Parecer do MS diz que não há eficácia comprovada da cloroquina contra Covid-19

Um documento elaborado por especialistas do Ministério da Saúde confirmou que não há eficácia comprovada para os medicamentos cloroquina, hidroxicloroquina, azitromicina, ivermectina e colchicina contra a Covid-19 para pacientes hospitalizados.

O documento foi apresentado à Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no Sistema Único de Saúde (Conitec) e recebeu parecer favorável.

Durante os testes, os medicamentos não mostraram benefícios clínicos à população, não devendo ser utilizados nem de forma isolada, nem em associação com outros medicamentos.

No documento do ministério, a exceção é para pacientes que já utilizam as medicações, por estarem em tratamento contra doenças reumatológicas ou malária, ou pessoas com quadros de infecção bacteriana, no caso do uso do antibiótico.

Também foram avaliados estudos com corticoesteroides e anticoagulantes. Seguindo a linha de estudos científicos, a dexametasona foi recomendada para pacientes em estado grave em uso de oxigênio suplementar. Os anticoagulantes são indicados “em doses de profilaxia para tromboembolismo venoso em pacientes hospitalizados com covid-19”.

 

Postagens relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *