ESTRADA DA FOME – Miséria do Maranhão é mostrada com tristeza na Record

ASSISTA AQUI À REPORTAGEM COMPLETA DO REPÓRTER RECORD NA ESTRADA DA FOME DO MARANHÃO

Repórter Record Investigação percorreu a Estrada da Fome para mostrar quem são as pessoas que sobrevivem à base de farinha e água suja no Brasil. Muitos deles, infelizmente, vivem no Maranhão, em municípios como Belágua (o mais pobre do país, onde a presidente Dilma Rousseff teve a maior votação proporcional por causa do Bolsa Família), Centro do Guilherme (maior porcentagem de miseráveis), Marajá do Sena e Fernando Falcão.

Eles ainda são “invisíveis” para as autoridades brasileiras, mas têm nome e sobrenome; são, facilmente, localizados e não possuem absolutamente nada para comer. São adultos e crianças em condições de extrema pobreza, sendo a situação mais crítica localizada no interior do Maranhão. Segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), mais de sete milhões de brasileiros ainda passam fome no país.

Após três meses de investigação, os repórteres Daniel Motta e Heleine Heringer enfrentaram quase cinco mil quilômetros de estradas esburacadas e de terra para chegar às cidades mais isoladas e pobres do Brasil.

O programa mostrou depoimentos inéditos sobre a luta permanente e desesperada dessas famílias para conseguir se alimentar e revela a face mais cruel da fome: a exploração sexual de meninas em troca de comida.

Em uma entrevista exclusiva, o programa jornalístico exibe ainda entrevista exclusiva com um homem que cometeu essa brutalidade.