Flávio Dino cancela feriado de Carnaval e anuncia que não haverá ponto facultativo no Maranhão

Na noite desta terça-feira (2), o governador Flávio Dino (PCdoB) anunciou a suspensão das festas de carnaval em todo o Estado. Na publicação divulgada em suas redes sociais, Dino também informou que não haverá folga nos dias 15 e 16 de fevereiro, considerado período carnavalesco.

Além da suspensão das festas de carnaval em todo o Estado, informo que dias 15 e 16 de fevereiro (segunda e terça) serão dias normais no serviço público estadual, não incidindo qualquer feriado ou ponto facultativo. Medida acompanha orientação do Fórum de Governadores do Brasil”, declarou.

Sem ponto facultativo, haverá funcionamento normal nas empresas e nas repartições públicas.

Covid-19: Maranhão se aproxima de 200 mil casos registrados

Segundo Boletim Epidemiológico atualizado divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), o Maranhão se aproxima de 200 mil casos da Covid-19. Desde o início da pandemia, o estado atingiu a marca de 197.056 registros da infecção.

Nas últimas 24 horas, foram confirmadas 11 novas ocorrências. 1 caso foi registrado na Grande São Luís e oito foram registrados nos demais municípios maranhenses. A cidade de Imperatriz confirmou dois casos no período.

Até o momento, seis novos óbitos foram registrados nas seguintes cidades: Buriti Bravo (1), Buriticupu (1), Codó (1), Imperatriz (1), São Bento (1) e Timon (1).

Ainda de acordo com a SES, 4.426 pessoas já morreram em decorrência da doença no estado. Por outro lado, 189.581 pacientes se recuperaram da infecção pelo novo coronavírus no Maranhão. Atualmente, são 2.963 casos sob suspeita.

Mapa aponta Maranhão com uma das menores taxas de letalidade por coronavírus no Brasil

Em mapa divulgado pelo site Poder 360, o Maranhão é um dos quatro estados brasileiros com a menor taxa de letalidade por Covid-19 do Brasil. O gráfico elaborado pelo portal foi apresentado pelo governador Flávio Dino durante entrevista coletiva.

Segundo o mapa, em todo o Brasil apenas os estados do Paraná, Maranhão, Bahia e Minas Gerais figuram com a cor amarela no que diz respeito ao número de óbitos relacionados ao coronavírus por milhão de habitantes.

O Maranhão tem a terceira menor taxa de letalidade do país, com 620 mortes por milhão de habitante, de acordo com o levantamento.

Para o governador, o número favorável também representa boa aplicação dos recursos públicos, no Maranhão, no combate ao surto epidemiológico.

Flávio Dino sanciona lei que cria auxílio emergencial para catadores de materiais recicláveis

O governador Flávio Dino (PCdoB) sancionou a lei que cria o auxílio emergencial estadual no valor de R$ 400 para os catadores de materiais recicláveis do Maranhão. O auxílio é válido enquanto durarem os efeitos da pandemia do coronavírus.

Para o governador, a sanção do auxílio tem alcance social e também de proteção ao meio ambiente.

“É uma categoria profissional que precisa de um apoio especial. Há uma dificuldade sanitária para a retomada de grandes eventos e isso faz com que centenas de trabalhadores e trabalhadoras não consigam retirar o sustento da sua atividade, que é tão importante do ponto de visto social e também para o meio ambiente, visto que contribuem para reciclagem de resíduos sólidos”, afirmou Dino.

Número de infectados e mortes por Covid-19 aumenta no Maranhão

Segundo dados da Secretaria de Estado da Saúde (SES), o Maranhão chegou a 197.056 casos e 4.380 mortes pela Covid-19 neste domingo.

O número de casos ativos também subiu e chegou a 4539. Deste número, 4199 estão em isolamento domiciliar, 213 estão internados em enfermarias e 127 em leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Foram registradas, neste domingo (13), cinco novas mortes por Covid-19 nas cidades de Balsas (1), Coelho Neto (1), Colinas (1), Coroatá (1) e São João dos Patos (1). Desde o início da pandemia, 4.225 profissionais da saúde já foram infectados pela Covid-19, 4.115 se recuperaram da doença e 74 morreram.

Novo mapa interativo de balneabilidade é lançado pelo governo

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos Naturais (SEMA) lançou o Mapa Interativo de Balneabilidade. O novo produto foi desenvolvido pela Superintendência de Monitoramento e Planejamento da SEMA e permite acessar as condições de balneabilidade das praias da Ilha de São Luís.

