Agressor de mãe idosa é preso, após viralização de vídeos nas redes sociais…

Agressor foi preso, nesta sexta-feira, e conduzido à Seic para depor

Após a grande repercussão de vídeos nas redes sociais, foi preso, na manhã  desta sexta-feira (26), o bacharel em Direito, Roberto Elísio Coutinho de Freitas, flagrado agredindo fisicamente e verbalmente, torturando e humilhando a própria mãe idosa e doente, na sua casa, em São Luís. Ele ameaça interna-la, xinga, humilha e violenta a frágil anciã com ferro.

O homem foi conduzido à Superintendência de Investigação  Criminal (Seic), nesta sexta-feira (26), onde presta depoimento sobre as agressões. Ele vai tentar escapar das punições alegando ser doente de esquizofrenia.

Em vários trechos, nos vídeos, Roberto diz que a mãe idosa tem que logo é  morrer. “Ninguém te aguenta mais. Eu vou te internar. Cala a boca”, são algumas das frases que chocam e deixam perplexas as pessoas que assistem aos vídeos (reprodução acima).

Em entrevista à rádio Mirante, na manhã desta sexta-feira (26), ele iniciou a tese de que seria esquizofrênico, na tentativa de se livrar das penalidades que sofrerá pelas agressões.

Os vídeos repercutem também em diversas entidades de proteção ao idoso e esferas do Ministério Público que já está preparando uma ação contra o agressor.

Repercussão – Homem que agrediu a própria mãe é hostilizado nas redes sociais

O bacharel em Direito, Roberto Elísio Coutinho de Freitas, está sendo hostilizado  em seus perfis de redes sociais, após vazamento de vídeos, onde ele aparece agredindo fisicamente e verbalmente, torturando e humilhando a própria mãe idosa e doente, na sua casa, em São Luís. Ele ameaça interna-la, xinga, humilha e violenta a frágil anciã com ferro.

Em vários trechos, o homem diz que a mãe idosa tem que logo é  morrer. “Ninguém te aguenta mais. Eu vou te internar. Cala a boca”, são algumas das frases que chocam e deixam perplexas as pessoas que assistem aos vídeos (reprodução acima).

Em entrevista à rádio Mirante, na manhã desta sexta-feira (26), ele tenta se passar por esquizofrênico, na tentativa de se livrar das penalidades que sofrerá pelas agressões. Lamentável.

VÍDEO – Homem é flagrado agredindo e ameaçando mãe idosa em São Luís…

Chocam pela crueldade vídeos, onde o advogado Roberto Elísio Coutinho de Freitas aparece agredindo fisicamente e verbalmente, torturando e humilhando a própria mãe idosa e doente, na sua casa, em São Luís. Ele ameaça interná-la, xinga, humilha e violenta a frágil anciã com ferro.

Em vários trechos, o advogado diz que a mãe idosa tem que logo é  morrer. “Ninguém te aguenta mais. Eu vou te internar. Cala a boca”, são algumas das frases que chocam e deixam perplexas as pessoas que assistem aos vídeos (reprodução acima).

O advogado mora com a mãe no Centro de São Luís, na Rua de Santanhinha, ao lado das Lojas Americanas. Há alguns anos, ele foi preso junto com Maurício do Flerte com carro roubado.
Ele é formado em Direito.

Segundo informações, o agressor é bastante conhecido na cidade. Bem relacionado e sempre teve vida de play boy. Vive às custas da pensão da mãe idosa que agride, de acordo com o que se pode ver nos vídeos.

As imagens são revoltantes, fortes e já foram enviadas às autoridades competentes por vários internautas. Tudo isso é muito revoltante. A ação do homem choca pela covardia contra uma idosa frágil e indefesa.

Alguma coisa precisa ser feita urgente, pois a idosa, que é ex-funcionária do Ceuma, corre perigo de vida.

Vídeo – Motoqueiro cai e se acidenta em “buracos” de Holandinha…

Os buracos e crateras – que se formaram na avenida Contorno Leste, na Cidade Operária, entre a rua 17D, unidade 101, e a escola municipal Dr Jackson Lago – fizeram mais uma vítima. Um motoqueiro terminou caindo e se acidentado no local que, diariamente, causa transtornos aos moradores e visitantes.

