Manifestações conturbam trânsito em São Luís

Manifestantes foram às ruas nesta segunda-feira
São Luís teve protestos em três pontos nesta segunda-feira (24). Foram interditados dois trechos da BR-135 — um na Avenida dos Portugueses e outro na zona rural de São Luís — além da Rotatória do Anel Viário, no Centro.

Cerca de 50 moradores interditaram um trecho da BR-135, na Av. dos Portugueses, desde as primeiras horas da manhã desta segunda-feira (24). A informação foi confirmada pela Polícia Rodoviária Federal no Maranhão (PRF-MA).

A avenida foi interditada nos dois sentidos e o trânsito ficou parado no local. O bloqueio impediu a circulação de veículos tanto no sentido do Centro de São Luís quanto no sentido da Área Itaqui-Bacanga.

De acordo com o líder comunitário Zequinha do Gapara, os moradores da região querem melhorias nas áreas de saúde, educação, transporte público e infraestrutura.

“O que a gente quer é alertar as autoridades para o que vem acontecendo aqui na área Itaqui-Bacanga. Sofremos demais. Falta segurança. Há poucos dias teve a morte de um amigo nosso, o delegado prendeu o suspeito e, no outro dia, ele tava solto. Há poucos dias, uma pessoa estava cortando os moradores aqui na rua e também foi solto. Isso aí revolta a comunidade. Todo o Brasil hoje pede segurança, transporte de qualidade e a área Itaqui-Bacanga também quer”, explicou.

A manifestação foi pacífica. Uma viatura da Polícia Militar acompanhou os protestos. “Não tem baderna. O povo quer justiça, transporte de qualidade. São inúmeros buracos. A Área Itaqui-Bacanaga é a que mais arrecada importos em São Luís. O povo está começando a tomar consciência dos fatos e não está mais como era antes. Jovens, idosos estão indo para as ruas para clamar pelos serviços básicos do cidadão”, disse Zequinha.

As manifestações, que ocorreram próximo à Ponte do Estreito dos Mosquitos, bloquearam a única via de entrada e saída da capital maranhense por cerca de quatro horas. A interdição atingiu as áreas do Distrito Industrial, Vila Embratel e Vila Maranhão. O local foi liberado por volta de 11h.

Em entrevista à Rádio Mirante AM, o manifestante José Domingos explicou o motivo do protesto na zona rural. “Nós reivindicamos, saúde, educação, transporte, segurança. Prefeito e governadora esqueceram a Zona Rural. Nós não temos uma ambulância. Não temos transporte porque os empresários é que mandam”, disse.

Um grupo também ocupou a Rotatória do Anel Viário, no Centro de São Luís. O protesto cobrou a instalação do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), assunto amplamente discutido durante as eleições do ano passado. Além disso, os manifestantes pediram também o Bilhete Único e melhorias nas condições de transporte público em geral. O trânsito ficou parado no local por cerca de três horas, mas já voltou ao normal.

Postagens relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.