Flávio Dino critica fala de Jair Bolsonaro em cadeia nacional

Na noite de terça-feira (24), Jair Bolsonaro defendeu a suspensão do fechamento de escolas e comércios e ainda comparou a contaminação por coronavírus a uma “gripezinha” ou “resfriadinho”.

O governador Flávio Dino (PCdoB) criticou no Twitter o pronunciamento feito pelo presidente Jair Bolsonaro em rede nacional, no qual minimizou a pandemia de coronavírus.

“Pronunciamento de hoje mostra que há poucas esperanças de que Bolsonaro possa exercer com responsabilidade e eficiência a Presidência da República. Os danos são imprevisíveis e gravíssimos”, escreveu Flávio Dino.

O governador afirmou também que em “respeito às vidas dos maranhenses, bem como em sintonia com cientistas e profissionais da saúde, manterei no Maranhão todas as providências preventivas e de cuidado em face do Coronavírus”.

Na noite de terça-feira (24), Jair Bolsonaro defendeu a suspensão do fechamento de escolas e comércios e ainda comparou a contaminação por coronavírus a uma “gripezinha” ou “resfriadinho”.

Em rede nacional, Bolsonaro critica fechamento de escolas e comércio e compara coronavírus a ‘resfriadinho’

Ele ainda criticou o fechamento de escolas e disse que raros são os casos fatais de pessoas sãs com menos de 40 anos de idade contaminadas por contaminadas por coronavírus.

O presidente Jair Bolsonaro criticou, em pronunciamento em rede nacional na noite desta terça-feira (24), o fechamento de escolas e comércios. Ele ainda comparou a contaminação por coronavírus a uma “gripezinha” ou “resfriadinho”.

Durante o pronunciamento, o presidente afirmou que com a chegada do vírus foi necessário e, ao mesmo tempo, traçar estratégias para salvar vidas e evitar o desemprego em massa”

O presidente afirmou ainda que grande parte parte dos meios de comunicação foram na contramão dessas ideias.

“Espalharam exatamente a sensação de pavor, tendo como carro-chefe o anúncio do grande número de vítimas na Itália. Um país com grande número de idosos e com um clima totalmente diferente do nosso. O cenário perfeito, potencializado pela mídia, para que uma verdadeira histeria se espalhasse pelo nosso país”, disse Bolsonaro.

Ele disse que parte da imprensa mudou sua linha editorial de ontem para hoje e passou a pedir “paz e tranquilidade”.

“Devemos sim voltar à normalidade. Algumas poucas autoridades estaduais e municipais devem abandonar o conceito de terra arrasada. A proibição de transportes, o fechamento de comércio e o confinamento em massa”, disse.

Ele ainda criticou o fechamento de escolas e disse que raros são os casos fatais de pessoas sãs com menos de 40 anos de idade contaminadas por contaminadas por coronavírus.

“O sustento das famílias deve ser preservado. Devemos sim voltar a normalidade. Deve abandonar conceito de terra arrasada. Confinamento em massa”, disse o presidente.

Bolsonaro disse ainda que devido ao “histórico de atleta” dele, caso fosse contaminado pelo coronavírus, nada sentiria ou “seria acometido de uma ‘gripezinha’ ou ‘resfriadinho'”.

“Moro já pensava em condenar Lula antes da denúncia do MP”, diz Zé Inácio ao defender ex-presidente

Líder do PT na Assembleia Legislativa, o deputado estadual Zé Inácio (PT) foi à tribuna da Assembleia Legislativa, nesta quinta-feira (13/07), manifestar apoio ao ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva (PT), condenado pelo juiz Sérgio Moro a nove anos e seis meses de prisão pelo processo do caso Triplex.
“Para nós, do Partido dos Trabalhadores, não foi nenhuma surpresa, visto que o juiz Sérgio Moro já tinha a convicção pela condenação do ex-presidente Lula, antes mesmo da denúncia ser oferecida pelo Ministério Público. A sentença não tem fundamentação jurídica e nem provas. Não existe, nos autos do processo, nenhum documento que comprove que o tríplex tenha sido negociado e que seja do Lula”, enfatizou.
Segundo Zé Inácio, a condenação, embora seja uma decisão de primeira instância, trata-se de uma medida equivocada, arbitrária e ilegal, visto que a sentença está baseada, exclusivamente, em delações premiadas sem a apresentação de provas que justifiquem a condenação.
Veja no vídeo acima o pronunciamento de Zé Inácio na íntegra

VÍDEO – Andrea Murad não poupa ninguém!