Um morador, que pediu para não ser identificado, filmou o acidente, provocado pelos buracos, e enviou ao blog. Com a via intrafegável, diariamente, os motoristas são obrigados a passar pela calçada da escola, oferecendo riscos aos transeuntes, estudantes e professores da Unidade de Ensino Básico (UEB) Dr Jackson Lago.

As condições da avenida Contorno Leste e da rua 17 D, unidade 101, da Cidade Operária, já foram denunciadas diversas vezes aqui no blog, mas nenhuma providência foi tomada até agora. Alô, prefeito Edivaldo Holanda Júnior e Secretaria de Obras e Serviços Públicos.

Manifestantes pedem passarela de trânsito na avenida Carlos Cunha em São Luís…

Moradores da área do Jaracaty, em São Luís, bloquearam, no início da manhã desta quarta-feira (25), trecho da avenida Carlos Cunha, em protesto que cobrou melhorias de infraestrutura para a região.

Os manifestantes também querem a construção de uma passarela, tipo faixa de trânsito, devido à movimentação intensa de veículos na via. Querem um posicionamento da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes Urbanos (SMTT). Alô, Canindé Barros.

Os manifestantes bloquearam o trecho da Carlos Cunha com pneus e outros instrumentos. Eles atearam fogo no material utilizado para o movimento.

Motoristas, que trafegavam pelo local na hora da manifestação, enfrentaram longa fila de congestionamento na avenida Carlos Cunha.

Sindicato dos Jornalistas aperta Justiça sobre o caso Décio Sá…

O presidente do TJMA orientou os diretores do Sindicato a buscarem o STJ para verificarem o trâmite do recursos (Foto: Ribamar Pinheiro)

O presidente do Sindicato dos Jornalistas do Maranhão, Douglas Cunha, e  os diretores da entidade, Mário Reis e Uziel Azoubel, reuniram-se com o presidente do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA), desembargador Cleones Cunha,  nesta terça-feira (23). Eles solicitaram informações sobre o andamento dos processos que apuram o crime de homicídio contra o jornalista Décio Sá, ocorrido em abril de 2012, após os diversos recursos interpostos pela defesa dos acusados Glaucio Alencar e José de Alencar Miranda.

Após contato com o desembargador José Luiz Almeida – relator dos recursos ajuizados em favor dos acusados  – o presidente do Tribunal de Justiça informou aos sindicalistas que todos os recursos que chegaram à Corte estadual de Justiça passaram por julgamento, porém foram ajuizados novos pedidos ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), que, no momento, aguardam decisão.

Na oportunidade, o desembargador Cleones Cunha orientou os diretores do Sindicato dos Jornalistas a buscarem o Superior Tribunal de Justiça para verificarem o trâmite do recursos diretamente relacionados ao caso do assassinato do repórter Décio Sá.

Após o julgamento dos mencionados recursos pelo STJ, o processo – dependendo do entendimento – retornará ao juízo do 1º Grau, para o regular prosseguimento.

Imagens fortes! Fotógrafo é vítima de negligência no Socorrão II e precisa de placa para reparar grave erro…

SEMUS DIZ QUE VAI ABRIR INQUÉRITO ADMINISTRATIVO PARA APURAR ATENDIMENTO FEITO A DANIEL SOARES E, SE COMPROVADA A NEGLIGÊNCIA, TOMARÁ AS MEDIDAS CABÍVEIS.

Parte do calcanhar teve que ser retirado, pois o ferimento, mal tratado, gangrenou

Material, que precisa ser adquirido, custa, em média, R$ 900

Eu não sou de mostrar, no blog, imagens fortes, mas o caso do fotógrafo Daniel Soares, que foi vítima de negligência no hospital Socorrão II, em São Luís, choca e merece ser registrado, até para que outros não aconteçam e a  Prefeitura  tome suas  providências, bem como o Ministério Público faça sua parte. Ele sofreu um acidente de moto, no final de abril, e foi levado para a emergência e lá a equipe que o atendeu fez a sutura do ferimento sem fazer a devida assepsia. A parte afetada gangrenou e tiveram que tirar parte do calcanhar do rapaz que agora vive o drama para tentar comprar uma placa de implante para amenizar a situação.

