Braide anuncia novos nomes que irão compor as secretarias de Saúde, Esporte, Cultura e Urbanismo

Nesta quinta-feira (31), o prefeito eleito Eduardo Braide (Podemos) anunciou mais três nomes que irão compor sua equipe de secretariado.

O médico dr. Joel Nunes comandará a Secretaria Municipal de Saúde (Semus). Já a Secretaria Municipal de Desporto e Lazer (Semdel) ficará sob o comando do ex-vereador Ricardo Diniz.

Outro nome anunciado foi o do cantor e compositor Marco Duailibe, que assumirá a Secretaria Municipal de Cultura.

Nesta quarta-feira (30), Braide também anunciou quem vai comandar a pasta de Urbanismo e Habitação. Trata-se do engenheiro civil e administrador de empresas, Bruno Costa.

Valor do salário mínimo para R$ 1.100 passa a vigorar a partir desta sexta-feira

O presidente Jair Bolsonaro anunciou por meio de suas redes sociais a assinatura de uma medida provisória (MP) que elevará o salário mínimo para R$ 1.100, com vigência a partir de 1º de janeiro. O valor atual é de R$ 1.045.

“Assinarei ainda hoje MP que eleva o salário mínimo para R$ 1.100,00 (mil e cem reais), com vigência a partir de 1º de janeiro de 2021. É um aumento de 5,26% em relação ao valor atual (R$ 1.045)”, escreveu.

Numa segunda postagem, ele explicou que “o valor de R$ 1.100,00 se refere ao salário mínimo nacional. O valor é aplicável a todos os trabalhadores, do setor público e privado, e também para as aposentadorias e pensões”.

Em meados de dezembro, o Congresso havia aprovado a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2021, fixando o salário-mínimo em R$ 1.088. Na proposta aprovada pelos parlamentares, não houve aumento real no salário, tendo sido feita apenas a correção com base na previsão da inflação acumulada no ano, de acordo com o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).

Flávio Dino anuncia primeiras mudanças na equipe de Governo

Na tarde desta quarta-feira (30), o governador Flávio Dino (PCdoB) anunciou, via twitter, as primeiras mudanças em sua equipe de governo.

O deputado federal Márcio Jerry assumirá a Secretaria das Cidades. Já a Articulação Política ficará sob o comando do deputado federal Rubens Júnior.

Rodrigo Lago assumirá a Secretaria da Agricultura Familiar e a Agerp será comandada por Júlio Mendonça.

Dino informou ainda que mais mudanças serão anunciadas nos próximos 30 dias.

Orçamento de São Luís para 2021 é aprovado na Câmara Municipal

O plenário da Câmara Municipal de São Luís aprovou a Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2021 durante sessão extraordinária híbrida. A LOA é uma peça que prevê todo o orçamento a ser seguido pelo Executivo Municipal no ano seguinte. Ao todo, a previsão está orçada em R$ 3.501.640.568,36.

De acordo com a Mensagem Nº 22, enviada pelo Executivo à Câmara Municipal, as prioridades para o ano seguinte serão a Saúde, com R$ 964.455.694,00, e Educação, com R$ 714.699.341,12.

Nove vereadores apresentaram cerca de 70 emendas para auxiliar na distribuição do orçamento.

Queima de fogos em São Luís será com som reduzido e em diversos pontos da capital

Pela primeira vez, a queima de fogos na virada do ano em São Luís será feita em diversos pontos da Ilha e terá som abafado e reduzido. Além disso, as pessoas poderão ver os fogos sem sair de casa.

Segundo a secretaria de Cultura, o espetáculo terá duração de 1 minuto e meio com redução de som para não levar transtornos às pessoas com autismo e aos animais.

A distribuição dos pontos pela Ilha é uma maneira de comemorar o ano novo com mais segurança, em casa e com os familiares.

Para que não haja concentração e para que o maior número de pessoas possa acompanhar a queima de fogos, o espetáculo acontecerá em diversos pontos da capital, todos aprovados pelo Corpo de Bombeiros para garantir mais segurança.

Prefeitos discutem criação do Consórcio da região da Baixada e Alto Turi

Os prefeitos das regiões da Baixada e do Alto Turi estiveram reunidos na última semana para discutir a criação do Consórcio da região da Baixada e Alto Turi, que terá como objetivo a realização dos interesses comuns dos municípios na implementação de suas múltiplas políticas públicas, visando o desenvolvimento e integração regional.

Durante a reunião, estiveram presentes Dr. Airton Marques, prefeito eleito de Carutapera; Edésio Cavalcanti, prefeito eleito de Turiaçu; Josimar da Serraria, prefeito eleito de Governador Nunes Freire, Thiago Mota, representando o seu pai, Sissi Viana, prefeito de Godofredo Viana; Dr. Whashington, prefeito de Bacuri e Zezildo Almeida, prefeito de Santa Helena.
 

