Zona Rural de São Luís reduz homicídios pela metade em 2018

Enquanto em 2017 foram 85 homicídios na região, em 2018 o número caiu para 41

A presença da polícia e o aumento no número de abordagens a pedestres, veículos particulares e ônibus em 2018 já rendeu resultados positivos para os moradores da Zona Rural de São Luís.

Com ações desenvolvidas nos quase 50 bairros da região – como Maracanã, Quebra Pote e Rio Grande –, o trabalho de prevenção do sistema de segurança do Governo do Estado reduziu em 52% o número de homicídios em 2018 em relação a 2017.

“O número de homicídios caiu, assim como o de roubos a coletivos. Também estão circulando menos armas, o que se deve à estratégia adotada. Há uma queda acentuada em São Luís inteira, mas com o incremento no número de ações aqui na Zona Rural e o aumento da presença da Polícia, diminuiu a prática criminal”, explica o comandante do 21º Batalhão de Polícia Militar, tenente-coronel Harlan Silva do Nascimento.

Enquanto em 2017 foram 85 homicídios na região, em 2018 o número caiu para 41. As ocorrências de assaltos a ônibus também tiveram redução significativa. Foi registrada queda de 20% entre os dois anos. Já a quantidade de roubos de veículos teve redução de 49%.

As operações, realizadas o ano todo, recentemente contaram com o acréscimo do efetivo. “Recebemos mais policiais há cerca de dois meses e agora com certeza faremos um trabalho ainda melhor”, afirma o comandante.

Os números na Zona Rural confirmam a tendência observada em São Luís nos últimos quatro anos. A capital e as cidades que formam a Grande Ilha – Ribamar, Paço do Lumiar e Raposa – tiveram as maiores quedas no número de homicídios entre todas as capitais nordestinas e suas regiões metropolitanas nos últimos quatro anos.

Os homicídios caíram 63,60% na Grande Ilha na comparação entre 2014 e 2018. Em 2014, foram 910 assassinatos nas quatro cidades da Ilha. Já em 2018, caiu para 331.

Programação do Natal de Todos 2018 acontecerá até dia 30 de dezembro

Na edição de 2018 o público pode participar de shows, do tour natalino com jardineira pelo Centro Histórico, video mapping, cantatas, Sarau de Natal e muitas outras atrações

Com sucesso de público, o Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado de Cultura e Turismo (Sectur), estende a programação do Natal de Todos, na Vila Encantada, na Praça Dom Pedro II e Benedito Leite. O período oficial da festa vai até o próximo domingo (30).

Na edição de 2018 o público pode participar de shows, do tour natalino com jardineira pelo Centro Histórico, video mapping, cantatas, Sarau de Natal e muitas outras atrações. Paralelo ao evento na Vila Encantada, o espetáculo de luzes e cores foi levado a vários pontos da região central e outras áreas da capital que estão recebendo decoração especial. A festa tem o apoio cultural da Companhia Energética do Maranhão (Cemar).

Para o secretário de Estado da Cultura e Turismo, Diego Galdino, o novo formato do Natal de Todos tem atraído o público para os espaços públicos. “Ampliamos as atrações e, aproveitando o espaço histórico e de grande beleza arquitetônica da cidade, criamos uma vila cenográfica cheia de luz e magia onde as crianças e famílias poderão, durante todo o mês de dezembro, se divertir no Natal de Todos”, afirmou.

O Complexo Natalino engloba a Praça Benedito Leite e a Praça Dom Pedro II, que foram transformadas com diversos cenários que simbolizam o período natalino. As crianças têm se divertido nas praças com Soldadinho de Chumbo, Ursinhos Polares e Boneco de Neve, além da Casa do Papai Noel, e o sucesso da chuva de neve e das luzes da bola encantada. Os elementos de Natal estão decorando as fachadas dos principais monumentos da cidade, entre estes, praças, igrejas, prédios históricos e outros espaços públicos.

