Médico Marcos Pacheco será secretário de Saúde no governo Flávio Dino

marcos pacheco

Marcos Pacheco será o secretário de Saúde

O próximo secretário de Saúde do estado foi anunciado hoje (30) pelo governador eleito, Flávio Dino, através das redes sociais. O médico Marcos Pacheco comandará a organização das políticas de saúde no Maranhão a partir do dia 1º de janeiro.

Com o objetivo de implementar os compromissos assumidos pelo Programa de Governo apresentado por Flávio Dino à população maranhense, Marcos Pacheco fará parte da equipe da próxima administração. Entre as principais metas estão a humanização do atendimento, a consolidação das redes assistenciais, Urgência e Emergência e a implementação do programa Mais Médicos Estadual.
Conheça o perfil do indicado para a pasta:
MARCOS PACHECO – Secretaria Estadual de Saúde
O médico sanitarista Marcos Pacheco (UFMA / FioCRUZ) é funcionário público egresso da FUNASA cedido ao município de São Luís. Mestre e doutor em Políticas Públicas pela UFMA, é também bacharel em Direito.
Foi deputado estadual pelo PDT na legislatura de 1995-1999. Marcos Pacheco ocupou diversos cargos de gestão no Estado. Entre eles, o de secretário adjunto de Ações e Serviço de Saúde de São Luís; superintendente de Educação em Saúde e Gestão do Trabalho.
Professor universitário, é coordenador pedagógico do curso de Medicina e leciona no mestrado de Gestão em Serviços e Programas de Saúde da Universidade CEUMA, com foco em planejamento e gestão estratégica.

Chico Gonçalves será o secretário de Direitos Humanos e Participação Popular

Chico GonçalvesO governador eleito Flávio Dino divulgou na manhã desta quinta-feira (30) o secretário de Direitos Humanos e Participação Popular. Com forte atuação junto aos movimentos sociais, o professor Francisco Gonçalves assumirá a pasta a partir de 1º de janeiro.

Com o redesenho previsto para a Secretaria, ela será responsável por conduzir as políticas sociais para melhoria do Índice de Desenvolvimento Humano, a implantação do orçamento participativo e da atuação dos conselhos nas ações do Poder Executivo.

Conheça o perfil do novo secretário:

FRANCISCO GONÇALVES DA CONCEIÇÃO – Secretário de Direitos Humanos e Participação Popular

Francisco Gonçalves é formado em Comunicação Social/Jornalismo (UFMA), doutor em Comunicação e Cultura (UFRJ) e professor do Departamento de Comunicação Social da UFMA. Com forte relação com os movimentos sociais desde a década de 70, Francisco foi assessor da Comissão Pastoral da Terra (CPT-MA) e conselheiro da Sociedade Maranhense de Direitos Humanos (SMDH)

Presidente da Fundação Municipal de Cultura de São Luís desde 2013, Francisco é pesquisador e foi também chefe do Departamento de Comunicação Social da UFMA. Sua atuação política vem desde a fundação do PT-MA, partido no qual sempre teve atuação ligada à defesa dos movimentos sociais e trabalhadores maranhenses.

Durante a campanha de Flávio Dino, desempenhou importante papel junto aos movimentos sociais, sendo um dos articuladores do “Pacto por um IDH Justo”, iniciativa que tem por objetivo unir esforços em toda a sociedade para  reverter os índices sociais do Maranhão.

Aliado de Dilma, Sarney chama de farsa vídeo em que aparece votando em Aécio

Do Terra Magazine

VEJA O VÍDEO QUE VIRALIZOU NA INTERNET

A assessoria de imprensa do senador José Sarney (PMDB-AP) afirmou, nesta quarta-feira (29), que não reconhece o vídeo que circula na internet e mostra o aliado da presidente Dilma Rousseff (PT) votando, supostamente, em Aécio Neves (PSDB), no segundo turno da eleição presidencial.

Segundo os assessores do senador, o vídeo é “mais uma farsa” e “sórdida montagem” que “caracterizou as eleições no Amapá neste segundo turno”.

A suposta montagem que viralizou na internet mostra, através de imagens ampliadas e exibidas pela TV Amapá – afiliada da Globo no Estado – que Sarney apertou o número 45 no momento da votação no último domingo, mesmo usando adesivos com pedido de voto para a petista (veja vídeo).

“O senador José Sarney não se pronunciou ainda sobre se vai tomar medidas judiciais contra a violação do voto, mas rechaça qualquer tentativa de manipulação que envolva o nome dele. O senador e a presidente Dilma são aliados de longa data e não faz nenhum sentido essa farsa que circula nas redes sociais. É mais uma prova da campanha sórdida que emergiu na internet na disputa deste ano, com o objetivo de usar a rede para manchar reputações”, declarou a assessoria do ex-presidente do Senado Federal.