Segundo informações de amigos, Daniel foi atropelado quando descia de um mototáxi, na porta da sua casa, por um carro desgovernado. O condutor, que seria um conhecido político de São José de Ribamar, aparentemente embriagado, evadiu-se do local sem prestar nenhum tipo de socorro.

Amigos, que acompanham o caso de Daniel, também pedem ajuda financeira para comprar a placa, necessária para recompor o calcanhar de Daniel. Ele se encontra internado, no momento, no Socorrão II,  à espera de uma cirurgia plástica para fazer o enxerto. Uma nova intervenção será feita nesta terça-feira (23), mas a família ainda não conseguiu adquirir a placa Urgotil que custa, em média, R$ 900.

Os familiares disponibilizaram a seguinte conta bancária, em nome da mãe do fotógrafo, para arrecadar contribuições espontâneas:

CAIXA ECONÔMICA

AG – 1576
DV – 01200744
OPERAÇÃO – 013
BENEDITA SOARES DE OLIVEIRA

A versão da Semus e do Socorrão II

Em nota à Imprensa, a Secretaria Municipal de Saúde (Semus), órgão da Prefeitura de São Luís, informou que Daniel de Soares dera entrada no Hospital Clementino Moura (Socorrão II), no último dia 30 de abril, vitima de acidente automobilístico, e recebeu o atendimento recomendando. O paciente retornou à unidade de saúde no dia 8 de maio com quadro infeccioso no local do ferimento, foi submetido a novo procedimento e permanece internado aguardando o laudo do cirurgião plástico para a realização de enxerto na área afetada.

A Semus garantiu, na nota, que está prestando assistência devida à recuperação do paciente e que abrirá procedimento interno para averiguar o atendimento prestado a Daniel Soares, assegurando que, caso sejam comprovadas falhas, adotará as medidas administrativas cabíveis para punição dos culpados.

“A Semus reforça que trabalha para oferecer atendimento adequado a todos os pacientes que procuram a unidade de saúde de emergência que, somada ao Hospital Djalma Marques (Socorrão I), atende diariamente pacientes graves de todo Maranhão”, diz a nota.

Vídeos – Crateras irritam moradores na Avenida Este Interna e unidade 101 da Cidade Operária…

A Cidade Operária é um dos bairros com mais problemas de infraestrutura em São Luís. Os vídeos acima mostram as condições caóticas da rua 17D, na unidade 101, nas proximidades da Unidade de Ensino Básico Dr Jackson Lago, e da avenida Este Interna.

Na rua 17 D, um morador, que pediu para não ser identificado, gravou o vídeo mostrando que os ônibus e carros, que passam pelo local, são obrigados a trafegar pela calçada da escola, arriscando a vida de transeuntes e de estudantes por conta das crateras encobertas de água barrenta. Ele cobra providências da Prefeitura de São Luís para a via, pois quem mora ali tem muita dificuldade de sair de casa.

Nos vídeos seguintes, outro morador mostra as condições da avenida Este Interna, onde os carros e ônibus só faltam virar ao passarem nas crateras, principalmente quando elas se encontram cheias de água barrenta, lama vermelha.

Os moradores se queixam de que a Prefeitura de São Luís não manda uma equipe aos locais para fazer, pelo menos, serviços de manutenção que amenizem a situação caótica.

Na última sexta-feira (19), o prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PDT), o Holandinha, reagiu aos comentários correntes de que ele abandonou a cidade. Gravou um vídeo onde diz que “não seria irresponsável de gastar recursos públicos para serviços de infraestrutura nesse período chuvoso”. E negou que tenha sumido da sua própria administração.

Espera-se que, neste próximo período sem chuvas, o prefeito e seu secretário de Obras, Antônio Araújo, mandem serviços, intervenções de infraestrutura duráveis e eficazes à Cidade Operária para amenizar o sofrimento das famílias que moram no bairro, pois esses problemas são antigos, bem anteriores a estes meses chuvosos de agora.

Hoje, toda a Cidade Operária convive com esses problemas de infraestrutura que culminam em buraqueira, alagamentos, etc. Na semana passada, manifestantes interditaram a avenida de acesso ao Socorrão II em protesto pelo descaso da via, também cheia de buracos.

Você também pode fazer vídeos sobre as condições de ruas e avenidas de seu bairro. É só enviar para o e-mail do blog: [email protected] Nós denunciamos aqui. Estamos a disposição das comunidades.

