Natalino Salgado é empossado como reitor da UFMA em São Luís

O reitor ocupará o cargo pela terceira vez. A primeira foi no período de 2007-2011, sendo reeleito nos anos de 2011-2015. 

O professor doutor Natalino Salgado tomou posse na noite de quarta-feira (13) no cargo de reitor da Universidade Federal do Maranhão (UFMA). A cerimônia foi realizada no Auditório Central da Cidade Universitária Dom Delgado, no campus Bacanga, em São Luís.

Natalino foi nomeado como reitor pelo presidente Jair Bolsonaro, no último dia 6. Na terça-feira (12) ele foi empossado pelo ministro da Educação, Abraham Weintraub, em Brasília.

O reitor ocupará o cargo pela terceira vez. A primeira foi no período de 2007-2011, sendo reeleito nos anos de 2011-2015.

Natalino Salgado Filho é formado em medicina pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA) e possui doutorado e pós-doutorado em Medicina-Nefrologia pela Universidade Federal de São Paulo. Atualmente, é professor titular da Universidade Federal do Maranhão (UFMA).

Ele é membro das sociedades Brasileira de História da Medicina, Brasileira de Hipertensão Arterial e Brasileira de Nefrologia (SBN), coordena o Projeto de Qualificação em Nefrologia Multidisciplinar (UNA-SUS-UFMA), da International Society of Nephrology (ISN) e da American Society of Nephrology (ASN). Natalino também atuou como diretor-geral do Hospital Universitário Presidente Dutra.

Jair Bolsonaro nomeia Natalino Salgado para reitor da UFMA

Natalino reassume a reitoria da UFMA a partir do dia 11 de novembro

O professor doutor Natalino Salgado foi nomeado reitor da Universidade Federal do Maranhão (UFMA) pelo presidente Jair Bolsonaro, na manhã desta quarta-feira (6). O vice-reitor será o professor doutor Alan Kardec Barros.

Com a nomeação de Natalino, o presidente manteve o resultado das eleições realizadas em junho pela universidade, onde o agora reitor obteve 60% dos votos.

Esta foi a terceira vez que Natalino venceu a eleição para reitor da UFMA. Ele assumiu o cargo de 2007 e 2015 e agora reassume o cargo a partir do dia 11 de novembro.

Câmara de São Luís realiza segunda audiência para discutir novo Plano Diretor

Durante o encontro, o projeto foi mais uma vez apresentado à população. As audiências, oito no total, têm como finalidade debater a reordenação de políticas voltadas para áreas urbana e rural da cidade

Seguindo o cronograma divulgado pela Câmara Municipal de São Luís, foi realizada na noite desta terça-feira (5), no Centro de Convenções da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), na área Itaqui-Bacanga, a segunda audiência pública para discutir a proposta do novo Plano Diretor da capital maranhense, elaborado pela Prefeitura.

Durante o encontro, o projeto foi mais uma vez apresentado à população. As audiências, oito no total, têm como finalidade debater a reordenação de políticas voltadas para áreas urbana e rural da cidade.

Estiveram presentes vereadores, secretários municipais, estudantes, lideranças comunitárias e demais representantes da sociedade civil organizada. O Plano Diretor da cidade é uma lei de diretriz de desenvolvimento para o município. A proposta foi resultado de discussões promovidas em mais de 40 reuniões realizadas no Conselho da Cidade (Concid).

De acordo com o presidente do Instituto da Cidade, Pesquisa e Planejamento Urbano e Rural (INCID), Marcelo do Espírito Santo, a lei vigente possui 168 artigos, dos quais, após revisão, 19 artigos foram excluídos; 86 permaneceram sem alterações; 63 artigos foram alterados e/ou atualizados; 59 artigos incluídos e atualização de tabelas e mapas. A nova proposta contém 208 artigos e precisa ser aprovada pelo Legislativo.

O diagnóstico urbanístico apresentado aos participantes analisou a ocupação e uso do solo no território do município de São Luís, desde a sua última revisão e, apesar de técnico, atraiu a atenção de todos que ali estavam.

Os principais pontos discutidos foram sobre a diminuição das áreas rurais, das áreas protegidas por dunas, na área de recarga de aquíferos, da área ambiental do Sítio da Santa Eulália e, por fim, a diminuição da área da APA do Maracanã.

Ao fim, da apresentação técnica, o microfone foi aberto para perguntas e contribuições dos demais presentes.

O presidente da Câmara, Osmar Filho (PDT), que presidiu a audiência, declarou que a propositura ainda tem que cumprir um rito de tramitação na Casa e aguardar o parecer das Comissões Técnicas responsáveis. “A troca de ideias nestas duas audiências públicas foi muito importante e produtiva. Acredito que, após o término das audiências, em breve, o projeto de revisão do Plano Diretor possa ser colocado na pauta para a última discussão em plenário e votação”, projetou Osmar Filho.

Também estiveram presentes os vereadores Pavão Filho (PDT), Umbelino Júnior (Cidadania), Raimundo Penha (PDT), Genival Alves (PRTB), César Bombeiro (PSD), Dr. Gutemberg (PSC) e Marcial Lima (PRTB); o deputado estadual Wellington do curso (PSDB); o promotor de Justiça e titular da Promotoria Especializada de Proteção do Meio Ambiente, Fernando Barreto, o presidente do Conselho da Cidade e o secretário municipal de Projetos Especiais, Gustavo Marques.

A próxima audiência ocorrerá às 09 horas, no dia 09 de novembro (sábado), na Escola Estadual Professor Mário Martins Meireles, situada na Avenida Engenheiro Emiliano Nogueira, km 15, Rua 06, s/n, Mangue Seco, bairro Pedrinhas.

Área Itaqui-Bacanga recebe segunda audiência para discutir Plano Diretor nesta terça-feira (05)

O encontro será realizado no Centro de Convenções da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), a partir das 19h.

A área Itaqui-Bacanga, uma das regiões mais populosas de São Luís, receberá, nesta terça-feira (05), a segunda audiência pública promovida pela Câmara de Vereadores com o objetivo de discutir com a sociedade a proposta do novo Plano Diretor da capital maranhense, elaborada pela Prefeitura.

O encontro será realizado no Centro de Convenções da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), a partir das 19h.

A exemplo do que aconteceu na última sexta-feira, no auditório do IFMA do Monte Castelo, quando foi realizada a primeira audiência, centenas de moradores de bairros situados nesta região, como Sá Viana, Vila Embratel e Anjo da Guarda, por exemplo, estão sendo aguardados, assim como parlamentares; membros do Poder Executivo; e representantes de entidades.

No evento do IFMA, um dos pontos que gerou mais debate entre os presentes foi a possível redução territorial da área da Zona Rural, composta por dezenas de bairros.

Nas audiências, é importante destacar, todos os participantes têm assegurado o direito de opinar sobre a proposta e apresentar questionamentos.

Os trabalhos são coordenados por uma Mesa Diretora composta pelos vereadores que presidem as Comissões Temáticas responsáveis em analisar o projeto.

Outras seis audiências públicas – sendo duas na zona urbana e quatro na zona rural (nesta região, para oferecer comodidade e estimular a participação popular, a CMSL disponibilizará ônibus para fazer o transporte dos moradores, caso haja necessidade) – serão promovidas ao longo deste mês.

Senadora Eliziane dará suporte a projetos de extensão da universidade cortados por Bolsonaro

A senadora se colocou à disposição para suprir, via emenda parlamentar, o que foi cortado pelo governo Jair Bolsonaro

A senadora Eliziane Gama (Cidadania) reuniu-se, segunda-feira (23), com grupo de professores e bolsistas do programa de extensão universitária de formação continuada da UFMA.

Este programa levava qualificação técnica a quase 50 municípios do estado, chegando a prestar serviços a mais de 5 mil professores da rede pública estadual. O programa sofreu com cortes de verbas do Governo Federal.

Sensibilizada com a situação, a senadora maranhense, durante a reunião, se colocou à disposição para suprir, via emenda parlamentar, o que foi cortado pelo governo do presidente Jair Bolsonaro.

“Buscarei ainda tornar o programa um projeto de Estado, que esteja fora da ameaça deste ou daquele governo, que o programa funcione com verbas federais, de forma a se tornar contínuo e sustentável”, destacou a líder do Cidadania no Senado Federal.

Estudantes e professores fazem nova manifestação em defesa da educação em São Luís

Com faixas e cartazes, os manifestantes pediam a liberação das verbas contigenciadas da educação

Professores e estudantes tomaram as ruas de São Luís, na tarde de terça-feira (13), em nova manifestação contra os cortes de verbas destinadas para a Educação e contra a Reforma da Previdência.

Os manifestantes se concentraram na Praça Deodoro no centro da capital e, por volta das 16h, o grupo saiu em caminhada pela rua Rio Branco em direção a avenida Beira-Mar e encerraram o ato em frente ao Palácio dos Leões.

Com faixas e cartazes, os manifestantes pediam a liberação das verbas que foram contigenciadas da Universidade Federal do Maranhão (UFMA) e Instituto Federal do Maranhão (IFMA).

