Latam e Azul anunciam novos voos para o Maranhão

A notícia oficial foi confirmada ao Governo do Estado e vai aumentar o volume de chegadas e partidas a partir da capital maranhense

A companhia aérea LATAM Airlines Brasil anunciou cinco novos voos diários com operação a partir de agosto de 2019 no Aeroporto Hugo da Cunha Machado, em São Luís. A notícia oficial foi confirmada ao Governo do Estado e vai aumentar o volume de chegadas e partidas a partir da capital maranhense.

O incremento amplia de 11 para 15 voos semanais, de ida e volta, na rota Fortaleza – São Luís, em aeronaves Airbus A320. A companhia já possui frequências diárias de voos para a operação regular na capital do Maranhão e em Imperatriz.

A assessoria de comunicação da Latam afirmou que “a empresa avalia constantemente as oportunidades de mercado conforme a demanda de cada região e segue atenta às necessidades dos clientes para iniciar, ampliar ou adequar as suas operações”.

A companhia aérea Azul vai operar voos extras em 37 aeroportos brasileiros durante a alta temporada de inverno, dentre eles, foram confirmados dois voos em aeroportos no Maranhão, Hugo da Cunha Machado, em São Luís, e Prefeito Renato Cortez Moreira, em Imperatriz.

A partir de 1º de julho, estarão disponíveis os voos adicionais entre Maranhão e São Paulo com os trechos de Imperatriz a Guarulhos e de São Luís a Campinas. Atenta ao aumento da oferta em rotas consideradas de lazer, a Azul aumentou em 4% o número de decolagens nos mercados turísticos na comparação com a alta de inverno de 2018.

Novo seleciona candidatos a prefeitos

O partido pretende ainda abrir novos processos seletivos em cerca de 60 cidades

O Partido Novo começou nesta quinta-feira (2(, um processo seletivo para escolher candidatos a prefeitos para disputar as eleições de 2020. Serão selecionados nomes para 14 cidades, incluindo São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), Belo Horizonte (MG), Curitiba (PR), Porto Alegre (RS), Salvador (BA), Fortaleza (CE), Recife (PE), Campinas (SP), Campo Grande (MS), Florianópolis (SC), Goiânia (GO), Joinville (SC) e Vitória (ES).

Após envio do CV e preenchimento de formulário, os candidatos passarão por testes, entrevistas e uma avaliação final junto ao Comitê de Avaliação. As exigências são de que os candidatos tenham ficha limpa, conheçam os estatutos do partido, tenham oito anos de experiência em posições relevantes do setor público ou privado, e tenham valores compatíveis aos do partido.

O partido pretende ainda abrir novos processos seletivos em cerca de 60 cidades. Segundo comunicado, é necessário pelo menos 150 filiados ativos em cada município para a viabilização de um diretório municipal, e com isso possíveis candidaturas na cidade.

Mau tempo! Passageiros de voo São Luís/Fortaleza passam susto durante viagem tensa…

Passageiros do voo Latam 4716, trecho São Luís/Fortaleza, passaram um grande susto, sufoco, na tarde/noite de quinta-feira (17). A aeronave saiu do aeroporto Cunha Machado com destino ao Pinto Martins às 17:19h, com hora prevista de chegada para as 18:15h, mas um mau tempo impediu o pouso no momento marcado, levando o piloto a fazer diversas manobras na área da capital cearense, o que causou aos clientes tensão, medo, pânico, desespero…

O piloto avisou que o pouso não estava autorizado por conta de uma forte chuva que acontecia com relâmpagos e trovões, provocando turbulências. Tripulação pediu para que os passageiros apertassem os cintos, silenciando em seguida.

Apreensivos, os clientes da Latam viam apenas a aeronave dando diversas voltas em torno do aeroporto em meio a turbulências, durante mais ou menos 35 minutos. Tempo em que ninguém tinha notícias de nada.

O piloto só conseguiu pousar às 19h no aeroporto Pinto Martins, ainda com chuva, quando passageiros apreensivos respiraram aliviados após o grande susto.

Entre os maranhenses a bordo estavam as jornalistas Sílvia Tereza (esta editora), Jackeline Helluy e Glaucione Pedrozo, todas servidoras do Complexo de Comunicação da Assembleia Legislativa. Após o pouso, o piloto recebeu uma merecida salva de palmas.

Moradores dos arredores do aeroporto Pinto Martins também ficaram apreensivos ao verem a aeronave fazendo diversas manobas, durante este tempo, e relataram o fato a amigos.

Confesso que, de tão nervosa, não tive reação para filmar o momento do pouso, dentro da aeronave, com a devida homenagem aos esforços do piloto que fez de tudo para guardar nossas vidas.

Jackeline Helluy chegou a relatar o fato em sua página pessoal no Facebook.

“Uma hora sobrevoando a cidade de Fortaleza sem poder pousar devido ao forte temporal. Relâmpagos, muita turbulência e a horrível sensação de que a aeronave ia partir-se ao meio. Aqueles minutos de pânico em que tudo que é importante na vida passa pela cabeça.

Passado o perigo, aplausos dos passageiros ao habilidoso piloto e uma certeza: melhor mesmo é manter sempre os pés no chão”, disse a jornalista.

Chacina de Fortaleza expõe aumento da criminalidade no país e Maranhão na contramão nacional

Na grande maioria das capitais brasileiras, a criminalidade vem aumentando exponencialmente. Na contramão dessa realidade, que está diretamente relacionada com a crise econômica, São Luís tem diminuído, drasticamente, os índices de violência.

Do blog do Clodoaldo Corrêa

A maior chacina do Ceará, que deixou 14 mortos na periferia de Fortaleza, evidenciou o principal problema nacional atualmente: a segurança pública. Na grande maioria das capitais brasileiras, a criminalidade vem aumentando exponencialmente. Na contramão dessa realidade, que está diretamente relacionada com a crise econômica, São Luís tem diminuído, drasticamente, os índices de violência.

Os dados do Ceará confirmaram que o Estado atingiu em 2017 um número recorde de homicídios em toda a história. No ano passado, foram 5.134 assassinatos, ante 3.407 em 2016. O crescimento é de 50,7%. O maior aumento ocorreu em Fortaleza, que registrou salto de 96,4% na quantidade de homicídios. No ano passado, foram 1.978 assassinatos; em 2016, houve 1.007 registros.

O aumento da criminalidade é tendência em todo o Brasil. Estados como Rio de Janeiro e São Paulo também apresentaram crescimento da violência nos últimos anos. Mas no Maranhão a realidade tem sido completamente diferente. Com grandes investimentos na contratação de policiais, viaturas e reestruturação da infraestrutura das forças de segurança, o governo Flávio Dino tem diminuído a criminalidade.

Os homicídios na Grande São Luís caíram 40,65% no ano de 2017 em relação a 2014, representando centenas de vidas salvas. Em 2014, foram 910 homicídios. Já em 2017, foram 540 casos. Isso significa 370 vidas salvas em apenas um ano.