Em coletiva, Dino promete Sputinik V para julho no Maranhão

O governador do Maranhão Flávio Dino, ex-PCdoB, anunciou, na tradicional entrevista coletiva de todas as sextas-feiras, que o lote com as primeiras doses da vacina Sputnik V está previsto para chegar ao Maranhão em julho, de acordo com a autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Segundo o governador, houve uma reunião com o presidente do Fundo Soberano da Rússia e a previsão é de que o Estado terá as primeiras doses em julho. Ele disse que, pelo novo calendário, a expectativa de chegada desse imunizante russo  é de julho a setembro.

Há, pelo menos, 28 exigências demandadas pela Anvisa para a administração da Sputinik no Brasil, entre elas restrições bem rigorosas. O imunizante não pode ser usado em grávidas, idosos e pessoas com comorbidade, bem como o laboratório russo tem sido barrista para permitir mais detalhes sobre a produção das doses.

Flávio Dino disse  que vai seguir as normativas federais e, por isso, está aguardando o atendimento do fundo russo.

Distribuição de vacinas aos municípios

 

Após algumas cobranças de prefeituras, Flávio Dino disse que as vacinas estão sendo distribuídas, seguindo os critérios do Ministério da Saúde e pactuação da Comissão Intergestores Bipartite (CIB), órgão coordenado pela Secretária de Estado da Saúde.

Ainda de acordo com o governador, as vacinas chegam em caixas, são transportadas para a Central do Governo do Estado e lá são divididas de acordo com as normas. Após isso, são transportadas às regionais de saúde e levadas aos municípios.

“Um grande número de municípios não está alcançando os 85%. 63 municípios não estão aplicando a vacina com velocidade. E essas vacinas estão em um depósito, esperando que esses municípios avancem para que possam distribuir o imunizante”, afirmou.

Medidas mantidas no Maranhão

As medidas preventivas vigentes foram prorrogadas pelo governo do Estado até o dia 28 de junho. O comércio e a indústria podem funcionar de 9h às 21h. Já bares e restaurantes, até às 23h. Supermercados das 6h à 0h.

Além dos supermercados, academias, salões, bares e restaurantes estão autorizados a funcionar, todos com apenas 50% da capacidade total.

Postagens relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *