Tábata Amaral afirma que Gil Cutrim vai brigar na Justiça para não perder mandato

Se a decisão for seguida pelo deputado federal Gil Cutrim, o PDT perde seu único representante maranhense na Câmara Federal

A deputada Tábata Amaral (PDT-SP), que contrariou orientação partidária ao votar a favor da reforma da Previdência, anunciou no programa Roda Viva que sairá da legenda, mas afirmou que lutará na Justiça para não perder o mandato.

“O PDT deixou de ser meu partido. Não atuo mais como vice-líder, os projetos que eu tinha em São Paulo foram cancelados. Eu estava construindo esse partido”, afirmou.

Tabata entrará com uma ação contra o PDT, junto à Justiça Eleitoral, reivindicando a “propriedade” de seu mandato. A deputada afirmou que os deputados Flávio Nogueira, Marlon Santos e Gil Cutrim irão fazer o mesmo.

Se a decisão for seguida pelo deputado federal Gil Cutrim, o PDT perde seu único representante maranhense na Câmara Federal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *