Sobre Sílvia Tereza

Jornalista formada pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA) com pós-graduação em Marketing na Universidade Cândido Mendes do Rio de Janeiro.

Em Alcântara, Othelino prestigia entrega da nova iluminação da Igreja Nossa Senhora do Carmo

 

Presidente da Assembleia acompanhou eventos no final de semana

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Othelino Neto (PCdoB), prestigiou, no último sábado (19), a entrega de uma moderna iluminação de LED na Igreja Nossa Senhora do Carmo, em Alcântara, feita pela Prefeitura do município, pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e Cemar.

Othelino Neto estava acompanhado de sua esposa Ana Paula Lobato, presidente do Grupo de Esposas de Deputados (Gedema), do ex-secretário de Comunicação e Assuntos Políticos do Estado, Márcio Jerry, e da chefe da Assessoria Especial do Governo, Joslene da Silva Rodrigues.

O prefeito do município, Anderson Wilker (PCdoB); o superintendente do Iphan-MA, Maurício Itapary; o presidente da Cemar, Augusto Dantas; além de diretores e engenheiros da companhia de energia também estiveram presentes na entrega da iluminação da Igreja, que abrilhantou a Festa do Divino, comemorada há 400 anos na cidade.

“Nesta época da Festa do Divino, a cidade fica lotada, cheia de turistas. Então, não teria data mais especial para iniciar esse projeto, que deixa Alcântara mais bela nesse tom de luz amarelada, ressaltando as características dos seus prédios históricos”, acentuou o presidente Othelino Neto.

Márcio Jerry destacou que a Festa do Divino “é uma tradição muito forte e referência em turismo religioso, razão pela qual o governador Flávio Dino (PCdoB) tem dado atenção especial à cidade”.

O presidente da Assembleia e a comitiva percorreram trechos da cidade. O diretor do Iphan e a equipe da Cemar, coordenada pelo diretor Comercial e Técnico, Sérgio de Melo, estavam no grupo e explicaram os aspectos técnicos do projeto.

Portas abertas

O prefeito Anderson Wilker elogiou o projeto e ouviu do superintendente do Iphan-MA que o órgão busca eficiência e valorização das cidades turísticas. Além disso, garantiu que o instituto está de portas abertas para novas parcerias.

A obra integra o Projeto “Luzes da Cidade” que beneficia municípios providos de monumentos históricos eleitos pela Unesco com investimento de R$ 1,2 milhão e redução de energia elétrica de 54%.

O Projeto “Luzes de Alcântara” faz parte do Programa de Eficiência Energética da ANEEL que tem como objetivo  promover a modernização do sistema de iluminação das áreas urbanas e Centro Histórico do município de Alcântara, além de promover a iluminação artística de monumentos históricos (Praça da Matriz, Pelourinho, Igreja do Sinos, etc.), começando pela Igreja de Nossa Senhora do Carmo.

Fazendo história

De acordo com o superintendente do Iphan-MA, o projeto fará com que Alcântara brilhe ainda mais, pois a nova iluminação acarretará melhoria na segurança, além de ajudar a fomentar, ainda mais, o turismo da cidade. A conclusão do Projeto “Luzes de Alcântara” acontecerá em agosto deste ano.

Maurício Itapary lembrou que, em 1988, Alcântara foi elevada ao posto de Cidade Monumental pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional e dividida em áreas de conservação e preservação rigorosa.

O Projeto “Luzes de Alcântara” foi elogiado pelo guia turístico Danilo de Alcântara, que tem o nome em homenagem ao santo padroeiro da cidade. Ele mostrou as belezas históricas do Pelourinho e a Igreja da Matriz, local da primeira missa realizada no município, em 1648.

Mau tempo! Passageiros de voo São Luís/Fortaleza passam susto durante viagem tensa…

Passageiros do voo Latam 4716, trecho São Luís/Fortaleza, passaram um grande susto, sufoco, na tarde/noite de quinta-feira (17). A aeronave saiu do aeroporto Cunha Machado com destino ao Pinto Martins às 17:19h, com hora prevista de chegada para as 18:15h, mas um mau tempo impediu o pouso no momento marcado, levando o piloto a fazer diversas manobras na área da capital cearense, o que causou aos clientes tensão, medo, pânico, desespero…

O piloto avisou que o pouso não estava autorizado por conta de uma forte chuva que acontecia com relâmpagos e trovões, provocando turbulências. Tripulação pediu para que os passageiros apertassem os cintos, silenciando em seguida.