O vídeo começou a circular na internet no domingo, logo depois da votação do senador em Macapá.

Sarney e suas alianças no Amapá

Sarney apoiava o ex-governador Waldez Góes (PDT), aliado político de longa data e afilhado, e também virou alvo da campanha do adversário Camilo Capiberibe (PSB).

Apesar do esforço do atual governador amapaense de ligar Waldez Góes a Sarney, o candidato do PSB foi derrotado no segundo turno por larga vantagem.

Fechadas as urnas no Amapá, Waldez obteve 60,6% dos votos válidos contra 39,4% de Camilo Capiberibe.

Vale lembrar que Waldez Góes já foi governador naquele estado e foi preso pela Polícia Federal no âmbito da operação “Mãos Limpas”, em 2009.

Na época, o ex-governador fora acusado com mais 17 pessoas de pertencer a uma quadrilha que, ao longo dos últimos dez anos, desviou mais de R$ 1 bilhão dos cofres públicos do Estado.

Mesmo com a denúncia, Waldez Góes está de volta ao governo do Amapá, com ajuda do eterno padrinho político José Sarney.

O crime de violação de sigilo de voto é previsto na lei eleitoral e determina o mínimo de dois anos de prisão, caso seja realmente comprovado.

Oposição é contra eleição indireta para governador e avisa que lançará candidato se isso ocorrer

Othelino Neto, Raimundo Cutrim, Marcelo Tavares e Rubens Júnior reuniram-se na Assembleia para discutir a questão

Othelino Neto, Raimundo Cutrim, Marcelo Tavares e Rubens Júnior reuniram-se na Assembleia para discutir a questão

A ainda oposição na Assembleia Legislativa do Maranhão reuniu-se, na manhã desta quarta-feira (29), e decidiu por um posicionamento contrário a uma possível eleição indireta para governador do Maranhão, no caso de a governadora Roseana Sarney  (PMDB) se afastar do Executivo até o final do mês de novembro. Segundo o deputado Othelino Neto (PCdoB), se isso acontecer, o grupo já avisa que lançará candidato próprio.

Além de Othelino, a reunião desta quarta-feira (29) contou com a  presença dos deputados Marcelo Tavares (PSB), que será o chefe da Casa Civil no governo Flávio Dino (PCdoB), Raimundo Cutrim (PCdoB) e Rubens Júnior (PCdoB). Outras discussões devem ocorrer ainda entre os parlamentares de oposição na Assembleia Legislativa.

A oposição considera casuísmo (manobra) uma eleição indireta na Assembleia Legislativa e desconfia dos verdadeiros motivos do atual governo. “Entendemos que não deva haver eleição indireta para governador. Mas, na hipótese disso ocorrer, teremos candidato”, disse Othelino.

No caso de vir a se confirmar mesmo o afastamento de Roseana Sarney do governo do Estado, ao tomar posse no Executivo, o presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão,  Arnaldo Melo (PMDB), teria, por Lei, 30 dias para convocar eleição indireta para novo governador, na qual ele próprio pode ser candidato. Elegendo-se, renunciaria ao mandato de deputado e de presidente do poder.

PEC modifica prazo para eleição indireta

Pelo que já foi noticiado por vários setores da Imprensa, haveria uma previsão de que Roseana Sarney se afastaria do governo no dia 30 de novembro, o que significaria que, no prazo de 30 dias, 30 de dezembro, teria que haver a eleição indireta às véspera da posse de Flávio Dino, governador eleito para o mandato que se inicia em primeiro de janeiro de 2015.

Por outro lado, circula nos bastidores da Assembleia já uma Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que modifica esse prazo para “até 30 dias”, ou seja, Arnaldo Mello, com isso, poderia fazer a eleição indireta a qualquer momento, com dois ou três dias após ter assumido. Assinaturas estão sendo recolhidas.

Othelino destaca escolha de Jefferson Portela e de Neto Evangelista para secretarias

 Othelino Neto

Othelino Neto

O deputado estadual Othelino Neto (PCdoB) destacou, na sessão desta quarta-feira (29), os anúncios do delegado Jefferson Portela para o comando da Segurança Pública do Maranhão e do deputado Neto Evangelista (PSDB) para a Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes). O parlamentar elogiou a indicação. “Essas nomeações me fazem ficar, cada dia, mais entusiasmado com a equipe que vai administrar o Estado a partir do próximo dia 1º de janeiro”, disse

Segundo o deputado, Jefferson Portela é um policial de carreira e detém um importante serviço prestado à Segurança Pública do Maranhão. Participou de momentos importantes na Secretaria de Segurança, como na apuração do caso da CPI da Pistolagem na qual teve uma atuação interessante. Além disso, foi delegado geral de Polícia e dirigente da categoria dos delegados no Estado.

