Com PDT e PTB, Osmar Filho larga vantagem na disputa pela prefeitura de São Luís

Com o PDT e o PTB juntos, Osmar Filho ganha tempo no rádio e na TV, algo crucial na disputa majoritária

Em um universo de apenas 23 partidos – os únicos dos 35 que passaram da Cláusula de Barreira – já ter o apoio de duas grandes legendas faltando ainda mais de 12 meses para as eleições já é um grande começo.

A pré-candidatura do presidente da Câmara Municipal de São Luís ganha musculatura com o apoio declarado do PTB, além de já ter a confirmação de que será o nome na disputa pela prefeitura da capital dada pelo presidente estadual do PDT, o senador Weverton Rocha.

Com o PDT e o PTB juntos, Osmar Filho ganha tempo no rádio e na TV, algo crucial na disputa majoritária.

Mas a pré-campanha continua e outros partidos podem se somar ao projeto. É esperar para saber dos próximos passos.

Flávio Dino articula frente anti-Bolsonaro nas eleições de 2020 em São Paulo

A articulação está sendo feita em São Paulo e pode se estender a Belo Horizonte, Rio de Janeiro e Porto Alegre

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB) está articulando a formação de uma frente de centro-esquerda de oposição a Jair Bolsonaro nas eleições municipais de 2020, informa a jornalista Mônica Bergamo, em sua coluna na Folha de S.Paulo.

A articulação está sendo feita em São Paulo e pode se estender a Belo Horizonte, Rio de Janeiro e Porto Alegre.

Dino já conversou sobre o assunto com o ex-governador de São Paulo, Márcio França (PSB-SP), que pretende se candidatar a prefeito da capital paulista.

Setores do PT paulistano são simpáticos à ideia. Caso a frente se concretize, será a primeira vez, desde 1985, que a legenda não teria candidato próprio na capital.

Dino afirma que a gravidade do momento exigiria uma frente plebiscitária contra Bolsonaro que incluiria PDT, PSB, PCdoB, PSOL e PT.

A sintonia de Flávio Dino e Weverton Rocha

O registro vem num momento em que surgem muitas especulações sobre as eleições de 2020

Líder maior do grupo que interrompeu os 50 anos de domínio do grupo Sarney, o governador Flávio Dino (PCdoB) segue sendo um político admirado, de grupo, que trabalha para mostrar resultados e para tirar o Maranhão de anos de atraso. Uma das qualidades mais destacadas é o fato de sempre dialogar com sua base. E isso fica sempre evidente quando a oposição tenta plantar informações desencontradas.

Nos últimos dias, alguns meios de comunicação tentam plantar o rompimento do PCdoB e PDT nas eleições de São Luís. Mas, tanto Flávio, quando o presidente estadual do PDT, o senador Weverto Rocha, mostram a sintonia entre os dois líderes e que sempre vai permanecer o diálogo dentro do grupo. O senador Weverton fez questão de deixar isso evidenciado em suas redes.

“Em agenda com o governador Flávio Dino, conversamos bastante sobre o cenário atual, avaliando os desafios que temos, a agenda em Brasília e como podemos continuar ajudando o Maranhão. Falamos sobre Previdência, PEC da Cessão Onerosa (uma grande vitória para os municípios e estados, incluindo o MA, que terá mais esse recurso) e outras pautas. Reafirmamos a nossa parceria e a nossa unidade em favor dos maranhenses”, escreveu Weverton.

O registro vem num momento em que surgem muitas especulações sobre as eleições de 2020 e acaba com todas as artimanhas do grupo opositor em querer plantar o rompimento do grupo governista.

Ivaldo Rodrigues retira nome da disputa pela prefeitura de São Luís e declara apoio a Osmar Filho

O ato reforça o nome de Osmar Filho e a união dentro do PDT na disputa pela prefeitura da capital

O vereador licenciado e secretário municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento, Ivaldo Rodrigues (PDT), declarou na noite de quinta-feira-feira (22), a sua desistência na disputa pela prefeitura de São Luís e declarou total apoio ao pré-candidato Osmar Filho nas eleições de 2020.

“Declino de ser pré-candidato a prefeito de minha querida São Luís, em nome da unidade do PDT, partido do meu coração e da minha vida. Agora volto todo o meu pensamento e forças à minha reeleição de vereador, e continuarei fortalecendo meu trabalho a frente da Semapa.  Declaro meu apoio ao companheiro Osmar Filho rumo à vitória, na garantia de preservar o legado de trabalho do nosso partido na capital maranhense”, declarou Ivaldo.

A declaração de apoio foi dada em uma grande reunião promovida pelo secretário. O ato reforça o nome de Osmar Filho e a união dentro do PDT na disputa pela prefeitura da capital.

Acordo para uso da Base de Alcântara avança na Câmara com apoio do PCdoB, PDT e PSB

Comissão aprova relatório favorável ao acordo para base de Alcântara

Parlamentares do PCdoB, PDT e PSB apresentaram, nesta quarta-feira (21), voto favorável à aprovação do Acordo de Salvaguardas Tecnológicas (AST) para uso do Centro de Lançamentos de Alcântara (MA) na Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional (CREDN) da Câmara dos Deputados.

Com voto em separado apresentado pela deputada federal Perpétua Almeida (PCdoB-AC), o PCdoB defendeu o desenvolvimento de uma tecnologia autônoma como projeto nacional e usou as cláusulas do próprio acordo para justificar o posicionamento, rechaçado por parlamentares do PSOL e do PT. “Concordamos em fazer essa continuação no processo de desenvolvimento do Programa Espacial Brasileiro, mas com ressalvas”, disse, sendo subscrita pelo deputado Paulo Ramos (PDT-RJ).

Fazendo menção à necessidade de dar continuidade a programas de Estado e não apenas de um Governo, Perpétua esclareceu que a posição do partido se baseou, ainda, nos termos do próprio AST, como o compromisso mútuo de proteger tecnologias e patentes das partes e a possibilidade de quebra de acordo, em caso de desrespeito às cláusulas .

“Reafirmo, então, o comportamento do PCdoB e do PDT, que tem em seus programas, o DNA da soberania nacional. Governos passam, assim como o desastrado Governo de Bolsonaro vai passar”, comentou. O posicionamento também foi defendido pelo líder e vice-líder do PCdoB, deputados Daniel Almeida (BA) e Márcio Jerry (MA). “Este acordo pode ser discutido, com os Estados Unidos, e com qualquer outra nação, desde que respeitada sua soberania e garantindo o direito do país de desenvolver tecnologia”, afirmou Almeida.

Márcio Jerry, que atualmente preside uma subcomissão específica para debater e acompanhar as tratativas do acordo na Comissão de Ciência e Tecnologia, onde o AST será encaminhado, afirmou que a aprovação aponta a “clareza do Partido com a defesa da soberania, do desenvolvimento da política aeroespacial brasileira, das comunidades de Alcântara e de apoio à ciência e tecnologia no Maranhão”. O parlamentar maranhense salientou que embora o PCdoB tenha dado aval à continuidade do processo pelo Governo de Jair Bolsonaro, deputados devem seguir ampliando o debate. “Esta é uma matéria importante para o país e para a Câmara dos Deputados e devemos seguir discutindo os termos aqui na Casa”.

Primeira Comissão a apreciar o tratado selado com o Governo americano, a aprovação do AST deverá ser submetido a outras duas comissões da Câmara, antes de ir à votação em Plenário. Se aprovado, seguirá para o Senado Federal, onde será submetido a um novo rito de votação.

Weverton e Eliziane saúdam a presença de Erlânio Xavier no Senado

Os senadores Weverton Rocha (PDT) e Eliziane Gama (Cidadania) fizeram hoje (13) uma saudação especial, no Plenário do Senado Federal, ao presidente da Famem, prefeito Erlânio Xavier.

Weverton destacou o papel de destaque de Erlânio na política local. O prefeito aprovado por 93% da população de Igarapé Grande é vice-presidente do PDT maranhense e foi um dos coordenadores da campanha vitoriosa de Weverton Rocha ao Senado.

Erlânio Xavier foi eleito em janeiro presidente da Federação dos Municípios do Maranhão ( Famem). Dos 213 prefeitos aptos a votar, o prefeito do PDT teve 206 votos.

A senadora Eliziane Gama também fez uso do microfone para destacar a presença de Erlânio.

Weverton Rocha nega interesse em disputar prefeitura de São Luís

Focado no seu mandato de senador, Weverton abre todos os caminhos para o vereador Osmar Filho

Sondado como um nome da disputa pela prefeitura de São Luís, em 2020. O senador Weverton Rocha (PDT) tratou de negar, em áudio encaminhado ao Blog Marrapa, qualquer interesse em disputar o cargo.

“Quero agradecer a lembrança do meu nome, mas quero adiantar que não estamos nesse debate. Eu tenho o reconhecimento e a gratidão dos quase 2 milhões de maranhenses, que me elegeram. E uma missão dessa, que seria muito honrosa, ela sairia completamente da expectativa dos 217 municípios na qual eu tenho trabalhado aqui em Brasília”, afirmou Weverton.

Focado no seu mandato de senador, Weverton abre todos os caminhos para o vereador Osmar Filho, presidente da Câmara Municipal de São Luís, ser o nome do PDT para a prefeitura da capital.

Senador Weverton Rocha considera forte o nome de Osmar Filho para prefeitura da capital

Osmar Filho cada vez mais próximo de ser o nome do PDT para prefeitura de São Luís

O presidente da Câmara Municipal de São Luís, Osmar Filho (PDT), foi mencionado várias vezes durante entrevista concedida recentemente pelo presidente do PDT no Maranhão, o senador Weverton Rocha. Principalmente, quando as perguntas se voltaram à uma eventual disputa pela Prefeitura de São Luís, em 2020.

Segundo análise Weverton, Osmar Filho é um “dirigente jovem, um vereador que tem mostrado coragem de enfrentar os problemas e de dialogar com a comunidade. Sempre foi bem votado em São Luís e é um nome forte sim, para a disputa”, afirmou o parlamentar.

Osmar Filho segue recebendo declarações de apoio. O deputado federal Gil Cutrim já declarou apoio ao pré-candidato, além de, pelo menos, dez vereadores da capital, entre eles os vereadores Nato Júnior (PP), Barbara Soeiro (PSC) e Paulo Victor (PTC).

PDT suspende atividades partidárias de deputados que apoiaram reforma da Previdência

O partido decidiu também que até o fim do processo Gil Cutrim e os demais deputados ficarão suspensos de suas atividades partidárias.

O PDT decidiu nesta quarta-feira (17) abrir processo para decidir a punição aos oito deputados da sigla que contrariaram determinação partidária e votaram a favor da reforma da Previdência, entre eles, o deputado maranhense Gil Cutrim. O partido decidiu também que até o fim do processo os deputados ficarão suspensos de suas atividades partidárias.

De acordo com o presidente do PDT, Carlos Lupi, a suspensão significa que os parlamentares não poderão representar o partido nas direções estaduais e nacional, no Congresso, e também não poderão usar a legenda do PDT. O partido ainda vai decidir se eles poderão ocupar vagas em comissões na Câmara.

O processo para apurar a conduta dos deputados deve durar de 45 a 60 dias. Umas das punições possíveis é a expulsão do partido, mas os parlamentares também podem sofrer sanções mais brandas, como uma advertência.

Os deputados do PDT que foram temporariamente suspensos são: Alex Santana (BA); Flávio Nogueira (PI); Gil Cutrim (MA); Jesus Sérgio (AC); Marlon Santos (RS); Silvia Cristina (RO); Subtenente Gonzaga (MG); Tabata Amaral (SP).

“Como o processo não está esgotado, tem o segundo turno, e nós acreditamos que o ser humano é o único ser vivo capaz de evoluir, quem sabe alguns evoluem, ouçam o que está se fazendo de maldade com a base da sociedade que ganha até R$ 3 mil, R$ 2,5 mil, voltem atrás e voltem para o partido. É claro que a situação de qualquer um dos oito que voltar atrás nessa posição equivocada inicialmente será considerada como uma forte opção pelo partido”, afirmou o presidente do PDT.

Na segunda-feira (15), o PSB também decidiu abrir processo para definir a situação dos deputados da sigla que, contrariando determinação partidária, votaram a favor da reforma da Previdência.