General é exonerado do Esporte e deve ser substituído por aliado de Sarney

A saída do general Marco Aurélio Vieira foi publicada no Diário Oficial da União.

Veja

O governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL) exonerou nesta quinta-feira, 18, o general Marco Aurélio Vieira do cargo de secretário especial do Esporte – correspondente às funções do antigo ministro da área, agora vinculada ao Ministério da Cidadania. A saída de Vieira foi publicada no Diário Oficial da União.

Nos bastidores, as especulação são de que a exoneração do general era necessária para dar lugar ao MDB, com a possível nomeação João Manoel Santos Souza, que seria ligado ao ex-presidente José Sarney. Santos Souza é filho do ex-senador João Alberto, presidente estadual do MDB maranhense. Ministro da Cidadania, Osmar Terra é o único nome do partido na Esplanada.

As mudanças na pasta começaram a ser discutidas no contexto da ampliação da base partidária do governo no Congresso, no momento em que o Palácio do Planalto tenta conseguir os votos necessários para a aprovação da proposta de reforma da Previdência.

Flávio Dino responde Assis Ramos

Desgastado e com baixa popularidade em Imperatriz, Assis Ramos busca culpar alguém pelos problemas municipais

O governador Flávio Dino (PCdoB) respondeu o prefeito de Imperatriz, Assis Ramos (DEM), após vídeo em que o administrador municipal cobra, de forma truculenta, que governo estadual conserte as vias urbanas da cidade. Desgastado e com baixa popularidade em Imperatriz, ele busca culpar alguém pelos problemas municipais, mesmo não sendo do governo a obrigação da solução dos mesmos.

“Não respondo a agressões pessoais de baixo nível. Sempre estou lutando para resolver os problemas. Alguém já me viu “exigindo” que o governo federal tape buraco de estrada MA, de competência estadual? Esse tipo de grosseria e disparate não condiz com a minha formação”, escreveu Flávio Dino.

Presidente do PSL comenta possível saída de Bolsonaro do partido

O presidente Jair Bolsonaro revelou a interlocutores que pretende deixar o PSL. Bolsonaro estaria incomodado com as denúncias de candidaturas laranjas na sigla.

Estadão

O presidente nacional do PSL, Luciano Bivar, chamou de “surreal” a possibilidade de o presidente Jair Bolsonaro abandonar a legenda.

“Isso é surreal. O presidente está muito bem no partido”, declarou Bivar ao Broadcast Político, nesta quarta-feira, 17. O dirigente da sigla falou ainda que não é possível sequer falar em Bolsonaro “ficar” no PSL. “Não é que ele fica, ele é o dono do partido.”

Prefeitura de São Luís reforça política habitacional com sorteio de endereços do Residencial Piancó VI

A Prefeitura de São Luís, na gestão do prefeito Edivaldo, já beneficiou mais de 58 mil pessoas com cerca de 15.500 imóveis na capital entregues por meio do programa ‘Minha Casa, Minha Vida’

A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Urbanismo e Habitação (Semurh) promoveu, na tarde de terça-feira (16), o sorteio de endereços das 224 unidades habitacionais do Residencial Piancó VI, do programa ‘Minha Casa, Minha Vida’, do Governo Federal. O Residencial, localizado na região Itaqui-Bacanga, é o ultimo do conjunto Piancó  I a VI somando 1.344 unidades. O sorteio é mais uma ação que integra a política de habitação implementada pelo prefeito Edivaldo Holanda Junior para proporcionar mais dignidade de moradia a milhares de famílias da capital.

Ex-presidente do Peru comete suicídio ao receber ordem de prisão

Segundo a publicação, às 6h25 de Lima (8h25 em Brasília), os agentes chegaram à casa de García com um mandado de busca e apreensão.

Veja

O ex-presidente do Peru, Alan García, morreu, aos 69 anos, depois de atirar contra a própria cabeça na manhã desta quarta-feira (17(. O político cometeu suicídio depois que policiais chegaram a sua residência para executar um mandado de prisão preventiva expedido pela Justiça peruana. García era acusado de receber propina da construtora brasileira Odebrecht.

O político exerceu o cargo de presidente do Peru por duas vezes: a primeira entre 1985 e 1990, e a segunda, de 2006 a 2011. Ele era líder do Partido Aprista Peruano, de centro-esquerda.