“Então acredito e confio que o delegado Jefferson Portela vai fazer um bom trabalho. Claro que é um desafio muito grande, afinal de contas a Segurança, certamente, está entre as maiores razões de crises e de incômodo na população do Maranhão, mas, com a atenção que o governo Flávio Dino dará a esta área, a confiança aumenta. Tenho certeza que a Segurança Pública vai ser tratada como deve ser, isto é, com responsabilidade e por um gestor que possa realmente dar respostas à sociedade”, disse Othelino.

Para o deputado, a nomeação de Neto Evangelista teve uma repercussão geral muito boa na classe política, porque, além da responsabilidade técnica, ele vai manter sempre  a sensibilidade política que é essencial para alguém que ocupa um cargo como esse. “O deputado, além de executar com competência a nova função, vai também dar àquela Secretaria, que, em alguns momentos foi bastante questionada por situações de suspeita e de má aplicação de recursos públicos, uma nova cara, tornando-a transparente e exigindo que os recursos dela sejam de fato aplicados nos objetivos do órgão”, disse.

Flávio Dino anuncia Geraldo Carvalho Júnior para presidir Inmeq

Geraldo Carvalho comandará Inmeq

Geraldo Carvalho comandará Inmeq

O governador eleito, Flávio Dino (PCdoB), anunciou, na manhã desta quarta-feira (29), mais um nome que integrará a sua equipe de governo a partir de 1° de janeiro. Geraldo Cunha Carvalho Júnior é a 11ª indicação para compor a próxima gestão. Ele será o presidente do Instituto de Metrologia e Qualidade Industrial do Maranhão (Inmeq).

O Inmeq é um dos órgãos públicos da administração estadual que exercem o papel de proteção ao consumidor. Entre as atribuições, a fiscalização de produtos e instrumentos, como balanças, bombas de combustível, taxímetros, entre outros, e acompanhamento de medidas. Além disso, compete à instituição proteger o consumidor e mantê-lo informado, orientando sobre os cuidados que se deve ter ao adquirir produtos e serviços.
Conheça o perfil do novo diretor:
GERALDO CUNHA CARVALHO JÚNIOR – Instituto de Metrologia e Qualidade Industrial do Maranhão
Economista formado pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA), Geraldo Carvalho possui pós-graduação em Engenharia Econômica (UFMA). É membro conselheiro do Instituto de Cidadania Empresarial do Maranhão (ICE-MA) desde 2011. Foi professor da Universidade Nove de Julho (São Paulo). Possui ampla experiência na área de relação com o consumidor, já tendo atuado como representante de operações de campo do Banco Volkswagen, gerente comercial da Agisa – indústria sediada em São Luís.

Justiça obriga Caema a recuperar vias de São Luís danificadas pela companhia

Procurador geral do Município, Marcos Braid

Procurador geral do Município, Marcos Braid

Decisão da Justiça da Primeira Vara da Fazenda Pública obriga a Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema) a recuperar vias de São Luís danificadas pelo órgão e e condiciona futuras intervenções ao acompanhamento prévio do município. O pedido foi feito por conta de obstruções feitas no trabalho de recuperação asfáltica, realizado pela Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp) na Rua dos Acapus, no Renascença I, e na Rua Cônego Ribamar Carvalho, no São Cristóvão.

A obstrução impediu a população de usufruir dos serviços de recuperação asfáltica realizados pela Semosp, dificultando a promoção da mobilidade urbana pela Prefeitura de São Luís. Ao verificar o prejuízo causado aos cidadãos dessas duas regiões da cidade, o Município requereu a concessão de tutela antecipada para que fosse determinado à Caema que se abstenha de promover qualquer intervenção e obra na cidade, sem anuência e acompanhamento prévio dos órgãos municipais, cujas licenças e autorizações se fazem necessárias à execução dos serviços.

O pedido do Município pleiteou também a reestruturação das vias citadas após a conclusão dos serviços pela Caema, com a recomposição da camada asfáltica em toda a extensão da via, conforme documento emitido pela Semosp. Atendendo ao pleito, a juíza Luzia Nepomuceno concedeu a tutela solicitada e determinou ainda a aplicação de multa diária de R$ 1 mil em caso de descumprimento da decisão.

“A partir de agora toda e qualquer intervenção da Caema deverá ser planejada previamente com os órgãos municipais. Isso impedirá o desperdício do dinheiro público, já que não teremos mais obras executadas pela municipalidade e, logo em seguida, desfeitas pela Companhia, e resguardará os interesses da população, que poderá usufruir efetivamente dos serviços e obras públicas de melhoramento das vias”, afirmou o procurador geral do Município, Marcos Braid.

