Índice de qualidade de vida sobe no Maranhão, mostra IPEA

O IDHM mede a qualidade de vida da população. Ele vai de zero a 1. Quanto mais alto, melhor

Um novo estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) mostra que o IDHM (Índice de Desenvolvimento Humano Municipal) subiu no Maranhão entre 2016 e 2017. O levantamento também mostra evolução em todos os indicadores entre 2012 e 2017. O Ipea é um instituto vinculado ao governo federal. O IDHM mede a qualidade de vida da população. Ele vai de zero a 1. Quanto mais alto, melhor.

O índice subiu de 0,682 para 0,687 no Maranhão entre os anos de 2016 e 2017, quando já puderam ser sentidos os impactos positivos do Plano Mais IDH, lançado em 2015 pelo governador Flávio Dino para melhorar a qualidade de vida nas 30 cidades mais carentes do Estado.

O Radar IDHM mostra que o Maranhão avançou em todas essas partes específicas, com destaque para a Educação. Entre 2012 e 2017, o IDHM Educação maranhense subiu de 0,609 para 0,682. Em 2015, foi lançado o programa Escola Digna, no maior esforço da história do Estado para construir, reconstruir e reformar escolas em todo o território.

Governo realiza “Seminário Base de Alcântara: Próximos Passos”, nesta segunda-feira (15)

De acordo com o secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação, Davi Telles, a importância do seminário está relacionada, sobretudo, em como o Maranhão está inserido nesse processo de desenvolvimento regional a partir da alavancagem do Centro de Lançamento de Alcântara

O Governo do Maranhão, por meio da Secretaria da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), realiza nesta segunda-feira (15), a partir das 8h30, no auditório Terezinha Jansen – Multicenter Sebrae, o Seminário “Base de Alcântara: Próximos Passos”. O seminário pretende discutir a temática espacial no Maranhão a partir de três eixos: geopolítica, desenvolvimento regional e o papel da academia.

O evento tem como público-alvo instituições, pesquisadores e acadêmicos interessados nas temáticas que serão abordadas durante todo o dia e tem certificação de participação. A programação terá início a partir do credenciamento, e, em seguida, será iniciada a mesa de abertura com a presença do governador Flávio Dino e do ministro de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Marcos Pontes, que na ocasião apresentará o Acordo de Salvaguardas. O evento seguirá até às 18h com exposições de painéis e debates.

Após convite de Zé Inácio, alunos do Iema visitam Assembleia Legislativa

O presidente da Alema, deputado Othelino Neto (PCdoB), e os deputados Fernando Pessoa (Solidariedade) e Wellington do Curso (PSDB) também recepcionaram os estudantes

Estudantes do 2º Ano Técnico em Portos do Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhã (IEMA), unidade Itaqui-Bacanga, visitaram as instalações da Assembleia Legislativa, na manhã desta terça-feira (9). O convite para a visita foi feito pelo deputado Zé Inácio (PT), que recebeu os alunos para um bate-papo na Sala das Comissões. O presidente da Alema, deputado Othelino Neto (PCdoB), e os deputados Fernando Pessoa (Solidariedade) e Wellington do Curso (PSDB) também recepcionaram os estudantes.

Othelino Neto avaliou que é fundamental que os estudantes conheçam as dependências do Parlamento Estadual, o seu funcionamento e saibam a importância do Poder Legislativo para a democracia. “No momento da história onde, infelizmente, muitas das instituições estão sendo questionadas, é considerável que os estudantes reconheçam a importância do Poder Legislativo”, contou.

Por sua vez, o deputado Zé Inácio disse que a visita é oportuna, na medida que eles têm a oportunidade de conhecer, de perto, a rotina dos parlamentares. “Na prática, eles entendem melhor o processo legislativo, bem como os trâmites de votação e aprovação de Projetos de Lei, Indicações e Requerimentos”.

Acompanhados dos professores, os estudantes puderam conhecer o Salão Nobre e a Galeria dos Ex-Presidentes. De lá, foram para a Sala das Comissões e assistiram a um vídeo institucional sobre a Assembleia Legislativa e tiveram uma conversa com o consultor legislativo da Casa, Anderson Rocha. Depois seguiram para o Plenário Nagib Haickel, onde os 42 deputados reúnem-se para debater e votar projetos de interesse da população, e acompanharam a sessão plenária.

Bolsonaro anuncia demissão de ministro da Educação

Nos dois meses e meio à frente do Ministério da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez colecionou uma série de polêmicas

G1

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) anunciou a demissão do ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez. Colombiano naturalizado brasileiro, Vélez Rodríguez tomou posse no cargo em 1º de janeiro e enfrentava uma “guerra interna” no MEC provocada por desentendimentos entre militares e seguidores do escritor Olavo de Carvalho.

