Prefeito Edivaldo lança 13ª edição da Feira do Livro de São Luís

A expectativa é que o evento receba um público superior a 160 mil pessoas, número de visitantes do ano passado.

De 11 a 20 de outubro São Luís será o centro das atenções da literatura maranhense. É que neste período ocorre a 13ª Feira do Livro de São Luís (FeliS). Nesta terça-feira (24) o prefeito Edivaldo Holanda Junior fez o lançamento do evento no auditório do Centro Cultural e Administrativo do Ministério Público do Maranhão. A FeliS é o maior evento cultural e de fomento à leitura do Maranhão. Em 2019 o tema é “O Brasil atemporal na obra de Aluísio Azevedo” e vai reunir mais de 100 autores locais. A expectativa é que o evento receba um público superior a 160 mil pessoas, número de visitantes do ano passado.

O prefeito Edivaldo Holanda Junior, que estava acompanhado da primeira-dama Camila Holanda, do vice-prefeito, Julio Pinheiro, e do titular da Secult, Marlon Botão, entre outros secretários municipais, afirmou que a FeliS estimula a leitura e movimenta o comércio do setor. “Durante 10 dias iremos receber a população de São Luís e de outros municípios maranhenses que participarão das várias atividades da nossa programação. As crianças são o nosso público mais importante. Todos os dias levamos alunos da nossa rede para participarem da programação e terem contato com os poetas, escritores e se sentirem motivadas a ler”, disse o gestor municipal.

A FeliS é uma promoção da Prefeitura de São Luís, por meio das secretarias municipais de Cultura (Secult) e Educação (Semed) e correalização do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Maranhão (Sebrae). A programação da Feira do Livro de São Luís é toda gratuita e será realizada no Multicenter Sebrae das 10h às 22h.

O lançamento da 13ª edição da Feira do Livro de São Luís reuniu autoridades, escritores, representantes de entidades literárias e livrarias entre outros entusiastas da cultura e literatura local. Este ano, além do patrono Aluísio Azevedo, também serão homenageados os também maranhenses Rosa Mochel e Dreyfus Azoubel, ambos comemorando o centenário de nascimento.

Coral Raios de Sol mantido pelo Gedema emociona público no 39º Femaco

Com uma exibição de gala, o coral, que é composto por 45 estudantes integrantes do programa Sol Nascente, apresentou um repertório variado

O Coral Raios de Sol, que integra uma das oficinas do programa Sol Nascente, mantido pelo Grupo de Esposas de Deputados do Estado do Maranhão (Gedema), emocionou o público na tarde desta terça-feira (8), no Teatro Arthur Azevedo, em sua participação no 39º Festival Maranhense de Coros (Femaco), realizado pela Universidade Federal do Maranhão (Ufma). Com uma exibição de gala, o coral, que é composto por 45 estudantes integrantes do programa Sol Nascente, apresentou um repertório variado entoando músicas de Lulu Santos e de outros cantores nacionais, sob a regência do músico Herbeth Pestana. O Coral Raios de Sol também apresentou a aplaudida Dancing Days.

Herbeth Pestana rege o coral desde a sua fundação, em 2005, e destaca que as crianças apresentam uma grande evolução a cada ano. “Chega a ser surpreendente. Elas exercem o canto com muito amor e isso faz com que seu desempenho supere as expectativas. Isso é muito gratificante”, disse.

A coordenadora do programa Sol Nascente, Cynthia Brito, destacou que esse festival é uma grande oportunidade para que as crianças desenvolvam e apresentem seus talentos. Salientou ainda que outro ponto positivo é que ações como essa estabelecem uma agregação de valores, porque os participantes e seus familiares se sentem prestigiados, sendo um autêntico exercício de cidadania.

“Não é possível se imaginar produtividade sem pensar no Gedema, que é quem nos apoia. Nós pensamos, idealizamos, mas na hora de concretizar, quem nos dá total apoio é o Gedema”, enfatizou Cynthia”.

Uma das novidades apresentadas no coral foi a participação de pais de alunos, como Waldiney Pereira Alves, pai dos meninos Lyann Gustavo, Endryn Cristian e Lucas Gabriel. Ele fez um emocionado pronunciamento após sua participação. “Sinto-me emocionado por estar aqui, ao lado dos meus filhos, participando desse momento ímpar. Só posso agradecer ao presidente da Assembleia, deputado Othelino Neto, à dona Ana Paula, presidente do Gedema, por esse projeto de elevado alcance social”, afirmou Waldiney.

