Duarte Júnior oficialmente no Republicanos

O Republicanos agora terá na pré-candidatura de Duarte Júnior uma das suas prioridades.

O deputado estadual Duarte Junior esteve em Brasília, durante o dia de ontem (12), para assinar sua ficha de filiação ao Republicanos, antigo PRB.

O ato foi prestigiado por figuras da legenda como o deputado federal Celso Russumano, pelo presidente nacional da sigla, o deputado federal Marcos Pereira, além de contar com a presença do vice-governador Carlos Brandão e do deputado federal Cléber Verde.

Um dos maiores partidos da Câmara dos Deputados, o Republicanos agora terá na pré-candidatura de Duarte uma das suas prioridades.

Duarte é liberado do PCdoB

O destino de Duarte deve ser o Republicanos (ex-PRB) do vice-governador Carlos Brandão

O deputado estadual Duarte Júnior esteve reunido com o governador Flávio Dino, na noite de segunda-feira (3), e foi liberado a buscar uma outra legenda para disputar as eleições de São Luís em 2020.

O deputado eleito pelo PCdoB disputava as prévias dentro da legenda com o atual secretário, Rubens Júnior, para saber quem seria o nome comunista nas eleições da capital.

O destino de Duarte deve ser o Republicanos (ex-PRB) do vice-governador Carlos Brandão.

Prefeito de Bacabal deve trocar PSC por partido da base governista

As duas opções seriam o PDT do senador Weverton Rocha, ou o PRB do vice-governador Carlos Brandão.

O prefeito de Bacabal, Edvan Brandão, pode deixar o PSC e se filiar a um partido da base do governador Flávio Dino (PCdoB).

As duas opções seriam o PDT do senador Weverton Rocha, ou o PRB do vice-governador Carlos Brandão.

Edvan foi eleito prefeito em outubro de 2018 para um mandato tampão, após cassação do ex-prefeito Zé Vieira e deve concorrer a reeleição contra César Brito, candidato do deputado federal Josimar de Maranhãozinho.

Uma multidão acompanha governador Flávio Dino na inauguração do Calçadão de Imperatriz

A cerimônia de entrega atraiu milhares de pessoas para o Calçadão de Imperatriz, novo cartão postal da cidade

Foram décadas de espera, mas no final da tarde de sexta-feira (6), o governador Flávio Dino entregou a obra de reforma completa do Calçadão de Imperatriz, um dos maiores e mais tradicionais centros de comércio popular da Região Tocantina, beneficiando lojistas e consumidores de Imperatriz e cidades circunvizinhas. A cerimônia de entrega atraiu milhares de pessoas para o local.

Construído em 1979, essa é a primeira vez que o espaço recebe uma grande obra de revitalização. Orçada em R$ 3,4 milhões, a obra incluiu a construção da cobertura e de quiosques, serviços de urbanização e paisagismo, recuperação de iluminação, implementação do sistema de combate a incêndio e adequações necessárias para receber pessoas com deficiência físicas.

Além dessas melhorias, o espaço agora conta com sistema de drenagem e parte do piso central em concreto armado. Nas laterais, foi aplicado o piso intertravado, formado por blocos de concreto que facilitam a manutenção.

O escoamento da água da chuva também foi pensado para a nova cobertura, que dispõe de conexão das calhas com a drenagem. A cobertura é revestida com telhas termoacústicas, que reduzem o consumo de energia e os ruídos externos. Com a obra, o Calçadão de Imperatriz passa a ser a primeira rua  comercial coberta do Maranhão.

O governador Flávio Dino foi recepcionado com muito carinho pelos imperatrizenses, incluindo um grupo de mototaxistas, que aproveitou a oportunidade para agradecer pela recente medida do governador que isentou esses profissionais do pagamento do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) a partir de 2020.

Para o governador Flávio Dino, a obra se insere na estratégia do Governo do Maranhão de valorização do espaço público, dinamismo econômico e geração de oportunidades de emprego e renda. O governador lembrou que o Calçadão entra no rol de conquistas que a gestão estadual vem garantindo à população de Imperatriz e região.

“Demos um passo muito importante hoje, porque, junto com a Beira-Rio, com a climatização do Centro de Convenções, o Calçadão faz parte da identidade da cidade de Imperatriz, e agora valorizado, qualificado e pronto para atrair novos consumidores”, frisou o governador.