Moro autoriza uso da Força Nacional na Esplanada dos Ministérios

A Força Nacional é acionado em situações de distúrbio público e pode atuar em qualquer unidade da federação mediante autorização do ministro da Justiça

Portaria assinada pelo ministro da Justiça, Sérgio Moro, autorizou o uso da Força Nacional de Segurança Pública, pelo período de 33 dias, na Esplanada dos Ministérios, via de Brasília que concentra os principais prédios públicos da capital federal. A portaria publicada no “Diário Oficial da União” entrou em vigor nesta quarta-feira (17).

Segundo a assessoria do Ministério da Justiça, Moro atendeu a um pedido do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), pasta comandada pelo ministro Augusto Heleno que é responsável pela segurança do presidente e ações de inteligência. A motivação é a previsão de que ocorram manifestações na área central de Brasília nas próximas semanas.

Othelino mobiliza bancada maranhense e entrega Carta de São Luís aos presidentes do Senado e Câmara

O documento entregue é culminância do 3º Encontro de Presidentes de Assembleias do Nordeste, realizado em São Luís

O presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão e do Colegiado do ParlaNordeste, deputado Othelino Neto (PC do B), entregou, oficialmente, na tarde desta terça-feira (16), em Brasília (DF), a Carta de São Luís – com o posicionamento do grupo quanto ao Consórcio Nordeste, Reforma da Previdência, Pacto Federativo e Fortalecimento dos Órgãos Regionais de Desenvolvimento – aos presidentes da Câmara e do Senado, respectivamente deputado federal Rodrigo Maia (DEM/RJ) e senador Davi Alcolumbre (DEM/AP). 

As propostas de redução do Benefício de Prestação Continuada (BPC), alteração nas regras da aposentadoria rural e possível fusão do Banco do Nordeste (BNB) ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) são alguns dos itens que mais têm preocupado a região nordestina. “Somos a favor da Reforma da Previdência, mas contrários a esses pontos, que, certamente, prejudicariam muito o Brasil, em especial o Nordeste”, esclareceu Othelino Neto.

No Senado, o presidente Davi Alcolumbre parabenizou a manifestação dos presidentes nordestinos e garantiu que levará o tema ao conhecimento dos demais senadores. “Saiam certos de que estamos comprometidos com esta causa a favor do Brasil e das regiões que mais precisam de nossa atuação política”, destacando ainda a importância da permanência do BNB que, segundo ele, estende-se ao Banco da Amazônia e instituições, como a Codevasf, essenciais para o desenvolvimento do país.

O documento entregue é culminância do 3º Encontro de Presidentes de Assembleias do Nordeste, realizado em São Luís

Na Câmara, Rodrigo Maia disse que itens como alteração na aposentadoria de trabalhadores rurais e redução do BPC serão retirados da proposta de Reforma. “Independente de partido já estamos começando a construir soluções de recuperação de investimentos para todos os estados brasileiros”, enfatizou.

Na entrega da Carta de São Luís, Othelino Neto, que também é o presidente do Colegiado do ParlaNordeste 2019, estava acompanhado de outros presidentes de Assembleias Legislativas do Nordeste, Themístocles Filho (Piauí), Luciano Bispo (Sergipe), Nelson Leal (Bahia) e Daniel Oliveira (representando José Sarto do Ceará), deputados estaduais Rafael Leitoa, Dr. Yglésio, Ciro Neto e Felipe dos Pneus, além dos deputados federais maranhenses, Juscelino Filho, Gil Cutrim, Edilázio Jr., Josimar Maranhãozinho, Zé Carlos e André Fufuca.

Bolsonaro aparece na lista dos ‘100 mais influentes’ da revista ‘Time’ em 2019

Presidente Jair Bolsonaro aparece em lista das 100 pessoas mais influentes da Revista Time

G1

A revista americana “Time” divulgou nesta quarta-feira (17) sua tradicional lista das “100 pessoas mais influentes do mundo”. O único brasileiro que aparece é o presidente Jair Bolsonaro.

Ele está na categoria “líderes” ao lado do presidente americano, Donald Trump, e do premiê italiano, Matteo Salvini, o líder da oposição e autodeclarado presidente da Venezuela, Juan Guaidó, a premiê australiana, Jacinda Arden, e o premiê israelense, Benjamin Netanyahu.

Em 2018, nenhum brasileiro entrou para a lista. Em 2017, o jogador Neymar e a cientista Celina Turchi, médica que teve papel importante nas pesquisas sobre zika, também ficaram entre os 100 mais influentes.