Madeira segue recebendo declarações de apoio na disputa pela Prefeitura de São Luís

Carlos Madeira segue ganhando declarações de apoio de várias personalidades da política e vai reforçando sua pré-campanha na disputa pela Prefeitura de São Luís.

O ex-juiz e agora pré-candidato a prefeito, Carlos Madeira (Solidariedade), segue ganhando declarações de apoio de várias personalidades da política e vai reforçando sua pré-campanha na disputa pela Prefeitura de São Luís.

Nas últimas semanas, Madeira já tinha recebido a declaração de apoio oficial da deputada estadual Dra. Helena Duailibi e do vereador Afonso Manoel, além do secretário de Estado da Segurança, Jefferson Portela.

Agora, Madeira adere ao seu projeto, e conta com os apoios do secretário de Estado da Cultura, Anderson Lindoso e de Marlon Reis, auto da Lei da Ficha Limpa.

Todos os apoios refletem em bases distintas, o que pode significar um possível crescimento de Carlos Madeira nas pesquisas de intenções de voto.

Carlos Madeira anuncia filiação ao Solidariedade e pré-candidatura

O ex-juiz federal Carlos Madeira confirmou nesta quarta-feira (15), durante coletiva de imprensa, sua filiação ao Solidariedade e pré-candidatura à prefeitura de São Luís, após pedido de aposentadoria da magistratura.

Ao lado do presidente da legenda, Simplício Araújo, Madeira falou dos motivos que o levou a decidir disputar a Prefeitura de São Luís. Afirmou que tem história na militância na política e não está empolgado com a ascensão do colega Sergio Moro.

Carlos Madeira afirmou que não será candidato do governo, mas também não fará oposição ao Palácio dos Leões. “Não serei um candidato de oposição ao Governo do Estado, porque o que está em disputa é a eleição municipal, mas não ficarei em cima do muro, porque quem fica em cima do muro apanha dos dois lados. Então, eu tenho posição: a minha posição é em favor da gestão. Se para fazer gestão tiver que mostrar pontos que eventualmente possam atingir A ou B, na perspectiva do debate, isso será posto, eu não terei medo”, declarou.

Confirmado no Solidariedade, Madeira caminha agora para ter seu nome homologado na convenção do partido.

Juiz Carlos Madeira oficializa pedido de aposentadoria

Carlos Madeira aposenta-se da magistratura para disputar as eleições pela prefeitura de São Luís

O juiz federal José Carlos do Vale Madeira apresentou, oficialmente, seu pedido de aposentadoria. O documento foi encaminhado para a Justiça Federal na última sexta-feira (03).

Carlos Madeira aposenta-se da magistratura para disputar as eleições pela prefeitura de São Luís.

O pré-candidato segue com diálogos avançados com o Solidariedade, mas tem convites de outras legendas como o MDB e PT.

Carlos Madeira segue agora para definir sua legenda e tem até abril para anunciar sua filiação em uma agremiação partidária.

MDB segue indefinido entre três nomes

Juiz José Carlos Madeira, ex-deputado Victor Mendes e a presidente nacional do Iphan, Kátia Bogéa são nomes debatidos pelo MDB

O partido que outrora comandava a política maranhense e tinha dezenas de cargos espalhados pelas mais diversas esferas do poder chega a 2020 sem nenhuma certeza de seu futuro. O MDB tenta se erguer, mas sem militância e sem bons nomes, deve enfrentar dificuldades nas próximas eleições municipais, sobretudo, na capital.

Na eleição de São Luís, o MDB ainda não tem um nome competitivo e por isso mesmo, tenta sondar alguns nomes para a disputa.

O nome da presidente nacional do Iphan, Kátia Bogéa, já foi sondado por algumas figuras do partido. Outro nome que tenta melhorar nas pesquisas, mas sem sucesso, é o do ex-deputado federal, Victor Mendes. Até mesmo o nome do vereador Astro de Ogum entrou no radar do partido, mas ao que tudo indica, não tem chances de prosperar.

A bola da vez é o do juiz federal José Carlos Madeira. O nome é tido por alguns membros do partido como uma boa possibilidade de o MDB entrar bem competitivo na disputa. Além disso, José Carlos Madeira tem a simpatia da ex-governadora Roseana Sarney.

Certo de que ainda enfrenta um grande rejeição do eleitorado. O MDB vai entrar na disputa colocando todas suas cartas em jogo para não acabar ainda menor.