Quem gostou da inovação nos espaços públicos foram os visitantes, como o administrador de empresa Jefferson Adalto Martins Nogueira, que levou o filho de 7 anos e a filha de 1 ano e 5 meses para se divertir no Natal de Todos. “A gente percebe que as pessoas vêm e apreciam de toda as formas, tanto no sentido do espírito natalino, como de forma culturalmente. Muito legal o que a gestão pública está fazendo”, comentou.

A assessora parlamentar Denise Pereira também trouxe o filho Pedro Arthur, de 1 ano, para compartilhar da festa natalina. “Estou feliz em saber que a festa vai ganhar mais alguns dias, assim a gente pode vir mais vezes e ainda convidar amigos que ainda não tiveram a oportunidade de conhecer a Vila. Essa festa resgata o espírito natalino. Aqui é um local tranquilo e seguro, feito para toda a família”, disse.

A vovó Sálua Gedeon trouxe o netinho Érico, de 4 anos, e duas filhas para passear na Vila Encantada. Ela disse estar maravilhada com tanta programação e atividades culturais ofertadas no período. “Eu achei o espaço muito bacana. Meu netinho está adorando poder correr e ver esse tanto de atrações específicas para a garotada”, avaliou.

Réveillon de Todos 2018 em São Luís é estendido, ganha 6 noites e recebe Zeca Baleiro

A programação do Réveillion de Todos 2018 em São Luís ganhou muito mais atrações. Em vez de uma noite, agora vão ser seis noites. O anúncio foi feito pelo governador Flávio Dino, que também revelou que a programação do Natal de Todos vai ser ampliada.

A noite da virada já estava garantida, com a banda Raça Negra como uma das atrações. E o Natal de Todos, com várias atrações nos arredores da Praça Dom Pedro II, iria até este domingo (23). Agora vai ganhar mais uma semana.

“A nossa programação de Natal em frente ao Palácio dos Leões irá até o dia 30 de dezembro. A programação do Réveillon começa dia 27 de dezembro e vai até o dia 1º de janeiro. Todos estão convidados”, disse Flávio Dino por meio das redes sociais.

Entre as novidades anunciadas, está o show de Zeca Baleiro, no dia 29 (sábado), na Avenida Litorânea. A noite ainda vai ter o show de Criolina. As apresentações são uma parceria do Governo do Maranhão com o Festival BR, onde Zeca Baleiro iria se apresentar no mês passado, mas não conseguiu por causa das fortes chuvas.

No dia 30 (domingo), o Ceprama recebe os blocos Jegue Folia, Lamparina, Bota pra Moer com Criolina, Bloco Bittencá e Acolá com Flávia Bittencourt e Bloco Samba, cerveja e Argumento. É o grito de carnaval com a participação dos blocos q fizeram grande sucesso no Carnaval do circuito Beira Mar.

No dia 1º de janeiro, a festa é na Praça Dom Pedro II, com participações de Zeca Baleiro, Flávia Bittencourt, Celia Maria, Joãozinho Ribeiro, Josias Sobrinho e outros.

Veja abaixo a programação completa do Réveillon de Todos 2018:

PROGRAMAÇÃO REVEILLON DE TODOS

Dia 27 / Quinta-feira

Praça do Reggae

Rua da Estrela, Praia Grande, centro histórico de São Luís

A partir das 19h

Tribo de Jah

DJ Ademar Danilo

DJ Natty Nayfson

Trancistas + Artesanato + Roupas + Acessórios

Dia 28 / Sexta-feira

Praça Nauro Machado

A partir das 19h

Bloco Tradicional Os Vampiros

Show Djalma Chaves

Boi Encantos do Olho D’água

Show SambaCeuma

Dia 29 / Sábado

Avenida Litorânea

Governo do Maranhão e Festival BR apresentam

19h – Dj A Lenda Brother

20h30 – Show Criolina

22h – Show Zeca Baleiro

Dia 30 / Domingo

Madre Deus / Ceprama

Cortejo (Concentração a partir das 16h30 no Beco do Gavião)