E a deputada estadual Andrea Murad (PMDB) não poupa ninguém mesmo na tribuna. Em pronunciamento na Assembleia Legislativa, ela não deu desconto nem para o próprio pai, o ex-secretário de Saúde do Estado, Ricardo Murad (PMDB).

Na tentativa de defendê-lo, ela usou adjetivos perigosos, bem ao estilo “tratorzão”. Em 20 segundos, ela conseguiu “detonar”, pelo menos, três pessoas! Veja o vídeo.

“Perdemos um amigo de forma brutal”, diz Roberto Jr sobre assassinato de advogado

"O dia que seria de nossa maior alegria ficou marcado também pela tristeza de perdermos um amigo da forma mais cruel", disse o vereador

“O dia que seria de nossa maior alegria ficou marcado também pela tristeza de perdermos um amigo da forma mais cruel”, disse o vereador

O vereador Roberto Rocha Júnior (PSB) usou a tribuna da Câmara Municipal, na sessão ordinária desta quarta-feira (22), para falar sobre o resultado das eleições deste ano, que levou a dupla vitória de seu pai, Roberto Rocha, ao Senado Federal e de Flávio Dino ao governo do Maranhão.

Roberto Jr iniciou seu discurso agradecendo os 1.476.840 votos que Roberto Rocha obteve nestas eleições e que, segundo ele, representam a vontade coletiva de mudança e libertação de cada um dos maranhenses.

“O dia 05 de outubro deste ano já se tornou um dia histórico para o Maranhão e para todos nós. Foi o dia em que a vontade soberana da população prevaleceu sobre a força do poder e do dinheiro. Neste dia, o povo teve a oportunidade de mostrar sua indignação com o que estava acontecendo há mais de 50 anos em nosso estado”, disse.

O parlamentar lembrou dos grandes desafios que ainda terão pela frente e aproveitou para agradecer, em nome do seu pai e de sua família, a todo o povo maranhense que acreditou na força da união e lutou para que essa vitória fosse alcançada.

Vereador lamenta morte de Brunno Matos

Ainda durante o seu pronunciamento, Roberto Rocha Júnior lamentou a morte de Brunno Matos, advogado de 29 anos que foi assassinado, brutalmente, a facadas no último dia 06. Lembrou da importância que o jovem teve durante todo o processo eleitoral deste ano, visto que ele, além de assessor jurídico, era também membro da executiva do PSB.

“É difícil definirmos o que estamos sentindo nesse momento, pois, infelizmente, o dia que seria de nossa maior alegria ficou marcado também pela tristeza de perdermos um amigo da forma mais cruel, brutal e desumana. Não existem palavras que expressem o tamanho dessa dor, pois ele era um amigo, um irmão que eu tive a honra e o privilégio de conviver durante tantos anos”, disse o vereador, visivelmente emocionado.

Edivaldo Jr pedirá apoio de Roseana e Dilma para reparar danos das chuvas em São Luís

Confira o pronunciamento na íntegra:

Em pronunciamento na tarde desta quarta-feira (21), o prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Jr, reconheceu que a recuperação dos danos causados pelas chuvas na capital maranhense é de responsabilidade do Município e disse que pedirá ajuda à governadora do Maranhão, Roseana Sarney, e à presidente da República, Dilma Rousseff, para apoiar obras de drenagem e pavimentação necessárias à cidade.

“Nossa cidade tem sido impactada por fortes chuvas e a solidariedade de todos é importante nesta hora difícil. A recuperação destes danos é nossa obrigação. Como prefeito, solicitei audiência com a governadora Roseana Sarney e a presidente Dilma Rousseff, na certeza que terão a sensibilidade para apoiar as obras de drenagem e pavimentação. Parcerias efetivas que a cidade precisa”, comunicou Edivaldo Jr.

Durante o breve pronunciamento no Palácio de La Ravardière, o prefeito destacou as ações que já vêm sendo  tomadas por conta das fortes chuvas que atingem São Luís. Ele não abriu o momento para perguntas da Imprensa. Limitou-se a fazer apenas o comunicado.