Flávio Dino anuncia suspensão das aulas na rede pública de ensino, Uema, UemaSul e Iema

Mais cedo, Flávio Dino já havia editado decreto suspendendo eventos feitos pelo poder público estadual e privado que impliquem grandes aglomerações de pessoas.

O governador Flávio Dino (PCdoB) acaba de utilizar suas redes sociais para anunciar a suspensão, por 15 dias das, das aulas na rede pública estadual, na Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão (UEMASUL) e Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA).

“Continuamos sem nenhum caso de coronavírus confirmado no nosso Estado. Contudo, há um justo receio das famílias. Assim, resolvi suspender as aulas nas nossas escolas por 15 dias, quando então faremos nova avaliação. A medida vale a partir de amanhã, terça-feira (17)”, escreveu Flávio Dino.

Mais cedo, Flávio Dino já havia editado decreto suspendendo eventos feitos pelo poder público estadual e privado que impliquem grandes aglomerações de pessoas.

Resultado final do PAES 2020 será divulgado sexta-feira (17)

Novamente, o PAES bateu recorde de inscritos, com 66.746 candidatos maranhenses e de outros estados

A Universidade Estadual do Maranhão (UEMA) irá divulgar, na sexta-feira (17), o resultado final do Processo Seletivo de Acesso à Educação Superior (PAES 2020).

Mais de 15 mil candidatos estão na expectativa sobre quais deles irão preencher as 4.030 vagas da UEMA e as 910 vagas da UEMASUL.

O curso mais concorrido do PAES 2020 é o Curso de Formação de Oficiais – Bacharelado em Segurança Pública – CFO- PMMA (Feminino), com 432 candidatas por vaga. Outro curso que está entre os mais disputados é o de Medicina do Campus Caxias, com 205,55 candidatos por vaga no sistema universal.

Novamente, o PAES bateu recorde de inscritos, com 66.746 candidatos maranhenses e de outros estados.

Excepcionalmente, o PAES 2020 contemplou a seleção dos candidatos às vagas disponíveis dos cursos da área de atuação da Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão – UEMASUL, em decorrência de ajuste consolidado por meio do Acordo de Cooperação Técnica n.º 01/2019 entre as Instituições de Ensino Superior.

Neste vestibular, também foram ofertadas 40 vagas para o recém-criado Curso de Medicina – Campus Imperatriz, além de vagas para Engenharia Agronômica Bacharelado, Ciências Naturais e Letras – Campus Estreito.

Uema divulga lista dos aprovados na 1ª etapa do PAES 2020

As provas da segunda etapa serão realizadas no dia 24 de novembro, das 13h às 18h

A Universidade Estadual do Maranhão (UEMA) divulgou neste domingo (10) a lista dos aprovados na primeira etapa do Processo Seletivo de Acesso à Educação Superior (Paes) 2020.

As provas da segunda etapa serão realizadas no dia 24 de novembro, das 13h às 18h. Os candidatos aprovados nesta fase devem verificar, pelo site do vestibular, os seus locais de prova.

Confira a lista dos aprovados para a segunda fase do PAES 2020

Este ano, 66.746 mil pessoas se inscreveram para concorrer as 4.030 vagas destinadas para UEMA e as 910 para a UEMASul.

Nas eleições, prefeito de Imperatriz apoia Roseana, mas em vídeo aparece elogiando Dino

Parece que o prefeito de Imperatriz, Assis Ramos, muda de opinião como quem troca de roupa. No segundo programa de TV de Roseana Sarney, candidata ao governo pelo seu partido, o PMDB, Assis declara total apoio à eleição da ex-governadora.

No entanto, em vídeo que circula nas redes sociais antes mesmo do período eleitoral, Assis aparece rasgando elogios à gestão Flávio Dino, principal adversário da filha do oligarca José Sarney.

Desde 2016, quando assumiu a Prefeitura da maior cidade da região sul do Maranhão, o delegado-prefeito sempre procurou o governador em busca de parcerias para Imperatriz, assim foi no caso da UemaSul e da Beira-Rio, obras inauguradas na gestão Dino e que contaram com a participação de Assis Ramos nas inaugurações.

Ao contrário do que diz no programa de Roseana, no vídeo da entrega da Beira-Rio, o prefeito de Imperatriz admite que “o governador Flávio Dino tem trabalhado por Imperatriz” e tem certeza que “o povo reconhece” as ações do comunista na cidade.

Criação da UemaSul foi um dos compromissos cumpridos por Flávio Dino, afirma G1

De acordo com o G1, do Grupo Globo, Flávio cumpriu ou está cumprindo 95% de todo o Plano de Governo apresentado em 2014

O levantamento do portal G1 mostrando que Flávio Dino é o governador de todo o país que mais cumpriu compromissos de campanha mapeou ações em diversas áreas, entre elas a Educação. A UemaSul aparece como uma das propostas feitas e executadas.

