Veja como cada deputado maranhense votou sobre a reforma da Previdência

Dos 18 deputados maranhenses, 14 votaram pela aprovação do texto-base e 4 votaram contra

A Câmara dos Deputados aprovou na noite desta quarta-feira (10) em primeiro turno, por 379 votos a 131, o texto-base da proposta de emenda à Constituição (PEC) de reforma da Previdência, que altera as regras de aposentadoria.

Dos 18 deputados maranhenses, 14 votaram pela aprovação do texto-base e 4 votaram contra.

Votaram SIM, pela aprovação da reforma: Aluísio Mendes (Podemos); André Fufuca (PP); Cleber Verde (PRB); Edilázio Júnior (PSD); Gastão Vieira (PROS); Gil Cutrim (PDT); Hildo Rocha (MDB); João Marcelo Souza (MDB); Josimar Maranhãozinho (PL); Junior Lourenço (PL); Juscelino Filho (DEM); Marreca Filho (Patriota); Pastor Gildenemyr (PL) e Pedro Lucas Fernandes (PTB).

Votaram NÃO, contra a aprovação da reforma: Bira do Pindaré (PSB); Eduardo Braide (PMN); Márcio Jerry (PCdoB) e Zé Carlos (PT).

Emap e a postura de Edilázio Júnior…

A presença de secretários estaduais fez o deputado perder a compostura

Tanto no meio político, quanto na mídia opositora e aliada, repercutiu muito mal a postura do deputado federal Edilázio Júnior (PSD), que visitou, acompanhado de outros parlamentares, o Porto do Itaqui, durante o dia de ontem (4).

A visita técnica da Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara dos Deputados contou com a participação de parlamentares, representantes de órgãos nacionais e secretários estaduais.

E a presença de secretários estaduais fez o deputado perder a compostura e, em um ato de desequilíbrio, exigiu a retirada dos mesmos, o que assustou os presentes, inclusive deputados aliados de Edilázio. Com o decorrer da reunião, o parlamentar não aceitava as explicações do presidente da Emap, Ted Lago, e questionava, a todo tempo, o que causou mais estranheza entre os presentes.

Em outro momento, Edilázio Junior não aceitou uma parada em um dos berços do Porto do Itaqui e ordenou que o motorista seguisse seu trajeto, mas foi informado de que a parada já estava programada.

Mesmo sendo oposição ao governo Flávio Dino (PCdoB), o deputado precisa entender que só o diálogo resolve as dúvidas e questionamentos e que atitudes radicais só pioram mais ainda as relações dentro da política.

Edilázio Júnior assume PSD no Maranhão

O parlamentar vai trabalhar para que a legenda apresente resultados nas eleições municipais de 2020, principalmente, nas grandes cidades maranhenses.

O deputado federal Edilázio Júnior, do PSD do Maranhão, assumiu a presidência do partido no Estado, após ter seu nome homologado pelo presidente nacional da sigla, Gilberto Kassab. O parlamentar vai trabalhar para que a legenda apresente resultados nas eleições municipais de 2020, principalmente, nas grandes cidades maranhenses.

“A responsabilidade vai ser grande e, através do diálogo e da luta, vamos alcançar nossos objetivos e fortalecer ainda mais o PSD”, destacou o deputado, que é membro titular da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) da Câmara Federal.

Indicado para exercer a presidência da Executiva estadual do PSD até 2022, Edilázio fez questão de demonstrar orgulho por exercer a função e contar com a confiança de Kassab. Ele também parabenizou o ex-presidente do diretório estadual, Cláudio Trinchão.

A Executiva Estadual do PSD é composta ainda pelo primeiro vice-presidente, o empresário Clóvis Fecury, e o segundo vice-presidente, Ulisses Waquim, filho da ex-prefeita do município de Timon, Socorro Waquim.

Prefeitura de Alcântara emite nota lamentando palavras polêmicas de Edilázio Júnior

Anderson Wilker emitiu nota pública para lamentar as declarações do parlamentar que atingiu, de forma perojativa, os moradores da cidade e da Baixada Maranhense.

Após a repercussão da fala polêmica do deputado federal, Edilázio Junior (PSD), o município de Alcântara, por meio do seu prefeito, Anderson Wilker, emitiu nota pública para lamentar as declarações do parlamentar que atingiu, de forma perojativa, os moradores da cidade e da Baixada Maranhense.

“É com profunda tristeza que os representantes legais do município lamentam, imensamente, a opinião emitida pelo parlamentar federal maranhense, de acordo com a qual ele seria totalmente contrário à viabilidade e construção do tão sonhado Terminal Portuário da Península, que servirá para realizar o transporte marítimo de passageiros de São Luís até o município de Alcântara. Mais lamentável ainda foi o argumento utilizado pelo parlamentar para justificar sua alegação, afirmando que o projeto é negativo porque vai trazer para a área nobre da capital um público classe C”.

“O pedido de desculpas do deputado Edilázio Júnior, apresentado à imprensa, horas depois, não afasta a repercussão desastrosa da referida manifestação que atingiu o povo de Alcântara, da Baixada e todos da parcela da nossa sociedade que não dispõem dos mesmos recursos financeiros da chamada classe A”, diz a nota em outro trecho.

Presidente Othelino Neto faz balanço de fim de ano e saúda deputados eleitos para a Câmara Federal

Othelino Neto fez um balanço de fim de ano e uma saudação especial aos quatros deputados estaduais maranhenses eleitos para a Câmara Federal

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Othelino Neto (PCdoB), fez um balanço de fim de ano e uma saudação especial aos quatros deputados estaduais maranhenses eleitos para a Câmara Federal, na sessão plenária de segunda-feira (17). Os deputados Bira do Pindaré (PSB), Eduardo Braide (PMN), Josimar de Maranhãozinho (PR) e Edilázio Júnior (PSD) se despediram do Plenário da Casa, com discursos emocionados e cheios de apartes.

“Nessa sessão de despedidas, quero parabenizar todos os deputados estaduais, mas, em particular, os quatro que se elegeram deputados federais, a começar pelo deputado Bira, que também teve dois mandatos de deputado estadual e, agora, vai para esse novo desafio. Um deputado sempre aguerrido, sempre com posições muito fortes. Quero desejar ao deputado Bira sucesso lá em Brasília”, iniciou.

Em seguida, o presidente da Casa fez saudação a Eduardo Braide, ao qual desejou sucesso e lembrou, ainda, que o deputado deixou de disputar uma reeleição garantida, para concorrer à Câmara Federal. “Desejo que Vossa Excelência, que, sem dúvida, é um dos deputados mais completos desta Casa, tenha muito sucesso na nova fase da sua vida. Que possa, em Brasília, como deputado federal, exercer o mandato com a mesma eficiência que exerce o mandato de deputado estadual. O bom é que tivemos momentos onde estávamos mais próximos e momentos em que estivemos mais distantes, mas a relação foi sempre respeitosa e, por isso, nós, mesmo militando em campos políticos diferentes, conseguimos chegar a este momento, tendo essa relação respeitosa como temos até hoje”, desejou.

Reconhecimento dos maranhenses

Em relação ao deputado Edilázio Júnior, Othelino lembrou que ele também deixou uma reeleição mais fácil, para concorrer ao cargo de deputado federal. Mas, que teve o reconhecimento dos maranhenses, que lhe permitiram um terceiro mandato, dessa vez, na Câmara Federal.

“Nós já nos conhecemos há muitos anos, embora o deputado Edilázio seja uns dois ou três anos mais novo do que eu, mas nos conhecemos desde criança. Temos uma relação pessoal que transcende a política, relação essa que, até hoje, é muito boa e que nem a militância política, em campos opostos, nos fez, em nenhum momento, afetar essa boa relação pessoal que construímos. E assim será, mesmo não mais tendo o privilégio de vê-lo no dia a dia, aqui no Plenário, mas certamente nos veremos muito, dada as afinidades pessoais que temos”, assinalou.

O quarto a ser saudado foi Josimar de Maranhãozinho, que conseguiu a maior votação no estado para deputado federal. “Votação expressiva para deputado federal, o que nada mais é do que fruto do trabalho que ele realiza. Nós fomos votados em alguns municípios, e alguém aqui falou como é fácil ser votado com o deputado Josimar. De fato, o deputado Josimar tem essa característica de ser um nome muito leve. Onde nós fomos votados juntos, ele teve votações expressivas e foi um excelente companheiro de chapa. E, até onde fomos votados, por campos políticos diferentes, como no município de Monção, lá nos tratamos de forma muito respeitosa”, contou.

Valentia e aprendizado

O presidente da Assembleia registrou, ainda, a valentia do deputado Stênio Rezende (DEM), que lançou a sua esposa Andreia Rezende (DEM) como candidata a deputada estadual, após passar por um momento muito difícil, quando do acidente que os vitimou. “Mas, graças ao trabalho político que o casal vem fazendo, ela, mesmo sem poder fazer campanha, foi eleita e será diplomada deputada estadual, apesar dos graves problemas de saúde que enfrentou”, disse.

Othelino Neto afirmou que a legislatura foi de muito aprendizado, apesar de um momento de muita tristeza, quando da morte do presidente Humberto Coutinho. “Ele, certamente, hoje, está em bom lugar, embora faça muita falta para nós, mas foram quatro anos de muito aprendizado, onde pessoas que eu não conhecia, aprendi a conviver e, hoje, temos uma relação e tenho relação muito boa com todos os deputados”, afirmou.

O presidente da Casa fez, ainda, uma saudação ao deputado Rogério Cafeteira (DEM), classificando-o como um grande líder do governo. “A Assembleia Legislativa produziu muito a favor do Maranhão, cada um do seu jeito. Cada um dos deputados deu a sua contribuição, os debates que aconteceram foram saudáveis, porque o Parlamento tem que ser plural, como é a Assembleia Legislativa. Momentos de divergências, que se acabavam aqui na tribuna e, quando os deputados desciam, se cumprimentavam, se abraçavam e cada um seguia a vida defendendo as suas posições e aquilo em que acreditam. A Assembleia do Maranhão fez bem o seu papel, nos seus últimos quatro anos. A renovação que aconteceu é natural da democracia. Aqueles que não conseguiram renovar os seus mandatos certamente terão outras oportunidades nas urnas”, finalizou.

Deputado da oposição destaca transparência e credibilidade da Caema

Deputado Edilázio Júnior

O deputado estadual oposicionista, Edilázio Junior (PV), utilizou a tribuna da Assembleia Legislativa para elogiar a transparência e credibilidade da Caema durante a visita de parlamentares de oposição à Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) do Vinhais.

Inaugurada no atual governo, a ETE Vinhais tem transformado a realidade do tratamento de esgoto em São Luís, e, após a finalização da construção de mais redes coletoras, terá capacidade para tratar cerca de 40% do total do esgoto da capital.

Durante a visita, que contou também com a presença dos deputados Wellington do Curso, Andrea Murad e Sousa Neto, Edilázio Junior constatou que atualmente 9,07% dos esgotos de São Luís estão tratados. Mais que o dobro dos 4% que a ex-governadora deixou como herança para Flávio Dino.

Ou seja, em pouco mais de dois anos, o atual governo fez mais do que a oligarquia em 50 anos na área do saneamento básico.

Os avanços são tão visíveis que até mesmo os deputados de oposição reconhecem que o saneamento básico tem melhorado nos últimos anos.