Tribo Curumim

Fuzileiros da Fuzarca

Bloco Akomabu

Escola Marambaia do Samba

Palco do Ceprama

19h – Bloco Jegue Folia

20h – Bloco Lamparina

20h45 – Bloco Bota pra Moer com Criolina

21h30 – Bloco Bittencá e Acolá com Flávia Bittencourt

22h15 – Bloco Samba, cerveja e Argumento

Pôr do Sol – Forte Santo Antônio

17h30 – Grupo de Choro Regional Deu Branco

Dia 31 / Segunda-feira

Av Litorânea

Show da Virada

19h – DJ Paulo Pringles

20h30 – Fabrícia e Banda

22h – Argumento

23h30 – Raça Negra

01h – Guto Ximenes com Levada do Teco

02h30 – Gerrard Lima

Tenda Eletrônica (Djs)

Desert

Kisifux

Flávio Pastel

Dia 1º/ Terça-feira

Praça Pedro II, Centro Histórico de São Luís

Show de Boas Vindas 2019

A partir das 17h

Coral Paz e Bem

Banda do Bom Menino

Flávia Bittencourt

Show ‘Com o afeto das canções’ – Joazinho Ribeiro e

Milena Mendonca

Celia Maria

Josias Sobrinho

Primeira etapa das obras da Rua Grande e requalificação do Complexo Deodoro serão entregues dia 22

A requalificação urbana desse espaço essencial para o desenvolvimento de São Luís é a maior entre as obras que vem sendo realizadas pelo Iphan na capital maranhense

Um espaço público de qualidade, priorizando os pedestres, com urbanismo ordenado, e possibilitando às pessoas vontade de permanecer, usufruir e conviver. Essa foi a premissa que conduziu a primeira etapa das obras de requalificação urbana da Rua Grande, em São Luís (MA), a partir da reestruturação de todo o Complexo Deodoro, que agora permite aos visitantes e moradores uma nova dimensão e percepção das Praças Deodoro e Panteon e das alamedas Silva Maia e Gomes de Castro.

No dia 22 de dezembro, esse espaço, que também inclui as quatro primeiras quadras concluídas da Rua Grande, será reaberto. Para que isso ocorresse, o Governo Federal, por meio do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), investiu quase R$ 20 milhões nas intervenções, executadas em parceria com a Prefeitura Municipal de São Luís, em um ano de obras. Os resultados desse empenho serão conhecidos em evento aberto ao público, marcado para as 17h30, com a presença da presidente do Iphan, Kátia Bogéa; do prefeito Edivaldo Holanda Junior; do diretor do Departamento de Projetos Especiais do Iphan, Robson de Almeida; do superintendente do Iphan no Maranhão, Maurício Itapary; entre outras autoridades locais.

Além de toda a fiação ter sido embutida nesse primeiro trecho da Rua Grande, outro grande impacto para quem chega ao local é a dimensão das novas praças. O projeto executado contou com soluções urbanísticas e arquitetônicas que resgatam a importância histórica do local, antes conhecido como Campo de Ourique, e a vista privilegiada da Biblioteca Benedito Leite. As praças e alamedas estão agora mais integradas, como se formassem uma grande e única praça, com espaços acessíveis e sem obstáculos, que é um verdadeiro convite ao pedestre. Foi ainda pensando nisso que a obra incluiu também um novo paisagismo, iluminação pública, mobiliário urbano e pavimentação, além da abertura de pequenas praças rebaixadas, que funcionam como recantos para a permanência.

Por 11 anos, os bustos haviam sido armazenados no Museu Histórico e Artístico do Maranhão e agora foram higienizados e restaurados para retomar seu local de destaque, em frente à Biblioteca Benedito Leite

Outro grande destaque na nova configuração do Complexo Deodoro foi o retorno dos bustos de grandes personalidades das artes e letras do Maranhão à Praça Panteon. Por 11 anos, eles haviam sido armazenados no Museu Histórico e Artístico do Maranhão e agora foram higienizados e restaurados para retomar seu local de destaque, em frente à Biblioteca Benedito Leite.