AMOR LÉSBICO! Suzane von Richthofen se casa com sequestradora na prisão

Yahoo.com

Suzane casou-se com a ex-namorada de Elise Matsunaga, presa por matar e esquartejar o marido Marcos Matsunaga, em 2012

Suzane casou-se com a ex-namorada de Elise Matsunaga, presa por matar e esquartejar o marido Marcos Matsunaga, em 2012

Condenada a 38 anos e seis meses pela da morte dos pais em 2002 e presa há 12 anos, Suzane von Richthofen, 30 anos, voltou a ser assunto na penitenciária de Tremembé, no interior paulista. No últimos anos, a ex-estudante se tornou evangélica, abriu mão de lutar pela herança dos pais, tentou se reaproximar do irmão e, agora, se casou com outra detenta. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

Suzane se uniu com Sandra Regina Gomes, condenada a 27 anos de prisão pelo sequestro de uma empresária em São Paulo. Sandra é ex-namorada de Elise Matsunaga, presa por matar e esquartejar o marido Marcos Matsunaga, em 2012.

Para dormir com Sandra, ela teve que assinar um documento de reconhecimento afetivo, que é exigido para todas as presas que resolvem viver juntas. Com esse documento, ela trocou a ala das evangélicas, onde vivia, e passou a habitar a cela das presas casadas, onde divide espaço com mais oito casais.

Ainda segundo o jornal, pessoas ligadas a Elize e Sandra disseram que as duas estavam juntas desde o início do ano e que o relacionamento acabou por causa de Suzane. As três trabalhavam na fábrica de uniformes da prisão, onde Suzane é chefe. O triângulo amoroso acabou rompendo a amizade entre elas.

O relacionamento é apontado como um dos motivos para Suzane ter aberto mão do direito de passar os dias fora da prisão, indicou o jornal.

Um tucano comandará os programas sociais no governo Flávio Dino

Neto Evangelista será o secretário de Desenvolvimento Social de Flávio Dino

Neto Evangelista, com 26 anos, será o secretário de Desenvolvimento Social de Flávio Dino

O deputado tucano Neto Evangelista (PSDB), jovem de 26 anos, foi anunciado, na manhã desta terça-feira (28), como o secretário de Desenvolvimento Social do Maranhão, pasta que trata dos programas sociais, entre eles o Bolsa Família. A informação foi dada pelo governador eleito, Flávio Dino (PCdoB), por meio das redes sociais. É o primeiro parlamentar a compor a nova equipe de governo.
O PSDB é o primeiro partido aliado e coligado ao PCdoB a ganhar uma secretaria no novo governo. Com o afastamento de Neto Evangelista para a Sedes, o suplente Rafael Leitoa (PDT) assumirá a vaga na Assembleia Legislativa do Maranhão.
Com o desafio de diminuir as desigualdades sociais no Estado, o novo secretário será responsável pela gestão de políticas públicas relacionadas ao combate à pobreza e inserção produtiva das famílias maranhenses. O trabalho será feito em interlocução com o setor empresarial e a sociedade civil.
Conheça o perfil do próximo gestor da pasta:NETO EVANGELISTA – Secretaria de Desenvolvimento Social

Formado em Direito, Neto Evangelista é deputado estadual reeleito (dois mandatos) e servidor do Poder Judiciário aprovado em seletivo por três anos. Faz parte da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Maranhão como 2º vice-presidente.

Com militância em movimento estudantil, Neto Evangelista foi um dos deputados mais novos do país. Ao ocupar a presidência interina da Assembleia Legislativa em 2012, foi o mais novo presidente de Poder Legislativo das Américas, com 23 anos.

Durante seu mandato, teve como destaque o diálogo com movimentos sociais e defesa das classes trabalhadoras, com especial atenção aos servidores públicos.

Flávio Dino anuncia também a nova chefe de Cerimonial do governo

Flávio Dino anunciou mais um nome de sua equipe de governo na manhã desta terça-feira (28). A cerimonialista Telma Moura de Oliveira será a Chefe de Cerimonial do Governo a partir do dia 1º de janeiro de 2015, sob a administração de Flávio Dino.

Conheça o perfil da próxima chefe de cerimonial:

TELMA MOURA DE OLIVEIRA – Chefe de Cerimonial

Com experiência em vários ramos da comunicação, Telma Moura é formada em Comunicação Social – Relações Públicas há 20 anos. Dedicou maior parte de sua atividade profissional a conduzir a Chefia de Cerimonial em órgãos públicos. Desde 2006, ocupa a chefia de cerimonial da Prefeitura de Caxias – MA.

Com experiência em redação de jornal impresso, rádio e televisão, Telma Moura é maranhense e pós-graduada em Assessoria de Imprensa e também foi responsável pela condução da assessoria de comunicação da Gerência Regional de Caxias, órgão representante do Governo Estadual.