Grupo Sarney se divide entre Eliziane, Wellington e Fábio Câmara

Edilázio Jr é genro de Nelma Sarney

Edilázio Jr é genro de Nelma Sarney e é filiado ao PV, comandado por Adriano Sarney e Sarney Filho

Apesar de pertencer ao PV, partido comandado pelo deputado estadual Adriano Sarney, que decidiu abraçar a campanha da candidata do PPS à Prefeitura de São Luís, Eliziane Gama, o deputado estadual  Edilázio Júnior – genro da desembargadora Nelma Sarney – rachou com o partido e declarou apoio ao candidato do PP, Wellington do Curso, durante a sessão desta terça-feira (16), na Assembleia Legislativa do Maranhão.

Na verdade, o candidato oficial do grupo Sarney é o vereador Fábio Câmara (PMDB), porém nem todo o PMDB está com ele. Por exemplo, a família Lobão já declarou apoio a Eliziane Gama.

O PV é outro  partido comandado pela família Sarney. O deputado Adriano Sarney decidiu levar o partido para a chapa de Eliziane Gama, porém hoje (16) Edilázio Júnior resolver divergir da decisão da sigla, declarando apoio a Wellington do Curso

Um dos expoentes do grupo Sarney, na Assembleia Legislativa, Edilázio Júnior disse que analisou os candidatos e que se identificou mais com Wellington do Curso, alegando que tanto Edivaldo Holanda Júnior (PDT) quanto Eliziane teriam o “apoio” do governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB).

No entanto, o peso do apoio de Edilázio em São Luís não soma muita coisa na campanha de Wellington do Curso, talvez até atrapalhe, devido a rejeição que tem o grupo Sarney ainda na capital maranhense.

Wellington, por sua vez, aceitou o apoio e justificou o ato, alegando que as dicotomias “Deus/Diabo”, “inferno/céu”, “Sarney/antisarney”, “oligarquia/antioligarquia” são coisas do passado. Veja no vídeo acima.

A resposta de Dutra a Edilázio Júnior: “O Fúti de Paço está muito preocupado”

Todo estiloso, com gravata combinando com o sapato vermelho, Domingos Dutra circulava pelos corredores da Assembleia Legislativa

Todo estiloso, com gravata combinando com o sapato vermelho, Domingos Dutra circulava pelos corredores da Assembleia Legislativa

O ex-deputado federal e pré-candidato a prefeito de Paço do Lumiar, Domingos Dutra (PCdoB), “aquele que diz não ter medo do fúti”, reagiu, nesta quarta-feira (03), em contato com o blog, às provocações do deputado estadual Edilázio Júnior (PV) que questionou o seu potencial eleitoral em discurso na tribuna da Assembleia Legislativa esta semana. “O dia em que ele conseguir se eleger para alguma coisa sem o apoio da sogra dele, Nelma Sarney, ele pode vir falar do meu potencial”, disparou o polêmico advogado.

Dutra disse que está preparando uma baita resposta escrita a Edilázio Júnior que, esta semana, subiu à tribuna para fazer diversas críticas ao ex-deputado, inclusive questionando o que este teria feito ou “construído” em Paço do Lumiar em termos de obras, além de tentar desqualificar recente pesquisa de intenções de votos naquele município. Segundo o advogado, existe um “fúti” também em Paço do Lumiar do qual ele diz “não ter medo”.

“Será que, nesses anos todos todos no Legislativo, Edilázio Júnior ainda não descobriu o que faz um deputado? Deputado não  realiza obras. Ele elabora, aprova leis, discute e direciona emendas, mas não é executivo para fazer as obras”, criticou Domingos Dutra.

A presença do governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), no evento “Diálogos por Paço” deixou a oposição enciumada. Ao lado dela, blogs alinhados também tentaram desqualificar Domingos Dutra com os mesmos argumentos.

A verdade é que a pré-candidatura de Domingos Dutra em Paço do Lumiar está incomodando muito o atual prefeito Josemar Sobreiro e seu grupo político. Segundo Dutra, “o Fúti de lá está muito preocupado…”