“Vaquinha virtual’ está autorizada a partir deste domingo

Os pré-candidatos nas eleições deste ano poderão abrir campanhas virtuais de financiamento coletivo, as chamadas ‘vaquinhas virtuais’, a partir deste domingo, 15. A estratégia capta recursos a serem gastos com a corrida eleitoral. Segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), somente pessoas físicas poderão contribuir e as doações devem ser em dinheiro ou via cartão de crédito. Não há limite para doação.

A arrecadação só poderá ser feita em plataformas credenciadas. São estas: Aixmobil, Voto Legal, Você Elege, Cédula Real, Democratiza, Elegis, Quero Apoiar, Apoia, Contribua, Doe Oficial, Um a Mais e Vaquinha Eleitoral. Paywin e a Gamma Ação Marketing foram autorizada, mas não informaram endereço eletrônico ainda. O TSE avalia pedidos de outras empresas que desejam implementar plataformas de vaquinhas virtuais.

O pré-candidato só terá acesso aos recursos arrecadados quando efetivar a candidatura no TSE, que pode ser feita até 20 de julho. Não confirmando ou havendo desistência da pré-candidatura, o dinheiro arrecadado deve ser devolvidos ao eleitor.

Esta será a terceira vez que as chamadas “vaquinhas virtuais” são permitidas. O mecanismo foi utilizado pela primeira vez em 2018, quando foram arrecadados R$ 19,7 milhões.

Postagens relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.