Apreensivos, os clientes da Latam viam apenas a aeronave dando diversas voltas em torno do aeroporto em meio a turbulências, durante mais ou menos 35 minutos. Tempo em que ninguém tinha notícias de nada.

O piloto só conseguiu pousar às 19h no aeroporto Pinto Martins, ainda com chuva, quando passageiros apreensivos respiraram aliviados após o grande susto.

Entre os maranhenses a bordo estavam as jornalistas Sílvia Tereza (esta editora), Jackeline Helluy e Glaucione Pedrozo, todas servidoras do Complexo de Comunicação da Assembleia Legislativa. Após o pouso, o piloto recebeu uma merecida salva de palmas.

Moradores dos arredores do aeroporto Pinto Martins também ficaram apreensivos ao verem a aeronave fazendo diversas manobas, durante este tempo, e relataram o fato a amigos.

Confesso que, de tão nervosa, não tive reação para filmar o momento do pouso, dentro da aeronave, com a devida homenagem aos esforços do piloto que fez de tudo para guardar nossas vidas.

Jackeline Helluy chegou a relatar o fato em sua página pessoal no Facebook.

“Uma hora sobrevoando a cidade de Fortaleza sem poder pousar devido ao forte temporal. Relâmpagos, muita turbulência e a horrível sensação de que a aeronave ia partir-se ao meio. Aqueles minutos de pânico em que tudo que é importante na vida passa pela cabeça.

Passado o perigo, aplausos dos passageiros ao habilidoso piloto e uma certeza: melhor mesmo é manter sempre os pés no chão”, disse a jornalista.

Aprovada MP que reajusta vencimentos de servidores estaduais da Educação Básica

Plenário discutiu e aprovou a MP por ampla maioria

O Plenário da Assembleia Legislativa aprovou, na sessão desta quarta-feira (16), a Medida Provisória 272/2018, que dispõe sobre reajuste dos vencimentos de servidores públicos estaduais do subgrupo Magistério da Educação Básica. A matéria segue, agora, para promulgação.

O Artigo 1º da MP fixa o vencimento-base dos servidores públicos estaduais do subgrupo Magistério da Educação Básica, em consonância com a Lei Federal 11.738, de 16 de julho de 2008, que regulamenta o Piso Salarial Profissional Nacional do Magistério para o ano de 2018, com efeitos financeiros a partir de 1º de janeiro de 2018, conforme tabelas constantes no Anexo I da Medida Provisória.

Na Mensagem encaminhada à Assembleia Legislativa, o governador Flávio Dino diz que a Medida Provisória “reafirma o compromisso da atual gestão com a valorização dos servidores da educação, essenciais para a sociedade, como formadores das novas gerações, bem como para a melhoria do desempenho e da qualidade dos serviços prestados à população escolar do Estado do Maranhão”.

O chefe do Executivo acrescenta que, “de fato, a garantia de uma remuneração digna aos profissionais do Magistério, bem superiores aos padrões nacionais, resulta em serviços de qualidade para o cidadão”.

Antes da votação da proposta encaminhada pelo Governo do Estado, o Plenário rejeitou as emendas dos deputados César Pires (PV) e Eduardo Braide (PMN), que propunham que a reposição salarial de todos fosse retroativa a janeiro.

O líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado Rogério Cafeteira (DEM), disse que, apesar dos votos contrários da oposição, a base do governo “garantiu esta vitória para os professores. Com a aprovação desta Medida 272, o Magistério do Maranhão, na rede pública estadual, passa a obter uma das maiores remunerações do país. Isto é motivo de orgulho para o nosso Estado”, enfatizou Rogério Cafeteira.

Ele disse que houve uma movimentação de um grupo minoritário, no movimento sindical do magistério, que tentou inviabilizar a votação do projeto na Assembleia Legislativa.

“Houve uma tentativa nesse sentido, porque estamos em um ano eleitoral, e muitos tentam polemizar qualquer assunto que se traga a esta Casa. Mas o mais importante, neste momento, é ressaltar a vitória do Governo e, principalmente, dos professores, que são valorizados no governo Flávio Dino e passam a ter agora uma das melhores remunerações do Brasil”, frisou o líder do Governo.

Durante o encaminhamento da votação, o deputado César Pires manifestou-se contrário à MP. “É um desrespeito ao estatuto e à classe de professores que deveria ter, de forma linear, os 10.47% como preconiza o artigo 32, retroativo a 1º de janeiro”.

A Medida Provisória foi aprovada por ampla maioria. O texto e suas respectivas tabelas estão publicados no Diário da Assembleia Legislativa, edição de 5 de março de 2018.

Veja a estreia do programa Conexão Cidadania na rádio Assembleia On Line…

Estreou, na rádio Assembleia On Line, o programa Conexão Cidadania com a jornalista e radialista Marina Souza. Na programação, quadros como “Gente de Casa” e “Direto da Redação”.

O programa vai focar também em utilidade pública, notícias, debates e entrevistas. Você pode se conectar pelo site da rádio Assembleia On LIne (www.radioalema.com) ou pelo Facebook (radioassembleiama).

#ConexãoCidadania com Marina Souza

Posted by Rádio Assembleia Maranhão on Tuesday, 15 May 2018

Pesquisa Data Ilha mostra Flávio Dino com 60,03%…

A cinco meses da eleição, pesquisa aponta vitória do governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), no primeiro turno com 60 % dos votos

Segundo a mais recente Pesquisa Data Ilha, divulgada nesta terça-feira (15) pela TV Difusora, se as eleições fossem hoje no Maranhão, o governador do Estado, Flávio Dino, seria reeleito logo no primeiro turno com 60,03% dos votos. A amostragem foi registrada sob o número MA-05944/2018 no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) e ouviu 2.137 maranhenses entre os dias 9 e 10 de maio. O instituto percorreu 37 cidades maranhenses.

O levantamento aponta que Flávio Dino venceria a disputa com mais de 30 pontos percentuais na frente da segunda colocada, a ex-governadora Roseana Sarney (MDB), que aparece com 27,68% dos votos válidos.

Em terceiro lugar, de acordo com a pesquisa, estaria o deputado estadual Eduardo Braide (PMN) com 6,87%, seguido pelo senador Roberto Rocha (PSDB) com 2,63%; Maura Jorge (PODE) com 1,40% e Ricardo Murad (PRP), que aparece em último lugar, com 1,18%.

Na votação nominal, que considera os indecisos, brancos e nulos, Dino aparece na frente, com 52,36%. Nesse cenário, Roseana se mantém em segundo lugar com 24,15%, seguida por Braide com 5,99%, Roberto Rocha com 2,29%, Maura Jorge com 1,40 % e Ricardo Murad com 1,03%. Não souberam ou não responderam 4,91%. Brancos e nulos somaram 7,86%.

Aprovação

A pesquisa revelou ainda o nível de satisfação do governo Dino entre os maranhenses. Segundo o Instituto Data Ilha, o atual governo é aprovado por 60,09%. 37,01% dos entrevistados disseram desaprovar a atual gestão estadual.

É a segunda pesquisa Difusora/DataIlha divulgada este ano. A anterior foi em fevereiro e também apontava vitória de Flávio Dino no primeiro turno.

Último adeus! Familiares, populares e amigos se despedem de Cafeteira

Sepultamento no Gavião foi marcado por emoções

Depois de ser velado no Plenário da Assembleia Legislativa, o corpo do ex-governador Epitácio Cafeteira foi enterrado, na manhã desta terça-feira (15), no Cemitério do Gavião, no bairro Madre Deus. Um carro aberto do Corpo Bombeiros levou o corpo em cortejo até o local do sepultamento. Amigos, correligionários, familiares e populares que admiravam o político foram prestar as últimas homenagens.