Com um largo sorriso a lhe estampar o rosto, Viviane Rafaela de Sousa Rodrigues, de 10 anos, era o retrato da alegria no camarim do teatro. “Amo cantar e estou ansiosa é para chegar no palco. Na minha família todo mundo diz que o Raios de Sol chegou para abrilhantar nossas vidas. Gosto demais desse grupo e me sinto muito feliz de participar dele!”, afirmou a pequena Viviane.

Requerimento de Othelino Neto solicitando homenagem ao Tambor de Crioula é aprovado

A data da solenidade será definida e o ato deverá contar com apresentações de grupos tradicionais da manifestação

O plenário da Assembleia Legislativa do Maranhão aprovou, por unanimidade, na sessão de segunda-feira (7), o Requerimento 551/19, de autoria do deputado Othelino Neto (PCdoB), presidente da Casa, propondo a realização de Sessão Solene em homenagem ao Tambor de Crioula, uma das expressões culturais genuinamente maranhenses e Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil. A data da solenidade será definida e o ato deverá contar com apresentações de grupos tradicionais da manifestação.

Praticada no Maranhão desde a época da escravidão, o Tambor de Crioula, importante manifestação afro-brasileira, foi reconhecida como Patrimônio Imaterial pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), em 2007, na gestão do então governador do Estado, Jackson Lago, tendo Gilberto Gil como ministro da Cultura à época.

“É uma homenagem mais do que justa a esta manifestação cultural maranhense que já está arraigada em nossa história há séculos, que tem sua importância reconhecida nacionalmente e que faz com que nos orgulhemos das nossas origens e da nossa força cultural”, justificou o presidente Othelino Neto.

O Tambor de Crioula, que envolve dança circular, canto e percussão, tem sua origem ligada à resistência cultural dos negros e de seus descendentes. Atualmente, no Maranhão, vem sendo apropriado por grupos distintos e praticado por estudantes, artistas e intelectuais. Só na Grande São Luís, atualmente, há cerca de 110 grupos de tambor de crioula, alguns já com meio século de existência.

Carreira de Gerson da Conceição será celebrada em show nesta Quinta do Reggae

No último dia 22 de abril, Gerson da Conceição foi vítima de um infarto fulminante, em São Paulo, onde morava

Formada em 1997, a banda maranhense de reggae Mano Bantu se preparava para gravação de um novo disco e uma turnê inédita na Europa quando, em abril deste ano, uma notícia inesperada atrapalhou os planos de retorno do grupo: o falecimento precoce de Gerson da Conceição, cantor, compositor, baixista e um dos fundadores do conjunto.

No último dia 22 de abril, Gerson da Conceição foi vítima de um infarto fulminante, em São Paulo, onde morava havia mais de 15 anos. A trajetória brilhante do artista será celebrada em um grande show na próxima quinta-feira, 1º de agosto, dentro da programação da Quinta do Reggae, evento promovido pelo Museu do Reggae.

O show será realizado na Praça do Reggae (ao lado do Museu), no Centro Histórico de São Luís, e vai contar com a participação dos músicos Fauzi Baydon, Célia Sampaio, Santa Cruz, Alê Muniz, Zé Lopes, Preto Nando, Aziz Júnior, e claro, com os remanescentes da Mano Bantu.

A homenagem contará ainda com a discotecagem de vinil da Rádio Zion e Radiola Reggae, com os DJs Joaquim Zion e Marcus Vinícius, além da participação nas pick-ups de Andrezinho Vibration, Neto Miller e de Ademar Danilo, que além de DJ e jornalista, é diretor do Museu do Reggae.

A ideia do tributo partiu de Aziz Júnior e do baterista Moisés Mota, idealizador da Mano Bantu ao lado Gerson da Conceição. Amigo de Gerson da Conceição desde a década de 1980, o baterista acredita que o músico foi fundamental para difusão do reggae maranhense em todo o país.

Hotéis em Barreirinhas e São Luís chegam a ter reservas esgotadas nas férias

Em são Luís, a ocupação varia entre 70% e 85%, a depender do público alvo de hotéis e pousadas

Empreendedores do setor hoteleiro em São Luís e Barreirinhas celebram o aumento da ocupação no período de férias. Em Barreirinhas, a maior parte dos hotéis já tem ocupação completa até o final da temporada. Em são Luís, a ocupação varia entre 70% e 85%, a depender do público alvo de hotéis e pousadas.