Com a nova ferramenta, também é possível encontrar as perguntas mais frequentes e link para os boletins de balneabilidade da Região Metropolitana, que são semanalmente atualizados pela Secretaria de Meio Ambiente. Além disso, com o novo mapa interativo, é possível selecionar os marcadores para obter mais informações sobre o ponto desejado, como local de referência e período amostral.

De acordo com o Superintendente de Monitoramento e Planejamento da SEMA, Breno Joca, à medida que novos relatórios de balneabilidade do Laboratório de Análises Ambientais (LAA) da SEMA forem emitidos, a plataforma será atualizada. O superintendente informou ainda que as amostras são coletadas respeitando a periodicidade semanal e a tábua da maré, processadas no laboratório da Secretaria.

A análise de balneabilidade avalia a qualidade dos corpos d’água para a recreação de contato primário. A SEMA, através do seu Laboratório de Análises Ambientais (LAA), é responsável pelos estudos técnicos e fiscalização da balneabilidade das praias da Ilha de São Luís. O monitoramento obedece aos padrões estabelecidos na Resolução nº 274/2000, do Conselho Nacional de Meio Ambiente (Conama).

Polícia Federal faz nova operação no Maranhão que investiga supostas fraudes no Auxílio Emergencial

Nesta quinta-feira (10) a Polícia Federal deflagrou a Operação Segunda Parcela com o intuito de reprimir supostas fraudes no Auxílio Emergencial.

Com cerca de 152 policiais participando da operação, as ações estão ocorrendo nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Paraíba, Espírito Santo, Bahia, Santa Catarina, Tocantins, Paraná, Goiás, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Maranhão, Piauí e Mato Grosso do Sul, com o cumprimento de 42 Mandados de Busca e Apreensão, sete Mandados de Prisão e 13 Mandados de Sequestro de Bens. Ao todo, foram bloqueados R$ 650 mil em diversas contas que receberam benefícios fraudados.

As medidas são parte de uma Estratégia Integrada de Atuação contra as Fraudes ao Auxílio Emergencial (EIAFAE), da qual participam a Polícia Federal, o Ministério Público Federal (MPF) o Ministério da Cidadania (MCid), a CAIXA, a Receita Federal, a Controladoria-Geral da União (CGU) e o Tribunal de Contas da União (TCU), com o objetivo de identificar a ocorrência de possíveis fraudes massivas e desarticular a atuação de supostas organizações criminosas. O intuito é desestruturar ações que causam graves prejuízos ao programa assistencial.

Vale ressaltar à população, que todos os pagamentos indevidamente realizados são objeto de análise por parte da Polícia Federal e das demais instituições integrantes da EIAFAE. Portanto, se orienta fortemente àqueles que requereram e receberam as parcelas, sem preencherem os requisitos do Art. 2º da Lei nº 13.982/2020, que realizem a devolução dos valores, sob pena de estarem sujeitos à investigação criminal.

Maranhão já aparece novamente no vermelho para Covid-19

Segundo boletim epidemiológico divulgado na noite da última sexta-feira (4) pela Secretaria de Estado da Saúde, o Maranhão atualmente registra 194.800 casos confirmados de coronavírus. Desse total, 3.928 são novos casos ativos. O estado apresenta um quadro de 4.330 óbitos em decorrência da doença e 186.542 pessoas que se recuperaram.

Nas últimas 24 horas, foram confirmados 480 novos infectados por coronavírus no Estado: 95 em São Luís, 23 em Imperatriz e 362 em outros municípios. O número de pessoas em isolamento domiciliar é de 3.636, enquanto 112 pessoas estão internadas nas Unidades de Terapia Intensiva.

Oito mortes foram registradas nas cidades de Açailândia (1), Chapadinha (1), Imperatriz (1), Paraibano (1), Paulino Neves (1), Paulo Ramos (1), Pinheiro (1) e São Luís (1) nos últimos dias, o que levou o Maranhão a ser um dos estados que apresentou alta na média móvel de mortes.

Covid-19: Maranhão registra 320 novos casos e oito óbitos

Segundo dados divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde, o Maranhão totalizou 190.641 casos de Covid-19.

Dos 320 novos casos confirmados, 100 foram nos municípios que compõem a Grande Ilha, 11 em Imperatriz e 209 nos demais municípios do Estado. Quanto ao novo número de óbitos, foram registrados oito no total, nas cidades de Carutapera, Chapadinha, Conceição do Lago-Açu, Imperatriz, Vitória do Mearim e Coroatá.

O número de pacientes em tratamento por Covid-19 voltou a subir, totalizando-se 2813, sendo 2.533 em isolamento domiciliar, 178 internados em enfermarias e 102 em leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

O Maranhão ainda registra 5140 casos sob suspeita e 340.039 foram descartados. Também já foram realizados 443.712 testes para a doença nas redes pública e privada.