Marcelo Tavares nega interesse por vaga de vice-governador

Marcelo Tavares afirma que PSB se sente representado por Carlos Brandão e que não tem nenhuma dúvida sobre legalidade de sua indicação ao cargo. Foto: Divulgação

O ex-chefe da Casa Civil, Marcelo Tavares (PSB), pronunciou-se sobre uma matéria veiculada pela oposição ao governo Flávio Dino (PCdoB) de que ele estaria de olho na vaga de vice-governador na chapa governista.

Em conversa com o Informante JP, Tavares afirmou que a oposição coloca o que quer em seus sites com o interesse de prejudicar o grupo de alianças em torno da reeleição do governador Flávio Dino.

Tavares informou que havia um entendimento e que a Executiva Estadual do PSB reuniu-se em março e indicou seu nome, mas que sempre respeitaram e afirmaram que não iam disputar espaço com o atual vice-governador, Carlos Brandão (PRB), que é, merecidamente, o melhor nome para a vaga.

Marcelo Tavares finalizou dizendo que o PSB se sente representado por Brandão e que não tem nenhuma dúvida sobre a legalidade de sua indicação ao cargo.

Depois da “esquisita” quebra de acordo, Flávio Dino avisa que o seu candidato em Pinheiro é Leonardo Sá

Othelino Neto, Flávio Dino e Leonardo Sá: PC do B unido para derrotar o último resquício da oligarquia Sarney na baixada maranhense com a candidatura do jovem médico

Othelino Neto, Flávio Dino e Leonardo Sá: PC do B unido para derrotar o último resquício da oligarquia Sarney na baixada maranhense com a candidatura do jovem médico

Raimundo Garrone

O governador Flávio Dino avisou nesta segunda-feira, em entrevista exclusiva ao blog, que com a quebra do acordo pelo grupo político do candidato Luciano Genésio (PP), sem nenhuma explicação  e sem alguma lógica razoável e bastante esquisita, o seu candidato a prefeito em Pinheiro é o jovem médico Leonardo Sá (PC do B).

– Foi uma  coisa inexplicável, bastante estranha, bastante esquisita. O resultado disto é que infelizmente não houve a união que nós desejávamos e o nosso partido hoje tem um candidato lá em Pinheiro, que obviamente é o meu candidato, que é o Leonardo Sá – avisou.

Com o rompimento da aliança entre PP e PC do B, o município de Pinheiro terá três candidatos; o atual prefeito, Filiuca Mendes (PMDB), que concorre à reeleição, Luciano Genésio (PP), filho do ex-prefeito José Genésio, que em 2009 foi condenado pelo Tribunal de Contas da União a devolver R$ 297 mil por má aplicação dos recursos da Saúde no município, e Leonardo Sá (PC do B).

– Espero que o Leonardo seja o vencedor – acredita Flávio, que participará dos atos de campanha na ” Princesa da Baixada”.

O governador, no entanto, fez questão de ressaltar que suas atividades políticos/eleitorais serão distintas e limitadas ao cidadão político, com direito a voto e escolha ao que considera melhor para o Maranhão e seus 217 municípios.

— O governo não se mete em eleição, o governador sim. E participarei somente durante os finais de semana – explica.

O acordo entre o PP e o PC do B, estava costurado com a formação da chapa entre Luciano Genésio e Leonardo Sá; e depois refeito com a intervenção no PP contra a candidatura do Genésio, que de imediato aceitou retirar o seu nome e apoiar Leonardo Sá, como forma de manter as oposições unidas para evitar a vitória do grupo Sarney no município.