Desde 1998, os bustos são uma homenagem póstuma oficial e permanente a Clodoaldo Cardoso, Gomes de Sousa, Henriques Leal, Arthur Azevedo, Urbano Santos, Dunshee de Abranches, Nascimento de Morais, Gomes de Castro, Bandeira Tribuzi, Maria Firmina, Arnaldo de Jesus Ferreira, Ribamar Bogéa, Coelho Neto, Raimundo Corrêa, Raimundo Teixeira, Raimundo Corrêa de Araújo, Silva Maia e Josué Montello, por sua contribuição às artes no Estado. Forjados em bronze, eles são resistentes ao sol e às chuvas e contam com placas que identificam cada um desses intelectuais maranhenses.

Todas essas intervenções integram a proposta de oferecer uma maior apropriação e valorização da Rua Grande, em uma série de obras por todo o seu percurso. A requalificação urbana completa desta que é a principal via do centro comercial e de serviços da capital maranhense prevê investimentos de mais de R$ 36 milhões, em ações que continuam nos próximos meses. A execução vem sendo realizada em etapas, na medida em que a Prefeitura de São Luís libera as áreas com a retirada do comércio informal e reordenamento do trânsito. Além do que já foi feito, o projeto também prevê o embutimento da fiação, valorização das fachadas, revisão dos sistemas de saneamento e de combate a incêndio, sinalização turística e viária.

A Rua Grande é uma marca no urbanismo e na história de São Luís. Identificada desde os primeiros registros da ocupação da cidade, ela possui grande importância social e econômica, já que é peça fundamental na sustentabilidade das atividades comerciais da capital e na geração de emprego e renda no centro histórico. Integrando esse contexto urbano estão as praças Deodoro e Panteon, as alamedas Silva Maia e Gomes de Castro e os edifícios institucionais de seu entorno, que compõem o desenvolvimento da região.

A requalificação urbana desse espaço essencial para o desenvolvimento de São Luís é a maior entre as obras que vem sendo realizadas pelo Iphan na capital maranhense. Nos últimos cinco anos, foram concluídas oito intervenções pelo PAC Cidades Históricas, somando cerca de R$ 14,2 milhões investidos pelo Governo Federal. Os recursos promoveram a requalificação da Praça da Alegria e restaurações da fachada de azulejo do sobrado da Praça João Lisboa, 37; do sobrado da Faculdade de História; do sobrado da Fapema; do Teatro Artur Azevedo; do antigo Fórum Universitário da UFMA (Curso de Direito); do Palácio Cristo Rei (Reitoria da UFMA); e do Museu de Artes Visuais. Também estão em execução as obras de restauração do Palácio das Lágrimas, da Junta Comercial, do Centro Artístico Operário, do Centro Educacional Guaxenduba, do Teatro João do Vale e do Teatro Tablado, com contratos que somam investimentos de R$ 10,9 milhões.

Hotéis preveem 10% a mais de movimento no Réveillon deste ano em São Luís

Além do já tradicional Réveillon de Todos, São Luís contará com programação durante os dias que antecedem o Natal, garantindo agenda de eventos culturais ao longo de todo o mês de dezembro

Com vasta programação que começou desde o início do mês, as festividades de fim de ano em São Luís devem aquecer o turismo na capital maranhense em 2018. A expectativa do setor é de crescimento de até 10% na ocupação em hotéis e pousadas, em relação à movimentação do ano passado. As festas do Natal de Todos, promovidas pelo Governo do Maranhão em parceria com a Prefeitura, já entraram no calendário do turismo.

Saulo Bezerra, gerente geral de um hotel próximo à orla de São Luís, celebra a venda de quase todas vagas disponíveis para o fim do ano: “Em 2017, tivemos mais de 90% dos quartos ocupados. Este ano só não vendemos todas as reservas ainda porque decidimos segurar um pouco mais em função da alta demanda.

