Convenção do PSDB já tem data marcada

Na Convenção, será oficializada a candidatura do senador Roberto Rocha para o Governo do Estado. Os dois candidatos para o Senado Federal e a vaga de vice-governador também serão definidos

O diretório do Partido da Social Democracia Brasileira, no Estado do Maranhão, já tem data marcada para sua Convenção. A data escolhida pela executiva estadual é o dia 04 de agosto.

Na Convenção, será oficializada a candidatura do senador Roberto Rocha para o Governo do Estado. Os dois candidatos para o Senado Federal e a vaga de vice-governador também serão definidos.

Três pré-candidatos disputam a indicação do PSDB para o Senado: Alexandre Almeida, José Reinaldo e Waldir Maranhão.

A vaga de candidato a vice-governador na chapa de Roberto Rocha ainda não foi definida. Tudo indica que será um nome do próprio partido. Ou seja, sem reais possibilidades de alianças relevantes, o caminho é sair “puro sangue”.

Roberto Rocha é o segundo pré-candidato a definir a data da oficialização de seu nome. O primeiro foi o governador Flávio Dino (PCdoB) que terá no dia 28 de julho seu nome oficializado para a disputa ao Governo do Estado.

Waldir Maranhão cola em Roberto Rocha e Geraldo Alckmin para garantir vaga ao Senado

Para se mostrar fiel ao projeto nacional do PSDB, Waldir também colou em Geraldo Alckmin. E sempre se faz presente nos eventos da executiva nacional e nas passagens de Alckmin pelo Maranhão

O deputado federal Waldir Maranhão (PSDB), esteve com o pré-candidato à Presidência, Geraldo Alckmin, em sua passagem pela cidade de Imperatriz.

Já totalmente alinhado ao projeto do pré-candidato ao Governo do Maranhão, o senador Roberto Rocha, Waldir garantiu todas as chances de ter seu nome escolhido para a segunda vaga na chapa tucana.

Leia mais: Roberto Rocha manda recado para José Reinaldo

Para se mostrar fiel ao projeto nacional do PSDB, Waldir também colou em Geraldo Alckmin. E sempre se faz presente nos eventos da executiva nacional e nas passagens de Alckmin pelo Maranhão.

Observando a briga interna entre o deputado federal José Reinaldo (PSDB) e a ala de Roberto Rocha e do ex-prefeito Sebastião Madeira, Waldir mostrou-se um articulador e vem viabilizando sua pré-candidatura desde então, podendo deixar José Reinaldo fora da chapa majoritária tucana.

 

Leia mais: Geraldo Alckmin no centro da confusão do PSDB maranhense

Hospital informa estado de saúde de José Reinaldo após capotamento

O Hospital São Domingos informou que os dois pacientes receberam os primeiros atendimentos médicos no setor de Emergência

O Hospital São Domingos informou o estado de saúde do ex-governador e deputado federal José Reinaldo Tavares e sua esposa, Crisálida Rodrigues, após acidente de carro sofrido na tarde deste domingo (01), nas proximidades do município de Barreirinhas.

BOLETIM MÉDICO

Às 18h10 de hoje, 1 de julho de 2018, deram entrada na Emergência do Hospital São Domingos, o senhor José Reinaldo Carneiro Tavares, 79 anos, e sua esposa, Crisálida Fonseca, 64, trazidos por familiares e amigos após acidente automobilístico.

O Hospital informa que os dois pacientes receberam os primeiros atendimentos médicos na Emergência deste Hospital, de acordo com as diretrizes atualizadas de suporte avançado de vida do American College of Surgeon, foram estabilizados e submetidos aos exames e procedimentos necessários.

Ambos estão conscientes, orientados e estáveis clinicamente. Apresentam ferimentos superficiais pelo corpo. Os exames iniciais de imagem realizados não demonstraram necessidade de cirurgia neste momento.

Por ter sido um trauma/acidente, os dois pacientes permanecerão em observação no Hospital São Domingos.

Dr. Kaile de Araújo Cunha
Médico emergencista e intensivista do Hospital São Domingos

São Luís, 1 de julho de 2018

Roberto Rocha manda recado para José Reinaldo

Com a aproximação da Convenção Estadual do PSDB, José Reinaldo pode ver sua vaga para o senado ser destinada ao ex-deputado Waldir Maranhão, caso ele “não caminhe com a família 45”

Em vídeo que circula nas redes sociais, o senador e pré-candidato ao Governo do Estado, Roberto Rocha (PSDB), dá uma clara mensagem ao deputado federal José Reinaldo (PSDB).

Em seu novo momento, o PSDB tenta superar as crises internas e iniciou há duas semanas uma caravana de visitas às cidades maranhenses. Todas as reuniões sem a presença de José Reinaldo, que também é pré-candidato ao Senado Federal.

“Nós temos uma família. A família 45 tem candidato a presidente, governador, a senador, deputados federais e estaduais. Quem quer mostrar que faz parte da família 45 está andando conosco”, disse Roberto em uma mensagem encaminhada ao deputado federal.

Leia mais: Geraldo Alckmin no centro da confusão do PSDB maranhense

José Reinaldo deu fortes declarações evidenciando suas articulações para levar o PSDB a apoiar a pré-candidatura do deputado estadual Eduardo Braide (PMN), o que provocou ira em dirigentes tucanos, como o ex-prefeito de Imperatriz, Sebastião Madeira.

Nesse novo momento, vemos a adesão do também pré-candidato ao Senado, o deputado federal Waldir Maranhão, ao projeto oficial do PSDB.

Com a aproximação da Convenção Estadual do PSDB, José Reinaldo pode ver sua vaga para o senado ser destinada ao ex-deputado Waldir Maranhão, caso ele “não caminhe com a família 45”.

Leia mais: Os dois lados do PSDB no Maranhão

Leia mais: Roberto Rocha ganha força e dificulta articulações de José Reinaldo

Geraldo Alckmin no centro da confusão do PSDB maranhense

Se já não bastasse ter de viabilizar sua campanha, o pré-candidato do PSDB ao Planalto, Geraldo Alckmin, ainda terá de gerenciar uma crise no partido no Maranhão. Foto: Karlos Geromy

A Revista Época noticiou, nesta segunda-feira (18), a briga interna que vive o PSDB no Maranhão, tendo o senador Roberto Rocha de um lado e o deputado federal José Reinaldo na outra ponta.

“Se já não bastasse ter de viabilizar sua campanha, o pré-candidato do PSDB ao Planalto, Geraldo Alckmin, ainda terá de gerenciar uma crise no partido no Maranhão. O senador Roberto Rocha, candidato ao governo do estado, e o deputado federal José Reinaldo, candidato ao Senado, estão se bicando. Reinaldo estimula a candidatura do deputado estadual Eduardo Braide (PMN) ao governo estadual, o que irrita Rocha”, escreveu a colunista Murilo Ramos.

A matéria destaca outra disputa que envolve a escolha do segundo nome da chapa tucana para o Senado Federal. “Quem acompanha tudo com atenção é o ex-presidente da Câmara Waldir Maranhão, recém-filiado ao PSDB e interessado em disputar uma vaga no Senado. O ex-reitor torce para que Reinaldo fique fora do páreo”.

Em meio à crise e disputa interna, Roberto Rocha faz pouco caso de Zé Reinaldo e já está se movimentando e realizando reuniões em cidades do interior e tem carregado Waldir Maranhão em suas andanças.

A aproximação de Rocha e Waldir mostra a manobra de Rocha em tirar José Reinaldo da disputa para o Senado.

Já José Reinaldo tenta levar o PSDB para apoiar a pré-candidatura do deputado estadual, Eduardo Braide (PMN), o que também irrita outra figura do PSDB, o ex-prefeito de Imperatriz, Sebastião Madeira. A briga interna vai tomando proporções cada vez maiores, o que deixa o PSDB com um destino incerto no Maranhão

Os dois lados do PSDB no Maranhão

Após vários anos de crescimento do PSDB no comando do vice-governador Carlos Brandão, hoje no PRB, o partido encontra-se dividido

O PSDB no Maranhão passa uma situação um tanto quanto inusitada. Após vários anos de crescimento no comando do vice-governador Carlos Brandão, hoje no PRB, o partido encontra-se dividido.

Às vésperas de uma eleição, o PSDB está dividido em apoiar uma candidatura própria, encabeçada pelo senador Roberto Rocha, ou apoiar a candidatura do deputado Eduardo Braide, projeto capitaneado pelo deputado federal e pré-candidato ao Senado, José Reinaldo.

Na última quinta-feira (14), em uma reunião realizada na sede estadual do PSDB, pré-candidatos reuniram-se para discutir questões eleitorais como tempo de televisão e coligações. O alinhamento ao projeto do partido como a pré-candidatura do senador Roberto Rocha ao governo do estado, também foi debatido.

Na reunião que foi comandada por Sebastião Madeira, Clodomir Paz, Waldir Maranhão e Alexandre Almeida foram recolhidas assinaturas dos pré-candidatos presentes em apoio à candidatura de Roberto Rocha e repudiando outro posicionamento que não seja o projeto próprio do PSDB.

Na outra ponta, José Reinaldo continua articulando levar o apoio do PSDB à pré-candidatura de Eduardo Braide. O ex-governador considera Roberto Rocha fraco para a disputa ao governo.

No início do mês José Reinaldo anunciou o nome do primeiro suplente de sua candidatura, o advogado Catulé Júnior, de Caxias. A indicação não teve o conhecimento de membros do PSDB maranhense.

José Reinaldo também faz questão de não participar dos eventos promovidos por Roberto Rocha, evidenciando o clima de disputa da legenda.

Roberto Rocha ganha força e dificulta articulações de José Reinaldo

Roberto Rocha e Sebastião Madeira ganham uma força a mais para continuar defendendo uma candidatura própria do PSDB no Maranhão

O surgimento do nome do senador e pré-candidato ao governo Roberto Rocha (PSDB), em terceiro lugar, na pesquisa Instituto 3, realizada na cidade de Imperatriz, levou preocupação ao grupo do deputado federal José Reinaldo (PSDB).

Roberto Rocha aparece em terceiro lugar com 7,3% das intenções de voto, o colocando na frente dos pré-candidatos Maura Jorge (PSL); Eduardo Braide (PMN) e Ricardo Murad (PRP).

A boa pontuação de Rocha em Imperatriz deu fôlego ao senador e dificulta as articulações de José Reinaldo que defende que o PSDB apoie uma outra pré-candidatura.

Roberto Rocha e Sebastião Madeira ganham uma força a mais para continuar defendendo uma candidatura própria do PSDB no Maranhão.

Foram entrevistadas 397 pessoas, entre os dias 4 e 6 de junho. A pesquisa foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão sob o número 09455/2018.

Pesquisa Exata: José Reinaldo sente reflexos de suas atitudes

Seu posicionamento já afastou de José Reinaldo bases em Imperatriz, Balsas e Caxias e o estrago pode ficar ainda maior

A situação do deputado federal e pré-candidato a senador José Reinaldo (PSDB) não é nada animadora e faz com que ele sinta o reflexo na corrida para o Senado Federal.

O deputado saiu do PSB após desentendimento com a cúpula nacional pelos votos a favor do presidente Michel Temer. Travou uma briga com o deputado Juscelino Filho para assumir o DEM no Maranhão. E agora cria uma guerra interna no PSDB com o presidente estadual da legenda, o senador Roberto Rocha, e com o secretário geral, Sebatião Madeira.

Esses acontecimentos fazem com que José Reinaldo apareça na penúltima colocação, com apenas 8% das intenções de voto, na pesquisa do Instituto Exata/Jornal Pequeno.

José Reinaldo, ao invés de agregar, cada vez mais, apoios políticos, está afastando possíveis aliados do PSDB e atraindo a revolta de mais pessoas ao defender a pré-candidatura do deputado Eduardo Braide (PMN) ao governo.

Seu posicionamento já afastou de José Reinaldo bases em Imperatriz, Balsas e Caxias e o estrago pode ficar ainda maior.

Pesquisa Exata mostra Eliziane Gama liderando a disputa para o Senado

A Exata entrevistou 1.400 pessoas em todas as regiões do Estado. A margem de erro é de 3,2 pontos percentuais para mais ou para menos

O Jornal Pequeno divulgou, nesta terça-feira (5), a pesquisa do Instituto Exata para a disputa pelo Senado Federal no Maranhão.

Após ter seu nome lançado pelo governador Flávio Dino (PCdoB), a deputada federal Eliziane Gama (PPS) apareceu liderando com 17% das intenções de voto. Edison Lobão (MDB) e Sarney Filho (PV) aparecem empatados com 15%.

Logo atrás, aparecem Weverton Rocha (PDT) com 9%, Zé Reinaldo Tavares (PSDB) com 8% e Alexandre Almeida (PSDB) com 6%. Mostrando que a corrida para o Senado será super disputada.

O percentual das pessoas que votam nulo/branco/nenhum foi de 18% e não sabem ou não responderam é de 12%.

A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob nº 06478/2018 e foi realizada entre os dias 25 e 30 de maio. A Exata entrevistou 1.400 pessoas em todas as regiões do Estado. A margem de erro é de 3,2 pontos percentuais para mais ou para menos. O intervalo de confiança de 95%.