Em Imperatriz, Flávio Dino agradece votos e reafirma compromissos com a região

O governador eleito participou de três atividades e confirmou seu empenho para o desenvolvimento da Região Tocantina

O governador eleito participou de três atividades e confirmou seu empenho para o desenvolvimento da Região Tocantina

Para agradecer a expressiva votação e refirmar os compromissos com a Região Tocantina, o governador eleito, Flávio Dino, voltou a Imperatriz, na tarde desta sexta-feira (31), confirmando que dará atenção especial à região. Além de realizar uma carreata de agradecimento, ele concedeu coletiva à imprensa e participou de ato político reafirmando os compromissos firmados na campanha.

 “Ao lado de São Luís, Imperatriz é para mim também capital do Maranhão”, disse Flávio Dino ao anunciar medidas para que a região tenha a presença e o apoio constantes do Governo do Estado. A ocasião também serviu para que o governador eleito conclamasse todos a fazerem parte da mudança, dando a garantia de que os maranhenses não terão expectativas frustradas.

Ao lembrar que a cidade de Imperatriz, segundo maior colégio eleitoral do Estado, deu 84% dos votos ao projeto de mudança política, o mesmo que 98.941 votos, Flávio Dino agradeceu e confirmou seu empenho para o desenvolvimento da região, garantindo que mensalmente ele mesmo ou um membro do secretariado estará na segunda maior cidade do Estado. Com isso, foi reforçado o compromisso de fazer um governo presente e de apoio integral a região.

Compromissos

No discurso, Flávio Dino fez questão de ressaltar que empreendera esforços para que seu governo seja mobilizador da sociedade e transformador da realidade social. Ele também anunciou que a gestão inicia, efetivamente, a partir de 1º de janeiro, de modo que os compromissos de campanha possam ser cumpridos levando benefícios à sociedade.

Outro compromisso anunciado pelo governador eleito foi a instalação da Universidade Estadual da Região Tocantina com autonomia e articulação de políticas de educação para a região. Com esta medida, a UEMA de Imperatriz não será mais subordinada à central de São Luís e terá autonomia própria.

Em todas as atividades de que participou na região, Flávio Dino esteve acompanhado do prefeito de Imperatriz, Sebastião Madeira, e dos secretários anunciados Márcio Jerry (Articulação Política e Assuntos Federativos) e Clayton Noleto (Infraestrutura).

Felipe Camarão assumirá Secretaria de Gestão e Previdência no governo Flávio Dino

felipecamarao

Felipe Camarão

O governador eleito do Maranhão, Flávio Dino, definiu, nesta sexta-feira (31), o nome de Felipe Costa Camarão para comandar a Secretaria de Gestão e Previdência (Segep). Essa foi a 15ª indicação de composição do governo que terá início no próximo 1º de janeiro.

Com formação em Direito e especialista em Gestão Pública, ele assume a pasta responsável pela gestão de pessoal, patrimônio e previdência. É a Segep que coordena também a Escola de Governo. Felipe Camarão assumirá a Secretaria com a missão de valorizar os servidores públicos – ativos e inativos, além de aprimorar os serviços de estado destinados especificamente aos servidores, especialmente saúde.
FELIPE COSTA CAMARÃO – Secretaria de Gestão e Previdência
Felipe Camarão é bacharel em Direito pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA), onde é professor. É mestre em Direito e especialista em Gestão Pública.
Entre os cargos que já ocupou, estão a direção do Procon-MA por duas vezes, chefe da Procuradoria Federal do Maranhão e também da Procuradoria do INSS. Atualmente, é sub-procurador-chefe da UFMA, função que ocupa há três anos.

“Documentos esclarecem pouco sobre o Estado”, diz Marcelo Tavares sobre informações repassadas por Roseana

Marcelo avaliou que documentos

Marcelo avaliou que documentos não correspondem às expectativas

As informações enviadas à equipe de Transição de Flávio Dino não corresponderam às expectativas. Esta foi a avaliação do deputado Marcelo Tavares – coordenador da Equipe de Transição de Flávio Dino e próximo chefe da Casa Civil do Maranhão.
Após mais de 15 dias de espera desde o primeiro encontro entre a equipe de Flávio Dino e a representante do governo Roseana Sarney, Anna Graziella, os membros do atual governo enviaram a Marcelo Tavares os documentos solicitados em ofício entregue pelo deputado no dia 14 de outubro.
Para planejar os primeiros dias do próximo governo e evitar imprevistos administrativos, a Equipe de Transição designada por Flávio Dino requereu a Anna Graziella uma série de documentos que têm por objetivo fazer uma transição republicana e ordenada entre o atual e o próximo governo.
No entanto, somente nove de um total de 32 solicitações foram entregues na manhã desta quinta a Marcelo Tavares pela equipe de Roseana Sarney. O deputado afirmou em entrevista que o material era insuficiente e a maior parte dele está disponível publicamente.
“Esses documentos são de acesso público e nós já o tínhamos nos nossos trabalhos. Continuamos aguardando que o atual governo colabore com um trabalho que beneficiará a todo o povo do Maranhão”, disse. Para ele, é hora de dispensar as opções políticas e fazer com que as equipes trabalhem de forma colaborativa.
Dados importantes como a folha de pagamento do Estado, a execução orçamentária atual, informações sobre contratos, convênios, precatórios, demonstrativo de obras e as ações prioritárias de cada pasta não foram repassados à equipe do próximo governo.

“Eleitor tem escolhido candidato e não partido”, diz Weverton Rocha à TV Câmara

“Meu primeiro desafio é ajudar o governo do Estado a conseguir recursos para melhorar a vida dos maranhenses, pois a dívida é histórica", disse Weverton

“Meu primeiro desafio é ajudar o governo do Estado a conseguir recursos para melhorar a vida dos maranhenses, pois a dívida é histórica”, disse Weverton

O deputado federal reeleito, Weverton Rocha, foi entrevistado pelo Programa Palavra Aberta, da TV Câmara, onde fez uma breve análise sobre a expectativa do Congresso Nacional para a próxima legislatura, que contará com 28 partidos, e ressaltou a importância de se discutir no plenário pautas relevantes para a sociedade, como a Reforma Política, a necessidade do diálogo entre o Governo e o Congresso.

Na ocasião, Weverton ressaltou a eleição, logo em primeiro turno, do professor universitário, ex-juiz, ex-deputado federal e ex-presidente da Embratur, Flávio Dino, como governador do estado, após uma frente ampla composta por nove partidos terem trabalhado em prol de sua eleição e a do senador eleito Roberto Rocha. Outro ponto tratado durante a entrevista foi a diversidade dos partidos que compõem a bancada maranhense, onde Weverton ponderou que isto evidencia que o eleitor cada vez mais tem escolhido o candidato, e não o partido ou coligação a qual este integra.

 Quando questionado sobre os desafios para o próximo mandato, o parlamentar ressaltou o seu objetivo de contribuir com o governo do estado, buscando atrair desenvolvimento para o Maranhão que necessita de empenho de todas as esferas do poder público para sanar a dívida histórica com o estado. “A dívida é histórica. O povo do Maranhão precisa do aporte do Estado e da União”, destacou o parlamentar maranhense.

Trabalho na Câmara

Weverton destacou, ainda, o seu trabalho em prol dos pequenos produtores e trabalhadores rurais, injustiçados com as ampliações de reservas biológicas e indígenas, os quais ele pretende continuar defendendo, e a luta pela educação e pelo trabalhador, que são bandeiras de defesa do seu partido, o PDT, ressaltando a necessidade da implantação da escola em tempo integral, visando combater problemas como falta de segurança, tráfico de drogas e marginalização da juventude.

