Partidos do grupo Sarney seguem cada vez mais separados

Partidos do grupo Sarney como MDB, PV, PSD e PSC poderão seguir palanques opostos

Antes tido como um grande grupo político, tanto no volume de vitórias, votos e cargos, quanto no número de partidos políticos, o grupo Sarney passou por todo um processo de desidratação e a cada dia fica ainda mais separado.

Para as eleições de 2020 em São Luís, o grupo, possivelmente, não estará no mesmo palanque.

Pelo menos dois integrantes do grupo Sarney já são colocados como pré-candidatos, que são o deputado estadual Adriano Sarney (PV) e a ex-governadora Roseana Sarney (MDB). No caso de confirmação da candidatura de Roseana após a convenção, PV e MDB seguirão em lados opostos, já que o deputado Adriano afirma não desistir da pré-candidatura em nenhuma hipótese.

Na outra ponta, o PSD do deputado federal Edilázio Júnior e o PSC do também deputado federal Aluísio Mendes podem seguir palanques opostos. O PSD e o PSC já têm conversas avançadas com o pré-candidato Eduardo Braide (Podemos). O que mostra que em 2020 o grupo Sarney caminha para perder ainda mais o status de grupo.

MDB insiste em pré-candidatura de Roseana Sarney em São Luís

Governadora por quatro mandatos, Roseana Sarney disputaria a eleição pela prefeitura da capital pela primeira vez

Ao que tudo indica, o MDB deve insistir na pré-candidatura da ex-governadora Roseana Sarney, em São Luís. O presidente municipal da legenda, o deputado estadual Roberto Costa, esteve reunido com ela e reafirmou as conversas sobre a possibilidade de entrar na disputa.

“Encontro muito agradável com a ex-governadora Roseana. Conversamos bastante sobre a atuação do nosso partido em todo o Maranhão. Na pauta, a nossa querida São Luís, os projetos e caminhos para a eleição de outubro. Reafirmamos a decisão do MDB pela candidatura de Roseana. Além de inúmeras obras realizadas por toda a cidade, reconhecidas pela nossa população, Roseana tem uma ligação muito forte com São Luís. É essa relação de carinho e proximidade com as pessoas que nos motiva a encarar novos desafios”, escreveu Roberto Costa.

Governadora por quatro mandatos, Roseana Sarney disputaria a eleição pela prefeitura da capital pela primeira vez. Vale lembrar que a ex-governadora ainda não decidiu se vai disputar mais uma eleição.

Instinto DataM divulga números da disputa pela prefeitura de São Luís

O Instito DataM mediu como anda a disputa pela prefeitura de São Luís para 2020.

Em mais uma pesquisa de intenções de voto, obtida com exclusividade pelo Blog da Sílvia Tereza, o Instito DataM mediu como anda a disputa pela prefeitura de São Luís para 2020.

No cenário estimulado, o deputado federal Eduardo Braide lidera a pesquisa com 41,6%, seguido da ex-governadora Roseana Sarney que teria 9,9%, Duarte Júnior vem em terceiro lugar com 9,7%. Em seguida, estariam Wellington do Curso com 4,8%; Bira do Pindaré com 4,4%; Neto Evangelista com 3,8%; Jeisael Marx com 2,9%; Osmar Filho 2,5%; Dr. Yglésio com 1,3%; Carlos Madeira 0,8%; Luís Fernando Silva 0,8% e Rubens Pereira Júnior com 0,6%.

Nenhum deles somam 10,1%. Não sabem ou não responderam 6,9%.

Em um outro cenário estimulado onde são colocados apenas os nomes do grupo do governador Flávio Dino, Duarte Júnior lidera a pesquisa com 21,9%, Bira do Pindaré e Neto Evangelista aparecem em seguida com ambos pontuando 9,7%; Osmar Filho com 6,1%; Rubens Júnior com 3,2% e Luís Fernando Silva com 2,1. Nenhum deles somam 29,0%. Não sabem ou não responderam somam 18,1%.

O instituto Data M – empresa que já atua há mais de 30 anos no mercado maranhense e de outros estados, sempre com elevados índices de acertos – ouviu 800 eleitores de São Luís, nos dias 28 e 29 de dezembro. A margem de erro da pesquisa é de 3,1% para mais ou para menos sobre os índices encontrados.

