Abertura do Natal do Maranhão atrai milhares de pessoas ao Centro Histórico

O Natal do Maranhão é uma iniciativa parceira do Governo do Estado e Prefeitura de São Luís

O governador Flávio Dino prestigiou a programação de abertura do Natal do Maranhão, na noite de sábado (30), realizada em vários pontos do Centro Histórico. O prefeito Edivaldo Holanda Júnior também marcou presença no evento. Um grande público compareceu ao bairro histórico para ver de perto a decoração e as diversas atrações, que marcaram o início oficial das festividades natalinas no Estado. O Natal do Maranhão é uma iniciativa parceira do Governo do Estado e Prefeitura de São Luís.

“A festa do Natal é um momento em que as famílias comemoram entre si sentimentos positivos de fraternidade e solidariedade. É uma festa consolidada no calendário, nosso objetivo é que se estenda e desejamos que as pessoas participem desta comemoração com várias atividades e shows gratuitos, portanto democráticos. Que possamos resgatar essa dimensão fundamental do Natal que é de união e amor. Temos muitas inovações este ano e convidamos a todos para participar”, disse o governador Flávio Dino, destacando que breve será divulgada a agenda para o réveillon.

Apresentação teatral, shows musicais, desfile natalino, videomapping e o tão esperado Papai Noel abrilhantaram a agenda da noite. O grupo coral ‘É Natal’, no Palácio dos Leões, abriu as atividades do evento natalino, reunindo grande público. Em seguida, líderes religiosos tiveram momento de palavra no evento, desejando uma festa de paz e harmonia. O prefeito Edivaldo Holanda Júnior enfatizou que “o sentido do Natal é Cristo e que ele possa renascer no coração de cada um e abençoe nossa cidade e nosso estado e nos dê sabedoria para continuar trabalhando à frente da gestão do município”.

A música, a cultura e os momentos históricos do Maranhão foram temas do videomapping, projetado na fachada do Palácio dos Leões às 19h. O momento fez com que o todos se concentrassem para acompanhar e se maravilhar com as projeções em cores e luzes. Ponto alto da programação, o Papai Noel surgiu cumprimentando o público e chamando a atenção de todos, principalmente das crianças. Este ano, a organização apostou em um Papai Noel gigante que se movimentou saudando a todos, acompanhado pelo show de fogos de artifício.

O Natal do Maranhão prossegue até dia 29 de dezembro com eventos na área externa do Palácio dos Leões, na Rua da Estrela com a Casa do Papai Noel, shows em palco montado em frente ao Tribunal de Justiça do Maranhão, programação infantil na Praça Benedito Leite e atividades diversas na Praça Deodoro.

Nenhum ministro fará parte de novo partido, diz Bolsonaro

O presidente da República está disposto também a viajar pelo país para ajudar na mobilização em prol da nova legenda

O presidente Jair Bolsonaro disse que nenhum dos ministros de governo irá se filiar ao seu novo partido, Aliança pelo Brasil, ainda em fase de criação. “Não vamos ter a participação do governo na criação do partido para evitar interpretação equivocada de que estou usando a máquina pública para formar um partido”, disse, ao deixar o Palácio da Alvorada nesta manhã.

De acordo com o presidente, a nova legenda vai respeitar a legislação. “O partido tem que estar voltado, no meu entender, para suas atribuições legais: fiscalizar o Executivo, apresentar projetos, legislar”, explicou.

Na semana passada, Bolsonaro anunciou a saída do PSL, partido pelo qual foi eleito, e a criação do Aliança pelo Brasil. Na terça-feira (19), ele assinou sua desfiliação. Segunda maior bancada parlamentar na Câmara dos Deputados, o PSL conta com 53 deputados. No Senado, a legenda possui três integrantes.

Para ser registrado oficialmente e poder disputar eleições, ainda será necessária a coleta de 500 mil assinaturas em pelo menos nove estados. As rubricas precisam ser validadas, uma a uma, pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

O prazo para que o partido seja registrado no TSE a tempo de disputar as eleições municipais de 2020 é apertado: termina em março do ano que vem. A expectativa de Bolsonaro é que o TSE autorize a coleta de assinaturas por meio eletrônico. Caso seja manual, a criação da legenda deve ficar para o final de 2020. Segundo Bolsonaro, “é impossível fazer em pouco meses”.

O presidente da República está disposto também a viajar pelo país para ajudar na mobilização em prol da nova legenda.

Gugu Liberato morre aos 60 anos

O apresentador deixa a esposa e três filhos, João Augusto, de 18 anos, e as gêmeas Marina e Sophia, de 15.

O apresentador Gugu Liberato morreu nesta sexta-feira (22), aos 60 anos, em Orlando, na Flórida, onde tinha uma residência. Ele havia sido internado em um hospital após sofrer um acidente na casa onde mora. Segundo comunicado divulgado por sua assessoria de imprensa, Gugu sofreu o acidente na quarta-feira (20). Ainda não há informações sobre o traslado do corpo para o Brasil, tampouco sobre velório e sepultamento.

Ele caiu de uma altura de quatro metros quando fazia um reparo no ar-condicionado do sótão da casa. De acordo com a nota, ele foi prontamente socorrido por uma equipe de resgate e admitido no Orlando Health Medical Center. Gugu deu entrada no hospital em “escala de Glasgow de 3 e os exames iniciais constataram sangramento intracraniano. Em virtude da gravidade neurológica, não foi indicado qualquer procedimento cirúrgico. Durante o período de observação foi constatada a ausência de atividade cerebral”.

A morte encefálica foi confirmada pelo Prof. Dr. Guilherme Lepski, neurocirurgião brasileiro chamado pela família, que após ver as imagens dos exames em detalhes, confirmou a irreversibilidade do quadro clínico diante da mãe do apresentador Maria do Céu, dos irmãos Amandio Augusto e Aparecida Liberato, e da mãe de seus filhos, Rose Miriam Di Matteo.

Discípulo de Silvio Santos, com quem trabalhou pela primeira vez ainda nos anos 1970, Gugu marcou época na TV brasileira à frente de programas como Viva a Noite (SBT), Sabadão (SBT), Domingo Legal (SBT) e o Programa do Gugu (RecordTV). Atualmente, ele era o apresentador do reality show Canta Comigo, também na Record. 

Em 1988, com cada vez mais destaque no SBT, Gugu chegou a assinar contrato para apresentar um novo programa na Rede Globo, mas Silvio Santos foi pessoalmente ao dono da emissora, Roberto Marinho, pedir a rescisão do acordo para que Gugu continuasse no SBT – o que acabou ocorrendo. Quem entrou em seu lugar na emissora carioca foi Fausto Silva.

Especialmente com o Domingo Legal, Gugu foi líder de audiência nas tardes de domingo entre o fim dos anos 1990 e 2003, vencendo o Domingão do Faustão.

Em 2009, ele saiu do SBT e foi para a Record TV (os números não oficiais estimavam que ele levaria R$ 3 milhões mensais). Gugu havia renovado o contrato com a emissora por mais três anos no início de 2019.

O apresentador deixa a esposa e três filhos, João Augusto, de 18 anos, e as gêmeas Marina e Sophia, de 15.

Presidente interino da Famem se posiciona contrário à extinção de municípios

Eric Costa esclareceu que ao propor a extinção de municípios a PEC do Pacto Federativo comete equívocos que refletirão na qualidade de vida da população

O presidente interino da Famem, Eric Costa, se posicionou contrário à Proposto de Emenda Constitucional do Pacto Federativo que prevê a extinção de municípios com até 5 mil habitantes que não comprovarem sustentabilidade financeira. Eric Costa manifestou o posicionamento da entidade nesta quinta-feira (7) durante entrevista ao Sistema Mirante de Comunicação na qual comentou alguns aspectos do pacto encaminhado pelo Governo Federal.

Segundo levantamento da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão, no estado quatro municípios podem estar na relação destas unidades atingidas pela proposta: São Pedro dos Crentes, Nova Iorque, São Fêlix de Balsas e Junco do Maranhão.  

Segundo a estimativa do IBGE , em 2018 estes municípios juntos contavam com uma população de 17.368 habitantes, com renda corrente líquida de pouco mais de R$ 63 milhões Os municípios alcançados pela PEC têm até o dia 30 de junho de 2023 para comprovar a sustentabilidade financeira.

Eric Costa esclareceu que ao propor a extinção de municípios a PEC do Pacto Federativo comete equívocos que refletirão na qualidade de vida da população. A extinção dos municípios está prevista pela inclusão do artigo 115 aos Atos das Disposições Constitucionais Transitórias.

O prefeito Eric Costa falou ainda sobre alguns projetos que deve dinamizar durante o período que responderá pela presidente a Famem. Disse ainda que a entidade tem como principal diretriz a qualificação dos gestores e seu corpo auxiliar. “Essa semana entramos em contato com o ministro Raimundo Carreiro, do TCU, e estreitamos as relações com a CGU, Ministério Público do Estado e Tribunal de Contas do Estado, para que a gente faça um trabalho preventivo qualificar a mão de obra de toda equipe técnica nas gestões municipais”, afirmou o presidente interino da Famem.