“Não adianta o Estado construir mais cadeias, aumentar o número de policiais nas ruas, se não oferecer educação de qualidade em tempo integral, com alimentação, acesso a esporte e cultura”, finalizou Weverton.

Dino anuncia Bira do Pindaré para Secretaria de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Bira do Pindaré será secretário

Bira do Pindaré será secretário

O governador eleito, Flávio Dino (PCdoB), indicou mais um nome que irá compor a equipe de governo a partir de 1° de janeiro. O deputado Bira do Pindaré assumirá a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior. Ele fez o anúncio por meio de redes sociais na noite desta quinta-feira (30).

A pasta será a responsável pelo Instituto Estadual de Educação, Ciência, Tecnologia do Maranhão (Iema), que atuará em parceria com os Institutos Federais para profissionalizar maranhenses e gerar quadros qualificados no estado, um dos compromissos assumidos em campanha e que integram o Programa de Governo de Flávio Dino. Outro desafio da Secretaria será levar inclusão digital aos maranhenses, com laboratórios e internet nos municípios do estado.
BIRA DO PINDARÉ – Secretaria de Ciência e Tecnologia
Bira do Pindaré é deputado estadual reeleito para o segundo mandato. Egresso dos movimentos sociais, Bira é advogado e tem mestrado em Políticas Públicas pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA). Foi professor Universitário no estado.
Foi bancário e presidente do Sindicato dos Bancários do Maranhão. Ocupou também o cargo de delegado regional do Trabalho. Sua atuação política e social sempre esteve ligada aos movimentos da Pastoral da Igreja Católica. Na universidade, foi dirigente do Diretório Central dos Estudantes (DCE).

Roberto Rocha e ACM debatem soluções para economia do Maranhão

Senador eleito participou de evento na Associação Comercial do Maranhão

Senador eleito participou de evento na Associação Comercial do Maranhão

O senador eleito Roberto Rocha (PSB) participou, na noite desta quarta-feira (29), da plenária da Associação Comercial do Maranhão (ACM). O encontro foi marcado pelo diálogo do parlamentar com dezenas de empresários, dirigentes de entidades de classes e autoridades políticas, acerca dos problemas econômicos do estado e de propostas e sugestões para a resolução das dificuldades existentes no setor.

Em seu discurso, Roberto Rocha fez uma análise da atual situação política do Maranhão e destacou os entraves que impedem o crescimento do estado, sobretudo na área econômica. “O problema do Maranhão do ponto de vista da gerência é que não tem planejamento. Não tem gestão empresarial que aponte resultados, que busque metas. Do ponto de vista da sua economia, é a falta de agregação de valor”, disse Roberto Rocha.

Para ele, é necessário um choque de gestão na economia, pois o Maranhão precisa de uma mudança de postura e pensamento. “O problema da economia é a falta de agregação de valor. Temos atualmente um perfil econômico equivocado, que é baseado em produtos primários e semielaborados, a própria política de exportação do Maranhão é muito equivocada, então ela não agrega valor, não gera cadeia produtiva, não é um desenvolvimento sustentável, pra ser sustentável ele tem que combinar o econômico, o social e o ambiental”, explicou.

Diálogo

A presidente da ACM, Luiza Rezende, agradeceu a presença do senador eleito e ressaltou que é importante criar esse diálogo para que os empresários também possam dar sua parcela de contribuição para o desenvolvimento econômico do estado. “A gente vê que o Roberto Rocha está aberto ao diálogo e a estar junto, não só com o empresário, mas com todo o povo maranhense”, completou.

O senador eleito enfatizou que o encontro foi importante para discutir os problemas e soluções da economia do Maranhão. “A Associação Comercial do Maranhão é uma entidade tradicional do Estado e que discute questões do desenvolvimento econômico. Pudemos falar do que a gente pensa, dos problemas e das soluções, e ouvir perguntas, questionamentos, sugestões para enriquecer o exercício do nosso mandato no Senado”, reforçou Roberto Rocha.

