Fernando Furtado denuncia Prefeitura de Pinheiro por fechar serviços básicos

Deputado Fernando Furtado

O deputado Fernando Furtado (PCdoB) denunciou a Prefeitura de Pinheiro, na sessão desta quarta-feira (21), por fechar serviços básicos, como posto de saúde, farmácia popular, restaurante popular e o Shopping do Povo, mesmo a cidade sendo considerada polo da Baixada Maranhense. De acordo com o parlamentar, as ações do prefeito Luciano Genésio têm prejudicado a população da cidade.

Furtado disse que Luciano Genésio “tem se tornado um prefeito irresponsável, que não tem cumprido com aquilo que ele falava quando estava em campanha”.  Segundo o deputado, a Prefeitura tem fechado quase tudo, como o posto de saúde no povoado Paraíso, porém mantém as festividades.

Ele comparou Genésio à ex-prefeita de Bom Jardim, Lidiane Leite, que foi considerada nacionalmente como a “prefeita ostentação”, condenada por diversas irregularidades administrativas. O parlamentar chamou ele de “prefeito ostentação”.

Furtado contou que na cidade de Pinheiro tem um shopping que foi inaugurado na gestão anterior, tirando as pessoas da rua, mas agora Luciano Genésio as colocou para fora, sem entregar as mercadorias.

“Hoje esses trabalhadores, a grande maioria mulheres, estão na rua, não pode nem entrar no prédio para retirar os seus pertences, os seus utensílios de venda. O prefeito colocou a Guarda Municipal na porta, mas o que está me surpreendendo é que a Polícia Militar também está lá. Esses trabalhadores estão fazendo uma manifestação, sem baderna, apenas requerendo seus direitos. Não está havendo quebra-quebra, não está havendo depredação do patrimônio”, relatou.

Disse ainda que “o prefeito Luciano, que há poucos dias jogou nas redes sociais uma festa feita numa boate, fechada com amigos, gastando dinheiro público, enquanto as pessoas que querem trabalhar no Shopping do Povo estão jogadas no meio da rua, sem direito a nada. O Ministério Público e a OAB já foi acionados, mas ainda não houve nenhuma decisão que garanta a esses trabalhadores que possam, pelo menos, retirar os seus pertences. Agora o prefeito diz que vai fazer uma nova licitação”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *