População de Imperatriz pede fim do contrato entre Prefeitura e a empresa VBL

Bira do Pindaré abordou assunto na tribuna da Assembleia

Uma comitiva de estudantes, trabalhadores e vereadores da cidade de Imperatriz ocupou as galerias da Assembleia Legislativa do Maranhão, na manhã desta terça-feira (06).

Os moradores da segunda maior cidade do estado viajaram a São Luís para protestar contra o serviço prestado pela empresa Viação Branco do Leste transporte Urbano (VBL), na cidade de Imperatriz.

A VBL atende os municípios de Amarante, João Lisboa, Buritirana, Senador La Roque, Sítio Novo e Imperatriz. Na cidade de Imperatriz a empresa é responsável por 70% das linhas do transporte público municipal.

O deputado estadual Bira do Pindaré (PT) já havia trazido esta problemática à tribuna da Casa Legislativa em diversas oportunidades. Em fevereiro deste ano, ele relatou a realização de uma audiência pública proposta pelo Vereador Aurélio (PT).

No mês de abril, o deputado solicitou informações oficiais ao secretário de Estado de Infraestrutura sobre o funcionamento da concessão do serviço de transporte intermunicipal de passageiros entre os municípios de Imperatriz e Amarante oferecido pela empresa VBL.

Quebra do contrato – Atendendo às manifestações populares, o prefeito de Imperatriz determinou a quebra do contrato com a VBL, contudo, a justiça decidiu de forma contrária prejudicando esse encaminhamento. Para o deputado Bira não tem sentido a VBL ser mantida em um contrato desta natureza.

“Eu já trouxe esse assunto para cá, mais de uma vez, reclamações de Imperatriz e de municípios vizinhos. A VBL não respeita a população daquela região. Eu tenho absoluta certeza de que nesse Maranhão e nesse País não faltam empresas decentes que possam apresentar um plano e um trabalho para atender dignamente esta população da cidade de Imperatriz”, destacou.

Bira concluiu seu pronunciamento fazendo um apelo ao Tribunal de Justiça do Estado do Maranhão, para que atenda e ouça a reivindicação da população de Imperatriz. Para que a cidade tenha uma empresa descente, um serviço descente que atenda com dignidade toda a região.

Postagens relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.