Assistentes sociais e psicólogos querem sanção do projeto que os insere na rede estadual de ensino

 

Assistentes sociais agradeceram a iniciativa do projeto a Othelino e disseram que estão lutando pela sanção da Lei

Assistentes sociais agradeceram a iniciativa do projeto a Othelino e disseram que estão lutando pela sanção da Lei

Psicólogos também se reuniram com Othelino Neto e disseram que vão pedir ao Executivo a sanção da Lei

Psicólogos também se reuniram com Othelino Neto e disseram que vão pedir ao Executivo a sanção da Lei

O deputado estadual Othelino Neto (PCdoB) recebeu, em seu gabinete, nesta quinta-feira (30), integrantes do Conselho Regional de Serviço Social do Maranhão e dos conselhos estadual e federal de Psicologia que vieram agradecer pelo projeto de lei, de autoria do parlamentar, que insere os profissionais na rede estadual de ensino. Eles também unem forças para sensibilizar o governo do Estado a sancionar a Lei, que foi aprovada, por unanimidade, na Assembleia Legislativa.

Roseana tem o prazo até o dia cinco de novembro para sancionar a Lei. “Ao mesmo tempo em que viemos agradecer a iniciativa, chamamos atenção para a importância da Lei que não só abre espaço para os profissionais, mas beneficia também a comunidade escolar”, disse a presidente do Conselho Regional de Serviço Social do Maranhão, Ana Margarida Barbosa Santos.

Os psicólogos também se reuniram com Othelino, agradeceram pela iniciativa e ressaltaram a importância do projeto tanto para a categoria quanto para a comunidade estudantil. Participaram o conselheiro federal Eliandro Araújo, a presidente do Conselho Regional de Psicologia do Maranhão, Nelma Pereira, e a psicóloga escolar Tatiana.

Os profissionais vão encaminhar um documento para a Casa Civil do governo do Estado para sensibilizar o Executivo a sancionar a Lei, de autoria de Othelino, e que já foi aprovada pelo Plenário. “Vamos movimentar a categoria para garantir a sanção desta Lei”, disse Nelma Pereira.

Apelo ao governo

Na semana passada, Othelino Neto fez um apelo à governadora Roseana Sarney, na tribuna, para que sancione, o quanto antes, o projeto de lei. A proposição foi aprovada por unanimidade e torna obrigatória a contratação dos profissionais para as escolas públicas do Maranhão.

“Trata-se de um projeto de lei, na minha avaliação, de grande importância, tendo em vista que permite um maior suporte aos estudantes da rede pública que, muitas vezes, estão em condições de vulnerabilidade considerada. Então, com a presença desses profissionais, será possível não só aumentar a qualidade do ensino, como a capacidade do aluno de absorção do conhecimento, como também terá uma repercussão certamente na questão da evasão escolar”, defendeu Othelino Neto.

Othelino esclareceu que o projeto de Lei estabelece que essas vagas de assistente social e de psicólogo serão ocupadas através de concurso público. A proposição especifica, inclusive, um prazo para que o Estado se adeque e realize um certame para nomeação destes profissionais.

Entenda o projeto – Pelo Artigo 1º do projeto, as escolas públicas da Rede Estadual de Ensino do Maranhão terão, em seus quadros profissionais, pelo menos um assistente social e um psicólogo. A  implementação deverá acontecer, gradualmente, até o prazo de dois anos.

Segundo o projeto, a função dos profissionais de Assistência Social e Psicologia estará voltada para o acompanhamento dos alunos na escola pública e em sua comunidade.

“O constante acompanhamento dos assistentes sociais e psicólogos, como profissionais especializados, visa ajudar as famílias e os estudantes a buscarem a redução das negativas consequências advindas das dificuldades existentes. Tal atuação terá reflexos na diminuição da evasão escolar e servirá de apoio à ação do professor, trazendo como resultado sensíveis melhorias nos níveis de aprendizagem dos alunos”, justifica o projeto.