O ex-governador foi sepultado com honras militares e apresentação de armas. Ele foi recebido com salva de palmas de admiradores, que lamentaram a partida do líder político. “Ele era um homem bondoso. Vai deixar muita saudade”, declarou, emocionada, a aposentada Diomar Silva, moradora do bairro Monte Castelo.

O funcionário público José Ribamar Sodré lembrou a trajetória política de Cafeteira e destacou o caráter, a idoneidade e o seu comprometimento com a população. “Ele era uma figura veemente, que cumpria o que falava. Ele tinha um slogan que era “prometeu e cumpriu”, pois alguns políticos apenas prometiam, mas não faziam. Ele fazia”, afirmou.

O ex-deputado Haroldo Saboia relembrou momentos com o ex-governador e ressaltou que o amigo, certamente, é um dos políticos mais queridos pelo povo. “Estivemos juntos em 1978 e 1982 nas campanhas do velho MDB. Depois de 1985, tomamos caminhos diferentes, mas Cafeteira sempre teve um profundo respeito pelo povo de São Luís e pelo povo do Maranhão. Com certeza, foi o político, nesses últimos 50 anos, mais querido pelo povo de São Luís”, disse.

O deputado Rogério Cafeteira (DEM), sobrinho de Epitácio Cafeteira, agradeceu as mensagens de carinho e todas as homenagens prestadas ao seu tio que, segundo ele, sempre foi uma referência. “Agradeço a atenção de todos, ao carinho daqueles que, de ontem para cá, estiveram conosco. E, mais uma vez, repito que, se o governador Cafeteira pudesse deixar uma mensagem, seria de agradecimento ao povo do Maranhão pelo carinho e confiança que sempre depositaram nele”, assinalou.

TRAJETÓRIA

Cafeteira tinha 93 anos e faleceu em Brasília, onde morava, em decorrência do agravamento de seu estado de saúde. Nascido em João Pessoa, na Paraíba, ele veio ainda pequeno para o Maranhão. Sua carreira política no estado começou em 1962, quando foi eleito suplente de deputado federal pelo PR, chegando a exercer o cargo. Em 1965, foi eleito prefeito de São Luís e, posteriormente, ingressou no MDB. Foi prefeito da capital maranhense até 1969.

Em 1970, concorreu ao Senado pela primeira vez, mas foi derrotado. Em 1974, foi eleito pela primeira vez deputado federal e reeleito, em 1978 e 1982. Em 1986, foi eleito governador do Maranhão, com mais de 80% dos votos válidos.

Em 1990, renunciou ao Governo do Maranhão e foi eleito para o Senado Federal. Epitácio Cafeteira exerceu o cargo de senador com dois mandados, entre 1º de fevereiro de 1991 e 1º de fevereiro de 1999 e 1º de fevereiro de 2007 a 1º de fevereiro de 2015.

Rodrigo Maia afasta possibilidade de aliança entre PSDB e DEM no Maranhão…

Rodrigo Maia, presidente da Câmara Federal

Em entrevista ao jornal Estadão, o presidente da Câmara dos Deputados e pré-candidato à Presidência da República, Rodrigo Maia (DEM), afastou a possibilidade de uma possível aliança entre o PSDB e o DEM em nível nacional, afastando também uma intervenção no estado para que o DEM apoie a candidatura do senador Roberto Rocha (PSDB) ao governo.

Nas palavras de Maia, essa aliança entre PSDB e DEM vem sendo muito desgastada nos últimos anos. Em 2010, a composição foi difícil e, em 2014, deixaram o DEM fora da chapa majoritária. Tudo isso mostra que o ciclo está terminando.

Rodrigo Maia expressou que a maioria do DEM entende que o PSDB sempre priorizou seus projetos, e não o coletivo. Nunca valorizando seus aliados.

O DEM no Maranhão é presidido pelo deputado federal, Juscelino Filho, aliado do governador Flávio Dino (PCdoB).

Como se sabe, o pré-candidato ao governo, Roberto Rocha, já tinha declarado que poderia viabilizar, via nacional, o apoio do DEM a sua candidatura ao Palácio dos Leões e agora olha esse desejo se afastando cada vez mais.