MOB realiza ação inédita para famílias do Serviço Travessia

Atividades da MOB incluíram usuários do Serviço Travessia

O governo do Maranhão, por meio da Agência Estadual de Mobilidade Urbana e Serviços Públicos (MOB), realizou uma ação inédita e inovadora com atividades inclusivas para famílias do Serviço Travessia, promovendo curso de culinária terapêutica com a instrutora da Oficina de Arte Culinária do Hospital Nina Rodrigues, Maria de Lourdes, conhecida popularmente como “Vovó Lourdes”.

Premiada ano passado com uma receita de bolo de arroz e goiabada, o reconhecimento de Maria de Lourdes foi destaque no arraial dos Supermercados Mateus. Durante o evento com ela, no último sábado (20), foram feitas deliciosas receitas que beneficiaram as mães de usuários do Serviço Travessia, ampliando sua capacitação e aumentando sua renda. Em contrapartida, seus filhos estiveram em atividades como aulas de pintura com telas, e diversas brincadeiras como o pula pula, e receberam toda assistência necessária com profissionais da área de saúde do Hospital Nina Rodrigues. Um momento único, marcado pelo brilho nos olhos de cada criança, por nunca haver brincado em um pula pula antes.“Um trabalho que não poderia ser melhor, estou emocionada, uma excelente ideia. É muito gratificante ouvir das mães os depoimentos sobre o curso de culinária. Um projeto valioso. Bela iniciativa feita com amor. Só o amor pode explicar”, declarou a instrutora de culinária, Vovó Lourdes.

A coordenadora do Serviço Travessia e Assistente Social, Jade Tauany, comenta sobre a iniciativa. “O serviço Travessia visa fornecer o transporte porta a porta, que reflete diretamente no dinheiro que economizam com o transporte. Nesta ação, oferece lazer aos usuários do Serviço e geração de renda com o curso de culinária”, afirmou.

Para que a criança com ou sem deficiência se desenvolva, o ato de brincar faz-se extremamente necessário, principalmente, quando há práticas inclusivas que as envolvam em experiências diferentes. Partindo deste princípio, a MOB em parceria com o Hospital Nina Rodrigues, ofereceu uma tarde de lazer e interação, sobre o brincar inclusivo, com atividades variadas como arte, brincadeiras e música, focando na capacidade das crianças.

“A ação que foi realizada hoje vem estreitar laços enquanto rede de assistência em saúde, parceria que existe em todos os serviços. E o Serviço Travessia que, além de cuidar destas crianças, deu oportunidade para que estas famílias ficassem aos nossos olhares, com atividades terapêuticas lúdicas, enquanto as mães estavam com a Vovó Lourdes preparando receitas práticas com apoio de uma nutricionista. Nossa intenção foi juntar forças através do Governo do Estado e estreitar a rede intersetorial de assistência no Estado proporcionando o que governador Flávio Dino sempre prioriza, mostrar o seu zelo com o cidadão maranhense”, declarou o diretor geral do Hospital Nina Rodrigues, Dr. Ruy Cruz.

“Esta ação foi de grande importância para mim, porque eu estava em um nível de estresse alto, e foi bom ter participado porque acabou meu estresse na hora, e aprendi bastante com a Vó. Amei ela. Sem falar na apostila que a gente ganhou. Os pães que ela fez estavam muitos gostosos. O João amou ter brincado no pupa pula!Para ele foi a primeira vez, foi a maior alegria da vida dele, subiu escada e ele até agora está eufórico contando toda hora,, não para de sorrir contando, muito bom mesmo”, relatou Rosimeire Barros Carvalho, 41 anos, mãe do João Victor, usuário do Serviço Travessia.

A iniciativa visa, também, proporcionar reflexão sobre o convívio com a diferença, respeitando a particularidade de cada um. Momento único, com mães e filhos extremamente agradecidos e emocionados por terem sido lembrados e por viverem algo inédito em suas vidas.

Anexos

  1. Ação beneficiou mães e crianças atendidas pelo Serviço Travessia
  2. Ação beneficiou mães e crianças atendidas pelo Serviço Travessia
  3. Ação beneficiou mães e crianças atendidas pelo Serviço Travessia