“Máquina de Descascar’Alho” cancela tradicional cortejo do dia 1° de janeiro

O grupo carnavalesco “Máquina de Descascar’ Alho” divulgou uma nota oficial informando que não fará o tradicional cortejo do dia 1° de janeiro pelas ruas da Madre Deus e bairros vizinhos, em São Luís. O motivo do cancelamento é para evitar o aumento de contaminação da Covid-19.

Confira o comunicado na íntegra:

A Máquina não vai sair, mas vai chegar!

Grupo não fará o tradicional cortejo carnavalesco pelas ruas da Madre Deus e bairros vizinhos, mas terá música eletrônica na Estação da Máquina

Há 34 anos a Máquina de Descascar’Alho é presença certa no dia 1º de janeiro, com sua batucada, sua irreverência e seu brilho próprio, saudando o ano que chega com muita música, muito samba e carnaval pelas ruas do bairro Madre Deus e adjacentes. Mas na passagem deste ano para 2021 o momento pede que tudo seja diferente. As ruas da Madre Deus no primeiro dia de 2021 não serão brindadas com os batuques e a alegria tradicionais da Máquina de Descascar’Alho.

A diretoria do grupo decidiu, em respeito, e cumprindo as regras sanitárias demandadas pelas autoridades de saúde, para ajudar no combate à disseminação da Covid-19, que não haverá cortejo carnavalesco como tem acontecido ininterruptamente nos últimos 34 anos, ou seja, a Máquina não vai sair. Mas no dia 1º, quando a Máquina completa 35 anos, ela vai chegar. Vai chegar aos ouvidos da vizinha e de quem mais quiser ouvir. Haverá música eletrônica na Estação da Máquina, no Morro do Querosene, perto da casa do eterno, saudoso e fundador do grupo, mestre Veloso, a partir das 12h, relembrando os grandes sucessos do grupo nos últimos 34 anos, e pedindo, em forma de batucada, que o ano de 2021 seja bom para todo mundo.

Na ocasião, haverá exposição do estandarte da Máquina e quem quiser fazer fotos, ou marcar presença (sem aglomerações) será bem-vindo. A diretoria também fará o anúncio do projeto de aniversário dos 35 anos da Máquina, que em 2021 acontecerá de forma virtual nos meses de janeiro e fevereiro, antecedendo o período oficial de carnaval.

Em entrevista, Flávio Dino fala sobre Amazônia, vacinas e a movimentação da esquerda para 2022

Em entrevista à coluna política da jornalista Andrea Jubé, da revista Valor Econômico, o governador Flávio Dino (PCdoB) destacou três temas: Amazônia, vacinas e a movimentação da esquerda para 2022, na esteira do resultado das eleições municipais.

Há oito dias, Dino foi eleito presidente do consórcio da Amazônia Legal, bloco que reúne os nove Estados da região (AM, AC, RO, RR, PA, MA, AP, TO e MT), e mantém interlocução com o presidente do Conselho da Amazônia, o vice-presidente Hamilton Mourão.

Dino exercerá mandato de um ano à frente do bloco econômico-ambiental. Poucos meses depois, em abril de 2022, vai se desincompatibilizar do mandato de governador para concorrer a uma vaga de senador, mas ressaltou que estará “disponível” se uma união da esquerda quiser lhe atribuir outro papel.

Segundo o governador, uma de suas metas mais ambiciosas à frente do consórcio é tentar destravar o Fundo Amazônia, que se encontra paralisado há quase dois anos. Segundo o Observatório do Clima, o saldo estimado do fundo é de R$ 2,9 bilhões.

Dino acha que o caminho para reativar o fundo é elevar a pressão pública sobre o governo federal pela preservação do bioma. Em paralelo, como representante dos Estados da Amazônia Legal, ele quer estabelecer pontes diretamente com os embaixadores da Alemanha e da Noruega. Outra meta é implantar a “Farmácia da Amazônia” para estimular aquisição conjunta de medicamentos pelo bloco, e, simultaneamente, a produção de fármacos alternativos, como fitoterápicos.

Sobre a vacina contra a covid-19, Flávio Dino avalia que a disposição dos governadores é esperar até 15 de janeiro para que o Plano Nacional de Vacinação do governo federal decole.

O governador pondera que o Brasil chegou a um patamar absurdo, sem perspectiva de início da vacinação, enquanto mais de 40 países começaram a imunizar suas populações. Ele ressalta ainda que o início da vacinação contribuirá, inclusive, para a evolução das conversas no campo da esquerda, restritas até agora pelo distanciamento social compulsório.

Depois do segundo turno, Dino já participou de pelo menos 20 conversas com lideranças do PT, PCdoB, PSB e Psol. O time de interlocutores inclui o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o presidente do PSB, Carlos Siqueira, Guilherme Boulos e Marcelo Freixo. O encontro com Ciro Gomes ficou para janeiro.

Confira na íntegra a entrevista: