MDB anuncia Meirelles como pré-candidato à Presidência da República

Meireles entra na disputa com a herança de Michel Temer, um governo rejeitado pela população

Em um evento em Brasília, nesta terça-feira (22), o MDB anunciou o ex-ministro da Fazenda Henrique Meirelles como pré-candidato do partido na eleição para a Presidência da República.

A cerimônia do MDB, chamada de “Encontro com o Futuro”, contou com a presença do próprio Meirelles e de caciques do partido, como o presidente Michel Temer. Meirelles se filiou ao MDB com o objetivo de ser o candidato do partido na eleição presidencial de outubro. No entanto, Temer também vinha se posicionando como uma das opções do MDB para encabeçar a chapa.

Temer decidiu dar apoio à candidatura de Meirelles depois da pressão de um setor do partido por uma definição oficial do presidente. Há a avaliação de que Temer não conseguiu sair da agenda negativa das investigações da Lava Jato, o que inviabilizaria a candidatura à reeleição.

Meireles entra na disputa com a herança de Michel Temer, um governo rejeitado pela população. O agora pré-candidato ao Palácio do Planalto, terá que carregar figuras como José Sarney, Roseana Sarney e Edison Lobão, ambos com vários processos na Justiça.

Se a candidatura de Meirelles for registrada, será a primeira vez, em mais de 20 anos, que o MDB terá candidato próprio à Presidência. A última vez foi nas eleições de 1994, com o ex-governador de São Paulo, Orestes Quércia.

Em entrevista coletiva após ser anunciado como pré-candidato, Meirelles disse que sairá em busca de alianças e que o presidente Michel Temer deverá participar da sua campanha. “O nosso palanque terá todas as lideranças dispostas a se engajar neste projeto”, afirmou. “O presidente certamente participará dos eventos que considerar adequado”, disse.

 

 

Governo do Maranhão dá suporte a resgatados de embarcação vinda da África

Resgatados estão recebendo atendimento na área de saúde e documentação. (Foto: Carlos Pereira)

Governo do Maranhão montou esquema para assistir os 25 estrangeiros, encontrados por uma embarcação de pescadores do Ceará a 120 km da costa maranhense. As primeiras providências foram tomadas ainda no cais de São José de Ribamar, onde foram realizados atendimentos médicos e servidas refeições e água, com apoio da Empresa Maranhense de Administração Portuária (EMAP), que administra o espaço em parceria com a Prefeitura de Ribamar.

De acordo com relatos dos africanos, a viagem partiu de Cabo Verde em um catamarã em condições precárias, com motor de pouca capacidade e com a intenção de chegar ao Rio de Janeiro e São Paulo. Durante o trajeto, o aparelho de GPS que estava em poder dos tripulantes quebrou. Em seguida o motor da embarcação não suportou a extensão da viagem e logo parou. Por fim, a opção de usar a vela do catamarã foi frustrada quando ela também quebrou. A tripulação permaneceu um total de 35 dias ao mar, após ficar à deriva e ser encontrada por uma embarcação de pescadores.

De acordo com o secretário de Estado dos Direitos Humanos e Participação Popular, Francisco Gonçalves da Conceição, o Governo do Estado está dando o suporte necessário aos estrangeiros. “Nós estamos acompanhando de perto todos os trâmites e investigações da Polícia Federal e Ministério da Justiça. No que compete ao Estado, o Governo do Maranhão assumiu toda a responsabilidade do atendimento humanitário, que é dar direito à saúde, abrigo e alimentação. Todas as providências já foram tomadas quanto a isso”, disse.

A Sedihpop acompanha os indícios de tráfico de pessoas, por causa dos dois brasileiros identificados pela Polícia Federal como ‘coiotes’, que são agentes que conduzem os imigrantes pelas áreas de fronteira ilegalmente, mediante pagamento. “Acompanhamos para garantir a efetividade dos tratados internacionais, estamos obedecendo os tratados internacionais do mesmo modo que nós queremos que os brasileiros sejam tratados em outros países”, comentou o secretário.

Nesta segunda-feira (21), representantes da Polícia Federal estiveram reunidos com os africanos, no Ginásio Costa Rodrigues, em São Luís. A eles foi explicado que o órgão vai dar entrada na solicitação de refúgio para todos. Além disso, vão receber uma documentação que vai servir para a retirada de documentos posteriores como a carteira de trabalho. Todos serão regularizados e poderão trabalhar e exercer os direitos civis aqui no Brasil como estrangeiros. Organizados em grupos de cinco, eles estão sendo ouvidos pela Polícia Federal.

Roseana reúne em sua residência a turma dos “Exs” para lançar pré-candidatura

A pré-candidatura de Roseana Sarney serve para tentar aglutinar o que sobrou do outrora forte grupo Sarney

A ex-governadora Roseana Sarney (MDB) reuniu, em sua residência, lideranças políticas, ex-prefeitos, ex-deputados e ex-vereadores para anunciar sua pré-candidatura ao Palácio dos Leões. Peso político fraco em comparação a anos passados quando o grupo Sarney estava no poder.

Fazem parte do projeto político de Roseana representantes municipais, amigos que deram sustentação ao grupo Sarney, responsável pelo atraso do estado por mais de cinco décadas.

Nos bastidores, fortes especulações de que Roseana cedeu às pressões para defender os interesses da família. Sua pré-candidatura serve para tentar aglutinar o que sobrou do outrora forte grupo Sarney.

Sem a presença de presidentes de partidos políticos e sem lideranças de peso, a reunião não teve nenhuma nova adesão ou anúncio que poderia dar um gás ao projeto político.

Sem uma multidão, como era característica dos encontros de Roseana, a reunião aglutinou pessoas que perderam espaço no governo ou que, pela representatividade do atraso, não conseguem mais voltar ao poder, como o ex-deputado federal, Chiquinho Escórcio.

Roseana Sarney segue sua pré-campanha, sem tempo de TV, sem antigos aliados e agora sentindo, de perto, que classe política não comparece mais aos seus eventos.

Maura Jorge e o apoio de dois partidos nanicos…

Em questão do tempo de TV, PRTB e PSDC acrescentam pouca coisa na campanha de Maura

A mídia ligada à ex-prefeita de Lago da Pedra, Maura Jorge (PSL), noticiou, com grande estardalhaço, o anúncio do apoio dos partidos PSDC e PRTB a sua pré-candidatura.

O PSDC, agora comandado pelo suplente de senador, Pastor Bel, entrou no projeto de Maura Jorge de olho em uma das vagas para o Senado Federal.

Já o PRTB, presidido pelo empresário Márcio Coutinho, declarou apoio visando à eleição proporcional. Ele busca uma das vagas na Câmara dos Deputados.

Em questão do tempo de TV, no horário político, ambos os partidos acrescentam pouca coisa na campanha de Maura.

O PRTB, por exemplo, não tem tempo de TV, o PSDC não chega a cinco segundos. Os dois partidos, somados ao PSL, que também não tem tempo de TV, não poderão ajudar Maura a conseguir espaço suficiente para ser conhecida no estado e para mostrar seus projetos.

Apesar do anúncio, Maura Jorge continua com dificuldades em manter sua pré-candidatura.

Waldir Maranhão desafia PSDB e continua com sua pré-candidatura ao Senado

Mesmo com a decisão do PSDB, Waldir Maranhão continua tocando sua pré-candidatura de olho no Senado Federal

O deputado federal, Waldir Maranhão (PSDB), parece desafiar seu partido, o senador Roberto Rocha, o ex-prefeito de Imperatriz, Sebastião Madeira, e o pré-candidato à Presidência da República, Geraldo Alckmin.

Apesar de todos se pronunciarem sobre a formação oficial da chapa majoritária do PSDB no Maranhão, tendo o deputado estadual, Alexandre Almeida, e o deputado federal, José Reinaldo, como pré-candidatos a senador, Waldir Maranhão continua tocando sua pré-candidatura de olho no Senado Federal.

Em recente visita ao município de Balsas, Waldir Maranhão reuniu lideranças políticas e reafirmou sua candidatura. O deputado continua com a mesma tática, de quando pertencia ao grupo governista.

Basta saber se o pré-candidato ao governo, o senador Roberto Rocha, vai aceitar Waldir Maranhão, ao invés do jovem Alexandre Almeida. A disputa interna está acirrada no PSDB, já que Alexandre retirou sua candidatura à reeleição como deputado estadual.

Morre a modelo e influenciadora digital maranhense Nara Almeida

Nara compartilhava sua luta diária pelas redes sociais. A guerra pública da jovem pela vida fez com que ela chegasse a 4,3 milhões de seguidores

Morreu, no início da manhã desta segunda-feira, aos 24 anos, a maranhense, modelo e influenciadora digital Nara Almeida. Ela estava internada no Hospital Nove de Julho, em São Paulo, por causa de um câncer de estômago.

Nara descobriu que tinha câncer em agosto de 2017. A doença resistiu ao tratamento e acabou se espalhando por outros órgãos. Seu estado de saúde se agravou na semana passada.

A luta pública da jovem pela vida, fez com que ela chegasse a 3,7 milhões de seguidores na rede social. Adriane Galisteu e Tatá Werneck são algumas das celebridades que trocavam mensagens com a modelo. O jogador Alexandre Pato, hoje no futebol chinês, soube da situação da jovem e ajudou a custear o tratamento.

Nara compartilhava fotos no hospital. Uma delas, do dia 13 de abril, mostra uma reação alérgica que a jovem teve a medicamentos, a modelo contou que teve coceira, febre, garganta inflamada e que, por isso, chegava a gritar de dor. Na ocasião, ela falou que os dias estavam sendo “muito difíceis” e pediu misericórdia a Deus.

O namorado de Nara, Pedro Rocha, fez um desabafo emocionado: “Infelizmente a Nara faleceu na noite passada, depois de tanta luta minha vontade era tê-la para sempre, mas ela merecia descansar. Sua morte deixa um vazio enorme no meu coração, mas ela vai viver para sempre dentro de mim, será sempre minha inspiração, me fazendo enxergar o mundo de uma maneira melhor. Tenho certeza que ela vai continuar transmitindo sua força para muita gente, porque esse era o objetivo dela. Descanse em paz meu amor”.

Roseana exige saída de João Alberto da presidência do MDB

O clima de rivalidade entre Roseana Sarney e o João Alberto parece ter aumentado ainda mais

O clima de rivalidade entre a ex-governadora, Roseana Sarney (MDB), e o atual presidente da sigla no Maranhão, o senador João Alberto, parece ter aumentado ainda mais.

Roseana Sarney fez algumas imposições para ser novamente candidata ao governo do estado. Uma das exigências é que ela tenha o controle sobre o MDB no Maranhão.

A pesar de ser um antigo aliado de José Sarney, João Alberto vem perdendo espaço dentro do grupo. Recentemente, viu o deputado federal Sarney Filho (PV) pegar sua vaga como pré-candidato ao Senado.

Agora, a filha do ex-presidente José Sarney (MDB) exige que para entrar na disputa, ela tenha o controle de toda a verba destinada ao diretório estadual pelo Fundo Partidário, escantiando, de vez, João Alberto.

Candidatira de Zé Reinaldo desfalcada…

A nomeação do ex-prefeito de Dom Pedro, Hernando Dias Macedo é classificada como uma perda para a pré-candidatura de José Reinaldo

A reconciliação do grupo Macedo com o governador Flávio Dino (PCdoB) altera o cenário da disputa pelo Senado no Maranhão. A nomeação do ex-prefeito de Dom Pedro, Hernando Dias Macedo, para a Secretaria de Estado do Trabalho, é classificada como uma perda para a pré-candidatura de José Reinaldo (PSDB).

Hernando é filho do empresário e fazendeiro, Dedé Macedo, e irmão do deputado estadual, Fábio Macedo (PDT).

Ainda no final de 2017, o deputado federal José Reinaldo já articulava com o grupo da família Macedo a indicação do primeiro candidato a suplente de sua chapa.

De olho no apoio político, José Reinaldo tinha na família Macedo a segurança que sua candidatura precisava.

Agora, rompido com o grupo do governador Flávio Dino (PCdoB),  José Reinaldo terá que buscar outros nomes para agregar em sua chapa.

A posse de Hernando Macedo aconteceu na manhã desta segunda-feira (21).

Setor de turismo espera grande movimentação no São João do Maranhão

O trabalho de divulgação feito em outros Estados tem sido importante para apresentar São Luís e suas atrações a todo o país. Foto: Governo do Maranhão

Agências e instituições ligadas ao setor de turismo estão otimistas com relação à movimentação de turistas no período junino neste ano em São Luís. A expectativa é que os arraiais do São João de Todos em São Luís e Imperatriz atraiam grande número de visitantes. As festas são organizadas pelo Governo do Maranhão.

O trabalho de divulgação feito em outros Estados tem sido importante para apresentar São Luís e suas atrações a todo o país. Além de anúncios em diversos veículos de comunicação, a festa também tem sido apresentada em feiras e congressos de turismo.

“A gente tem visto que a Secretaria de Estado da Cultura, junto com o município, tem trabalhado visitando feiras e eventos para divulgação. E a expectativa é colher os frutos desse trabalho feito fora do Estado e aqui dentro também”, diz Paulo Coelho, presidente do Sindicato Empresarial de Hospedagem e Alimentação do Maranhão (Sehama).

O presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Maranhão (ABIH-MA), João Antônio Barros Filho, fala da importância dos investimentos em outras áreas que afetam diretamente a atratividade do Maranhão: “A população e os turistas estão aprovando a segurança e isso tem nos ajudado muito. O projeto de balneabilidade nas praias também é muito importante. Nós acreditamos muito na gestão do governador Flávio Dino e esperamos que o governo dê continuidade e fortaleça as ações”.

Neste ano, a novidade é que Imperatriz vai ter uma semana inteira de programação do São João de Todos, entre os dias 23 e 30 de junho. O objetivo é expandir a manifestação cultural que movimenta o Estado e incentiva a cultura e o turismo no Maranhão. É a primeira vez que a festa acontece fora da capital.

Para atrair turistas, o Governo do Maranhão tem feito um trabalho intenso de divulgação do São João 2018. Estão circulando anúncios, por exemplo, em veículos de comunicação como os sites da Folha de S. Paulo e do Estado de S. Paulo, a revista Carta Capital e o portal do Le Monde Diplomatique, da França.