Flávio Dino homenageia maranhenses perseguidos pelo regime militar

“Aqui no Maranhão não se comemora a ditadura e nem se celebra a memória de nenhum ditador”, afirmou o governador.

Foi com muita emoção e ao som da música “Oração Latina”, verdadeiro hino escrito pelo compositor maranhense César Teixeira, que na tarde deste sábado (30), em cerimônia na Praça Maria Aragão, em São Luís, o governador Flávio Dino assinou Projeto de Lei que concede pensão especial ao líder camponês Manoel da Conceição, lesionado por ação policial no período da ditadura militar.

A assinatura foi um dos atos que marcaram uma tarde de homenagens a maranhenses que tiverem direitos violados pelo autoritarismo do regime militar, vigente de 1ª de abril de 1964 até 1985. A memória da médica Maria Aragão e do jornalista Bandeira Tribuzzi – ambos já falecidos – foi celebrada.

A ideia do Projeto de Lei é garantir reparações ainda possíveis a Manoel da Conceição, uma das vítimas das graves violações de direitos humanos deixados por governos autoritários. Para o governador Flávio Dino, o Projeto de Lei de indenização a Manoel da Conceição e a homenagem a memória dos maranhenses perseguidos pela ditadura é um “ato de justiça histórica”.

Dino fez questão de realçar a importância do Projeto de Lei de indenização ao líder camponês Manoel da Conceição, vítima de violência praticada por agentes do Estado. “Aqui no Maranhão não se comemora a ditadura e nem se celebra a memória de nenhum ditador”, afirmou o governador.

Bolsonaro suspende instalação de 8 mil radares eletrônicos

Jair Bolsonaro usou suas redes sociais para informar o cancelamento da instalação de 8 mil radares

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) anunciou, na manhã deste domingo (31), que determinou o cancelamento da instalação de 8 mil novos radares nas rodovias federais do Brasil. O anúncio foi feito pela conta do presidente no Twitter.

“Após revelação do @MInfraestrutura de pedidos prontos de mais de 8.000 novos radares eletrônicos na rodovias federais do país, determinei de imediato o cancelamento de suas instalações. Sabemos que a grande maioria destes têm o único intuito de retomo financeiro ao estado. Ao renovar as concessões de trechos rodoviários, revisaremos todos os contratos de radares verificando a real necessidade de sua existência para que não sobrem dúvidas do enriquecimento de poucos em detrimento da paz do motorista”, escreveu Bolsonaro.

Boieiros, toadas e matracas marcam despedida de Helena Leite

A radialista e folclorista Helena Leite foi sepultada, na manhã deste domingo (31), com muita comoção e homenagens de boieiros, folcloristas e admiradores. O cortejo foi o grande momento em que marcou a despedida de um dos grandes nomes da cultura maranhense.

Grupos de bumba boi no sotaque de matraca acompanharam a saída do corpo de Helena Leite do Parque da Vila Palmeira, em direção ao Cemitério do Gavião.

O caixão do carro do Corpo de Bombeiros parou no início da Rua são Pantaleão e um lindo cortejo ao som de matracas e pandeirões seguiu até Cemitério do Gavião.

O vereador Astro de Ogum afirmou que essa despedida foi um pedido da própria Helena. “Ela sempre dizia que, quando morresse, queria transformar seu funeral numa festa da cultura e que reunisse os batalhões de sotaque da Ilha. Estamos proporcionando a ela um pedido feito a mim ainda em vida”, relembrou.

Sites nacionais repercutem o ParlaNordeste em São Luís


O evento debateu, entre outros assuntos, o Consórcio dos Estados do Nordeste, a Reforma da Previdência, o Pacto Federativo e o Fortalecimento dos Órgãos Regionais de Desenvolvimento

Os sites Crusué e O Antagonista repercutiram o 3º Encontro de Presidentes de Assembleias Legislativas dos Estados do Nordeste – ParlaNordeste, que aconteceu na última sexta-feira (29), em São Luís. O evento debateu, entre outros assuntos, o Consórcio dos Estados do Nordeste, a Reforma da Previdência, o Pacto Federativo e o Fortalecimento dos Órgãos Regionais de Desenvolvimento. Veja a nota:

Presidentes das assembleias legislativas de cinco estados do Nordeste divulgaram uma carta conjunta criticando as mudanças no Benefício de Prestação Continuada, o BPC, e na aposentadoria rural, relata a Crusoé.