Manoel Gomes do hit “Caneta Azul” tem suas redes sociais hackeadas

Sua assessoria jurídica e de imprensa informou, por nota, que o perfil oficial do cantor popular maranhense no Instagram, Facebook e YouTube é @manoelgomesbr

Após o sucesso do hit “Caneta Azul” estourar em todo o país e ter sua música cantada por vários cantores famosos, o maranhense Manoel Gomes, de Balsas, teve suas redes sociais hackeadas.

No Instagram, Manoel Gomes já tinha quase 200 mil seguidores, quando a conta foi invadida. Rapidamente, surgiram dezenas de perfis falsos e oportunistas com os nomes de Manoel e do sucesso Caneta Azul.

Sua assessoria jurídica e de imprensa informou, por nota, que o perfil oficial do cantor popular maranhense no Instagram, Facebook e YouTube é @manoelgomesbr e alerta para as contas falsas.

Prefeito Edivaldo lança 13ª edição da Feira do Livro de São Luís

A expectativa é que o evento receba um público superior a 160 mil pessoas, número de visitantes do ano passado.

De 11 a 20 de outubro São Luís será o centro das atenções da literatura maranhense. É que neste período ocorre a 13ª Feira do Livro de São Luís (FeliS). Nesta terça-feira (24) o prefeito Edivaldo Holanda Junior fez o lançamento do evento no auditório do Centro Cultural e Administrativo do Ministério Público do Maranhão. A FeliS é o maior evento cultural e de fomento à leitura do Maranhão. Em 2019 o tema é “O Brasil atemporal na obra de Aluísio Azevedo” e vai reunir mais de 100 autores locais. A expectativa é que o evento receba um público superior a 160 mil pessoas, número de visitantes do ano passado.

O prefeito Edivaldo Holanda Junior, que estava acompanhado da primeira-dama Camila Holanda, do vice-prefeito, Julio Pinheiro, e do titular da Secult, Marlon Botão, entre outros secretários municipais, afirmou que a FeliS estimula a leitura e movimenta o comércio do setor. “Durante 10 dias iremos receber a população de São Luís e de outros municípios maranhenses que participarão das várias atividades da nossa programação. As crianças são o nosso público mais importante. Todos os dias levamos alunos da nossa rede para participarem da programação e terem contato com os poetas, escritores e se sentirem motivadas a ler”, disse o gestor municipal.

A FeliS é uma promoção da Prefeitura de São Luís, por meio das secretarias municipais de Cultura (Secult) e Educação (Semed) e correalização do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Maranhão (Sebrae). A programação da Feira do Livro de São Luís é toda gratuita e será realizada no Multicenter Sebrae das 10h às 22h.

O lançamento da 13ª edição da Feira do Livro de São Luís reuniu autoridades, escritores, representantes de entidades literárias e livrarias entre outros entusiastas da cultura e literatura local. Este ano, além do patrono Aluísio Azevedo, também serão homenageados os também maranhenses Rosa Mochel e Dreyfus Azoubel, ambos comemorando o centenário de nascimento.

Coral Raios de Sol mantido pelo Gedema emociona público no 39º Femaco

Com uma exibição de gala, o coral, que é composto por 45 estudantes integrantes do programa Sol Nascente, apresentou um repertório variado

O Coral Raios de Sol, que integra uma das oficinas do programa Sol Nascente, mantido pelo Grupo de Esposas de Deputados do Estado do Maranhão (Gedema), emocionou o público na tarde desta terça-feira (8), no Teatro Arthur Azevedo, em sua participação no 39º Festival Maranhense de Coros (Femaco), realizado pela Universidade Federal do Maranhão (Ufma). Com uma exibição de gala, o coral, que é composto por 45 estudantes integrantes do programa Sol Nascente, apresentou um repertório variado entoando músicas de Lulu Santos e de outros cantores nacionais, sob a regência do músico Herbeth Pestana. O Coral Raios de Sol também apresentou a aplaudida Dancing Days.

Herbeth Pestana rege o coral desde a sua fundação, em 2005, e destaca que as crianças apresentam uma grande evolução a cada ano. “Chega a ser surpreendente. Elas exercem o canto com muito amor e isso faz com que seu desempenho supere as expectativas. Isso é muito gratificante”, disse.

A coordenadora do programa Sol Nascente, Cynthia Brito, destacou que esse festival é uma grande oportunidade para que as crianças desenvolvam e apresentem seus talentos. Salientou ainda que outro ponto positivo é que ações como essa estabelecem uma agregação de valores, porque os participantes e seus familiares se sentem prestigiados, sendo um autêntico exercício de cidadania.

“Não é possível se imaginar produtividade sem pensar no Gedema, que é quem nos apoia. Nós pensamos, idealizamos, mas na hora de concretizar, quem nos dá total apoio é o Gedema”, enfatizou Cynthia”.

Uma das novidades apresentadas no coral foi a participação de pais de alunos, como Waldiney Pereira Alves, pai dos meninos Lyann Gustavo, Endryn Cristian e Lucas Gabriel. Ele fez um emocionado pronunciamento após sua participação. “Sinto-me emocionado por estar aqui, ao lado dos meus filhos, participando desse momento ímpar. Só posso agradecer ao presidente da Assembleia, deputado Othelino Neto, à dona Ana Paula, presidente do Gedema, por esse projeto de elevado alcance social”, afirmou Waldiney.

Com um largo sorriso a lhe estampar o rosto, Viviane Rafaela de Sousa Rodrigues, de 10 anos, era o retrato da alegria no camarim do teatro. “Amo cantar e estou ansiosa é para chegar no palco. Na minha família todo mundo diz que o Raios de Sol chegou para abrilhantar nossas vidas. Gosto demais desse grupo e me sinto muito feliz de participar dele!”, afirmou a pequena Viviane.

Requerimento de Othelino Neto solicitando homenagem ao Tambor de Crioula é aprovado

A data da solenidade será definida e o ato deverá contar com apresentações de grupos tradicionais da manifestação

O plenário da Assembleia Legislativa do Maranhão aprovou, por unanimidade, na sessão de segunda-feira (7), o Requerimento 551/19, de autoria do deputado Othelino Neto (PCdoB), presidente da Casa, propondo a realização de Sessão Solene em homenagem ao Tambor de Crioula, uma das expressões culturais genuinamente maranhenses e Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil. A data da solenidade será definida e o ato deverá contar com apresentações de grupos tradicionais da manifestação.

Praticada no Maranhão desde a época da escravidão, o Tambor de Crioula, importante manifestação afro-brasileira, foi reconhecida como Patrimônio Imaterial pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), em 2007, na gestão do então governador do Estado, Jackson Lago, tendo Gilberto Gil como ministro da Cultura à época.

“É uma homenagem mais do que justa a esta manifestação cultural maranhense que já está arraigada em nossa história há séculos, que tem sua importância reconhecida nacionalmente e que faz com que nos orgulhemos das nossas origens e da nossa força cultural”, justificou o presidente Othelino Neto.

O Tambor de Crioula, que envolve dança circular, canto e percussão, tem sua origem ligada à resistência cultural dos negros e de seus descendentes. Atualmente, no Maranhão, vem sendo apropriado por grupos distintos e praticado por estudantes, artistas e intelectuais. Só na Grande São Luís, atualmente, há cerca de 110 grupos de tambor de crioula, alguns já com meio século de existência.

Carreira de Gerson da Conceição será celebrada em show nesta Quinta do Reggae

No último dia 22 de abril, Gerson da Conceição foi vítima de um infarto fulminante, em São Paulo, onde morava

Formada em 1997, a banda maranhense de reggae Mano Bantu se preparava para gravação de um novo disco e uma turnê inédita na Europa quando, em abril deste ano, uma notícia inesperada atrapalhou os planos de retorno do grupo: o falecimento precoce de Gerson da Conceição, cantor, compositor, baixista e um dos fundadores do conjunto.

No último dia 22 de abril, Gerson da Conceição foi vítima de um infarto fulminante, em São Paulo, onde morava havia mais de 15 anos. A trajetória brilhante do artista será celebrada em um grande show na próxima quinta-feira, 1º de agosto, dentro da programação da Quinta do Reggae, evento promovido pelo Museu do Reggae.

O show será realizado na Praça do Reggae (ao lado do Museu), no Centro Histórico de São Luís, e vai contar com a participação dos músicos Fauzi Baydon, Célia Sampaio, Santa Cruz, Alê Muniz, Zé Lopes, Preto Nando, Aziz Júnior, e claro, com os remanescentes da Mano Bantu.

A homenagem contará ainda com a discotecagem de vinil da Rádio Zion e Radiola Reggae, com os DJs Joaquim Zion e Marcus Vinícius, além da participação nas pick-ups de Andrezinho Vibration, Neto Miller e de Ademar Danilo, que além de DJ e jornalista, é diretor do Museu do Reggae.

A ideia do tributo partiu de Aziz Júnior e do baterista Moisés Mota, idealizador da Mano Bantu ao lado Gerson da Conceição. Amigo de Gerson da Conceição desde a década de 1980, o baterista acredita que o músico foi fundamental para difusão do reggae maranhense em todo o país.