Segundo a proposição, além disso, a atuação dos assistentes sociais e psicólogos será, também, de grande importância na prevenção ao uso de drogas e à violência corporal ou psicológica, a exemplo dos casos de bullying, que precisam ser tratados de forma mais adequada por profissionais na escola e junto aos familiares dos estudantes.

Médico Marcos Pacheco será secretário de Saúde no governo Flávio Dino

marcos pacheco

Marcos Pacheco será o secretário de Saúde

O próximo secretário de Saúde do estado foi anunciado hoje (30) pelo governador eleito, Flávio Dino, através das redes sociais. O médico Marcos Pacheco comandará a organização das políticas de saúde no Maranhão a partir do dia 1º de janeiro.

Com o objetivo de implementar os compromissos assumidos pelo Programa de Governo apresentado por Flávio Dino à população maranhense, Marcos Pacheco fará parte da equipe da próxima administração. Entre as principais metas estão a humanização do atendimento, a consolidação das redes assistenciais, Urgência e Emergência e a implementação do programa Mais Médicos Estadual.
Conheça o perfil do indicado para a pasta:
MARCOS PACHECO – Secretaria Estadual de Saúde
O médico sanitarista Marcos Pacheco (UFMA / FioCRUZ) é funcionário público egresso da FUNASA cedido ao município de São Luís. Mestre e doutor em Políticas Públicas pela UFMA, é também bacharel em Direito.
Foi deputado estadual pelo PDT na legislatura de 1995-1999. Marcos Pacheco ocupou diversos cargos de gestão no Estado. Entre eles, o de secretário adjunto de Ações e Serviço de Saúde de São Luís; superintendente de Educação em Saúde e Gestão do Trabalho.
Professor universitário, é coordenador pedagógico do curso de Medicina e leciona no mestrado de Gestão em Serviços e Programas de Saúde da Universidade CEUMA, com foco em planejamento e gestão estratégica.

Chico Gonçalves será o secretário de Direitos Humanos e Participação Popular

Chico GonçalvesO governador eleito Flávio Dino divulgou na manhã desta quinta-feira (30) o secretário de Direitos Humanos e Participação Popular. Com forte atuação junto aos movimentos sociais, o professor Francisco Gonçalves assumirá a pasta a partir de 1º de janeiro.

Com o redesenho previsto para a Secretaria, ela será responsável por conduzir as políticas sociais para melhoria do Índice de Desenvolvimento Humano, a implantação do orçamento participativo e da atuação dos conselhos nas ações do Poder Executivo.

Conheça o perfil do novo secretário:

FRANCISCO GONÇALVES DA CONCEIÇÃO – Secretário de Direitos Humanos e Participação Popular

Francisco Gonçalves é formado em Comunicação Social/Jornalismo (UFMA), doutor em Comunicação e Cultura (UFRJ) e professor do Departamento de Comunicação Social da UFMA. Com forte relação com os movimentos sociais desde a década de 70, Francisco foi assessor da Comissão Pastoral da Terra (CPT-MA) e conselheiro da Sociedade Maranhense de Direitos Humanos (SMDH)

Presidente da Fundação Municipal de Cultura de São Luís desde 2013, Francisco é pesquisador e foi também chefe do Departamento de Comunicação Social da UFMA. Sua atuação política vem desde a fundação do PT-MA, partido no qual sempre teve atuação ligada à defesa dos movimentos sociais e trabalhadores maranhenses.

Durante a campanha de Flávio Dino, desempenhou importante papel junto aos movimentos sociais, sendo um dos articuladores do “Pacto por um IDH Justo”, iniciativa que tem por objetivo unir esforços em toda a sociedade para  reverter os índices sociais do Maranhão.