É inaceitável que os nossos índios estejam sendo dizimados, afirma Eliziane Gama

Também será feito um relatório sobre a diligência para subsidiar as ações na Câmara dos Deputados e Senado Federal

A líder do Cidadania no Senado, Eliziane Gama (MA), integrou nesta sexta-feira(10) a comitiva composta pelos deputados federais Jôenia Wapichana (Rede), Nilto Tatto (PT) e Bira do Pindaré (PSB) que realizou uma diligência nas terras indígenas Arariboia, em Amarante do Maranhão, para averiguar a situação de conflitos na região, principalmente após os recentes assassinatos de índios.

“Nosso objetivo é combater a impunidade. É inaceitável e inadmissível que os nossos índios estejam sendo dizimados. Tão grave quanto isso é deixar os autores dessas barbaridades fiquem sem nenhuma punição. Nós iremos encaminhar esse relatório. Podem contar conosco”, afirmou Eliziane Gama durante a diligência no território Arariboia.

Os parlamentares foram acompanhados pelo presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB-MA, o advogado Rafael Silva; presidente do Conselho Estadual de Direitos Humanos, Mari Silva Maia; Tenente Coronel Araújo, comandante do 34º Batalhão de Polícia Militar da cidade de Amarante, e também pela representante da Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Andréa Barbosa.

Entre os encaminhamentos está a solicitação da cópia do inquérito sobre a morte do Guardião da Floresta, Paulo Paulino Guajajara. Também será feito um relatório sobre a diligência para subsidiar as ações na Câmara dos Deputados e Senado Federal. Os parlamentares se comprometeram a contribuir com a regularização das associações indígenas.

Indígenas pedem investimentos em segurança durante diligência realizada por Eliziane e parlamentares

Entre os encaminhamentos da audiência está a solicitação da cópia do inquérito sobre a morte do Guardião da Floresta, Paulo Paulino Guajajara

As lideranças indígenas presentes na audiência realizada sexta-feira (10), por comitiva de parlamentares em território Arariboia, pediram mais investimentos em equipamentos de segurança para ajudar na proteção das reservas. O pedido dos indígenas é decorrente a situação de conflito na região e aos recentes assassinatos de índios ocorridos na localidade.

O objetivo da diligência da comitiva de parlamentares foi verificar in loco a situação de conflitos na região, principalmente após os recentes assassinatos de índios. Entre as autoridades que integraram a comitiva está a senadora Eliziane Gama(Cidadania) e os deputados federais Bira do Pindaré (PSB), Jôenia Wapichana (REDE) e Nilto Tatto (PT).

Os parlamentares foram acompanhados pelo presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB/MA, o advogado Rafael Silva; presidente do Conselho Estadual de Direitos Humanos, Mari Silva Maia; comandante 34º BPM de Amarante (MA), Tenente Coronel Araújo e também pela representante da Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Andréa Barbosa.

Entre as lideranças indígenas presentes na audiência está o Cacique Zezé da Aldeia Juçaral, o atual coordenador Geral da Comissão dos Caciques e Lideranças da Terra Indígena Araribóia (CCOCALITIA-MA), Elias Sousa Guajajara, o representante dos Guardiões da Florestas, Silvio Guajajara que é da Coordenação das Organizações e Articulações dos Povos Indígenas do Maranhão (COAPIMA).

Entre os encaminhamentos da audiência está a solicitação da cópia do inquérito sobre a morte do Guardião da Floresta, Paulo Paulino Guajajara, também será feito um relatório sobre a diligência para subsidiar as ações na Câmara dos Deputados e Senado Federal.

Eliziane integra comitiva de parlamentares em diligência na terra indígena Arariboia

A Comissão de Parlamentares do Congresso Nacional foi até as terras indígenas Araribóia para averiguar in loco a situação de conflitos na região.

Está sendo realizada nesta sexta-feira, dia 10 de janeiro de 2020, uma Diligência de Comissão de Parlamentares do Congresso Nacional nas terras indígenas Araribóia para averiguar in loco a situação de conflitos na região.