De acordo com o G1, do Grupo Globo, Flávio cumpriu ou está cumprindo 95% de todo o Plano de Governo apresentado em 2014.

Na ocasião, ele se comprometeu a criar universidades estaduais regionalizadas, com orçamento próprio e autonomia administrativa.

O G1 mostra que “a Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão (UemaSul) foi criada. Desde 2017, há um campus em Açailândia e dois campi em Imperatriz. Em Imperatriz, ainda deve ser construído mais um campus para o curso de medicina. A previsão de conclusão das obras do campus do município de Estreito é 2019.”

Imperatriz: Curso de Medicina será implantado na Uemasul

O evento também registrou a posse da reitora Elizabeth Nunes Fernandes, e o vice-reitor, Expedito Barroso, da Uemasul. Eles estavam em regime Pro Tempore e agora assumem efetivamente o quadriênio até 2021.

Em visita a Imperatriz nesta sexta-feira (2), o governador Flávio Dino (PcdoB) anunciou a criação do Centro de Ciências e Saúde da Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão (Uemasul).

Na ocasião, Dino ressaltou a implantação do curso de medicina no Campus de Imperatriz e afirmou que até o final de março o conselho universitário da Uemasul aprovará o projeto de Lei que cria o Centro de Ciências da Saúde.

De acordo com a assessoria do governador, o projeto será enviado para a Assembleia e a implantação será para o próximo ano.

Durante o evento, também foi empossada a reitora Elizabeth Nunes Fernandes, e o vice-reitor, Expedito Barroso, da Uemasul. Eles estavam em regime Pro Tempore e agora assumem efetivamente o quadriênio até 2021.

Por unanimidade, Assembleia Legislativa aprova criação da UemaSul

Por unanimidade, os parlamentares acolheram o PL 006/2016, de autoria do Poder Executivo

Os parlamentares acolheram o PL 006/2016, de autoria do Poder Executivo

Os deputados estaduais aprovaram, na sessão plenária desta quarta-feira (26), o Projeto de Lei (PL) que dispõe sobre a criação da Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão (UemaSul). Por unanimidade, os parlamentares acolheram o PL 006/2016, de autoria do Poder Executivo, que agora segue para sanção do Governo do Estado.

A mensagem encaminhada pelo governador Flávio Dino aos deputados estaduais ressalta que o objetivo da UemaSul em garantir maior acesso ao ensino superior de qualidade à população maranhense que vive na Região Tocantina do estado, a partir de uma atuação educacional eficiente.

“O projeto leva em conta a grande extensão territorial do Maranhão, recomendando uma maior proximidade entre os gestores universitários e uma realidade regional tão singular e relevante para o estado”, pontua a mensagem encaminhada ao Legislativo.

De acordo com o deputado Marco Aurélio, há mais de 20 anos que a comunidade acadêmica da Região Tocantina luta e espera por esse momento de autonomia para a Universidade Estadual da Região Sul. Ele ressaltou que a atual dependência da Uema de Imperatriz da reitoria, que fica localizada em São Luís, retarda o desenvolvimento universitário para a região.

“Nós vamos ganhar uma reitoria presente. Vendo as necessidades e sendo cobrados todos os dias pela comunidade acadêmica. Coisa que é uma distância tão grande, não só os 630 km de distância, mas o distanciamento institucional, acima de tudo. O que temos a ganhar? A nossa liberdade como região, o fortalecimento do nosso ensino superior”, disse o parlamentar em discurso no plenário.

Quem também enfatizou os ganhos com a aprovação da criação da UemaSul foi o deputado Bira do Pindaré. Segundo o parlamentar, só quem não conhece a Região do Sul do Maranhão é que pode ser contra uma proposição como essa.

“Tenho certeza que vai ser uma experiência exitosa. Eu não posso crer que o Ceará tenha universidade regional, que Paraíba tenha universidade regional, que Pernambuco tenha universidade regional, que o Pará e o Piauí tenham e alguém quer me convencer que o Maranhão, não pode ter Universidade Regional”, explicou Bira.

UemaSul

Além de objetivar o desenvolvimento de acordo com a vocação produtiva da região, o projeto de lei garante autonomia administrativa à nova Universidade. De acordo com o texto enviado à Assembleia, todos os bens imóveis e móveis atualmente pertencentes à Universidade Estadual do Maranhão (Uema) na região passam a fazer parte do patrimônio da UemaSul e serão aplicados de acordo com as especificidades da localidade.

O projeto especifica ainda que a lista de municípios que será atendida pela nova universidade será fixada em decreto posterior à aprovação da lei.