Roseana Sarney é a mais rejeitada em São Luís

Roseana, que já foi governadora por quatro mandatos, teria 35,5% no quesito rejeição, o que já inviabiliza um possível crescimento nas pesquisas.

De acordo com a pesquisa do Instituto Econométrica, a ex-governadora Roseana Sarney (MDB) é a mais rejeitada entre os pré-candidatos em São Luís.

Roseana, que já foi governadora por quatro mandatos, teria 35,5% no quesito rejeição, o que já inviabiliza um possível crescimento nas pesquisas.

Recentemente, o MDB começou a se movimentar para lançar a ex-governadora como pré-candidata na capital e testar seu nome. Mesmo com a boa colocação na pesquisa, Roseana tem o triplo de rejeição, o que mostra que o eleitor não está a fim de voltar ao domínio do grupo Sarney em São Luís.

O instituto Econométrica ouviu 938 eleitores nos dias 17 e 18 de dezembro. A margem de erro é de 3,4% com um intervalo de confiança de 95%.

Econométrica publica resultados para a Prefeitura de São Luís

O instituto Econométrica ouviu 938 eleitores nos dias 17 e 18 de dezembro. A margem de erro é de 3,4% para mais ou para menos

O Instituto Econométrica mediu como andam as intenções de voto na corrida eleitoral para a Prefeitura de São Luís, em 2020. Os números servem como base para as estratégias de campanha e para uma melhor clareza dos cenários.

Na pesquisa, Eduardo Braide aparece na frente com 44,9%; seguido de Duarte Jr com 9,9%; Wellington do Curso tem 7,9%; Neto Evangelista 7,2%; Tadeu Palácio tem 6,1%; Bira do Pindaré 3,5%; Adriano Sarney tem 3,0%; Osmar Filho 2,5%; Jeisael Marx aparece 2,0%; Dr.Yglésio 1,4%; Rubens Jr. tem 0,7% e Madeira 0,1%.

Em outro cenário, quando é colocado o nome da ex-governadora Roseana Sarney (MDB), Eduardo Braide lidera com 40,4%, Roseana vem em seguida com 11,4%; Duarte fica em terceiro lugar com 9,6%; Wellington do Curso vai a 7,4%; Neto Evangelista, 7,1%; Tadeu Palácio 5,5%; Bira do Pindaré 3,3%; Osmar Filho 2,1%; Jeisael Marx 2,0%; Dr.Yglésio 1,4%; Rubens Jr pontua com 0,7% e Madeira crava 0,2%.

No item rejeição, Roseana Sarney lidera com 35,5%. O instituto Econométrica ouviu 938 eleitores nos dias 17 e 18 de dezembro. A margem de erro é de 3,4% para mais ou para menos, com um intervalo de confiança de 95%. (Com informações do Blog John Cutrim).

Adriano Sarney reafirma pré-candidatura mesmo com Roseana na disputa

Mesmo com a garantia da pré-candidatura pelo PV, o MDB, outro partido que o grupo Sarney dirige, não deve declarar apoio ao parlamentar.

O deputado estadual Adriano Sarney (PV) está decidido a oferecer seu nome para disputar a eleição pela Prefeitura de São Luís, em 2020, na convenção do partido. Um dos grandes debates das últimas semanas foi se, em caso da presença da ex-governadora Roseana Sarney na disputa, seu nome permaneceria. O parlamentar reafirmou que continua firme como pré-candidato.

“No que diz respeito a minha pré-candidatura a prefeito de nossa capital após recentes movimentos envolvendo a ex-governadora Roseana Sarney, da qual sou aliado e sobrinho, nada muda. Reafirmo minha pré-candidatura escolhida pela unanimidade de meus correligionários e agora chancelada pelo presidente nacional do partido como uma das prioridades do PV em nível de Brasil”, afirmou Adriano.

Mesmo com a garantia da pré-candidatura pelo PV, o MDB, outro partido que o grupo Sarney dirige, não deve declarar apoio ao parlamentar.

