Nota da Bancada Maranhense às recentes declarações de Jair Bolsonaro

Esperamos do Exmo. Sr. Presidente uma atitude de respeito aos brasileiros e brasileiras que residem no Maranhão

Os deputados e senadores que compõem a Bancada Maranhense no Congresso Nacional vêm a público lamentar as declarações do presidente da República, Jair Bolsonaro, em relação ao estado do Maranhão e ao seu governador, Flávio Dino.

Não é aceitável, na democracia, que um Presidente da República determine a um Ministro de Estado perseguição a um ente federado e, por consequência ao seu povo, por questões políticas. 

Esperamos do Exmo. Sr. Presidente uma atitude de respeito aos brasileiros e brasileiras que residem no Maranhão.

Toda nossa solidariedade ao Governador Flávio Dino, que realiza um trabalho por todos reconhecido, especialmente pelo querido povo maranhense que também temos a honra de representar.

Weverton Rocha – Senador (PDT)

Eliziane Gama – Senadora (Cidadania)

Juscelino Filho – Deputado Federal – (DEM) – Coordenador da Bancada Estadual MA

Cléber Verde – Deputado Federal (PRB)

Gastão Vieira – Deputado Federal (PROS)

André Fufuca – Deputado Federal (PP)

Zé Carlos – Deputado Federal (PT)

Bira do Pindaré – Deputado Federal (PSB)

Gil Cutrim – Deputado Federal (PDT)

Marreca Filho – Deputado Federal (Patriotas)

Márcio Jerry – Deputado Federal (PCdoB)

Júnior Lourenço – Deputado Federal (PL)

Pedro Lucas Fernandes – Deputado Federal (PTB)

Josimar de Maranhãozinho – Deputado Federal (PL)

ParlaNordeste repudia declarações de Jair Bolsonaro

O ParlaNordeste ressalta o importante trabalho desenvolvido pelos nove governadores eleitos e reeleitos democraticamente pelo povo nordestino

O Colegiado de Presidentes de Assembleias Legislativas dos Estados do Nordeste (ParlaNordeste) recebeu, com repulsa, as declarações preconceituosas do presidente da República, Jair Bolsonaro, na sexta-feira, 19 de julho. A região, terceira maior economia do Brasil, é morada de 53 milhões de brasileiros que têm orgulho de viver não só na Paraíba, mas também, no Maranhão, em Pernambuco, Alagoas, Sergipe, Bahia, Rio Grande do Norte, Ceará e Piauí.

O ParlaNordeste ressalta o importante trabalho desenvolvido pelos nove governadores eleitos e reeleitos democraticamente pelo povo nordestino, os quais não têm medido esforços para promoverem o desenvolvimento dos seus estados e proporcionarem uma vida digna à população. Por isso, lutaremos contra todo tipo retaliação em função de diferenças políticas ou preconceito. Exigimos respeito e não abriremos mão do cumprimento dos deveres do Governo Federal para com a nossa região.

Othelino Neto – presidente do Parlanordeste (MA)
Adriano Galdino (PB) – vice-presidente do Parlanordeste
José Sarto (CE) – secretário do Parlanordeste
Themístocles Filho (PI)
Luciano Bispo (SE)
Nelson Leal (BA)
Marcelo Vitor (AL)

Bolsonaro diz que fala sobre governadores de ‘paraíba’ foi crítica a Dino e Azevêdo

O uso de um termo pejorativo para se referir aos nordestinos provocou a reação de governadores da região

O presidente Jair Bolsonaro afirmou neste sábado (20) que a fala sobre governadores de “paraíba” foi uma “crítica” aos governadores do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), e da Paraíba, João Azevêdo (PSB), “nada mais além disso”.

Na sexta-feira (19), durante uma conversa informal com o ministro Onyx Lorenzoni (Casa Civil), antes de um café com jornalistas, Bolsonaro afirmou que daqueles “governadores de ‘paraíba’, o pior é o do Maranhão; tem que ter nada com esse cara”.

A conversa foi registrada pela TV Brasil e viralizou nas redes sociais na tarde de sexta-feira.

O uso de um termo pejorativo para se referir aos nordestinos provocou a reação de governadores da região, que manifestaram “espanto e profunda indignação”.

Neste sábado, durante entrevista a jornalistas em frente ao Palácio da Alvorada, Bolsonaro foi questionado sobre a declaração. Ele disse que foi “uma crítica em 3 segundos” e que a imprensa “fez uma festa” com a declaração.

“Eu fiz uma crítica ao governador do Maranhão e da Paraíba. Vivem me esculhambando. Obras federais que vão para lá, eles dizem que é deles. Não são deles, são do povo. A crítica foi a esses dois governadores, nada mais além disso”, disse o presidente.

Bolsonaro acrescentou que os governadores do Nordeste “são unidos” e têm a mesma ideologia. “Perderam as eleições e tentam o tempo todo, através da desinformação, manipular eleitores nordestinos”, declarou.

Cantora Alcione exige respeito de Bolsonaro com o povo nordestino

Cantora Alcione desabafa após vídeo polêmico de Jair Bolsonaro

A cantora Alcione foi mais uma entre as milhares de pessoas que se somaram à campanha virtual em defesa da população nordestina após os ataques preconceituosos de Jair Bolsonaro (PSL), contra a região.

Em vídeo divulgado nas redes sociais, na manhã deste sábado (20), a Marrom, como é carinhosamente chamada, disse que não se arrepende de não ter votado no capitão da reserva e exigiu respeito do presidente.

“Meu pai sempre me dizia, que meu avó já dizia para ele: quem tem respeito, se dá. E o senhor não está se dando respeito. O senhor precisa respeitar o povo nordestino. Respeite o Maranhão. O senhor tem medo de facada, tem medo de tiro, mas o senhor precisa ter medo do pensamento. O pensamento é uma força. Pense em mais de 30 milhões de nordestinos pensando contra o senhor? Comece a nos respeitar. Respeite o povo brasileiro”, afirmou, com o dedo em riste.

Alcione é maranhense, estado citado nominalmente pelo presidente em sua fala xenófoba.

Nesta sexta-feira, pouco antes de um café da manhã com jornalistas em Brasília, Bolsonaro afirmou que “dos ‘governadores de Paraíba’, o pior é o do Maranhão. Não tem que ter nada com esse cara”, sem saber que seu áudio estava aberto para uma transmissão ao vivo.

Eduardo Braide assume o comando do Podemos

Márcio Vinnicius Prestes Prazeres, secretário parlamentar, lotado no gabinete de Eduardo Braide, é o novo presidente estadual da legenda

O deputado federal Eduardo Braide passa a comandar o Podemos no estado do Maranhão. Mesmo ainda filiado ao PMN, onde exerce a liderança na Câmara dos Deputados, Braide já assegurou o Podemos e indicou aliados para o comando temporário da legenda.

Márcio Vinnicius Prestes Prazeres, secretário parlamentar, lotado no gabinete de Eduardo Braide, é o novo presidente estadual da legenda. Outros aliados também fazem parte do novo diretório.

O Podemos passa a ser a legenda onde, possivelmente, Braide deve se canditar ao cargo de prefeito em São Luís.

Líder em todas as pesquisas até o momento, o parlamentar estava na busca de um partido que garantisse tempo de TV e Rádio na próxima eleição.

“Já morou nos EUA”: Roberto Rocha defende filho de Bolsonaro e esquece o Maranhão

O que causa estranheza na conduta do senador Roberto Rocha, é a falta dessa mesma defesa quando se trata dos interesses do Maranhão

Em uma eventual indicação do deputado Eduardo Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, ao cargo de embaixador do Brasil em Washington, nos Estados Unidos, o senador maranhense Roberto Rocha votaria a favor. É o que mostra uma reportagem do site O Antagonista.

“É preciso destacar que não é um filho desempregado. Muito pelo contrário, foi novamente reeleito no estado de São Paulo, desta feita o mais votado da história do país. Além disso, fala fluentemente inglês e espanhol. Já morou nos Estados Unidos e desfruta de uma boa relação pessoal com a família do presidente Donald Trump, o que pode facilitar muito a relação para ambos os países. O presidente Bolsonaro foi eleito democraticamente, e essa é uma de suas prerrogativas, e não tendo nada que desabone a conduta do deputado Eduardo Bolsonaro, voto a favor”, afirmou Roberto.

O que causa estranheza na conduta do senador Roberto Rocha, é a falta dessa mesma defesa quando se trata dos interesses do Maranhão.

Um dos casos mostrado ontem pelo Blog, foi situação da rodovia BR-402, que liga a capital São Luís ao Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, que se encontra em péssimas condições. Roberto Rocha deveria, com a mesma firmeza que defende hoje o filho do presidente, defender ações do Governo Federal no Maranhão.

Bolsonaro deve visitar São Luís, Alcântara e Rosário em agosto

As cidades de São Luís, Rosário e Alcântara estarão na agenda do presidente que deve vir ao Maranhão em agosto

A vinda do presidente Jair Bolsonaro (PSL), à cidade de São Luís, foi anunciada, oficialmente, pela presidente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Kátia Bogéa. As cidades de São Luís, Rosário e Alcântara estarão na agenda do presidente que deve vir ao Maranhão em agosto.

Jair Bolsonaro vai entregar as obras de requalificação da Rua Grande e, também, anunciar novas intervenções de recuperação do Centro Histórico.

Em Rosário, Bolsonaro deve entregar a Obra do Complexo Ferroviário, a antiga estação de trem. Também serão entregues 500 casas construídas pelo Programa Minha Casa, Minha Vida.

Já em Alcântara, o presidente deve visitar o Centro de Lançamento. O local vai ser explorado pelos os Estados Unidos para o lançamento de foguetes.

Porto do Itaqui cresce 18% no primeiro semestre

Os resultados devem-se principalmente à alta produtividade dos navios de grãos e do transbordo de combustível

Com quase 11 milhões de toneladas de cargas movimentadas no primeiro semestre de 2019, o Porto do Itaqui cresceu 18% em relação ao mesmo período do ano passado. Mesmo com um período chuvoso mais intenso do que nos anos anteriores o número de atracações subiu 5%, chegando a um total de 378 navios nessa primeira metade do ano.

Os resultados devem-se principalmente à alta produtividade dos navios de grãos e do transbordo de combustível. O escoamento de soja cresceu 10%, atingindo 4,8 milhões de toneladas sobre o volume do primeiro semestre de 2018.

Destaque para os meses de maio e junho, que registraram volume mensal superior a 1,1 milhão de toneladas. A movimentação de fertilizantes acompanhou a alta dos grãos e registrou crescimento de 11% no semestre, chegando às 790 mil toneladas.

A movimentação de granéis líquidos no Itaqui chegou à marca de 3,6 milhões de toneladas de janeiro a junho, o que representa alta de 49% em relação à primeira metade do ano passado. As operações de derivados de petróleo para o mercado interno cresceram 4% e a movimentação de transbordo foi 356% maior que o volume registrado no mesmo período do ano passado.

Edilázio Júnior assume PSD no Maranhão

O parlamentar vai trabalhar para que a legenda apresente resultados nas eleições municipais de 2020, principalmente, nas grandes cidades maranhenses.

O deputado federal Edilázio Júnior, do PSD do Maranhão, assumiu a presidência do partido no Estado, após ter seu nome homologado pelo presidente nacional da sigla, Gilberto Kassab. O parlamentar vai trabalhar para que a legenda apresente resultados nas eleições municipais de 2020, principalmente, nas grandes cidades maranhenses.

“A responsabilidade vai ser grande e, através do diálogo e da luta, vamos alcançar nossos objetivos e fortalecer ainda mais o PSD”, destacou o deputado, que é membro titular da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) da Câmara Federal.

Indicado para exercer a presidência da Executiva estadual do PSD até 2022, Edilázio fez questão de demonstrar orgulho por exercer a função e contar com a confiança de Kassab. Ele também parabenizou o ex-presidente do diretório estadual, Cláudio Trinchão.

A Executiva Estadual do PSD é composta ainda pelo primeiro vice-presidente, o empresário Clóvis Fecury, e o segundo vice-presidente, Ulisses Waquim, filho da ex-prefeita do município de Timon, Socorro Waquim.