A dirigente sindical Mary Silva, que atua no setor de turismo há 20 anos, diz ver “um esforço muito grande do governo para incrementar o setor, com um trabalho que rendeu ao Maranhão este ano a presidência do Fórum Nacional dos Secretários e Dirigentes Estaduais do Turismo (Fornatur), uma instituição que agrega todos os estados”.

Mary Silva diz ainda que divulgação nacional mostrando que São Luís é o destino turístico mais procurado para o ano que vem também ajudou a alavancar o interesse dos visitantes pela cidade.

Além do já tradicional Réveillon de Todos, São Luís contará com programação durante os dias que antecedem o Natal, garantindo agenda de eventos culturais ao longo de todo o mês de dezembro.

“Desde 2015, o governador Flávio Dino tem investido na estruturação do Natal e Réveillon de Todos, com vasta programação cultural, reforço da segurança pública e apoio aos turistas. O resultado é que ano a ano cresce o número de visitantes na capital maranhense, em especial turistas de Estados vizinhos, para aproveitar sobretudo as festividades do Réveillon de Todos”, explica o Secretário de Cultura e Turismo, Diego Galdino.

Para o presidente do Sindicato Empresarial de Alimentação e Hospedagem do Maranhão (Sehama), Paulo Humberto Coelho, é importante que o Governo fortaleça a implantação de um calendário turístico para garantir a divulgação do Estado como um dos principais destinos do Brasil.

“A implantação de um calendário de eventos é fundamental para a programação do trade turístico. Assim podemos ofertar aos visitantes uma agenda de atrações com antecedência para que eles possam se preparar”, diz.

“Enfrentamos muitos desafios e dificuldades, mas o Réveillon, por exemplo, atrai sempre muitos turistas, especialmente do Pará, Piauí e Tocantins. Neste ano, certamente teremos uma movimentação maior em relação ao ano passado. O governador Flávio Dino é muito aberto para o diálogo”, acrescenta Coelho.

Raça Negra e outras atrações farão show da virada no Réveillon de Todos 2019

Um grande coro deve tomar conta da Avenida Litorânea, em São Luís, na virada do dia 31 de dezembro. Os sucessos da banda de pagode Raça Negra serão parte das atrações do Réveillon de Todos 2019. Gratuitos, os shows começam a partir das 19h.

A festa é organizada pelo Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Cultura e Turismo (Sectur), e tem a parceria da Prefeitura de São Luís. Além do palco principal – que recebe também as bandas locais Fabrícia e Banda, Grupo Argumento, Guto Ximenes com a Levada do Teco e Gerard Lima –, uma tenda DJ vai animar quem gosta de música eletrônica. Estão confirmados os Djs Paulo Pringles (Jovem Pan/SP), Desert, Ksyfux e Flávio Pastel.

A banda Raça Negra já começou os preparativos para o show. Os sucessos que embalam gerações já estão confirmados. “Dia 31 de dezembro estaremos aí com vocês no Maranhão, nesse Nordeste maravilhoso que eu adoro. São Luís, aguarde o Raça Negra, que no dia 31 de dezembro faremos o maior show para vocês, para todo mundo começar o ano com muito amor e carinho”, disse o vocalista da banda, Luiz Carlos.

Raça Negra

Comum nos churrascos, festas de família e mais recentemente em memes nas redes sociais, o Raça Negra foi a primeira banda de samba a tocar numa rádio FM com a música “Caroline”. Na década de 90, entrou para o Guinness Book com a canção “É tarde demais” devido à marca de mais de 600 execuções em rádios num só dia.

Aos 35 anos de carreira, o grupo traz na bagagem 12 vinis, 28 CDs e quatro DVDs e mais 36 milhões de discos vendidos.

Programação

31/12 – Segunda-feira

Avenida Litorânea

19:00 DJ Paulo Pringles (Jovem Pan)

20:30 Fabrícia e Banda

22:00 Argumento

23:30 Raça Negra

01:00 Levada do Teco

02:30 Gerrard Lima

03:30 encerramento

São Luís é a capital que mais reduziu homicídios no Nordeste nos últimos 4 anos

Os homicídios caíram 62% na Grande Ilha na comparação entre 2014 e 2018

São Luís e as cidades que formam a Grande Ilha – Ribamar, Paço do Lumiar e Raposa – tiveram as maiores quedas no número de homicídios entre todas as capitais nordestinas e suas regiões metropolitanas nos últimos quatro anos.