“Comunico a todos a indicação do Professor Abraham Weintraub ao cargo de Ministro da Educação. Abraham é doutor, professor universitário e possui ampla experiência em gestão e o conhecimento necessário para a pasta. Aproveito para agradecer ao Prof. Velez pelos serviços prestados”, escreveu Bolsonaro em sua conta no Twitter.

Nos dois meses e meio à frente do Ministério da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez colecionou uma série de polêmicas, entre as quais: Disse que quer mudar os livros didáticos para revisar a maneira como tratam a ditadura militar e o golpe de 1964. Pediu a escolas que filmassem alunos cantando Hino Nacional e que crianças falassem o slogan da campanha de Jair Bolsonaro. Depois. Afirmou que a universidade não é para todos. Além disso, desde o início da sua gestão, em janeiro, houve pelo menos 14 trocas em cargos importantes no Ministério da Educação.

A demissão de Vélez Rodríguez é a segunda baixa no ministério do governo Jair Bolsonaro. Há cerca de um mês, o advogado Gustavo Bebianno deixou a Secretaria-Geral após se envolver em uma crise com o vereador Carlos Bolsonaro(PSC-RJ), filho do presidente Bolsonaro.

Osmar Filho participa de solenidade da promulgação da Lei que amplia horário de atendimento nos postos da bilhetagem de São Luís


“Estou muito feliz em poder promulgar esta lei e contribuir com a melhoria do atendimento nestes postos, principalmente no que se refere à classe estudantil. Parabenizo, ainda, o vereador Raimundo Penha, autor desta importante lei”, disse Osmar Filho.

Uma grande festa promovida pela classe estudantil marcou, nesta quinta-feira (04), a solenidade de promulgação da lei municipal, de autoria do vereador Raimundo Penha (PDT), que amplia o horário de atendimento nos postos da bilhetagem eletrônica de São Luís. O evento aconteceu no auditório do Centro de Ensino Liceu Maranhense e contou, ainda, com a presença do presidente da Câmara Municipal, vereador Osmar Filho (PDT), que promulgou o documento.

“Trata-se de uma reivindicação dos estudantes e que tornou-se realidade graças ao trabalho e empenho do vereador Raimundo Penha. Também quero agradecer o presidente Osmar Filho, que mostrou-se sensível ao pleito e promulgou o projeto de lei que já havia sido aprovado pela Casa Legislativa”, disse o presidente do Grêmio Estudantil do Liceu, Israel Magalhães.

A nova lei municipal otimizará o atendimento, beneficiando todos os usuários do sistema de transporte coletivo. De acordo com ela nos Terminais da Praia Grande, Cohama/Vinhais, Cohab/Cohatrac e São Cristóvão a venda será feita, de segunda a sexta-feira, das 6h30 às 20h. Nos postos da Universidade Federal do Maranhão (UFMA) e Universidade Estadual do Maranhão (UEMA) o atendimento ocorrerá das 9h às 19h, também nos dias úteis.

Weverton apresenta projeto que cria royalties do foguete para educação


A contribuição será distribuída numa proporção de 40% aos estados, 40% para os municípios, 10% para as universidades estaduais e 10% para as fundações de amparo à pesquisa

Direcionar recursos da exploração comercial da Base de Alcântara para estados, municípios, universidades estaduais e fundações de amparo à pesquisa. Esta é a proposta do projeto de lei apresentado pelo senador Weverton (PDT-MA) nesta terça-feira (2).

O texto prevê a implementação do chamado royalty do foguete, um tributo que será pago pelas empresas como forma de compensação pelo aproveitamento econômico de áreas de lançamentos de foguetes e pesquisas aeroespaciais. A contribuição será distribuída numa proporção de 40% aos estados, 40% para os municípios, 10% para as universidades estaduais e 10% para as fundações de amparo à pesquisa.

“A Base de Alcântara é hoje um recurso de primeiríssima importância com a possibilidades de ser um dos grandes players no setor aeroespacial”, afirmou Weverton. Calcula-se que o Brasil poderá, a partir de 2040, arrematar negócios na faixa de US$ 10 bilhões/ano. “Nesse sentido, faz-se necessário estabelecer, assim como na mineração ou no petróleo, o pagamento de royalties, que é uma compensação financeira dada a um ente por eventuais danos causados durante o processo de extração”, argumentou.

