As dez atitudes de um “jornalista brega”, segundo Duda Rangel

duda rangel

O  “jornalista”  Duda Rangel, personagem criado pelos gêmeos Anderson e Emerson Couto, enumerou o que seria, segundo ele, as dez principais atitudes de um “jornalista brega” para o blog “Desilusões Perdidas” e para a  fan page “Jornalismo com bom humor”. Além disso, com seu toque de bom humor, ele descreveu também alguns “sinais de pobreza” (Veja abaixo).

O blog originou o livro “A vida de jornalista como ela é”. Confira  a seguir os dez principais sinais de “breguice” de um jornalista, segundo o blog do personagem Duda Rangel:

1 – Tirar foto com entrevistado famoso, durante a pauta, e publicá-la no Facebook e no Instagram;

2 – Ficar anotando as respostas atrás de entrevistado só para aparecer na TV;

3 – Aplaudir final de coletiva de imprensa; 

4 – Abusar do trio breguice: pochete na cintura, caneta de jabá e bloquinho enfiado no bolso de trás da calça;

5 – Fingir intimidade com o entrevistado famoso para parecer “amiguinho”;

6 – Botar uma moldura dourada em uma matéria assinada e pendurar na parede da sala;

7 – Ser colunista social de jornal do interior e se achar “a celebridade da cidade”;

8 – Devorar o almoço da coletiva como se estivesse há uma semana sem comer; 

9. Fazer um coraçãozinho com as mãos para o editor quando ele der uma folga;

10 – Cobrir evento de cachecol num puta calor.

 

OS DEZ SINAIS DE POBREZA, SEGUNDO DUDA RANGEL…

1 – Perguntar ao entrevistado qual a operadora do celular dele para escolher o melhor chip e gastar menos no pré-pago;

2 – Fazer anotações na mão para economizar folhas do bloquinho;

3 – Ir a uma coletiva chata só para garantir o almoço do dia;

4 – Usar a mesma calça jeans e o mesmo sapato há anos;

5 – Passar a madrugada à base de café requentado escrevendo frilas que pagam mal pra cacete;

6 – Aproveitar a entrevista com uma dermatologista para perguntar qual o melhor tratamento para olheiras de jornalistas que passam a madrugada à base de café requentado escrevendo frilas que pagam mal pra cacete;

7 – Decorar a casa com presentinhos de assessores de Imprensa;

8 – Ir à pauta de busão para embolsar a grana do táxi;

9 – Vender tudo que é tranqueira no MercadoLivre para conseguir comprar uma máquina fotográfica no MercadoLivre;

10 – Esfregar a caneta velha entre as mãos para soltar a tinta ressecada;

Só rindo mesmo para não chorar…

charge-politica-humor1

 

Diante das coisas absurdas que se vê diariamente na política brasileira e, claro, na maranhense, o cidadão só tem a lamentar. Mas se levarmos pelo lado satírico, podemos até dar boas gargalhadas apesar do quadro triste.

Não é difícil avistar políticos que mentem com a cara mais deslavada do mundo e que “surrupiam” o dinheiro do povo da forma mais absurda que existe, “jurando” que nunca enfiaram no bolso um só centavo do dinheiro público. Infelizmente isso existe!.

Ficar com raiva disso tudo faz mal à saúde, mas é uma reação natural e cívica que nos leva a refletir para tentar acertar nas próximas eleições. Por outro lado, sorrir nos traz uma série de benefícios para o nosso projeto de vida. A sátira de hoje nos leva a dar boas gargalhadas!

Qual tipo de político você prefere?

Com base na sátira e no bom humor, o internauta Vicente Cézar da Silva Amaral classificou vários tipos de políticos à sua maneira. Veja:

* Político Sombra – Medíocre, que só vai na sombra de outro político mais conceituado, muitas vezes parente ou amigo. Mas o político que o projeta sabe que o sombra é limitado, que sempre vai estar em sua mão e almejar cargo inferior ao seu. Por isso mesmo, tem interesse em lhe projetar, pois vai ter com isso um eterno cabo eleitoral e que nunca vai lhe ameaçar no poder. Imagina ele!

* Político Camaleão – Este é o mais conhecido de todos, que troca de cor conforme a situação ou ambiente, mas sempre para tirar vantagem.

* Político gol contra – Aquele que entra na disputa só para atrapalhar, sabe que não tem condições de ganhar e fazer o gol, mas não deixa o colega do seu time fazer. Este colabora com os adversários, não joga para o time. O interesse dele é que seu colega não seja o vencedor.

*Político Ano-Bissexto – Só aparece de quatro em quatro anos.

*Político Denílson – Aquele que entra no time só para enrolar.

Sátira à parte, as eleições de 2014 estão chegando. Vamos prestar bem atenção nos tipos de políticos que vão começar a aparecer e naqueles que já são conhecidos para escolher os que realmente nos representem com dignidade.

Temos que saber separar o joio do trigo, pois existem muitos políticos bons, mas tem muitos que não merecem o nosso voto. Os ruins são como erva daninha: adoram crescer, mas no meio da sujeira. Preste atenção!