Os homicídios caíram 62% na Grande Ilha na comparação entre 2014 e 2018. Como as estatísticas de dezembro ainda não estão concluídas, foi considerado o período de janeiro a novembro tanto em 2014 quanto em 2018. Em 2014, foram 832 assassinatos nas quatro cidades da Ilha. Já em 2018, caiu para 313. Uma queda de 62%.

Um levantamento feito nas estatísticas oficiais das demais capitais nordestinas mostra que nenhuma delas chegou perto desse número. As estatísticas foram colhidas nos sites das respectivas Secretarias de Segurança Pública de cada Estado. Ou seja, são dados oficiais.

A única capital nordestina que não entrou no levantamento foi João Pessoa, já que os dados mais recentes se referem apenas ao primeiro trimestre do ano.

Sete quedas e um aumento

Os homicídios caíram 62% na Grande Ilha na comparação entre 2014 e 2018

Das oito capitais e regiões metropolitanas do Nordeste pesquisadas, sete tiveram queda nos homicídios em 2018 na comparação com 2014. Apenas uma, Recife, registrou aumento.

Mas nenhuma das capitais chegou perto da redução de 62% verificada na Grande Ilha maranhense.

Teresina, no Piauí, é a capital que mais se aproxima desse desempenho, com redução de 28% nos chamados Crimes Letais Violentos Intencionais (CVLI) entre 2014 e 2018. O CVLI é formado majoritariamente por homicídio, mas também inclui latrocínio e agressão fatal – ou seja mortes violentas provocadas intencionalmente.

No caso de Teresina, foram levados em conta os períodos de janeiro a outubro para os dois anos, já que os dados de novembro ainda não estão disponíveis. Igualmente com queda de 28%, aparece Maceió, com dados atualizados até novembro referentes ao CVLI.

Depois vem Natal, com queda de 26% e dados do CVLI atualizados também até novembro.

Salvador e região metropolitana conseguiram reduzir os homicídios em 16%. Nesse caso, o período é de janeiro a setembro para os dois anos (2014 e 2018). Os números de outubro e novembro de 2018 ainda não estão disponíveis.

Aracaju e região metropolitana tiveram uma redução de 14% até o mês de setembro. Nesse caso, a comparação de janeiro a setembro de 2018 teve que ser feita com o ano todo de 2014, uma vez que não há estatísticas mensais disponíveis para aquele ano em Alagoas.

Ou seja, a redução foi de no máximo 14% na Grande Aracaju. Se forem registrados novos homicídios entre outubro e dezembro, essa redução será mais modesta. Portanto, não há hipótese de a queda ser maior, apenas menor.

Já Fortaleza teve uma queda de 4% no CVLI. Os dados estão atualizados até novembro. Recife e região metropolitana foram as únicas a ter aumento nos homicídios, de 36%. O período corresponde até outubro.

A queda de 62% nos homicídios da Grande São Luís está ligada diretamente ao aumento nos investimentos da Segurança Pública, além da adoção de novas estratégicas desde o início do governo Flávio Dino, em 2015.

O Maranhão atingiu a marca recorde de 15 mil policiais no Estado. Em quase quatro anos, foram entregues 1.078 novas viaturas. Dezenas de prédios foram construídos e reformados.

Além da queda nos homicídios, São Luís deixou em 2017 a lista das 50 capitais mais violentas do mundo, de acordo com a prestigiada lista da ONG mexicana Segurança, Justiça e Paz.