Michele Feitosa, subgerente de uma pousada em Barreirinhas com foco em turistas regionais, explica que o hotel já tem lotação garantida até o final de julho e observa que as ações do governo são fundamentais para estimular o setor. “O Mais Cultura e Turismo faz toda diferença para o turismo na cidade. Além da garantir uma agenda cultural para esse período, estimula os turistas a voltarem. Nós agradecemos muito a sensibilidade do governo em promover ações desse tipo”, diz.

Iniciativa do Governo do Maranhão, o Programa Mais Cultura e Turismo garante a apresentação de grupos culturais, companhias teatrais e músicos da cultura popular maranhense no período de férias. Em Barreirinhas, desde o dia 25 de junho, a Beira Rio é palco de dezenas de atrações culturais que mobilizam moradores e visitantes durante o fim de semana.

Com o bem-sucedido São João do Maranhão e a ampliação do calendário cultural no mês de julho, a permanência de turistas na capital maranhense é reforçada pela percepção de que o Maranhão oferece atrações culturais mais ricas e interessantes do que outras capitais conhecidas por festas durante o período.

De acordo com o Instituto Interpreta, que realizou pesquisa durante o São João em São Luís, para 79,3%, dos visitantes, a festa em São Luís é melhor que no restante do país. Outros 19,2% responderam que é igual.

“Muitos dos visitantes que se hospedaram aqui fizeram observações positivas sobre a organização dos eventos, até familiares meus que vieram de Brasília se surpreenderam com as medidas de acessibilidade nos arraiais, além da multiplicidade de ritmos e grupos culturais. Essa percepção é fundamental para que o turista tenha o interesse em retornar ao destino, mantendo a cadeia do turismo sempre ativa”, destaca Saulo Bezerra, gerente de um hotel próximo a orla da capital maranhense.

Bolsonaro deve visitar São Luís, Alcântara e Rosário em agosto

As cidades de São Luís, Rosário e Alcântara estarão na agenda do presidente que deve vir ao Maranhão em agosto

A vinda do presidente Jair Bolsonaro (PSL), à cidade de São Luís, foi anunciada, oficialmente, pela presidente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Kátia Bogéa. As cidades de São Luís, Rosário e Alcântara estarão na agenda do presidente que deve vir ao Maranhão em agosto.

Jair Bolsonaro vai entregar as obras de requalificação da Rua Grande e, também, anunciar novas intervenções de recuperação do Centro Histórico.

Em Rosário, Bolsonaro deve entregar a Obra do Complexo Ferroviário, a antiga estação de trem. Também serão entregues 500 casas construídas pelo Programa Minha Casa, Minha Vida.

Já em Alcântara, o presidente deve visitar o Centro de Lançamento. O local vai ser explorado pelos os Estados Unidos para o lançamento de foguetes.

Garoto que viralizou com bateria improvisada recebe instrumento novo de Flávio Dino

Após o encontro com o governador, o jovem se apresentou na Feirinha da Praça Benedito Leite, em São Luís.

O estudante de São Mateus do Maranhão que ganhou a internet na última semana tocando em uma bateria improvisada esteve em São Luís com sua família neste final de semana. Além de conhecer a sede do Governo do Estado, o Palácio dos Leões, o estudante Danilo Alexandre Silva, de 14 anos, foi recebido pelo governador Flávio Dino e recebeu um presente inesperado, um instrumento novo para continuar seus ensaios e apresentações.

“Vou poder tocar em igrejas, em aniversários e vou continuar estudando”, disse feliz após receber o instrumento.

Morador do povoado de São Benedito, onde também vive a avó, Danilo viu o amor pelo instrumento nascer quando ele ainda morava em São Luís. “Eu via as pessoas tocarem na igreja, achava bonito”, disse. Já no interior do estado, começou a juntar baldes para montar o próprio instrumento.

O menino também ganhou incentivo para continuar nas aulas da Escola Municipal de Música de São Mateus.

“Encontramos o Danilo através das redes sociais, vimos o talento que ele tinha, mostramos a professores da Escola de Música Estadual que aprovaram e resolvemos trazer ele para que ganhasse uma bateria profissional e também fazer parceria com a prefeitura de São Mateus para que ele possa frequentar a Escola de Música de lá e possa desenvolver o seu talento”, falou o secretário de Cultura, Anderson Lindoso.

Observatório do Turismo aponta crescimento em indicadores do setor

Em relação aos embarques e desembarques no aeroporto Marechal da Cunha Machado houve um crescimento médio de 12,13% no período que compreende os meses de abril, maio e junho de 2019 em comparação a 2018

Junho, mês da maior festa popular do Maranhão: o São João, foi também o mês com relevantes avanços para o turismo em São Luís, tanto no fluxo de passageiros como na ocupação hoteleira. Em relação aos embarques e desembarques no aeroporto Marechal da Cunha Machado houve um crescimento médio de 12,13% no período que compreende os meses de abril, maio e junho de 2019 em comparação a 2018.

A taxa de ocupação do mês de junho dos hotéis associados à Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH-MA) também apresentou 4 pontos percentuais a mais em relação a 2018 que foi de 56%. No feriado de corpus christi tivemos picos superiores a 70%.

O Observatório do Turismo do Maranhão também fez levantamento da taxa média de ocupação hoteleira de São Luís apontando para percentual de 60% durante as datas de 28 a 30 de junho de 2019, um aumento de 27% em comparação a 2018. A experiência do visitante durante o São João em São Luís também aumentou na categoria excelente em relação a 2018, que foi de 41,24% e em 2019 chegou em 50,58%, ou seja, aumento de 9,34 pontos percentuais.

Desde o final de 2016, o Observatório do Turismo do Maranhão, que reúne um grupo de pesquisadores da Universidade Federal do Maranhão, Secretaria de Estado do Turismo do Maranhão e Secretaria Municipal de Turismo de São Luís, vem realizando levantamentos de dados sobre o turismo no estado de forma ética, por compreender que essas informações são fundamentais para o desenvolvimento de políticas públicas e estratégias por parte do setor público e privado.

“Em decorrência deste posicionamento responsável, o observatório é respeitado por diversas entidades do turismo, assim como pela comunidade acadêmica e trade turístico local. Desde 2017 fazemos parte da Rede Brasileira de Observatórios de Turismo” explicou o coordenador do observatório, Professor Doutor Saulo Ribeiro dos Santos do Departamento de Turismo & Hotelaria da Universidade Federal do Maranhão.

Compõem a equipe do observatório ainda a vice coordenadora e turismóloga, Thais Mendes Pinheiro (SETUR-MA), juntamente com dois bolsistas, acadêmicos, Mariana Santos (UFMA) e Everaldo Coelho (UFMA), além das Pesquisadoras Mestre Brenda Leite (SETUR-SLZ) e Mestre Ângela Lucas Leite (UFMA).

Brasil derrota o Peru e conquista a Copa América no Maracanã

O título é o primeiro de Tite no comando da equipe

Foram seis anos sem uma taça. Mas nada como se sentir em casa, à vontade e ser o protagonista da própria festa. No mesmo Maracanã que viu o título da Copa das Confederações em 2013, a seleção brasileira sagrou-se campeã da Copa América 2019 ao vencer o Peru por 3 a 1. Olhando apenas para o torneio continental, o Brasil voltou ser campeão após 12 anos, algo que não ocorria desde 2007. O grito da torcida de “o campeão voltou” fez total sentido.

A atuação do Brasil neste domingo, no jogo que registrou a maior renda da história do futebol nacional (R$ 38.769.850,00), teve protagonismo compartilhado entre Gabriel Jesus e Éverton. O camisa 9 foi quem deu o cruzamento para o primeiro gol, marcado pelo Cebolinha, e fez o segundo do Brasil em um momento crucial: pouco antes do intervalo, minutos após o gol de empate do Peru. No segundo tempo, quando Gabriel Jesus já tinha sido expulso em uma decisão controversa da arbitragem, Cebolinha sofreu o pênalti que gerou o gol de Richarlison.

Gabriel saiu chorando e muito revoltado com o cartão vermelho. Quase derrubou o monitor do VAR, mas tem muitos motivos para comemorar esse torneio que serviu como volta por cima dele na seleção, depois de um Mundial do qual saiu contestado pela falta de gols.

O título é o primeiro de Tite no comando da equipe. Um alívio para o treinador que tomou um “choque de realidade” na eliminação da Copa do Mundo, em 2018, e estabeleceu uma autocobrança muito grande pela conquista da Copa América. Entre os jogadores, a sensação também é nova: só quatro dos 23 convocados já tinham um título pela seleção principal no currículo (Daniel Alves, Thiago Silva, Filipe Luís e Miranda).

A conquista da Copa América, de forma invicta, teve como destaque da seleção a capacidade de se defender, embora o time tenha deixado escapar por muito pouco a marca de ser campeão sem levar um gol sequer. Só quem conseguiu ultrapassar a barreira defensiva do Brasil foi o próprio Peru, com uma cobrança de pênalti de Guerrero. Thiago Silva tentou cortar uma bola de carrinho, e a bola bateu no braço dele, que estava apoiado no chão.