A comitiva é composta pela senadora Eliziane Gama e os deputados federais Joênia Wapichana e Nilton Tatto. Os parlamentares estão na Aldeia Juçaral, localizada no município de Amarante, interior do Maranhão.

A comitiva de parlamentares está acompanhada pela Comissão de Direitos Humanos da OAB-MA, Sociedade Maranhense de Direitos Humanos, Secretaria de Estado dos Direitos Humanos, Conselho Estadual dos Direitos Humanos, Policia Federal e Funai.

Em reunião com Moro, Eliziane discute situação dos povos indígenas

A reunião foi solicitada pela parlamentar para discutir ações de prevenção da violência e iniciativas que envolvem tanto o Poder Executivo quanto o Legislativo

A líder do Cidadania no Senado, Eliziane Gama (MA), acompanhada pela deputada federal Joênia Wapichana (Rede-RR), se reuniu com o ministro da Justiça, Sérgio Moro, para discutir a situação dos índios de várias etnias no Maranhão.

A reunião de quinta-feira (19), em Brasília, foi solicitada pela parlamentar para discutir ações de prevenção da violência e iniciativas que envolvem tanto o Poder Executivo quanto o Legislativo.

O ministro informou às parlamentares que a Força Nacional atuará no estado enquanto houver necessidade e disse que as unidades de segurança estão atuando juntas para combater o aumento da violência. Moro disse ainda que o inquérito da PF (Polícia Federal) sobre a morte do líder indígena Paulo Paulino Guajajara demonstrou que não há qualquer relação com crime de ódio e que o conflito que ocasionou a morte do índio parece se relacionar a caçadores e não a madeireiros.

Aproveitando as explicações, Eliziane Gama questionou o ministro se já tinha sido decretado a prisão de algum responsável pela morte do indígena, mas Moro não soube responder de imediato. A parlamentar maranhense aproveitou a oportunidade para falar sobre o projeto de lei de sua autoria, protocolado hoje no Senado, que torna o crime contra o indígena por disputa de terras em crime hediondo.

“Precisamos atuar no combate do ‘Indiocídio’. Aumentou em 20% o número de assassinatos de indígenas no Brasil, segundo o Conselho Indigenista Missionário [CIMI]. Os dados mais recentes são de 2018, quando foram registradas 135 mortes. No ano anterior, foram 110 casos de assassinato”, ponderou a parlamentar, que cobrou ainda do ministro Sérgio Moro discursos mais fortes em defesa das minorias.

Assessoria emite nota sobre estado de saúde da senadora Eliziane Gama

A senadora está internada no Hospital UDI, em São Luís, com infecção urinária. Seu estado de saúde é estável

A assessoria de imprensa da senadora Eliziane Gama (Cidadania) emitiu uma nota sobre o estado de saúde da parlamentar. A senadora está internada no Hospital UDI, em São Luís, com infecção urinária. Seu estado de saúde é estável. Veja a nota:

A Senadora Eliziane Gama está internada no UDI Hospital em São Luís-MA desde a noite da última sexta-feira, dia 15 de novembro, devido uma infecção urinária. A parlamentar segue na Unidade de Internação do hospital. De acordo com o boletim médico, o estado de saúde da parlamentar é estável. Eliziane Gama aguarda melhora clínica e laboratorial para receber alta hospitalar.

Atenciosamente,

Assessoria Eliziane Gama

Eliziane participa de debate sobre Reforma Tributária como instrumento para promoção da sustentabilidade

O debate foi uma iniciativa da Frente Parlamentar Ambientalista, coordenada pela senadora Eliziane Gama

Foi realizado na manhã de quarta-feira (30), um debate no Senado Federal sobre a Reforma Tributária como instrumento para a promoção da sustentabilidade.

O debate foi uma iniciativa da Frente Parlamentar Ambientalista, coordenada pela senadora Eliziane Gama, e da Comissão de Meio Ambiente do Senado em parceria com o Instituto Democracia e Sustentabilidade (IDS), a Rede de Ação Política pela Sustentabilidade (RAPS), a Fundação SOS Mata Atlântica e o WWF-Brasil.

