Setor de turismo espera grande movimentação no São João do Maranhão

O trabalho de divulgação feito em outros Estados tem sido importante para apresentar São Luís e suas atrações a todo o país. Foto: Governo do Maranhão

Agências e instituições ligadas ao setor de turismo estão otimistas com relação à movimentação de turistas no período junino neste ano em São Luís. A expectativa é que os arraiais do São João de Todos em São Luís e Imperatriz atraiam grande número de visitantes. As festas são organizadas pelo Governo do Maranhão.

O trabalho de divulgação feito em outros Estados tem sido importante para apresentar São Luís e suas atrações a todo o país. Além de anúncios em diversos veículos de comunicação, a festa também tem sido apresentada em feiras e congressos de turismo.

“A gente tem visto que a Secretaria de Estado da Cultura, junto com o município, tem trabalhado visitando feiras e eventos para divulgação. E a expectativa é colher os frutos desse trabalho feito fora do Estado e aqui dentro também”, diz Paulo Coelho, presidente do Sindicato Empresarial de Hospedagem e Alimentação do Maranhão (Sehama).

O presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Maranhão (ABIH-MA), João Antônio Barros Filho, fala da importância dos investimentos em outras áreas que afetam diretamente a atratividade do Maranhão: “A população e os turistas estão aprovando a segurança e isso tem nos ajudado muito. O projeto de balneabilidade nas praias também é muito importante. Nós acreditamos muito na gestão do governador Flávio Dino e esperamos que o governo dê continuidade e fortaleça as ações”.

Neste ano, a novidade é que Imperatriz vai ter uma semana inteira de programação do São João de Todos, entre os dias 23 e 30 de junho. O objetivo é expandir a manifestação cultural que movimenta o Estado e incentiva a cultura e o turismo no Maranhão. É a primeira vez que a festa acontece fora da capital.

Para atrair turistas, o Governo do Maranhão tem feito um trabalho intenso de divulgação do São João 2018. Estão circulando anúncios, por exemplo, em veículos de comunicação como os sites da Folha de S. Paulo e do Estado de S. Paulo, a revista Carta Capital e o portal do Le Monde Diplomatique, da França.