Roberto Jr. apresenta proposta do Banco da Cidade

Vereador  Roberto Jr
O vereador Roberto Rocha Júnior (PSB) apresentou, nesta segunda-feira (19), na Câmara Municipal de São Luís, o painel que explanou a proposta do Banco da Cidade. O objetivo é estimular o empreendedorismo por meio de empréstimos a juros baixos e sem burocracia.

O painel contou com a participação do gerente regional do Banco do Nordeste, Francisco Jaildo; gerente de Micro-finanças do Banco do Nordeste, Alanison Oliveira; diretora executiva do CEAP-MA (Centro de Apoio ao Pequeno Empreendedor), Cláudia Cisneiros; gerente comercial do CEAP-MA, Karina Marçal; secretário de Agricultura, Pesca e Abastecimento, Marcelo Coelho, e o secretário extraordinário de Assuntos Políticos, Osmar Filho.

Na abertura do painel, Roberto Rocha Júnior ressaltou a importância de se criar parcerias entre o poder público e as instituições financeiras para oferecer linhas de créditos acessíveis às pessoas de baixa renda. Ele propôs a criação do Banco da Cidade, que será destinado a oferecer empréstimos, a juros baixos e sem burocracia, a pequenos empreendedores informais e microempresários, que possuem dificuldades de acesso ao sistema financeiro tradicional.

“Hoje, o maior empecilho de acesso a empréstimos por parte dos pequenos empreendedores, é a burocracia e as taxas de juros que são muito altas. Dessa forma, o objetivo da criação do banco da Cidade, é facilitar e desburocratizar o acesso ao crédito, para que as pessoas de baixa renda possam começar ou ampliar seu tão sonhado negócio”, disse o parlamentar.

Logo após a fala de Roberto Júnior, Alanison Oliveira (gerente de Micro-finanças do Banco do Nordeste) explicou sobre a importância dessa parceria entre a Prefeitura e o Banco do Nordeste para a criação do Banco da Cidade, pois ela irá garantir que muitas pessoas saiam do assistencialismo, gerando, assim emprego e renda para elas e suas famílias. 

Alanilson disse ainda que o microcrédito produtivo orientado é uma política pública que não onera os cofres públicos, pois a metodologia do Banco do Nordeste é auto-sustentável.

Postagens relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.