São Luís está entre as 5 capitais com melhor nota das escolas estaduais no Brasil

No ranking nacional do Ensino Médio, o Maranhão passou do 22º para o 13º lugar

A cidade de São Luís conseguiu a quinta melhor nota entre todas as capitais do Brasil na avaliação do ensino da rede estadual. Ou seja, é capital que oferece o quinto melhor ensino de todo o Brasil nas escolas mantidas pelos governos estaduais.

A avaliação é do Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica), feita pelo Ministério da Educação. São Luís ficou com nota 3,8, acima de capitais como São Paulo, Curitiba, Brasília, Rio de Janeiro e Florianópolis.

O Ideb já havia mostrado que toda a rede estadual do Maranhão tinha melhorado significativamente durante a gestão de Flávio Dino. O Ideb do Maranhão subiu 21% neste governo, revertendo a queda verificada na gestão passada.

No ranking nacional do Ensino Médio, o Maranhão passou do 22º para o 13º lugar.

Os resultados refletem os esforços feitos pelo programa Escola Digna desde 2015. Já foram entregues mais de 800 escolas construídas ou reformadas no Estado. Os professores têm sido valorizados com promoções e capacitações. O Maranhão paga hoje o maior salário para professores de 40 horas na rede estadual.

AVANÇO – Ideb do Maranhão é o segundo que mais cresceu no país…

Governador Flávio Dino comemorou avanço no Ideb

Governador Flávio Dino comemorou avanço no Ideb

Os investimentos do governo Flávio Dino, desde os primeiros dias da gestão com foco na melhoria da educação, elevaram o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) do Maranhão em 2015, no Ensino Médio, retirando o estado da penúltima posição que ocupava em 2013 e colocando-o em patamar de destaque no ranking nacional, como o segundo da federação que mais cresceu neste nível ensino, atrás apenas de Pernambuco. O resultado do Ideb 2015 foi divulgado nesta quinta-feira (8), pelo Ministério da Educação.

No Ensino Médio, cuja responsabilidade por 97% da matrícula é do Governo do Estado, o Maranhão saiu do resultado de 2,8 em 2013 para 3,1 em 2015, um crescimento de 0,3 pontos no Ideb de um ciclo para outro.

No comparativo em que se leva em consideração apenas a rede pública estadual de ensino, o Maranhão fica à frente do Pará, Mato Grosso, Bahia, Rio Grande do Norte, Alagoas e Sergipe.

“Este resultado divulgado hoje demonstra que no primeiro ano do nosso governo o Ensino Médio estadual melhorou muito. Saímos dos últimos lugares e fomos um dos estados que mais evoluiu, e estamos só começando. Com as mudanças contínuas que estamos implantando, tenho certeza de que nosso próximo Ideb será ainda melhor“, destacou o governador Flávio Dino.

O Ideb é constituído por indicadores educacionais como: taxa de aprovação, resultado da Prova Brasil (aplicada na 4ª e 8ª série do Ensino Fundamental nas escolas públicas de todo o Brasil) e os resultados do SAEB (Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica – aplicado em uma amostra de escolas de Ensino Médio).

O índice estabelece não só médias para as redes estaduais, redes municipais e escolas de ensino fundamental, mas também define metas que deverão ser alcançadas pelas redes de ensino e serve como norteador de políticas de melhoria na qualidade das escolas públicas de todo país.

Crescimento

O fortalecimento do regime de colaboração entre o governo do Estado e os municípios maranhenses com as ações do Programa Escola Digna, que tem como um de seus objetivos a substituição de escolas de taipa por de alvenaria e assistência técnico-pedagógica às redes municipais com impacto direto no processo de ensino e de aprendizagem, também impactou no resultado das redes municipais, que demonstram o crescimento de 4,3 em 2105, em relação a 2013, que tinham 4,2.

Educação de São Luís na gestão Edivaldo Jr tem destaque positivo no Ideb

Números do Ideb mostram que a educação melhorou no governo Edivaldo

Números do Ideb mostram que a educação melhorou no governo Edivaldo

Os avanços na educação municipal durante a gestão Edivaldo Holanda Júnior foram confirmados com a divulgação, nesta quinta-feira (8), de um dos indicadores mais importantes da educação brasileira: o Índice Nacional da Educação Básica (Ideb).

Os estudantes do 9º ano da rede municipal de São Luís obtiveram a terceira maior nota entre as capitais do Nordeste, à frente de cidades como Recife, Salvador e Natal, por exemplo. Para os anos finais do Ensino Fundamental, o Ideb de São Luís cresceu de 3,7 para 3,9. Já para os anos iniciais, o indicador saltou de 4,1 para 4,5.

Os resultados divulgados pelo governo federal são os melhores já obtidos por São Luís para os anos iniciais desde que o Ideb começou a ser usado para medir a qualidade da educação brasileira.  Há que se reconhecer o mérito das ações da Prefeitura de São Luís na área da educação, especialmente quando se considera que, na gestão anterior, a tendência do Ideb foi de queda. Naquele período, para os anos iniciais, o Ideb caiu de 4,3 em 2009, para 4,2 em 2011.

Vale lembrar que, quando Edivaldo assumiu a Prefeitura, o ano letivo de 2013 corria o risco de nem começar. Foi preciso pactuar com professores, Ministério Público e fazer inúmeras intervenções emergenciais para garantir o reinício do calendário escolar. De lá para cá, a valorização dos professores, com mais de oito mil direitos estatutários implantados, e a melhoria das estruturas das escolas, tiveram papel fundamental na recuperação desse indicador.

A expectativa é que, nos anos seguintes, a tendência de recuperação se mantenha. A educação pública agradece.