Eliziane fala do aumento da tragédia ambiental no Nordeste e da negligência do Governo Federal

A parlamentar teme que o vazamento detectado nas praias da região desde o dia 30 de agosto possa trazer ainda mais prejuízos

A líder do Cidadania no Senado, Eliziane Gama (MA), disse terça-feira (22) que a “quase inépcia” e a “improvisação” do governo federal na contenção da mancha de óleo que atingiu boa parte do litoral do Nordeste são as principais responsáveis pela “tragédia ambiental, econômica e social”.

A parlamentar teme que o vazamento detectado nas praias da região desde o dia 30 de agosto possa trazer ainda mais prejuízos aos estados nordestinos com a proximidade do verão.

“Parte significativa da economia desses estados aquece devido ao aumento da presença de turistas na região. Não preciso dizer que a riqueza do nosso Nordeste vem do turismo”, disse.

Para Eliziane Gama, o vazamento de óleo ainda de origem desconhecida é um dos maiores acidentes ambientais da história do Brasil. “Portanto, ele não pode ser tratado, depois de quase dois meses, da forma improvisada como estamos assistindo”, cobrou.

A parlamentar do Cidadania do Maranhão disse que a crise não é por acaso e citou que o governo federal extinguiu, em abril, dezenas de conselhos da administração federal e eliminou dois comitês que integravam o Plano Nacional de Contingência para Incidentes de Poluição por Óleo em Água, instituído em 2013.

“A impressão que se passa à sociedade é que, depois de quase 60 dias do aparecimento das primeiras manchas de óleo, o governo só se movimentou para mitigar os efeitos do vazamento porque a Justiça o obrigou a tomar providências. O que se espera é que com a decisão da Justiça, enfim, o governo reative plenamente o Plano Nacional de Contingenciamento para Incidentes de Poluição por Óleo”, disse.

A senadora ponderou, no entanto, que não se pode ser irresponsável de acusar o governo pelo acidente, que na sua opinão deve ser apurado com rigor e os culpados punidos.

Senadora Eliziane participa de lançamento de pré-candidatura do Leonardo Sá

A pré-candidatura aconteceu durante o encontro do Partido Liberal (PL)

No sábado (12), a senadora Eliziane Gama (Cidadania) esteve presente na cidade de Pinheiro para o lançamento da pré-candidatura do deputado estadual Leonardo Sá à prefeitura em 2020.

A pré-candidatura aconteceu durante o encontro do Partido Liberal (PL). Para Eliziane, a disputa de Leonardo Sá pela prefeitura de Pinheiro é muito importante.

“É importante que haja esta disputa, pois como deputado estadual Leonardo Sá tem se mostrado muito competente”, é o que Pinheiro precisa, avaliou.

“Aprovação do destaque sobre abono salarial foi uma vitória”, afirma Eliziane Gama

A líder do Cidadania no Senado, Eliziane Gama comemorou a aprovação do destaque apresentado por ela que garante a manutenção do abono salarial para o trabalhador que ganha até dois salários mínimos. A proposta foi aprovada no plenário do Senado Federal na noite desta terça-feira, dia 01 de outubro.

Esta é uma vitória dos 13 milhões de trabalhadores, pois é uma matéria de cunho trabalhista e por isso não deveria nem está na reforma da previdência. Seria um prejuízo para trabalhador. Não podemos prejudicar os mais pobres e precisamos mantem poder de compra dessas famílias brasileiras, pois isso movimenta a economia. O ajuste tem que ser feito, mas considerando a questão social”, destacou Eliziane Gama após a aprovação do destaque de sua autoria.

De acordo com Eliziane Gama, a manutenção do abono salarial é mais uma conquista e se soma a outras duas propostas apresentadas por ela com o objetivo de corrigir distorções da reforma previdenciária: a manutenção do Benefício de Prestação Continuada (BPC) e a proibição de pagamento de pensões abaixo do salário mínimo.