General Heleno confirma que assumirá Gabinete de Segurança Institucional

Presidente eleito, Jair Bolsonaro, ao lado do general da reserva Augusto Heleno durante visita ao Ministério da Defesa em Brasília Foto: Ernesto Rodrigues/Estadão

Estadão

O general da reserva Augusto Heleno Ribeiro confirmou nesta quarta (7) que assumirá a chefia do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência (GSI). “Eu vou para o GSI”, disse Heleno, acrescentando que “é isso que ele (o presidente eleito, Jair Bolsonaro) quer”.

A decisão de ficar à frente do GSI e não mais do Ministério da Defesa, como inicialmente previsto, foi antecipada pelo Estado. Bolsonaro deixou para o próprio general a escolha de qual pasta comandar. As declarações de Heleno nesta quarta foram dadas ao deixar o Comando da Aeronáutica, onde estava com Bolsonaro e outros integrantes do futuro governo em café da manhã.

Na terça, o vice-presidente eleito, Hamilton Mourão (PRTB), avaliou como positiva a possibilidade, agora confirmada, de que Heleno estivesse próximo de Bolsonaro no Planalto. “Se ele for para o Palácio, será bom para o presidente”, disse Mourão.

A ideia de o general Heleno ir para o Planalto é permitir que ele esteja constantemente ao lado de Bolsonaro. Se estivesse na Defesa, Heleno teria uma agenda específica a cumprir, o que lhe exigiria viajar e ter compromissos relacionados às Forças Armadas.