MANOBRA POLÍTICA – Bira denuncia uso do TCE para forçar eleição indireta de governador

Bira-do-Pindaré
Deputado classificou de manobra estratégia do grupo Sarney para emplacar Luís Fernando no governo antecipadamente

O deputado estadual Bira do Pindaré (PSB) denunciou, na sessão desta quarta-feira (27), que a escolha do vice-governador Washington Oliveira (PT) como conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE) não passa de uma “manobra política” da governadora do maranhão, Roseana Sarney, que não quer mais ele no cargo, e deseja abrir, na Assembleia Legislativa, um processo de eleição indireta para colocar o secretário de Infraestrutura, Luís Fernando Silva, logo como governador em pleno ano eleitoral.

Bira do Pindaré, que fez um de sus mais duros pronunciamentos, disse que a engenharia de conjuntura que deve ser imposta pela governadora apenas evidencia o desprestígio que ela tem pelo Partido dos Trabalhadores. O deputado entende ainda que Roseana não quer que o PT comande o governo do Maranhão por falta de confiança nos integrantes da sigla.

A ação popular movida pelo deputado federal Domingos Dutra (SDD) e subscrita por Bira do Pindaré, em relação ao processo de escolha do novo membro do Tribunal de Contas do Estado (TCE), tomou conta dos debates da Assembleia Legislativa, na manhã desta quarta-feira (27).

Vários fatores fundamentam a ação dos deputados em relação ao TCE. O principal é o desvio de finalidade, o uso político-partidário do Tribunal de Contas do Estado, que é um órgão de controle e fiscalização, responsável pelo julgamento das contas de gestores públicos no Estado.

Luís Fernando no governo

Na avaliação do deputado Bira, a manobra idealizada e já iniciada pela governadora é a seguinte: nomear o vice-governador conselheiro do TCE, liberando sua vaga, para criar uma vacância quando a governadora se licenciar e candidatar-se ao Senado. Dessa forma, colocar, numa eleição indireta, o secretário de Infraestrutura, que será o candidato ao governo, como governador até dezembro de 2014 para que ele conduza o seu próprio processo eleitoral com todas as “cartas na manga”.

“Eles vão querer colocar o Luís Fernando na eleição indireta aqui na Assembleia Legislativa. É esse o jogo que está montado no Maranhão e estão usando o Tribunal de Contas do Estado para isso”, disparou.

Bira garantiu que os auditores do Tribunal de Contas também estão movendo uma ação muito parecida com a que foi impetrada pelos parlamentares.

Postagens relacionadas

5 thoughts on “MANOBRA POLÍTICA – Bira denuncia uso do TCE para forçar eleição indireta de governador

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.