No texto, que deverá ser lido no Congresso Nacional, eles também pedem a permanência de estatais como o Banco do Nordeste do Brasil e o Departamento Nacional de Obras Contra as Secas, o DNOCS.

Estadão destaca projeto de Márcio Jerry que criminaliza apologia à ditadura


Apresentado pelo vice-líder do PC do B, deputado pelo Maranhão, Márcio Jerry, o PL nº 1.798/2019 propõe a alteração do artigo 287 do Código Penal Brasileiro, dando a ele uma nova redação

Estadão

Às vésperas do aniversário de 55 anos do golpe militar, um projeto de lei protocolado na Câmara dos Deputados pretende criminalizar ‘apologias ao retorno da ditadura militar’ e a ‘pregação de novas rupturas institucionais no país’.

Apresentado pelo vice-líder do PC do B, deputado pelo Maranhão, Márcio Jerry, o PL nº 1.798/2019 propõe a alteração do artigo 287 do Código Penal Brasileiro, dando a ele uma nova redação, ‘para punir, com multa ou detenção, de três a seis meses, autores de declarações ou conclamações públicas que remetem a fatos criminosos, tortura ou que incentivam algum tipo golpe ou quebra do sistema político vigente’.

O projeto de Jerry foi apresentado em meio à polêmica criada pela ordem do presidente Bolsonaro para que os quartéis comemorem o 31 de março.

Nesta sexta, 29, a juíza Ivani Silva da Luz, da 6.ª Vara Federal de Brasília, acolheu pedido da Defensoria Pública da União e determinou que as unidades militares se abstenham das festividades em alusão a 1964.

Para embasar seu projeto, o deputado maranhense menciona o artigo 5.º da Constituição, que ‘estabelece como crime inafiançável e imprescritível a ação de grupos armados, civis ou militares, que vão contra a ordem constitucional e o Estado Democrático no país’.

Márcio Jerry explica que ‘a matéria vem suprir a necessidade de se coibir reações extremas em um grave momento da história brasileira, que vive um patente momento de ameaça à democracia’.

O parlamentar afirma que o projeto pretende ‘colocar luz sobre um trágico recorte da memória nacional’.

“É preciso que a gente reflita sobre isso para que o Brasil não faça do próximo dia 31 um momento de revirar feridas, porque a democracia cuida disso, e não é cabível e não é aceitável que um Presidente da República faça uma conclamação tão estapafúrdia, tão acintosa à democracia e tão agressiva à memória daqueles que padeceram sob a ditadura”, afirmou.

O projeto será distribuído às comissões temáticas a serem designadas pelo deputado Rodrigo Maia (DEM), o presidente da Casa. Depois, segue para deliberação do Plenário.

Prefeito Edivaldo convoca mais professores aprovados no concurso público para a área da Educação


A medida complementa as ações da gestão do prefeito Edivaldo Holanda Junior na área da Educação e beneficia milhares de alunos da rede municipal de ensino

Reforçando a política de melhorias na qualidade do ensino e aprendizado na rede municipal, a Prefeitura de São Luís realizará nova convocação de candidatos aprovados e classificados no concurso público da Secretaria Municipal de Educação (Semed). A medida complementa as ações da gestão do prefeito Edivaldo Holanda Junior na área da Educação e beneficia milhares de alunos da rede municipal de ensino. Serão chamados mais 268 professores, 30 cuidadores e 10 monitores escolares. O edital de convocação está previsto para ser publicado até o final da próxima semana

“O chamamento de professores para a rede municipal de ensino repercute positivamente na melhoria da qualidade do ensino ofertado aos milhares de estudantes da rede. A ampliação do nosso quadro de professores se soma a outras ações da Prefeitura a exemplo dos investimentos na requalificação das unidade de ensino e qualificação dos professores. São os esforços para uma educação melhor aos nossos alunos”, enfatiza o prefeito Edivaldo lembrando que mais de 160 escolas já foram requalificadas e mais de mil salas de aulas climatizadas.

A secretária municipal de Administração, Mittyz Rodrigues, destaca o empenho da gestão em promover melhorias no serviço público. “Com a autorização para convocação de mais 268 professores aprovados em concurso público, a Prefeitura de São Luís segue renovando o quadro funcional com servidores concursados que fortalecem a prestação de serviços à população. Além dos professores, também estão sendo convocados 30 cuidadores para educação especial e 10 monitores do transporte escolar em edital previsto para ser publicado até o final da próxima semana”, enfatizou a secretária.

Com o concurso público já foram inseridos ao quadro da rede mais 456 professores do magistério, 177 cuidadores e 74 monitores, além de oito profissionais classificados para as vagas de nível superior. O certame para a rede municipal de ensino foi promovido em 2017, abrindo 822 vagas nos níveis médio e superior, além do cadastro de reserva. O concurso disponibilizou oportunidades para cargos de magistério, níveis superior e médio, e pela primeira vez, vagas para a Educação Especial.

“É uma das grandes prioridades da gestão do prefeito Edivaldo, que segue trabalhando em benefícío de uma educação mais adequada e qualificada na rede municipal. Esse concurso, somado a outras muitas iniciativas, faz parte da política voltada para a pasta, que contempla ainda a requalificação de escolas, capacitação de professores e ações para o melhor aprendizado dos alunos”, pontua o titular da Semed, Moacir Feitosa. Por meio do concurso, já foram convocados um total de 715 profissionais para reforço à educação na rede municipal.

Assembleia Legislativa e Governo do Maranhão emitem notas de pesar pelo falecimento de Helena Leite


Helena Leite era presidente do Boi da Pindoba e uma das vozes mais conhecidas do rádio maranhense

A Assembleia Legislativa do Maranhão, em nome do seu presidente Othelino Neto, e o Governo do Estado emitiram notas de pesar pelo falecimento da radialista e folclorista Helena Leite neste sábado, 30.

Nascida em 26 de março de 1952, na cidade de Viana, Helena Leite era presidente do Boi da Pindoba e uma das vozes mais conhecidas do rádio maranhense.

NOTA DE PESAR

A Assembleia Legislativa do Maranhão lamenta, profundamente, o falecimento da radialista Helena Leite, de 67 anos, ocorrido neste sábado (30), em São Luís.

A radialista passou por vários veículos de Comunicação, onde deixa, agora, um enorme vazio sem a sua brilhante e marcante voz, que se destacava, principalmente, em prol da cultura de São Luís e do Maranhão.

Manifestamos nossa solidariedade aos seus familiares e amigos, rogando a Deus que conforte a todos neste momento de profunda dor.

Deputado Othelino Neto
Presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Maranhão

NOTA DE PESAR

O Governo do Maranhão,  por meio da Secretaria de Estado da Cultura (Secma) e da Comunicação Social e Assuntos Políticos (Secap), lamenta o falecimento da radialista e folclorista Helena Leite, 67 anos, vítima de infarto, na madrugada desta sexta-feira (29).

Com 50 anos de trabalho, Helena Leite dedicou grande parte da sua vida à cultura popular do Maranhão, atuando em programas de rádio na defesa e divulgação deste segmento. Em sua trajetória profissional, Helena Leite deu grande contribuição à Comunicação e Cultura do Maranhão, atuando em emissoras como Timbira, Educadora, Difusora, Capital e outras.

O corpo será velado no Parque Folclórico da Vila Palmeira. Neste momento de dor,  o Estado se solidariza com os amigos e familiares de Helena.

Morre a radialista Helena Leite


Nascida em 26 de março de 1952, na cidade de Viana, Helena Leite era presidente do Boi da Pindoba e uma das vozes mais conhecidas do rádio maranhense

A cultura maranhense perde uma das suas vozes mais atuantes. Morreu na noite de sexta-feira (29) a radialista Helena Leite.

Nascida em 26 de março de 1952, na cidade de Viana, Helena Leite era presidente do Boi da Pindoba e uma das vozes mais conhecidas do rádio maranhense.

A radialista encontrava-se com a saúde debilitada e realizava sessões de hemodiálise, passou mal na noite de sexta, chegou a dar entrada na UPA do Vinhais, mas não resistiu.

O Sindicato dos Jornalistas emitiu nota de pesar:

Com profunda tristeza, registramos o falecimento da radialista e folclorista Helena Leite, defensora incansável da cultura popular, que marcou época no Rádio maranhense com passagem por diversas emissoras como Educadora, Difusora, Timbira, Capital e outras sempre com programas em que defendia, com muita coragem e compromisso, o folclore da nossa terra. Enviamos à família e amigos da prateada os nossos pêsames e solidariedade com nossa saudade.

Douglas Cunha
Presidente
SINJOR-Slz