Governo do Maranhão cria grupo de trabalho para acompanhar ocorrências de óleo em praias do estado

O encontro contou com a participação de secretários de Estado, representantes do Corpo de Bombeiros, Exército, Polícia Militar, UFMA e órgãos ambientais

Em reunião no Palácio dos Leões, o governador em exercício Carlos Brandão discutiu com o capitão dos Portos do Maranhão, Marcio Ramalho Dutra, sobre ocorrências de óleo em praias maranhenses. Como encaminhamento do encontro, que também contou com a participação de secretários de Estado, representantes do Corpo de Bombeiros, Exército, Polícia Militar, UFMA e órgãos ambientais, foi criado um grupo de trabalho para avaliação e contenção dos danos causados pelo desastre ambiental.

Desde o fim do mês de agosto, manchas de óleo cru começaram a ser identificadas nas praias do litoral nordestino e já atingiram mais de 200 localidades em todos os estados da região. No Maranhão, segundo relatório do Ibama, pelo menos cinco áreas foram atingidas. Conforme determina o Plano Nacional de Contingência (PNC), o combate ao desastre é de responsabilidade da União, que tem atuado no caso por meio do Grupo de Acompanhamento e Avaliação (GAA), formado pela Marinha do Brasil, o Ibama e a Agência Nacional do Petróleo (ANP).

Carlos Brandão ressaltou que, embora as ações de combate ao desastre sejam de competência federal, o Governo do Estado vem agindo e, agora, passa a atuar de forma conjunta com os órgãos federais, a fim de reduzir os impactos da poluição hídrica.

“Assim como fizemos parceria com o Exército para combater as recentes queimadas, estamos, agora, somando forças, por meio da criação de um grupo de trabalho com a participação de órgãos estaduais e federais, que já vinham atuando separadamente, mas que passam a trabalhar de maneira integrada, para reduzir as consequências desse desastre”, explicou Brandão.

O grupo de trabalho é coordenado pelo capitão dos Portos, Marcio Ramalho Dutra, e composto por representantes do Ibama, ICMBio, UFMA; além de órgãos estaduais, como as polícias Militar e Civil, secretarias de Meio Ambiente e Segurança Pública, coordenados pelo comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Célio Roberto.

Dentre outras atividades, o grupo de trabalho será responsável pelo encaminhamento e definição de ações técnicas e operacionais, o monitoramento das áreas litorâneas do estado, estudo do impacto do desastre para a atividade pesqueira e a prestação de esclarecimentos à sociedade civil. 

Partido de Carlos Brandão e Cléber Verde diz que vai convidar Bolsonaro para ingressar na legenda

No Maranhão, o Republicanos é presidido pelo deputado federal Cléber Verde e tem entre seus filiados, o vice-governador Carlos Brandão

Depois dos atritos das últimas semanas com o PSL e com o presidente nacional da sigla, o presidente Jair Bolsonaro agora busca um novo porto seguro para si e seus aliados. O Republicanos (ex-PRB), partido ligado à Igreja Universal, pode ser uma das opções e já afirmou que deve convidar o presidente para migrar para a legenda.

Questionado pela coluna de Mônica Bergamo, na Folha de S. Paulo, o deputado Marcos Pereira, presidente do partido, diz: “Estão recomendando isso, que a gente traga ele”.

No entanto, para que os deputados do PSL aliados a Bolsonaro migrassem também para a sigla, seria necessário que o Republicanos se fundisse a outro partido. A outra hipótese é os parlamentares do PSL conseguirem autorização da Justiça Eleitoral para deixar o partido sem perder o mandato. Eles podem alegar, entre outras coisas, perseguição da legenda.

No Maranhão, o Republicanos é presidido pelo deputado federal Cléber Verde e tem entre seus filiados, o vice-governador Carlos Brandão.

Flávio Dino forma mais 180 policiais para reforçar segurança no Maranhão

A formatura foi na Praça Maria Aragão e teve a presença do governador Flávio Dino, do vice-governador Carlos Brandão

Mais 180 novos policiais militares se formaram nesta segunda-feira (7) no Maranhão para reforçar a segurança no Estado. Eles passam a integrar a maior tropa policial da história do Maranhão, de 15 mil profissionais.

Os novos policiais do Curso de Formação de Soldados 2019 vão atuar tanto na capital quanto no interior.

A formatura foi na Praça Maria Aragão e teve a presença do governador Flávio Dino, do vice-governador Carlos Brandão, do secretário de Estado de Segurança Pública, Jefferson Portela, e do comandante geral da Polícia Militar, coronel Ismael Fonseca, além de autoridades civis e militares.

