Luís. Entre suas propostas, há a renda básica da primeira infância e a construção de mais creches, evidenciando que educação seria uma das prioridades em sua gestão, caso eleito.

Sempre crítico, o comunista não poupou Eduardo Braide por, segundo ele, ter “fugido” do debate. De acordo com Rubens Jr,  o candidato do Podemos “fugiu” do debate por medo e despreparo, sobretudo depois que denunciaram que ele é investigado.

Debate do Ponto e Vírgula deixa marca

Candidatos foram testados para a covid-19 antes do debate

No quesito “medidas sanitárias”, o debate do Ponto e Vírgula venceu todos os outros. Candidatos, assessores, funcionários do Sistema Difusora e jornalistas convidados foram todos testados para o coronavírus ou Covid-19.

A titular do blog foi convidada, marcou presença, foi testada também e parabenizou o jornalista Leandro Miranda e demais profissionais do programa pela realização do evento democrático voltado ao eleitor de São Luís.

São Luís – Debate do Ponto e Vírgula poderá ser decisivo

Nesta quinta-feira (12), a TV Difusora promoverá o último debate entre os candidatos a prefeito de São Luís, em parceria com o programa Ponto e Vírgula.

Em uma reta final de embates entre os candidatos, o debate de amanhã pode decidir quem vai para o segundo turno. Vale lembrar que um desempenho ruim ou muito bom pode mudar completamente o cenário.

O debate acontecerá às 21h e será transmitido pela TV Difusora, Rádio Difusora e portal MA 10.

Análise do debate da Guará – Candidatos a prefeito de São Luís se enfrentam em novo embate

A TV Guará realizou, na noite de quinta-feira (06), um acirrado debate entre os candidatos a prefeito de São Luís. Os assuntos abordados, de temas livres, muito se assemelharam ao embate travado entre eles na TV Difusora, semana passada. Analistas se arriscam a dizer que o debate de ontem mais pareceu uma reprise do anterior.

O Blog da Sílvia Tereza fez uma análise isenta e imparcial do desempenho de cada candidato, durante este novo debate na TV Guará. Confira!

1°- Yglésio Moyses (PROS): Primeiro a se apresentar, aproveitou o tempo para confrontar os adversários mostrando conhecimento sobre as necessidades de São Luís. Com pouco tempo de TV nas propagandas eleitorais, Yglésio defendeu o debate como a oportunidade de se comparar às reais propostas dos candidatos.

2°- Jeisael Marx (Rede): Propositivo, tem se destacado e mostrado bastante conhecimento sobre os problemas de São Luís. Ele afirmou que é candidato a prefeito para fazer uma gestão transformadora. Os temas mobilidade urbana, meio ambiente e bem-estar na cidade parecem ser suas principais bandeiras na disputa pelo Executivo Municipal. Ele também tem crescido nas redes sociais por sua postura propositiva e preocupação em debater os problemas da capital.

3°- Neto Evangelista (DEM): Foi bastante questionado durante o debate, mas mostrou segurança para se defender e conhecimento de suas propostas para governar São Luís, caso seja eleito. Ao destacar sua experiência administrativa no Legislativo, enquanto deputado, e no Executivo Estadual, enquanto secretário de Desenvolvimento Social, Neto garantiu estar pronto para fazer uma grande gestão. No embate direto com Duarte Júnior, criticou e questionou propostas do candidato do Republicanos.

4°- Franklin Douglas (PSOL): Logo na apresentação, fez referência à vereadora do Rio de Janeiro assassinada, Marielle Franco, ao líder do partido, Guilherme Boulos, e a Luíza Erundina, ex-prefeita, ativistas da esquerda. Buscou, como sempre, nacionalizar o debate em São Luís e defendeu que sua legenda não utiliza pretextos, como o neofascismo, para fugir dos embates sociais. Provocou bastante os adversários, alfinetando e tentando acirrar os ânimos.

5°- Bira do Pindaré (PSB): Destacou a iniciativa do debate, ressaltando a importância de os eleitores conhecerem as propostas dos candidatos. Propositivo e provocativo hora e outra, ele voltou a defender o voto consciente e disse esperar conquistar mais eleitores com propostas e ideias do seu plano de governo.

6°- Duarte Júnior (Republicanos): De olho no segundo turno, Duarte deixou claro que intensificará o embate com Neto Evangelista, até aqui, seu principal adversário na disputa pelo segundo lugar.
Durante o debate da TV Guará, Duarte não hesitou provocar Neto Evangelista que também não deixou barato e revidou.

