POLÊMICA: Bacelar e Cutrim divergem sobre investigação na Comissão de Ética

Questão mais complicada é a solicitação de acareação entre deputado, pistoleiro e secretário Aluísio Mendes

Bacelar: “Só abro processo com denúncia”
Se as assinaturas para a CPI da Agiotagem progridem a cada dia, o pedido de investigação, feito pelo deputado Raimundo Cutrim (PSD), contra si mesmo à Comissão de Ética está travado e é motivo de divergência entre o autor e o presidente, deputado Magno Bacelar (PV).

“Só posso abrir processo na Comissão de Ética contra o deputado Cutrim se houver uma denúncia formulada, como manda o regimento interno”, justificou o presidente  Magno Bacelar ao responder ao blog sobre o andamento do requerimento.

Questionado também a respeito pelo blog, Raimundo Cutrim disse que, em seu requerimento, ele já faz toda uma explanação sobre o assunto e disse que a denúncia de que “ele seria um agiota” já teria sido feita pela Imprensa, sobretudo pelo Sistema Mirante de Comunicação.

Acareação com assassino e secretário de Segurança 

Cutrim disse que denúncia já feita pela Imprensa
O ponto mais polêmico do requerimento de Cutrim à Comissão de Ética é  uma acareação com o assassino do jornalista Décio Sá, o pistoleiro Johnatan Sousa; com o secretário de Segurança Pública do Estado, Aluísio Mendes; e com todos os delegados envolvidos na investigação do crime contra o repórter e blogueiro, que trabalhava para o Sistema Mirante e, ao mesmo tempo, como independente nas redes sociais.

Sobre essa acareação, Magno Bacelar disse ao blog que se trata de algo que não cabe à Comissão de Ética fazer e, sim, à Polícia Federal. Ele disse que o regimento da Assembleia não prevê esse tipo de coisa para a Comissão e  que isso só seria justificável em uma CPI. 

Eis aí uma polêmica que caberá à Mesa Diretora da Casa fazer as devidas interpretações e dar um direcionamento.

Postagens relacionadas

One thought on “POLÊMICA: Bacelar e Cutrim divergem sobre investigação na Comissão de Ética

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.