Governo fiscaliza cumprimento de normas em reabertura de bares e restaurantes

As equipes averiguaram o cumprimento da Portaria nº 42, de autoria da Casa Civil do Maranhão, que estabelece regras para conter a disseminação da doença.

Como uma das ações de combate e prevenção da Covid-19, o Governo realizou neste sábado (27), a fiscalização bares e restaurantes da orla de São Luís após a retomada das atividades. Durante a vistoria, que contou com equipe da Secretaria de Estado da Saúde (SES), por meio da Vigilância Sanitária Estadual, agentes do Procon e Corpo de Bombeiros Civis, foi averiguado o cumprimento da Portaria nº 42, de autoria da Casa Civil do Maranhão, que estabelece regras para conter a disseminação da doença.

“Estamos em um momento crucial que é a retomada das atividades, que precisam seguir as regras estabelecidas, para garantir a segurança dos funcionários, proprietários e clientes. Com o cumprimento das medidas, podemos evitar o retrocesso do cenário epidemiológico na Grande Ilha e, consequentemente, o fechamento novamente dos bares e demais serviços para população, como shoppings, academias, churrascarias, restaurantes”, explicou o chefe do Departamento de Produtos da Vigilância Sanitária Estadual, Ronaldo Pereira Filho.

As fiscalizações aconteceram de forma simultânea e em vários pontos da orla de São Luís. Ao todo, 11 equipes se dividiram em três pontos da Avenida Litorânea, como Praça do Pescador, bares e restaurantes no sentido oposto à praia e na região do parquinho. Equipes também fiscalizaram restaurantes ao longo da Avenida dos Holandeses.

“Nesse primeiro momento, nós estamos orientando os proprietários e funcionários e vendo se estão cumprindo o que diz a portaria em relação à qualidade dos serviços ofertados, ao quantitativo de pessoas que estão nos estabelecimentos, que não deve ultrapassar 50% da ocupação, assim como ao distanciamento entre as mesas e clientes, higienização do ambiente, entre outros. Vale ressaltar que os locais que não atenderem às exigências vigentes no decreto governamental poderão ser autuados”, finalizou o  chefe do Departamento de Produtos da Vigilância Sanitária Estadual, Ronaldo Pereira Filho.

Durante a retomada dos serviços, bares, restaurantes e estabelecimentos similares devem dispensar guardanapos de papel devidamente protegidos ou embalados, assim como os de tecido que devem ser levados ao cliente após ele ter ocupado a mesa. Os espaços deverão ser higienizados sempre que outras pessoas precisarem usar, assim como será exigida a troca das toalhas sem a opção de reaproveitamento.