7°- Eduardo Braide (Podemos): Sem muita empolgação e procurando não cair nas armadilhas dos embates, em simples apresentação, Braide gradeceu o apoio que vem recebendo ao longo da campanha e prometeu uma caminhada vitoriosa para o povo de São Luís. Foi bastante questionado durante o debate. Entre os principais assuntos indigestos, ele teve que se explicar novamente quanto a sua gestão na Companhia de Água e Esgotos do Maranhão (Caema).

8° – Apóstolo Silvio Antônio (PRTB): Único candidato de direita declarado, ele reafirmou seu posicionamento em defesa da família e dos valores cristãos. Ao se apresentar, o apóstolo disse ser a melhor opção para São Luís por não fazer parte de nenhum grupo político.

9°- Hertz Dias (PSTU): Professor da rede básica do Estado e do Município, ele afirma ser o candidato do movimento hip-hop e defensor da luta pelos direitos dos trabalhadores. Em embate com Yglésio Moyses, ele alfinetou para dizer que o partido do seu concorrente é quem mais vota com o presidente Jair Bolsonaro. Foi bastante duro com os adversários, provocando sempre.

10°- Rubens Júnior (PCdoB): Na tentativa de conquistar mais adeptos da esquerda e chegar ao segundo turno, Rubens Jr sustentou o vínculo de sua imagem às do governador Flávio Dino e do ex-presidente Lula. Voltou a fazer críticas à vinda do presidente Jair Bolsonaro ao Maranhão e intensificou oposição ao direitista no confronto com Sílvio Antonio. Apresentou propostas e também foi questionado durante o debate.

TV Guará promove debate com candidatos a prefeito de São Luís nesta quinta

Nesta quinta-feira (5), a TV Guará promoverá um debate com os candidatos a prefeito de São Luís.

Faltando 10 dias para as eleições, o debate de hoje poderá interferir na decisão do pleito na capital maranhense.

O debate será transmitido pela TV Guará e pelo Portal Guará, às 22 horas.

Debate O Estado/Imirante: Blog analisa desempenho dos candidatos a prefeito de São Luís

O Jornal O Estado do Maranhão, em parceria com o portal Imirante, promoveu um debate entre os candidatos a prefeito de São Luís.

O blog fez uma análise sobre o desempenho de cada candidato, seguindo a mesma ordem de apresentação no debate.

1°- Yglésio Moyses (PROS):
Propositivo, optou por defender seus projetos,
demonstrou segurança e aproveitou bem o debate, já que, em suas propagandas eleitorais, conta com alguns poucos segundos para se apresentar. Sem partir para ataques pessoais, o deputado rebateu alguns adversários indiretamente, apenas fazendo referência a épocas em que estavam em cargos administrativos.

2° – Neto Evangelista (DEM):
Entrou no embate com candidatos, mas, ao ser confrontado, soube se sair bem. Neto destacou sua experiência enquanto secretário de Estado do Desenvolvimento Social, falou sobre os programas sociais que desenvolveu e defendeu propostas para as pessoas com deficiência.

3° – Eduardo Braide (Podemos):
Diferentemente dos outros debates, na tentativa de se defender do embate com os candidatos Duarte Jr, Neto e Bira, Braide se perdeu, em certos momentos, nas alegações. Questionado sobre denúncias envolvendo seu nome, o deputado, que lidera as pesquisas, saiu do debate devendo explicações.

4° Bira do Pindaré (PSB):
Se posicionou de forma mais combativa em comparação ao último debate que participou. Sempre destacando sua história de luta e superação, escolheu Eduardo Braide como adversário direto nos embates, questionando o deputado sobre o que fez na época de gestor da Caema. Bira também provocou o deputado sobre o fato de que, mesmo morando no bairro da Península, considerado o IPTU mais caro da cidade, não teria aberto mão do auxílio moradia concedido pela Assembleia Legislativa quando ainda era deputado estadual.

5° – Duarte Júnior (Republicanos):
Iniciou a fala enaltecendo o companheirismo da esposa, a advogada Karen Barros, e destacando, como de costume, a oportunidade que teve do governador Flávio Dino para ser gestor do VIVA/PROCON, obtendo, segundo ele, “resultados concretos”.
Nos embates contra Braide e Neto, Duarte também confrontou questionamentos.

6°- Rubens Júnior (PCdoB):
Enfático ao se apresentar como o legítimo candidato do governador Flávio Dino, Rubens manteve a estratégia de vincular a própria imagem ao ex-presidente Lula na tentativa de ganhar a preferência dos eleitores simpáticos à esquerda. Demonstrando mais preparo que nos outros debates, Rubens destacou propostas e alguns feitos de quando foi secretário de Estado das Cidades.

7°- Jeisael Marx (Rede):
Se destacou nas redes sociais entre os internautas pelo desempenho propositivo no debate. Consistente, mostrou conhecimento dos problemas de São Luís, principalmente dos bairros com maiores dificuldades, além de apresentar propostas objetivas para as questões mais relacionadas à sustentabilidade. Jeisael e Bira foram os únicos candidatos a mencionarem suas candidatas a vice, durante o debate do IMirante.

Jornal O Estado promove debate entre candidatos a prefeito nesta terça-feira

Nesta terça-feira (20), o jornal O Estado promoverá o primeiro debate com os candidatos a prefeito de São Luís. Transmitido via internet, a partir das 20h, o debate terá duração de três horas e contará com a participação dos sete melhores colocados na pesquisa Escutec/Oestado, divulgada no último dia 8. São eles: Eduardo Braide (Podemos), Duarte Júnior (Republicanos), Neto Evangelista (DEM), Bira do Pindaré (PSB), Rubens Júnior (PCdoB), Jeisael Marx (Rede) e Yglésio Moyses (Pros).

O debate será mediado pelo diretor de redação do jornal, Clóvis Cabalau, que detalhou como se desenvolverá o debate, bloco a bloco. “No primeiro bloco serão perguntas dos jornalistas do Grupo Mirante, uma equipe grande de jornalistas, de todos os veículos integrados, fazendo perguntas para os candidatos. As perguntas serão sorteadas, e os candidatos também serão sorteados”, comentou.

O segundo bloco será marcado por embate direto entre os candidatos, com perguntas e respostas entre si. Já no terceiro bloco, os candidatos responderão perguntas enviadas em vídeo por leitores de O Estado e do portal Imirante.com.

Interação

Para participar do debate, basta o eleitor enviar uma pergunta, em vídeo, para o número 99209-2383. O vídeo deve ter, no máximo, 30 segundos e pode ser gravado pelo celular posicionado na horizontal. O leitor deve começar falando seu nome e o bairro onde mora e, em seguida, fazer a pergunta. As perguntas serão sorteadas aleatoriamente e exibidas durante o debate. Qualquer candidato pode responder, por isso o eleitor não deve falar o nome de nenhum deles ao perguntar. O vídeo deve ser enviado até hoje (19), véspera do debate.

Globo cancela debates de candidatos a prefeito

Por não conseguir um acordo com os partidos, a Globo desistiu de realizar os debates eleitorais com candidatos a prefeito.

A intenção da emissora era realizar os eventos apenas com os quatro candidatos mais bem posicionados nas pesquisas das disputas para prefeito de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Recife.

A Globo apontou como “obstáculos” as restrições sanitárias impostas pela pandemia da Covid-19.

O SBT, a Record e a RedeTV! também comunicaram que não vão promover o debate entre os 11 candidatos de São Paulo pelo mesmo motivo. A Band foi a única que realizou o debate nas Eleições 2020 e a TV Cultura também fará, mas permanece sem data definida.

TV Band realizará primeiro debate com todos os candidatos a prefeito de São Luís

Nesta quinta-feira (1°), às 22h30, será realizado o primeiro debate entre os candidatos a prefeito de São Luís. Exibido pela TV Band em parceria com a TV UFMA, o debate contará com a participação de todos os candidatos que estão na disputa.

A transmissão ocorrerá simultaneamente entre os canais 15.1 (TV Band Maranhão), 16.1 (TV UFMA) e também pela rádio Universidade FM 106,9, a partir das 22h30 da noite, com duração prevista para duas horas e meia.

Candidatos a prefeito entrarão com ação judicial contra debates da TV Difusora

Os candidatos a prefeito por São Luís, Franklin Douglas (PSOL) e Adriano Sarney (PV), irão judicializar os debates da TV Difusora, marcados para acontecer nos dias 31 de outubro e 11 de novembro. O motivo se dá pelo fato de os dois terem sido excluídos dos embates políticos, mesmo o PSOL de Franklin tendo atingido a cláusula de barreira, e Adriano aparecer entre os quatro que melhor pontuam, segundo a última pesquisa realizada pelo Ibope.

Foram convidados para os debates apenas os candidatos Eduardo Braide (Podemos), Duarte Júnior (Republicanos), Neto Evangelista (Democratas), Bira do Pindaré (PSB), Rubens Pereira Júnior (PCdoB), Yglésio Moisés (PROS), Carlos Madeira (Solidariedade) e Jeisael Marx (Rede).

Além de Adriano Sarney e de Franklin Douglas, também foram excluídos dos debates os candidatos Silvio Antônio (PRTB) e Hertz Dias (PSTU).

Vale lembrar que em 2016 a emissora não realizou debates por afirmar não ter estrutura para receber seis candidatos e agora demonstra total interesse em receber o dobro com a estrutura adequada. É aguardar para conferir!