Edivaldo anuncia para o dia 20 o pagamento da 2ª parcela do 13º salário

A antecipação da primeira parcela em julho e o pagamento em dia da segunda neste mês de dezembro demonstra mais uma vez o compromisso do prefeito Edivaldo com o servidor municipal

O prefeito Edivaldo Holanda Junior (PDT) anunciou nesta quarta-feira (12), em suas redes sociais, a data do pagamento da segunda parcela do 13º salário, que estará na conta dos servidores municipais no dia 20 deste mês. O pedetista já havia antecipado no mês de julho a primeira parcela, mesmo com a opção de pagar integralmente o valor apenas no fim do ano.

“Fico muito feliz que a nossa gestão, mesmo neste cenário de crise nacional, esteja cumprindo com rigor mais esse compromisso. O pagamento do salário em dia valoriza o servidor e aquece ainda mais a economia da capital neste período de festividades”, publicou o prefeito em seus perfis nas redes sociais.

A antecipação da primeira parcela em julho e o pagamento em dia da segunda neste mês de dezembro demonstra mais uma vez o compromisso do prefeito Edivaldo com o servidor municipal, uma das marcas da sua gestão, que encerra o ano sem ter tido qualquer atraso nos salários, tendo inclusive na maioria dos meses adiantado o dinheiro nas contas dos funcionários públicos.

A gestão do prefeito Edivaldo está na contramão de outras cidades e estados que não conseguiram honrar os seus compromissos salariais, sobretudo por causa da queda progressiva dos repasses federais, resultado da crise em que vive o país. É o caso das Prefeituras de Natal, Aracaju e Maceió (sem previsão de pagamento até o momento) e a do Rio de Janeiro (ainda vai pagar a primeira parcela do benefício).

Com a administração responsável e planejada, o pedetista se destaca entre os gestores que conseguiram manter as contas em dia. Mesmo isso sendo uma obrigação das gestões públicas, diante do cenário em que vive o país, o feito merece ser evidenciado, ainda mais neste período de fim de ano, em que se espera uma economia aquecida e seguindo em curva ascendente.

Centro de São Luís volta a ser reocupado após anos de esquecimento

Natal de Todos 2018 atrai milhares de pessoas ao Centro Histórico de São Luís

Centenas de pessoas lotaram a região em frente ao Palácio dos Leões no último sábado (1º) para acompanhar a abertura da programação de Natal 2018. Mas a bela decoração natalina e as estonteantes projeções em vídeo mapping não são os únicos fatores por trás da crescente reocupação do Centro de São Luís. Antes relegada ao esquecimento, a região central da cidade vem sendo repaginada graças a uma série de obras de revitalização de espaços públicos, que tem mudado o visual da capital maranhense.

Uma dessas intervenções foi a requalificação da Praça Dom Pedro II. Executada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) em parceria com a Prefeitura de São Luís, a obra foi entregue no mês do aniversário de São Luís e desde então não para de atrair ludovicenses e turistas.

O que também tem ajudado a resgatar o interesse das pessoas pelo Centro Histórico são as atividades culturais, como o passeio Serenata Histórica, o Festival BR-135 e a Feirinha São Luís, que desde junho de 2017 anima os domingos na Praça Benedito Leite, com direito a comercialização de artesanato, produtos agroecológicos e de uma grande variedade da gastronomia local.

Complexo Deodoro e Rua Grande

O Centro da cidade começa aos poucos a ser resgatado, depois de um longo período de abandono pelo poder público

Outra obra que promete aumentar ainda mais o fluxo de pessoas no Centro de São Luís é a do Complexo Deodoro, que vai ser entregue pela Prefeitura no próximo dia 18 de dezembro. O complexo engloba as praças do Pantheon e Deodoro e as alamedas Gomes de Castro e Silva Maia.

Mas as novidades não param por aí. No segundo semestre de 2019 a Prefeitura promete inaugurar umas das intervenções urbanísticas mais significativas: a requalificação da Rua Grande. Há tempos a população reclama dos problemas estruturais de uma das ruas mais tradicionais de São Luís.

O Centro da cidade começa aos poucos a ser resgatado, depois de um longo período de abandono pelo poder público. É certo que ainda há muito por fazer, mas já é possível perceber que a região vem ganhando gradativamente o brilho de tempos gloriosos.