O protesto foi convocado pela União Nacional dos Estudantes (UNE) e a União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes), além de contar com a participação de centrais sindicais e movimentos sociais.

Pela 3ª vez, Bolsonaro escolhe reitor menos votado e deixa em dúvida futuro de Natalino Salgado

O complicador da escolha pode ser a ligação de Natalino com a esquerda. O irmão de Natalino, Henrique Salgado, é filiado ao PCdoB

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) nomeou o terceiro nome da lista tríplice, o professor Janir Alves Soares, como novo reitor da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM). É a terceira nomeação de reitor feita pelo presidente que não acata a decisão da maioria da comunidade universitária, informa o Estadão.

Apesar da escolha do reitor ser prerrogativa do presidente, a nomeação de candidato menos votado rompe uma tradição que se mantinha desde 2003 na universidade de Minas Gerais.

Bolsonaro já havia nomeado o segundo e terceiro colocados, respectivamente, para as federais do Triângulo Mineiro (UFTM) e do Recôncavo da Bahia (UFRB).

A atitude de Bolsonaro deixa em dúvida a nomeação de Natalino Salgado como reitor da UFMA. O professor de Medicina recebeu 49% dos votos e foi reeleito ao seu terceiro mandato como reitor, para o período de 2019 até 2023. A nomeação oficial deve acontecer somente no mês de novembro. O complicador da escolha pode ser a ligação de Natalino com a esquerda. O irmão de Natalino, Henrique Salgado, é filiado ao PCdoB.

Lançamento da Rede Maranhense de Empreendedorismo reúne mais de 100 jovens na UFMA

A Reme surgiu da inquietação de jovens maranhenses que buscam debater ações inovadoras

A Rede Maranhense de Empreendedorismo (Reme) foi lançada em evento que reuniu, na UFMA, jovens empresários, empreendedores e acadêmicos. Com o tema “O Protagonismo Jovem no Mercado Empreendedor”, o evento foi realizado no auditório da Pós-Graduação do Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas (CCET) e contou com a participação de mais de 100 jovens.

A Reme surgiu da inquietação de jovens maranhenses que buscam debater ações inovadoras e acredita que, por meio de ideias criativas, pode estimular o surgimento de uma nova geração de jovens empreendedores trazendo desenvolvimento econômico e social para o estado.

A Reme surgiu da inquietação de jovens maranhenses que buscam debater ações inovadoras

“Eventos como esse são de extrema importância para incentivar e fazer valer a vontade de jovens que estão em salas de aula e que sonham em empreender, mas não sabem como”, disse Paulo Araújo, Diretor de Planejamento do grupo Ouzadia. O evento também contou com a participação de nomes maranhenses como Karol Barros, proprietária da Karolícias; Débora Almeida, diretora do grupo Buriti; Daniel Nunes, gerente de vendas da Ambev; Thais Nunes, coordenadora do Centro de Empreendedorismo da UFMA, e Pedro Sérgio e Ivy Julianne, da startup BioFluid.

O presidente da Reme, Brandão Neto afirmou que um dos objetivos do projeto é estimular o debate sobre o empreendedorismo dentro de universidades e escolas públicas. “Queremos impactar de forma positiva a vida de jovens maranhenses, despertando neles a vontade de empreender, mudando a realidade de suas famílias e de sua comunidade”, reforçou.

UFMA e UEMA suspendem aulas nesta segunda-feira devido à greve dos caminhoneiros

A atitude visa minimizar transtornos à comunidade universitária de forma preventiva e considera os efeitos causados pelo desabastecimento de combustíveis

A Universidade Federal do Maranhão (UFMA), anunciou por meio do seu portal, que vai suspender suas atividades acadêmicas nesta segunda-feira (28). De acordo com o comunicado, a medida foi tomada devido à falta de combustíveis, além de outras dificuldades em decorrência da paralisação dos caminhoneiros que completou uma semana neste domingo (27).

Seguindo a mesma decisão, a Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), também resolveu suspender as atividades acadêmicas em todos os campi nesta segunda-feira. A atitude visa minimizar transtornos à comunidade universitária de forma preventiva e considerando os efeitos causados pelo desabastecimento de combustíveis.

As atividades de ambas as Universidades estão mantidas em todas as unidades.

A paralisação dos caminhoneiros nas rodovias estaduais e federais pelo país entrou no 7º dia neste domingo (27). Lideranças dos caminhoneiros começaram a organizar novas paralisações a partir de segunda-feira (28), às 8h. Num vídeo que está circulando nos grupos de WhatsApp, representantes chamam, além dos caminhoneiros, veículos de passeio para parar as BRs. Além disso, uma manifestação em pontos estratégicos das principais capitais também está sendo organizada.