Vice-prefeita de município do Rio Grande do Sul visita Seduc para conhecer o Programa Escola Digna

Paulete Souto disse que já conhecia um pouco sobre o Programa Escola Digna porque o trabalho realizado no Maranhão, principalmente na educação, hoje é referência para o Brasil

Conhecer de perto o Programa Escola Digna, a Macropolítica Educacional do Estado do Maranhão, e tentar levar cases de sucesso para seu município. Com este objetivo Paulete Souto, vice-prefeita do município de São Leopoldo, no Rio Grande do Sul, visitou a Secretaria de Estado de Educação (Seduc), esta semana. Ela foi recebida pelo secretário de Estado de Educação em exercício, Anderson Lindoso, e pela secretaria adjunta de Ensino, Nadya Dutra.

Paulete Souto disse que já conhecia um pouco sobre o Programa Escola Digna porque o trabalho realizado no Maranhão, principalmente na educação, hoje é referência para o Brasil. “Vocês não imaginam a repercussão, lá fora, do trabalho que vocês estão fazendo aqui. Hoje, a educação do Maranhão é referência para nós, pelos avanços que aconteceram no governo do Flávio Dino e pelo o que tem representado na questão da Educação no país”, disse Paulete Souto.

Na conversa, Anderson Lindoso e Nadya Dutra falaram da concepção do Programa Escola Digna, criado em 2015, com o propósito de transformar a Educação do Maranhão em um ensino de qualidade e de resultados. Foram abordadas temáticas como a substituição de estruturas inadequadas em prédios de alvenaria e estruturado; formação de professores; avanço no Ideb; Programa Mais Ideb; Escola de Tempo Integral; Educação Indígena e suas peculiaridades; Regime de Colaboração com os Municípios, entre outros aspectos.

Também, foi discutido o investimento na valorização dos professores, como o plano de cargos e carreiras, onde nos quatro primeiros anos de gestão, o governador Flávio Dino garantiu a mais de 26 mil professores progressões, promoções e titulações em suas carreiras, além do melhor salário pago à categoria no país.

Flávio Dino apresenta plano de apoio à conclusão de creches federais ao ministro da Educação

Em reunião na tarde de quinta-feira (24), na sede do Ministério da Educação (MEC), em Brasília, Flávio Dino também apresentou pleitos atinentes ao Programa de Ações Articuladas (PAR) e o Programa Escola Digna

O governador Flávio Dino apresentou ao ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, o plano de apoio à conclusão de creches federais que estão com obras inacabadas no Maranhão. Em reunião na tarde de quinta-feira (24), na sede do Ministério da Educação (MEC), em Brasília, ele também apresentou pleitos atinentes ao Programa de Ações Articuladas (PAR) e o Programa Escola Digna.

O apoio, inclusive financeiro da gestão estadual para a federal, apresentado por Flávio Dino faz parte do Pacto Estadual Pela Aprendizagem e foi um dos primeiros compromissos assumidos para o segundo mandato. A ajuda visa a retomar obras paralisadas de programas federais e convênios entre a União e os municípios maranhenses.

“Nós temos creches com recursos federais nos municípios que, por uma série de razões jurídicas e técnicas, foram paralisadas. Nós pedimos urgência, o ministro concordou com esse pleito, de uma análise conjunta que será feita no Maranhão, por técnicos do MEC, do FNDE, da Secretaria de Estado da Educação e das Prefeituras envolvidas, para destravar essas obras”, explicou o governador.

Ele enfatizou que o Governo do Estado se dispõe, inclusive, a fazer aportes financeiros “para que o quanto antes essas creches sejam entregues aos municípios e, claro, sobretudo aos estudantes e suas famílias”.

Flávio Dino ressaltou que a ênfase no Programa Escola Digna e no Pacto Estadual pela Aprendizagem demonstra a preocupação do Governo com os municípios, “como que mediante uma ação organizada, articulada, entre o Governo Federal, Governo do Estado e as Prefeituras nós conseguimos elevar o Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) dos municípios também”.

Durante a reunião, o governador sublinhou os avanços obtidos na educação no Maranhão a partir de 2015, com a implantação de unidades em tempo integral e a substituição de estruturas precárias por escolas dignas. Ricardo Vélez Rodríguez demonstrou conhecimento do desenvolvimento educacional do estado e elogiou as conquistas dos últimos quatro anos ao receber um livro sobre o Programa Escola Digna com o antes e depois das construções.

O secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão, também participou da reunião com o ministro e classificou o encontro como produtivo e importante. “O governador apresentou ao ministro e à sua equipe um projeto que o Maranhão tem de desenvolvimento por meio da educação. E tratamos de forma muito específica sobre projetos de infraestrutura, para a rede estadual, mas, principalmente, para a rede municipal”, explicou.