Após se livrar de Washington, grupo Sarney articula eleição indireta para governador

Luís Fernando quer ser "ungido" na eleição indireta
Luís Fernando quer ser “ungido” na eleição indireta

A primeira parte de um plano que foi montado há um bom tempo no Palácio dos Leões, de olho na sucessão de 2014, já foi executada. O grupo Sarney conseguiu “eleger” o vice-governador Washington Oliveira (PT) conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE-MA) para garantir o total controle do governo nas mãos do PMDB, porque não confia no PT.

Uma vez livre de Washington Oliveira (WO), a  governadora Roseana Sarney irá se desincompatibilizar do cargo entre os meses de março e abril, prazo em que o secretário de Infraestrutura, Luís Fernando Silva, já terá completado um ano de permanência no PMDB para abrir vacância no Executivo e forçar a Assembleia Legislativa do Maranhão a convocar uma eleição indireta para governador.

No plano arquitetado pelo grupo Sarney, Roseana sai para disputar o Senado e, com a vacância do cargo, o presidente da Assembleia, deputado Arnaldo Mello (PMDB), assume o governo e convocará a eleição indireta, no prazo de 30 dias, no parlamento estadual que já estará nas mãos de um outro peemedebista, o deputado Max Barros.

Luís Fernando, que é o pré-candidato ao governo do clã, seria  naturalmente o “nome ungido” para ocupar a cadeira número um do Palácio dos Leões e articular a própria reeleição no cargo. Porém, as coisas podem tomar um outro rumo.

O fator Arnaldo Mello

Presidente da Assembleia, Arnaldo Mello, disse que processo de eleição não "atropelou" ninguém
Presidente da Assembleia, Arnaldo Mello, disse que processo de eleição não “atropelou” ninguém

Se Arnaldo Mello, que naturalmente teria uma fácil reeleição para deputado, assumir o governo em abril, ele se tornará inelegível para qualquer outro cargo que não seja o de governador em 2014. Será que o presidente da Assembleia aceitaria sacrificar o mandato, apenas para passar 30 dias como governador e realizar uma eleição indireta para favorecer Luís Fernando?

O que é fácil de ocorrer nessas circunstâncias é Arnaldo Mello assumir o governo em abril, candidatar-se a governador na eleição indireta para permanecer até 2014, dando ou não suporte ao pré-candidato Luís Fernando ou “peitar” o grupo Sarney para ser ele o candidato ungido na disputa pela cadeira número um do Palácio dos Leões no ano que vem. É aguardar para ver o desfecho dessa novela!

Postagens relacionadas

11 thoughts on “Após se livrar de Washington, grupo Sarney articula eleição indireta para governador

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.