Ao que tudo indica, Roseana Sarney não deve encarar mais uma disputa eleitoral, mas caso isso venha a acontecer, seria a primeira vez que dois nomes do grupo Sarney estariam disputando uma mesma eleição para o mesmo cargo.

Na presença de velhos caciques, MDB do Maranhão prega renovação

Mesmo na presença do atual presidente nacional da legenda, o jovem deputado federal Baleia Rossi, o que se viu é que o MDB do Maranhão continua parado no tempo

Durante o encontro estadual de lideranças do MDB, realizado na Assembleia Legislativa do Maranhão, o discurso de todos os presentes foi de renovação. O fato é que os discursos e as falas estão longe da renovação que a legenda necessita após passar por tantas derrotas nos últimos anos.

No encontro, o que se viu é que o atual presidente do MDB João Alberto, não deseja largar a política e que após ser governador, senador e deputado, vai disputar uma das vagas na Câmara Municipal de Bacabal.

O que se viu também foi uma tentativa de colocar novamente a ex-governadora na cena política para que ela seja uma das candidatas à prefeitura de São Luís. A mesma Roseana que já foi governadora por quatro mandados.

Mesmo na presença do atual presidente nacional da legenda, o jovem deputado federal Baleia Rossi, o que se viu é que o MDB do Maranhão continua parado no tempo. Sem a perspectiva do surgimento de lideranças jovens.

Roberto Costa afirma que MDB já definiu nome de Roseana Sarney para disputa em São Luís

Vale lembrar que, para pessoas mais próximas, a ex-governadora já afirmou que não pretende entrar na disputa pela prefeitura de São Luís

O deputado estadual Roberto Costa (MDB) voltou a defender, durante discurso na Assembleia Legislativa, que seu partido lance o nome da ex-governadora Roseana Sarney como candidata a prefeita de São Luís, em 2020.

“O nosso partido, tanto o Diretório Municipal de São Luís como o Diretório Estadual do partido, tomou uma posição em relação a São Luís, onde nós teremos uma candidatura própria a prefeito. Nós temos vários nomes que já foram discutidos e que estão sendo discutidos no partido, mas o partido tomou uma decisão muito clara e definitiva de que é para a cidade de São Luís apresentar o nome da ex-Governadora Roseana para disputar a Prefeitura de São Luís pelo MDB. É uma decisão que o partido toma no sentido, primeiro, de respeitar todo o legado da Governadora Roseana por tudo o que ela fez pela cidade de São Luís”, disse Roberto Costa.

O parlamentar prosseguiu falando dos argumentos da defesa da ex-governadora pela legenda. “As grandes obras estruturantes passaram pela Roseana. A avenida Via Expressa, a avenida IV Centenário, os viadutos, os Viva’s, as UPAs, tudo foi construção dela. Por isso a proposta que nós temos é a candidatura da ex-governadora Roseana Sarney”, afirmou.

Vale lembrar que, para pessoas mais próximas, a ex-governadora já afirmou que não pretende entrar na disputa pela prefeitura de São Luís e que segue afastada da política.

Adriano Sarney e Roseana Sarney em palanques separados nas eleições de São Luís?

O comentário desta quinta-feira (7), é sobre a possível candidatura da ex-governadora Roseana Sarney para prefeitura de São Luís, Adriano Sarney afirma que também será candidato

Um tanto quantos improvável que nas próximas eleições municipais em São Luís, dois nomes do grupo Sarney estejam na disputa e ainda mais, encabeçando candidaturas diferentes.

O comentário desta quinta-feira (7), é sobre a possível candidatura da ex-governadora Roseana Sarney na eleição para a sucessão do prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT).

Pelos últimos resultados, como a derrota para o governador Flávio Dino (PCdoB), em 2018. A ex-governadora não entraria em uma nova disputa para perder. No máximo um cargo no legislativo federal ou estadual seria o que Roseana, nos seus 66 anos de idade toparia.

Um outro detalhe é que o deputado estadual Adriano Sarney (PV) afirma para todos que não retira seu nome em nenhuma hipótese.

O que reforça que a eleição na capital não terá dois nomes do grupo Sarney. Se unidos já não garantem vitórias majoritárias, imagine separados.