“Estamos permanentemente investindo para aprimorar a polícia. Isso inclui a formação, a capacitação e a valorização dos profissionais para que obtenhamos esse resultado. Uma polícia mais eficiente e mais próxima da população e que seja capaz de continuar a redução da violência”, afirmou o governador Flávio Dino.

Ele deu como exemplo, a queda de 72% nos homicídios em setembro de 2019 na Grande Ilha na comparação com o mesmo mês de 2014. Além disso, São Luís é a capital que mais reduziu esse tipo de crime em todo o Brasil.

Maranhão terá repasse de R$ 24 milhões para reduzir impactos ambientais de queimadas

Recentemente, o ministro do Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Moraes, definiu que o valor de R$ 1,060 bilhão deve ser destinado ao enfrentamento dos impactos ambientais causados pelas queimadas

O vice-governador Carlos Brandão esteve, na manhã de terça-feira (16), representando o governador Flávio Dino na reunião com o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, e os demais representantes dos Governos da Amazônia Legal.

Eles trataram da distribuição dos recursos oriundos da Lava Jato. Recentemente, o ministro do Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Moraes, definiu que o valor de R$ 1,060 bilhão deve ser destinado ao enfrentamento dos impactos ambientais causados pelas queimadas. Desse montante, R$ 630 milhões são destinados ao governo federal. Dele, serão utilizados R$ 430 milhões por meio da cota da Amazônia Legal.

O Maranhão, por exemplo, irá receber nesse primeiro momento aproximadamente R$ 24 milhões, de forma igualitária. Os critérios para aplicação desses recursos serão definidos pelo STF, que ditará que tipos de projetos devem ser apresentados pelos Estados.

“A segunda etapa será definida em outro encontro. Provavelmente, na semana que vem, estaremos todos reunidos novamente para detalhar como iremos investir esse percentual restante de recursos”, explicou o vice-governador Carlos Brandão, ao se referir aos outros R$ 200 milhões liberados pelo governo federal.

A destinação desse valor, inclusive, tem sido debatida a fim de que sejam sanadas outras questões que envolvem o meio ambiente, a exemplo da regularização fundiária, conclusão do Zoneamento Ecológico Econômico (ZEE) e Cadastro Ambiental Rural (CAR).

Governadores da Amazônia reúnem-se com embaixadores europeus

O encontro teve a participação do vice-governador, Carlos Brandão e foi realizado na Embaixada da Noruega, em Brasília

Governadores e vice-governadores dos estados da Amazônia Legal reuniram-se na manhã desta sexta-feira (13) com os embaixadores da Alemanha, da Noruega e do Reino Unido para discutir financiamentos para programas de desenvolvimento sustentável na região. O encontro foi na Embaixada da Noruega, em Brasília.

Após a reunião, o governador do Pará, Helder Barbalho, disse que os repasses ao Fundo Amazônia, projeto de cooperação internacional para preservação da floresta, devem ser retomados em breve. Os principais países doadores do fundo, Alemanha e Noruega, anunciaram a suspensão de seus repasses em agosto após a divulgação das taxas de desmatamento na região.

“Eles estão em conclusão de diálogo junto com o Ministério de Meio Ambiente para que seja anunciado nos próximos dias a retomada do Fundo Amazônia”, informou o governador.

Segundo Barbalho, os executivos estaduais também estão dialogando com os países para construir alternativas de financiamento a projetos sustentáveis como a possibilidade de repasse de verbas para cada unidade da federação da Amazônia ou por meio do Consórcio da Amazônia Legal. “Sinalizaram que estão dispostos a colaborar diretamente com os governos estaduais  e também a possibilidade de criação de um fundo do Consórcio de Governos da Amazônia Legal como instrumento de parceria internacional”, afirmou Barbalho.

O governador do Amapá, Waldez Góes, que preside o consórcio, disse que a entidade tem personalidade jurídica, o que permite estabelecer “uma relação de parceria com os financiadores de boas práticas na Amazônia, sejam elas de combate a atividades ilegais, de mitigação ou de alternativas de desenvolvimento”.

Helder Barbalho acrescentou que uma nova reunião foi marcada para daqui a um mês com os três embaixadores, que deverão apresentar respostas às demandas apresentadas pelos governos estaduais.

Também participaram da reunião os governadores de Mato Grosso, Mauro Mendes, de Roraima, Antônio Denarium, e do Amazonas, Wilson Lima, os vice-governadores de Rondônia, José Jordan, do Acre, Major Wherles Rocha, do Tocantins, Wanderlei Barbosa, e do Maranhão, Carlos Brandão.