Corpo de Cafeteira é velado no plenário da Assembleia Legislativa…

Corpo deve sair da Assembleia antes das 9h para sepultamento

O corpo do ex-governador Epitácio Cafeteria chegou ao Plenário da Assembleia Legislativa por volta das 16h30 para ser velado, com honras de chefe de Estado, por deputados, amigos, familiares e autoridades. Comoção e homenagens marcaram o cortejo do corpo do aeroporto Marechal Hugo da Cunha Machado até a sede do Parlamento Estadual, onde permanecerá até amanhã (15). O sepultamento acontecerá no Cemitério do Gavião, na Madre Deus, às 9h.

Familiares, amigos e ex-auxiliares de Epitácio Cafeteira foram ao aeroporto. Um deles foi o deputado estadual e sobrinho do ex-senador, deputado Rogério Cafeteira (DEM), que, ao lado da viúva Isabel e da filha Janaína, acompanhou o translado, conduzido pelo Corpo de Bombeiros.

“O senador sempre esteve presente na minha vida e ficará marcado pela sua história de trabalho vitoriosa na política. Ele deixa um importante legado para o Maranhão. . Agradeço as mensagens de carinho e conforto de todos”, afirmou.

Entre os ex-auxiliares, estavam o ex-secretário de Comunicação da gestão do governo de Cafeteira, o jornalista Ademário Cavalcanti, acompanhado da filha, a promotora Lítia Cavalcanti. O jornalista fez questão de ir prestar a última homenagem ao amigo.

No plenário da Assembleia, o padre Eduardo Carneiro Barbosa conduziu a celebração das santas exéquias. O velório estará aberto a todos que quiserem prestar as últimas homenagens ao ex-governador.

Conheça a trajetória política de Epitácio Cafeteira…

Epitácio Cafeteira teve longa história política no Maranhão

Nascido em 27 de junho de 1924, na cidade de João Pessoa, na Paraíba, Epitácio Cafeteira veio ainda muito novo para o Maranhão. Foi funcionário do Banco do Brasil, técnico em Contabilidade e iniciou sua carreira política ao eleger-se suplente de deputado federal pelo PR em 1962.

Em 1965, foi eleito prefeito de São Luís pelo MDB, após a imposição do bipartidarismo pelos militares. Perdeu a disputa ao Senado em 1970.

Sua relação com José Sarney oscilou, ao longo dos anos, entre a situação de aliado e a de adversário, sendo que a primeira ruptura aconteceu a partir dos anos de 1970 quando Cafeteira foi eleito deputado federal pelo MDB em 1974 e 1978.

Ao longo da década seguinte, esteve intrigado com o PMDB onde foi reeleito deputado federal em 1982 e, tão logo seu então adversário José Sarney assumiu a presidência da República (1985-1990), reconciliou-se e foi eleito governador do Maranhão em 1986 com um percentual superior a 80% dos votos válidos.

Sua gestão no governo do Maranhão findou com a sua renúncia em 1990 quando já havia deixado o PMDB e se filiado ao PDC, sendo eleito senador. Nesse momento, sua posição com o clã Sarney era a de adversário e sua eleição para a Câmara Alta do país foi facilitada pela decisão de José Sarney em disputar uma vaga pelo recém-criado estado do Amapá.

Extinto o PDC em 1993, Epitácio Cafeteira ingressou no PPR e foi derrotado por Roseana Sarney na disputa pelo governo do Estado no segundo turno das eleições de 1994, sendo novamente vencido pela mesma adversária na disputa pelo Palácio dos Leões no primeiro turno das eleições de 1998 quando já estava filiado ao PPB.

Disputou a eleição para senador em 2002 pelo PDT, ficando em terceiro lugar. Abandonando sua postura de adversário da família Sarney, foi eleito senador após fazer uma aliança com a mesma, sendo filiado ao PTB em 2006 e encerrou seu mandato em 2014 quando decidiu abandonar a carreira política.

Epitácio Cafeteira morreu no fim da tarde do último domingo (13), em Brasília, aos 93 anos de idade. Ele estava internado em sua casa por causa do delicado estado de saúde.